História Don't Trust Me, Man - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Derek Hale, Isaac Lahey, Lydia Martin, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Talia Hale
Tags Amizade, Aventura, Comedia, Derek, Drama, Lobos, Pack, Sobrenatural, Sterek, Stiles, Suspense, Wolves
Visualizações 568
Palavras 1.136
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ai vai um capítulo cheio de emoções... Hohoho

O que será?

Escutem My Demons - Starset.

Capítulo 4 - Mayday!


Fanfic / Fanfiction Don't Trust Me, Man - Capítulo 4 - Mayday!

 


'' Mayday! Mayday!
The ship is slowly sinking
They think I'm crazy but they don't know the feeling
They're all around me
Circling like vultures
They wanna break me and wash away my colors
Wash away my colors! ''

 

 

Passos afoitos ecoaram na rua deserta, o som dos saltos entrando em atrito com o asfalto fazia com que o coração da garota disparasse e toda a adrenalina que corria solta em suas veias a fizesse dar o melhor de si. O melhor para não perecer. A lua cheia estava no ápice, mas aquela não era uma boa hora para contemplá-la. Não quando sua vida estava por um fio. Seus cabelos grudavam em seu rosto a medida que uma ventania começava, seus pulmões reclamavam por falta de ar porém, ela jamais pararia. Precisava sobreviver, era que seu corpo clamava, mas estava ficando difícil.  Dobrou a esquerda e por uns instantes parou de correr, o objetivo era captar algum som e seus olhos percorriam pelas sombras, mas nada se via ali. 

Um ruido alto se fez presente e a garota virou o pescoço violentamente na direção do som e a última coisa que viu foi um par de olhos brilhantes enquanto garras afiadas rasgavam sua garganta e ela emitia um grito que gelaria a alma. Ela clamou pela última vez por um nome. O baque do corpo caindo no chão era algo que daria pesadelos a qualquer pessoa. Mas matar não era o objetivo final da criatura, ainda tinha que ter mais, então ele arrastou o corpo para além das ruas. Ela fora deixada perto de um velho carvalho. E as noites se fizeram mais frias a partir daquele acontecimento. 

. . . 

Do outro lado do quarteirão, Lydia Martin acordara a vizinhança inteira com um grito gutural de dor. E um choro incessante que só ela sabia bem o que significava. Alguém acabara de morrer. ''A sorte'' era que tinha ido dormir na casa dos McCall naquela noite depois de uma festa do pijama com seus amigos, Stiles quase arrombara a porta de seu próprio quarto ao encontrar a ruiva em um estado lamentável. Scott havia ido buscar um copo com água e açúcar enquanto Liam e Isaac confortavam a mesma um abraçado a ela e o outro alisando suas costas. Em meio aos soluços onde tentava explicar o que sentira e ao que vira(sim, além da tortura de saber que alguém estava prestes a morrer ou já estava morto, às vezes a mesma tinha um vislumbre em seus sonhos), Stiles Stilinski entendeu algo como se alguém chamasse por ele. Então antes que algum dos três rapazes fizesse algo ele se atirou porta a fora e desapareceu.

. . . 

Era quase 03h00 min a.m quando Derek resolveu que seu sono não chegaria mesmo tomando as vitaminas que haviam sido recomendadas por Alan Deaton, o ''médico de lobisomens''. Ele deveria estar dormindo feito uma pedra, mas isso não acontecia desde muito tempo. Desde que voltara para Beacon Hills novamente uma série de eventos sobrenaturais acontecera, como a volta de seu tio Peter, Cora acordar de um coma após quase ser morta por Kate Argent, ataques de quimeras, Jackson se mostrar um Kanima e é claro o aumento de integrantes em seu Pack, contando com a presença do adolescente e auxiliar de veterináro, Scott McCall, Isaac Lahey, Liam Dunbar , os gêmeos insanos Ethan e Aiden, Erica Reyes, Vernon Boyd, também a descoberta de Lydia Martin ser na verdade uma Banshee e o aparecimento de Kira Yukimura uma Kitsune. 

Muitas coisas para tão pouco tempo. Ele havia se tornado o segundo no comando ao lado de sua mãe depois da morte de sua irmã mais velha. Por isso na maioria das vezes Derek Hale era um verdadeiro homem das cavernas, exigindo sempre o máximo dos demais, mas sempre com o intuito de no final conseguir que seu Pack conseguisse sair ileso. 

Ele morava sozinho agora no loft, havia deixado a mansão para sua família afim de ter um pouco de paz de espírito. Por mais que os amasse às vezes sentia que precisava ter um momento só dele. Vestiu uma camiseta azul, pegou sua jaqueta preta, calçou suas botas e saiu noite a fora. Assim que abriu a porta e pisou do lado de fora fazendo com que as folhas estalassem sob seus sapatos ele viu a lua cheia. Era algo extremamente magnífico e perturbador. Derek não sabia bem o porquê, mas nos últimos meses as coisas haviam acalmado na pequena cidade da Califórnia e aquilo para ele parecia... quase errado. Por mais que fosse apenas uma cidade pequena, Beacon Hills já havia tido várias batalhas dignas de terem um espaço nos livros de histórias. E por isso toda aquela tranquilidade era artificial para o Hale do meio.

Fazia um frio descomunal mesmo assim aquilo não era suficiente para impedi-lo de sair por ai. Deixou que seus sentidos lupinos viessem à tona e saiu por ai como se pudesse encontrar algo de fato interessante na reserva, era totalmente maravilhoso para ele viver em um local daqueles onde jamais era incomodado pela presença de outras pessoas e que pudesse deixar seu '' verdadeiro eu '' vir a tona quando quisesse. 

Derek correu por algumas horas até chegar o meio de uma clareira. Sentiu cheiro de sangue coagulado. 

- Eu sabia, estava bom demais para ser verdade! - rosnou o mesmo e seguiu o cheiro do rastro. 

. . .  

Stiles estava de joelhos próximo ao velho carvalho e mantinha-se afastado a poucos centímetros do cadáver à sua frente. Um nó se formou em sua garganta ao reconhecer a figura tão familiar, com o pescoço desconfigurado, os olhos castanhos vazios e sangue escorrendo pelos lábios. Em seu pulso estava preso uma bandana preta no qual Stiles se recordava perfeitamente. Aquilo era um aviso. 

- Por... quê? - foi só o que saiu de sua boca. 

Então ele passou os dedos levemente nos olhos da mesma fazendo com que se fechassem e apesar do sangue todo era como se a garota estivesse dormindo. 

- QUEM É VOCÊ E O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO? - uma voz grave atravessou a escuridão e cercou o castanho. 

O mesmo ficou em pé ainda encarando o corpo enquanto uma presença imponente se aproximava e olhava de perto. Derek ficou paralisado ao ver a cena. A menina não deveria ter mais de 15 anos. Estava morta. 

Ambos, Stiles e Derek ficaram olhando para o corpo sem vida sem comentar nada, sem nem ao menos tentarem matar um ao outro. Pois mais uma marca havia se feito no pobre Stilinski enquanto Derek via uma velha ferida se abrir ao relembrar o dia que sua irmã fora morta. 

 

Mais distante, perdido na escuridão um demônio os observava com um sorriso nos lábios. Algo horripilante estava para acontecer. 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...