História Don't leave me - Taehyung (BTS) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Red Velvet
Personagens BamBam, Irene, Jackson, JB, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jisoo, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Seulgi, Wendy, Yeri, Youngjae, Yugyeom
Tags Blackpink, Bts, Caio, Descoberta, Got7, Helen, Red Velvet, Romance
Visualizações 14
Palavras 1.587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei :)
Boa leitura ♥️

Capítulo 4 - Novas amizades


                                                           Na escola


  Mais um dia de aula tinha se iniciado, passei por aquele grande portão novamente, que pra mim no primeiro dia era um arraso, agora não passa mais de um portão monótono. Fui até o jardim onde, como sempre, todos os alunos ficavam. Até que com o olhar encontrei Taehyung e seu grupo, dessa vez com aquela vaca da Joy. Espera, eles namoram? Nossa, ele parece ser uma pessoa tão legal, como aguenta essa garota?

  Do nada, bateu uma saudade dos meus pais, saudade do abraço quente e confortante de meu pai, os conselhos da minha mãe ah.. o sentimento que me define nesse exato momento. Fui interrompida de meus devaneios quando uma menina veio falar comigo.

  Espero que ela não queira confusão também.

  -Olá, você é nova aqui certo? -falou sentando ao meu lado. -Meu nome é Jisoo. E o seu?

  -S/N..

  -Oh S/N! Já é o segundo dia de aula e você tá aí, sozinha! Você não gosta de se enturmar? - indagou Jisoo

  -Eu..eu tenho vergonha.

  -Ah meu Deus, então eu vou te ajudar! - falou me puxando do banco sem deixar eu me pronunciar.

  Não sei, mas ela me parece ser legal. Ela me arrastou até um grupo de meninas que estavam atrás da escola.

  -Ei meninas voltei! - falou ofegante. -Trouxe a S/N comigo, ela é nova aqui!

  -Olá S/N. - falaram em uníssono.

  Cada uma se apresentou, eram elas Jennie, Lisa e Rosé, ficamos conversando sobre coisas aleatórias, papo vai, papo vem, o sinal desgraçado tocou interrompendo nossa conversa. Infelizmente elas não eram da minha sala, o que fazia lembrar que eu iria ficar sozinha na maioria do tempo, elas eram muito legais, tinham um papo legal, em momento algum me julgaram pela minha aparência, sendo bonita ou não, nem por nada. Andamos em direção ao jardim, mas antes de chegar lá já ouvíamos a voz da diretora.

  -EI ORGANIZEM-SE EM FILAS! - a velha gritava.

  Fomos cada uma para sua forma, como demorei a chegar, todos chegaram mais rápido do que eu e ficaram na frente, seguindo a fila, fiquei no fundão, resumindo, fiquei na bagunça.

  O grupinho do Taehyung brigando com o de outro garoto, e era uma briga só, estava observando as pessoas quando parei o olhar em um garoto que estava encostado numa árvore do jardim, ele ficava me observando a ponto de me incomodar, até que ele se desencostou da árvore e veio andando em direção a fila. Uau, como ele é lindo!

  Percebi que algumas pessoas estavam comemorando por algum motivo, eu não sabia,  pois eu estava apreciando a beleza do.. Pera, eu nem sei o nome dele! Ah meu Deus.

  -Ei! Por que estão comemorando? -perguntei para um garoto da minha sala

  -Não vai ter aula para 101,105 e 106! E nós somos 101!! NÃO VAMOS TER AULA! -o garoto falou aos pulos.

  Fiquei rindo da cara dele até todas as turmas subiram menos a minha, a do Taehyung e a da Jisoo.

  Fui procurar elas mas não achei, logo a diretora abriu os portões para que nós pudéssemos sair. Fiquei um parada um pouco no portão esperando elas mas nada.

  -Essas garotas foram abduzidas? -reclamei

  -Está falando da Jisoo? - Namjoon perguntou

  -Sim, porque?

  -Ela e as outras garotas terão que ficar, estão fazendo um trabalho da eletiva delas.

  -Ah sim, obrigada. - falei pegando meu celular

  Não iria ter aula, então fui ligar para minha tia. Mas ao chamar, ouvi o toque do seu celular ali, onde eu estava. Ao olhar para o lado minha tia estava ali, vestida formalmente, com uma mala.

  -Tia?

  -O que você está fazendo fora da escola? -falou passando a mão em meu cabelo

  -Não terá aula, então liguei para senhora. Aliás posso saber onde a senhorita vai com essa mala? -falei num tom brincalhão

  -Ah sim. Ah essa mala? Eu estou indo para o aeroporto, tenho uma viagem de negócios, não vou passar muito tempo fora, daqui à uns 2 dias estarei de volta. -falou

  -Ah ok, mas meu tio tá em casa? -falei um pouco preocupada.

  -Sim, sim ele está, ele ficará lá com você. Bom ele agora está no mercado, não poderá te buscar, consegue voltar sozinha?

  -Si..sim. - falei gaguejando.

  -Ok, nós vemos depois de amanhã! - me deu um abraço e um beijo na testa e continuou seu trajeto.

  Ficar com meu tio? Sozinha? Aí meu Deus, espera voltar pra casa, mas, eu não sei! Fiquei tão paralisada que simplesmente falei qualquer coisa! Ah droga ferrou! Comecei a andar de um lado para o outro, pensando em alguma forma de voltar para casa, poderia ir de ônibus, mas com que dinheiro? Voltei ao lugar que eu e minha tia estávamos mas ela já não estava mais lá, fiquei perturbada quando alguém de repente falou.

  -Ei! Você está bem?

  Virei-me para a pessoa, ao olhar, consegui lembrar que o garoto que estava a minha frente é o garoto de mais cedo, na árvore! O meu Deus como esse garoto é lindo! Fui interrompida de meus pensamentos por ele novamente.

  -Ei! Ei, menina?

  -O..Oi, Oi sim. -falei gaguejando

  -Você está bem? - ele falou passando a mão em meu rosto

  Aí se eu fosse você não faria isso.

  -Se eu..eu estou bem? Não eu sou nova aqui, e.. eu tô perdida. -falei com dificuldade

  -Ah sim. -deixou uma breve risada escapar. -Qual é o nome do seu bairro?

  -E..eu não sei, só sei que a minha rua é conhecida como a rua da mangueira! - falei já sentindo uma lágrima escorrer pelo meu rosto.

  Eu ligava para meu tio, ele não atendia de jeito algum.

  -Rua da mangueira? Ah eu moro nessa rua! - falou sorrindo.

  -Vamos ali pegar minha moto. - falou apontando para uma moto do outro lado da rua.

  Mesmo não conhecendo ele direito, aceitei mesmo assim, quando fui pensar nos riscos, nas coisas que poderiam acontecer já tinha chegado em casa.

  -Chegamos. - falou parando a moto.

  -Minha casa é logo ali, muito obrigada. -me curvei em forma de agradecimento.

  -Ah, aquela casa amarela? - falou gaguejando um pouco. -Não tem do que agradecer.

  -Agora já aprendi, não vou lhe perturbar mais, tchau! -acenei e caminhei em direção a casa.

  -Espera! -ele gritou

  -Sim? - falei me virando a ele

  -Eu não me apresentei, que educação a minha. -riu

  -Ah, é verdade! Bom, meu nome é S/N. -falei estendendo minha mão.

  -S/N..uau, que nome lindo, é.. meu nome é Mark! - falou me comprimentando. -Então.. é isso S/N! -rimos.

  -Ok, tchau. -rimos novamente.

  Caminhei até em casa, sem virar para trás, só escutei o barulho da moto indo embora. Nossa cara, peguei uma carona com o garoto bonitinho da escola. Queria gritar, mas só fiz uma dancinha maluca mesmo, até que meu tio abre a porta.

  -Você tá bêbada? -ele perguntou me fazendo parar.

  -Ah, é..na.. não era só.. uma dancinha que aprendi. -falei muito envergonhada.

  -Tsc! Ata. -ele riu. -Entra logo garota.

  Entrei e senti o medo de ficar com aquele cara em casa. Logo subi troquei de roupa e desci novamente. Ele estava na sala jogando videogame e comendo salgadinho, parecia um adolescente.

  -Ah droga! -gritou a perder mais uma partida.

  -Posso tentar? -falei sentando ao seu lado.

  -Bom, não sei se você vai conseguir, porque esse jogo é muito difícil, você sabe mexer nos contro..

  -Ganhei! -falei dando o controle ao meu tio.

  -Q..que? Mas já? Eu tô a semanas nessa fase! -arregalou os olhos.

  -É? Isso prova que sou melhor que você. -ri descontraída.

  -Ah é? Então vamos provar isso agora. Vamos jogar uma partida multiplayer.

  Eu ria de me acabar, eu era expert naquele jogo, eu e Caio jogávamos diariamente. Estávamos jogando quando de repente.

  -UHUL! -gritei pois tinha ganhado!

  -NÃOOO! -meu tio se lamentou!

  -É, você é boa mesmo!

  Ficamos jogando por um bom tempo, até que ele foi cozinhar algo, então joguei sozinha.

  Uns minutos depois ele aparece na sala com dois super sanduíches.

  -Uau! -ri

  -Toma, um meu um seu. - falou me dando o sanduíche.

  -Mas, primeiro escolha um filme para nós assistirmos. -falou me impedindo de colocar o sanduíche na boca.

  -Ah, mais eu gosto de filme de terror, e ninguém gos..

  -Eu amo filme de terror! -falou dando um grito

  -Ok então. -falei dando play

  “A Bruxa”, amo esse filme, mas ele está na minha de “dão medo”.

  Assistimos o filme mas logo no final, mesmo sabendo o que aconteceria, fiquei muito tensa, pois era a cena de mais suspense. Eu assistia muito esse filme com meu pai, eu era bem pequena, uns 4 ou 5 anos, sim meu pai era um desnaturado mesmo.

  -AHH!! -gritamos em uníssono com o susto do filme

  Alguns segundinhos, percebi que estava totalmente agarrada em meu tio, eu estava muito colada, quase em seu colo, nossos rostos estavam muito pertos a ponto de eu consegui sentir sua respiração ofegante. Me desgrudei um pouco, e terminei de assistir o filme.

  -Nossa que filmaço! -Yoongi falou

  -Verdade!

 Ficamos conversando um tempo sobre coisas aleatórias. Até que nós paramos e ficamos nos olhando, nossa meu tio é muito bonito, mas como ele é bipolar.

  -Sabe S/N, eu quero te falar a verdade. -hesitou um pouco. -E..eu, sinto.. -foi interrompido por seu celular.

  -Hã? Como? Como deixaram isso acontecer? Vocês são uns irresponsáveis viu! Ah tá bom, ok, o buxa aqui resolve. -falou com raiva ao telefone.

  Sem terminar de dizer, saiu disparado de casa. Deitei-me ali mesmo e fui assistir um programa qualquer acabei dormindo.

  

  

  



  

 







 


  


Notas Finais


Espero que tenham gostado, quero saber o que estão achando, comentemm
Desculpem quaisquer erros, até o próximo capítulo❣️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...