História Don't be shy! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Personagens Originais
Tags Bnha, Kirishima, Kirishima X Reader, Kirishima X Shy!reader, Romance
Visualizações 37
Palavras 730
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pois é, essa é a primeira oneshot que eu posto aqui, na verdade é a primeira história mesmo
E é com o kirishima porque eu to viciada nesse garoto
Eu queria ter postado isso ontem, no meu aniversário pra poder dizer "o aniversário é meu mas quem ganha o presente são vocês"
Infelizmente não deu né

Capítulo 1 - Capítulo único


Era mais um dia normal de aula, pelo menos era o que eu pensava até a bendita aula terminar. Tudo estaria normal se o seu melhor amigo, Eijirou Kirishima, também conhecido como garoto por quem eu estou perdidamente apaixonada, não estivesse com o comportamento deveras estranho. O ruivo mal falou comigo, geralmente trocávamos algumas palavras durante a aula e levávamos bronca do professor, mas dessa vez ele não me direcionou nenhuma palavra sequer, e eu já estava ficando bem incomodada com isso.

Com certeza eu não estava começando a ficar paranoica pensando se a culpa era minha e que tinha feito alguma besteira. Estava tão perdida em meus pensamentos que se não fosse por uma bolinha de papel acidentalmente, eu acho, atirada na minha nuca eu ainda estaria relembrando as minhas conversas com o Kirishima pra saber se eu falei alguma besteira. Guardei meu material o mais rápido que pude e disparei em direção ao meu melhor amigo.

- Kirishima! – falei enquanto segurava o pulso do ruivo – Aconteceu alguma coisa? Você mal falou comigo hoje...

- A- ah! [S/n]! Não me mata de susto não! – ele parou de andar, e parecia estar bem nervoso – Bem... eu queria conversar com você sobre um assunto... – Merda, eu fiz alguma besteira, ele não quer mais ser meu amigo, só pode. Calma [S/n], não vamos tirar conclusões precipitadas.

- Q- que assunto...? – a cada palavra dita, não importando se era minha ou dele, eu sentia mais medo.

- Só me segue. – agora era ele que segurava meu pulso. Quando fui ver eu estava em um lugar um pouco mais afastado.

Eu realmente não sabia onde estávamos, já que a U.A é gigantesca e meu senso de orientação é uma bela de uma bosta. Eu já estava imersa em pensamentos diversos até sentir a mão que antes estava no meu pulso agora se encontrar segurando minha mão, seguida de outra mão deslizando sorrateiramente pela minha cintura. Quase imediatamente eu senti meu rosto esquentar, provavelmente eu estava corando cinquenta tons de vermelho. Eu olhei pro rosto do ruivo que se encontrava na minha frente, com um olhar de determinação e bochechas que fariam com que qualquer um que olhasse pra ele tivesse uma certa dificuldade em diferenciar sua face de seu cabelo.

- Não seja tímida...- Ele falou enquanto aproximava seu rosto do meu. Jesus, ele ia mesmo fazer o que eu estou pensando? Ele vai mesmo me beijar!? Eu realmente não sei o que fazer! Eu nunca beijei na vida! Talvez eu devesse parar de entrar em pânico e me concentrar no que vai acontecer agora? Talvez. A única coisa que eu pensei nesse momento foi “fecha os olhos, não fica nervosa e aproveita o momento”, mesmo que não entrar em um completo nervosismo seja bem difícil.

Eu fechei os olhos e percebi que durante todos esses pensamentos o ruivo já havia selado nossos lábios em um selinho. Porra, eu tenho que pensar menos as vezes. Acho que se passaram uns cinco segundos, que pra mim pareciam uma eternidade, até ele pedir passagem com a língua, que eu, obviamente, cedi. Nossas línguas dançavam em um ritmo lento, é assim que escrevem beijos em fanfics certo? A mão do ruivo que estava segurando a minha agora foi parar na minha nuca, pressionando ainda mais os nossos lábios, enquanto a outra se manteve na minha cintura, apertando a mesma levemente. Posicionei minhas mãos desajeitadamente em volta de seu pescoço. Ficamos desse jeito até bater a falta de ar. Se fosse para eu descrever esse beijo em uma palavra seria “perfeito”

- Eiji... – eu só chamo ele assim quando eu estou muito carente, espero que ele não se importe com essa proximidade súbita – Você não tinha dito que queria conversar comigo? Acho que até agora não houve nenhuma conversa né? – falei com um sorriso tímido em meu rosto, que por sinal ainda estava corado.

- Eu acho que exagerei um pouco na parte da conversa, eu queria mesmo era te fazer uma pergunta. – ele fez uma pequena pausa antes de continuar – Q- quer... namorar comigo?

Nesse momento eu agradeci aos céus por não ter que ficar na friendzone e dei um selinho nele, porque eu ainda sou frouxa demais pra começar um beijo de língua, logo depois dizendo um “sim” animado.

Pois é Kirishima, acho que você ainda vai passar um tempo falando "não seja tímida" pra mim.


Notas Finais


EU SÓ SINTO UMA COISA ALÉM DAS MINHAS MÃOS DOENDO: ORGULHO
Isso me deu trabalho porque eu escrevi no meu caderno, passei pro pc e ainda editei as coisas aqui
Obrigada por ler (e favoritar se você favoritou, te amo rsrs)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...