1. Spirit Fanfics >
  2. Don't Leave Me >
  3. Capítulo 1

História Don't Leave Me - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 1


Hayes, Brent
23 de Dezembro

 

Abro os olhos quando ouço passos adentrando o quarto, encaro o Dr. Chavier parado em frente a cama onde Bianca deveria estar e ele retribui o olhar. 

-Como ela está?- Pergunto me levantando.

- A cirurgia foi um sucesso, conseguimos conter a hemorragia e agora Bianca está na UTI. As primeiras vinte e quatro horas são fundamentais pra ela, descobriremos como ela vai reagir com os novos medicamentos e só o que nos resta a fazer agora é esperar.

Solto todo o ar preso em meus pulmões, Dr. Chavier sai do quarto pedindo licença e eu me jogo na poltrona ao lado da cama. Pego meu celular e mando uma mensagem para a minha mãe avisando que logo estarei em casa, visto meu casaco e saio do quarto indo até a UTI.

- Bom dia, eu gostaria de saber se posso ver a Bianca Hayes.- Falo para a enfermeira parada ao lado de um dos quartos.

- O senhor é?

- Marido dela, Brent Hayes.

A enfermeira me encara por alguns segundos e logo passa a procurar algo em sua prancheta.

- A senhora Hayes ainda não pode receber visitas, seu estado é crítico e não podemos autorizar ninguém a vê-la.- Ela morde os lábios me olhando com pena, passo as mãos pelos cabelos pronto para implorar para que me deixe ver minha esposa quando ela levanta um dedo- Mas... Como eu estou vendo que o senhor está desesperado eu o deixo vê-la um pouquinho!

Suspiro aliviado e a acompanho, paramos em frente a um quarto e a enfermeira puxa uma corda que levanta a cortina da enorme janela de vidro, que dá acesso ao quarto de Bianca. Observo seu corpo imóvel deitado na cama e encosto minhas mãos no vidro.

- O senhor tem meia hora, voltarei daqui a pouco para lhe acompanhar até a recepção.- Fala saindo de perto de mim logo em seguida.

Bianca tem vários aparelhos ligados ao seu corpo, na sua mão direita tem uma agulha ligada ao soro e sua cabeça está enfaixada por conta da cirurgia que fez a poucos minutos. Suspiro e fecho os olhos desejando profundamente que ela acorde. A oito dias minha esposa não abre os olhos, a oito dias não ouço sua voz reclamando pela pasta de dente aberta que eu sempre esqueço em cima da pia, a oito dias eu não sou mais o mesmo. Os dias passam devagar e, toda manhã ao chegar no hospital meu único desejo é ver seus olhos se abrirem e escutar sua risada contagiante.

Lívia pergunta todo dia pela mãe e meus olhos se enchem de lágrimas toda vez que eu tenho que responder, "a mamãe logo logo estará em casa meu amor". É nisso que eu quero acreditar, é nisso que Lív acredita.

Passo longos minutos apreciando seu rosto e logo a enfermeira aparece me chamando para ir embora. Ao sair do hospital encontro Jason parado ao lado do carro.

- Bom dia senhor.- Ele cumprimenta.

O cumprimento de volta com um aceno de cabeça entrando no carro logo em seguida.

_¥_

Abro a porta de casa e entro tentando fazer o mínimo de barulho, deixo as chaves em cima da mesa e subo as escadas em direção ao quarto de Lívia. Abro a porta devagar e encontro minha mãe deitada na cama, me aproximo e observo Lív dormindo tranquilamente ao seu lado.

- Você está bem?- Mamãe sussurra pra mim.

Não respondo apenas acaricio os cabelos da minha filha. Lívia se espreguiça, despertando aos poucos e segura minha mão.

- Bom dia meu anjo.- Falo me sentando ao seu lado.

- Bom dia papai.- Sussurra com sua voz sonolenta de bebê.

Lhe dou um beijo na testa e sorrio quando ela me abraça.

- Já está na hora de levantar.- Falo me afastando.

- Só mais cinco minutos.- Lívia vira para o lado.

Minha mãe sorri e ajeita sua coberta.

- Dormir até mais tarde só hoje não fará mal.- Mamãe se levanta e aponta para a porta.

Respiro fundo me preparando para a longa conversa que teremos, desço as escadas sendo seguido por ela e me jogo no sofá.

- O Natal é daqui dois dias.- Mamãe começa a falar e eu suspiro.

- Sim eu sei.- A observo se sentar ao meu lado.- Não estou em clima de comemorações mãe, não consigo sair para um jantar de Natal enquanto minha esposa está no hospital em coma.

- Eu sei meu bem, sei que é difícil mas nós temos que pensar na Lív. Ela já está sentindo muito a falta da mãe e você sabe como ela ama essa datas.

Leslie minha irmã mais nova está organizando o jantar na casa dos meus pais como todo ano, a família de Bianca geralmente se juntava a nós, este ano todos estavam abalados demais para sequer pensar em comemorar.

- A Lív vai comemorar conosco e você vai ir também, filho eu só quero a sua presença. Pense em como sua filha vai se sentir passando o Natal sem os pais- Suspiro fechando os olhos- Faça isso por ela, Bianca adoraria que vocês comemorassem juntos mesmo que ela não estivesse.

E com isso ela me deixa sem argumentos, Bianca com certeza adoraria nos ver juntos no jantar de Natal. Balanço a cabeça concordando em silêncio, mamãe sorri e me dá um beijo na testa subindo as escadas logo em seguida.

Sigo atrás da minha mãe e entro no meu quarto escuro, as persianas estão fechadas desde o acidente. Bianca adorava ver elas abertas, mas ela não está aqui. Não há motivos para o quarto ser claro.

Fecho a porta e me dirijo ao banheiro ascendendo a luz, tomo um banho trocando as roupas sujas com cheiro de hospital por uma calsa de moleton cinza sem nenhuma camiseta. Saio do banheiro e me dirijo a minha cama, ligo o abajur e o ar condicionado me enfiando debaixo das cobertas logo depois. Fecho os olhos e tento dormir, pego no sono facilmente sorrindo enquanto sonho com ela.


Notas Finais


I'm back bitches


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...