História Don't Leave Me - Taegi - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, Monsta X
Personagens Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Tags Taegi, Taehyung!bottom, Vga, Vsuga, Yoongi!top, Yoontae
Visualizações 563
Palavras 1.427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, FemmeSlash, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tava com tanta preguiça de postar mas se ficasse sem minha irmã me mataria, além do mais aqueles dois anjinhos que comentaram o primeiro capítulo foram minha motivação❤ Esse capítulo tem 1427 palavras então peguem seus copos de leite com nescau e se preparem pra ler

Capítulo 2 - O Preço do Seu Sorriso


Fanfic / Fanfiction Don't Leave Me - Taegi - Capítulo 2 - O Preço do Seu Sorriso

  -x- 23 anos atrás -x- 


 "Não faltava muito para Haneul chegar no hospital junto com Joohyun, seu marido. Ela estava com oito meses e não via a hora de Taehyung nascer, ela preparou tudo com muita antecedência. Roupas, brinquedos, mamadeira e tudo que é necessário para um bebê que estaria prestes a nascer. 

 -Chegamos. - Dizia Joohyun desligando o carro e saindo do mesmo logo ajudando Haneul a descer. Eles se sentaram na recepção esperando serem chamados pelo médico e enquanto aguardavam Haneul acariciava sua barriga a todo momento com uma expressão um pouco desolada, coisa que deixava seu marido cada vez mais preocupado. - Haneul, querida. O que você tem?  

-Um mal presságio... - Falou ela olhando sua barriga. - Estou com medo pelo Taehyung. 

 -Não vai acontecer nada com ele, deve ser apenas impressão sua. Ele está bem. - Joohyun deu um breve beijo na barriga de sua esposa e ouviu ela ser chamada na sala do médico então deixou um beijo em sua testa. - Vai lá, vai ver como está tudo bem com nosso filho. 

 Haneul concordou secando as lágrimas que mesmo insistindo para não caírem desciam por seu rosto e acompanhou o médico até sua sala. 

 A consulta foi breve, o médico apenas entregou os exames que tinha feito em Taehyung para saber se no próximo mês ele iria nascer bem e saudável. 

 Joohyun estava esperando sua esposa enquanto olhava as horas no celular a cada momento, estava ansioso. Sua atenção logo foi tirada da tela do celular quando ouviu Haneul o chamando e assim que a olhou ela estava com os exames de Taehyung na mão e chorando desesperada. Ele correu até ela a abraçando e afagando seus cabelos dizendo: 

 -O que foi? Por que está chorando? O que aconteceu? 

 -Eu sabia Hyunie... - Dizia ela em pranto enquanto as lágrimas continuavam caindo sobre seu rosto. - Meu Taehyung... Eu pressentia, por que tem que ser assim? 

Aquelas palavras deixavam Joohyun ainda mais confuso e assustado acima de tudo. 

 -O que aconteceu com nosso filho? - Perguntou ele já começando a chorar junto com sua esposa pressentindo o pior. 

 -Ele vai nascer cego..." 

 -x- dias atuais -x- 

 Haneul estava acabando de arrumar um vaso de flores em cima da mesa da sala quando ouviu baterem na porta então olhou seu marido sentado no sofá lendo o jornal e perguntou: 

 -Quem será? 

 -Provavelmente Seokjin. - Disse ele sem tirar os olhos da matéria que estava lendo sobre um assalto que tivera a alguns dias. 

 -Mas ele tem as chaves... - Ela foi até a porta e a abriu vendo Jin entrar levando duas sacolas cheias e as colocando sobre a mesa soltando um suspiro aliviado por ter se livrado do peso. - Chegou tarde hoje Seokjin, aconteceu algo? 

 -Não - Falou se sentando no sofá e cumprimentando Joohyun porém sem receber resposta devido a grande atenção que o mesmo estava dando ao jornal. - Demorei porque estava escolhendo esses livros pro Tae. 

 -Obrigado Seokjin. - Haneul foi até as sacolas e olhou dentro, tinham vários livros, todos escritos em braile. Taehyung iria gostar, desde que aprendeu que mesmo cego poderia ler simplesmente passando os dedos por cima de bolinhas ele não parava mais de ler aqueles livros, Jin e seus pais sempre levavam para ele. - Não precisava se incomodar... 

 -Está tendo uma campanha no hospital para ajudar deficientes visuais e estavam doando várias coisas e quando vi esses livros pensei no Tae e resolvi trazer todos pra ele. - Jin se levantou e pegou as sacolas. - Vou levar para o Tae, ele está acordado? 

Haneul acenou com a mão afirmativamente e Jin foi em direção ao quarto de Taehyung. Quando chegou abriu a porta com certa dificuldade e colocou as sacolas no chão com bastante cuidado pois Taehyung estava dormindo abraçado ao seu ursinho de pelúcia e parecia tão calmo e tranquilo que Jin teve receio de o acordar. 

Após tirar todos os livros da sacola Jin se sentou na pequena mesa que tinha no quarto e ficou mexendo no celular enquanto esperava Taehyung acordar. 

 Jin trabalhava na casa de Taehyung a quatro anos, era enfermeiro e foi contratado pelos pais do mesmo para cuidar dele. Isso incluía ajudar Taehyung em tudo que ele precisasse e o ensinar a andar pelos cômodos da casa, motivo esse que fez o garoto chorar até não aguentar mais na noite anterior. Eles tinham se mudado e Jin estava ajudando Taehyung a contar os passos de um determinado lugar da casa até outro, para que assim ele pudesse andar sozinho mas após as quatro quedas ele desistiu. Foram poucos porém preciosos anos para os dois rapazes, eles se tornaram bons amigos. Jin era sempre protetor, como um irmão mais velho. Inventava brincadeiras nas quais Taehyung pudesse brincar sem problemas, contava piadas horríveis que de tão ruins chegavam a ser engraçadas fazendo Taehyung rir escandalosamente. Ele cozinhava sempre, sua comida era deliciosa e ele sempre achava que iria acabar deixando todos daquela família gordos já que eles amavam a comida e sempre pediam para Jin cozinhar, coisa que ele fazia sempre com muita alegria. 

 Taehyung acordou e como sempre ficou sentado na cama abraçando seu urso quieto e calado, esperando que sua omma, seu appa ou Jin aparecessem. Não demorou muito. Assim que ele acordou Jin foi até sua cama o abraçando forte: 

 -Dormiu bem Tae? 

 -Sim hyung... Dormi como um anjinho - Disse animado pois ele mal tinha acordado e já estava falando com Jin. - Me ajuda a me arrumar hyung? 

 -Claro.

Jin ajudou Taehyung a escovar os dentes e a lavar o rosto e depois o ajudou a se vestir. Quando acabaram desceram para a cozinha e Jin fez para ele seu café da manhã preferido, torradas com muita manteiga e leite morno com chocolate. Deixou ele comendo enquanto adiantava tudo para fazer o almoço já que o mesmo insistiu até cansar para ele preparar japchae no almoço. 

 -Eu trouxe um presente para você Tae. - Disse Jin se sentando ao lado de Tae e esperando ele acabar de comer. 

 -Mesmo? O que é? - Ele ficou animado, tanto que se esqueceu de comer devagar e acabou se sujando. 

 -Livros novos. - Jin o ajudou a se limpar sorrindo com a animação do garoto. - Vários livros novos. 

 -Que legal hyung, a gente pode aproveitar e arrumar minha prateleira de livros? Ela está toda bagunçada. 

 -Podemos sim Tae, tudo que você quiser para poder te fazer sorrir assim sempre... 



 ♠♠♠


 Taehyung estava sentado em sua cama com as pilhas de livros ao seu lado, ele estava pegando um por um e passando os dedos na capa para ler os títulos e entregar para Jin dizendo se ele já tinha lido, se estava lendo ou se ainda não leu. A estante de livros dele era divida em três partes e ele gostava dela sempre organizada e limpa da poeira. Na primeira parte que era a de cima ficavam os livros que ele estava lendo, na segunda parte que era a do meio ficavam os livros que ele ainda não leu e na terceira parte que era a de baixo ficavam os livros que já terminou de ler.  

Ele era bem organizado com suas coisas, não gostava que as pessoas pensassem que só por culpa de sua deficiência ele era uma pessoa desleixada e desorganizada. Suas coisas sempre andavam em ordem, ele tinha em seu quarto uma mesinha com um banco onde ele gostava de sentar às vezes para ler seus livros, uma mesa de cabeceira, a prateleira com seus livros, sua cama e seu guarda roupas. Jin sempre ajudava a manter o quarto limpo e arrumado e para Taehyung não se sentir inútil sempre dava um jeito de colocar ele pra ajudar como podia, afofando os travesseiros, falando onde devia colocar os livros e coisas do tipo. 

 -Esse eu já li. - Falou ele entregando o livro para Jin e pegando outro. - Hyung o que vamos fazer depois? Estou entediado 

 -Depois vou te ensinar a andar no seu quarto... Para quando eu não estiver aqui você poder ir sozinho pegar seus livros e ler e quando aprender vai tentar andar pelo resto da casa. 

 Taehyung concordou e continuou dando os livros para Jin, ele estava com medo mas sabia que era só aprender a contar os passos que ele conseguiria andar. Tae nunca gostou de mudanças por esse motivo, deixavam ele inseguro. Mas naquele momento o que mais o assustava era que ele estava pressentindo que algo pior para ele estava por vir.


Notas Finais


Só o que tenho a declarar é que no próximo capítulo teremos a aparição do nosso amado açúcar. Espero que tenham gostado da leitura >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...