1. Spirit Fanfics >
  2. Don't die in the future; Manjiro Sano - Mikey >
  3. Vocês namoram...?

História Don't die in the future; Manjiro Sano - Mikey - Capítulo 3


Escrita por: Maconheira__TwT

Notas do Autor


Oii minah, eu n vou seguir fielmente o manga o anime, então se tiver coisas diferentes é por esse motivo. Desculpa qualquer erro.

Boa leitura❤.

Capítulo 3 - Vocês namoram...?


Fanfic / Fanfiction Don't die in the future; Manjiro Sano - Mikey - Capítulo 3 - Vocês namoram...?

3 anos no futuro.

Dor...

Foi isso que eu senti quando você morreu. Eu não aguento mais. Eu perdi você, perdi o Ken-chin, eu perdi tudo.

Eu sinto falta do seu sorriso, do seu toque, de você. Você se jogou no meu lugar, e eu não pude fazer nada para impedir, mas eu não posso culpar ele por você ter se matado, por que a culpa foi minha.

Se você estivesse aqui, falaria que não era a minha culpa, mas eu sei que a culpa é minha.

É a minha culpa por ser fraco, e não conseguir salvar os meus amigos e você, é minha culpa desistir de nós, por desistir de você.

A única coisa que eu tenho de você é o seu colar, com a nossa aliança de namoro. Eu te prometi muitas coisas, mas não consegui comprir nada. Bom, uma coisa eu consegui comprir, que eu te amaria para sempre.

O "nós" virou só eu. Me desculpe por

não ser forte o suficiente...

.

.

.

.

3 anos no passado

-— Takemichi, se você não acorda agora, eu vou manda uma foto zoada sua pra' Hinata! - falei enquanto batia nele.

-— Hã, que? - Takemichi ainda estava confuso pelo o que estáva acontecendo.

-— VAI, ACORDA PESTE. - gritei irritada

-— I-Isa? - perguntou com lágrimas se formando em seus olhos

— Esse é o meu nom- - antes que eu pudesse terminar de falar, o meu irmão mais novo - por três minutos de diferença - pulou em cima de mim.

— VOCÊ TÁ' VIVA. -dizia entre as lágrimas.

-— Sim, eu tô'. Agora sai de cima de mim. - falei um pouco assustada pela a atitude do meu irmão.

Murmurou uma palavra inaudível e saiu de cima de mim.

.

.

.

[Takemichi pov's]

[Quebra de tempo]

Escola

Naoto me falou que ela se suicídiou no futuro. Mas eu não entendo, como uma garota tão alegre se suicídiou.

Naoto também me falou que ela namorava Kisaki, mas anos antes namorou outra pessoa

— Por que eu não consigo me lembra com quem ela namorava? - perguntava para mim mesmo em minha mente

Isso eu vou descobrir depois. Agora o meu maior objetivo é salvar a Isabella e a Hinata.

.

.

.

[Isabella pov's]

— ISA! - gritou Hinata, correndo até mim.

— Ele tá' apanhado, né? - perguntei, mesmo sabendo a resposta.

— Sim... - falou a Tachibana, a cabeça baixa.

— Tô' indo lá. - falei com um semblante sério.

Chegando aonde meu irmão mais novo estáva, pude ver uma multidão. Corri até o meu irmão que já estáva todo machucado. Senti o meu sangue ferver ao ver essa cena. Quando Kiyomasa iria socar o meu irmão mais uma vez, segurei o punho.

— I-irmã o q-quê você tá' f-fazendo?! - perguntou Takemichi, incrédulo.

— Kiyomasa, Kiyomasa, que feio bater em uma pessoa mais fraca você. - falei séria, apertando mais ainda o punho dele.

— Me solte sua vadiazinha. - disse irritado.

Transferi um chute na barriga dele, o fazendo se ajoelhar.

— Hello, você sabe com quem você tá' falando? - perguntei pisando na mão dele, fazendo ele soltar um grito acudo.

— Acho que você não sabe. - ri pelo nariz. — Vadiazinha, eu sou umas das fundadoras da Toman. - falei vendo todos incrédulos.

— Eu mando em você seu merda. - soquei o rosto dele.— Eu fasso a porra que eu quiser. - ri pelo nariz. — Miau. - sorri.

— Ei, Isa.

— Você atraiu uma baita multidão. - falou

— Ah, Ken-chin você sabe que amo multidões. - falei me levantando.

— Ei, ei? Ken-chin? - chamou um baixinho, que eu conheço muito bem.

— Hã!? Não me chame por esse apelido, Mikey, e você também Isa. - nos repreendeu.

— Meu dorayaki acabou. - falou o loiro com o sorriso de sempre.

Todos (menos eu) fizeram uma referência e falaram "Bom trabalho presidente."

— Sano-kun, eu... sou da 3° unidade de ataque especial. - falou um cara que nem tive o trabalho o olha o rosto.

— Sou Akaishi. - ele tentou se aproximar de Manjiro, mas o mesmo passou reto. Draken falou alguma coisa que eu não ouvi e nem fiz questão.

O Sano se aproximou do nós e, Kiyomasa se levantou igual um raio.

— Bom trabalho. - falou Kiyomasa.

O Draken chutou o estômago do Kiyomasa, que como consequência o fez cair de joelhos.

— Kiyomasa, quando você passou a ser tão importante? - perguntou com desdém.

— Vai mesmo comprimentar o presidente se curvando tão pouco? - perguntou Draken.

— Eu, eu entendi!!! - exclamou Kiyomasa.

Mikey foi até o meu irmão e, eu fui até o Draken correndo.

— Ken ~ - cantarolei pulando em seus braços.

— Oi, Isa. - falou sorrindo.

— Qual é o seu nome? - perguntou o loiro

— Takemichi Hanagaki. - falou o Hanagaki mais novo.

— Entendo, Takemicchi. - falou o loiro.

— Hã? T-takemicchi? - perguntou

— Foi isso que o Mikey falou, então é isso que será, certo, Takemicchi? - falou Draken, ainda comigo em seus braços. Mikey falou mais algumas frases. Mas o que mais me chamou atenção foi "Você vai ser a minha putinha!!!". Sai do colo do Kenchin e, fui até os dois.

— Mikey, que porra é essa de putinha?! - falei com um semblante sério.

— Você tá' com ciúmes, Bella? - perguntou Mikey animado.

— Não, eu só achei estranho você chamar o meu IRMÃO de putinha. - falei dando ênfase a palavra irmão.

— Se você quiser eu te chamo de putinha. - falou Mikey, sorrindo. Filho da puta. Filho da puta lindo.

— Mikey eu vou te agredir. - falei olhando para o mesmo, que apenas riu, o'que me deu mais vontade de bater nele.

— Isa, você namora o Mikey? - perguntou Takemichi

— Sim. - falei, e ouvi sossurros sobre mim e ele, que foram cessados ao olhar para eles.

— Ata... - falou o loiro ainda sentado no chão.

— Vai, levanta encosto. - falei estendendo a minha mão para ele.

O mesmo pegou a minha mão e levantou. O Mikey foi até o Kiyomasa e chutou o rosto dele, logo em seguida o segurou pelos os cabelos e, socou o rosto de Kiyomasa e, falou mais algumas coisas, mas eu nem prestei atenção.

— Bella? - me chamou

-— Sim?

-— Você quer que eu te chame de putinha? - perguntou Mikey, com uma cara de inocente, mas eu sabia que de inocente esse menino só tem a cara.

— Manjiro Sano... eu vou te bater. - falei, quase voando no pescoço dele.

— Tá bom, então eu vou te chama quando você estiver na minha cama. - falou com um sorriso malicioso.

-— MANJIRO. - o repreendi envergonhada. Mikey olhou para o meu irmão e disse:

-— Até mais tarde. - despediu-se

-— TAKEMICHI, HOJE EU NÃO VOU PRA' CASA. - gritei, pois já estava longe.


Notas Finais


Até♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...