História Don't Wanna - Jikook - Capítulo 4


Escrita por: e bbyluaxx

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bts
Visualizações 290
Palavras 1.310
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá gente, eu sou a dona da conta @bbyluaxx e bom, eu vou ajudar no encaminhamento da fanfic. Esse capítulo foi o primeiro que fiz e espero que gostem. (Apenas refiz, a dona da fic falou que não havia gostado muito do que ela postou e eu apenas reescrevi)
Bom, era só isso. Fiquem com o capítulo! <3

Capítulo 4 - 0.3 - I Don't Know You


Autora POV. 

       

        — Joker... Ou Jungkook? —

Após fazer aquela pergunta, Park esperou alguma reação de Jeon, alguma expressão, talvez... De surpresa, espanto, alegria, tristeza, nervosismo, ou qualquer coisa. Mas o que recebeu foi um suspiro frustrado, e mais uma ordem do mais velho.

— Eu mandei você sair da frente. — falou com a voz grossa fazendo Park se encolher.

Jimin fechou os olhos, se segurando ao máximo para não chorar ali mesmo, em frente ao mais velho. Ele estava com tanta saudade de seu hyung, mas parecia que ele não sentia o mesmo, e nem ao menos se lembrava do menor.

— Você acha que eu não lembro? — disse o menor encarando Jeon que tinha uma cara de tédio estampada no rosto.

Após receber essa pergunta, Jungkook apenas revirou os olhos e empurrou Jimin, sem violência ou força para que ele saísse do caminho.

— Eu não me importo com o que você lembra, eu não te conheço. Eu apenas queria que parasse de atrapalhar meu caminho. — com essa frase Jungkook deu de costas para o mais novo, mas antes de entrar em uma cabine do banheiro disse — Aliás, me chame de JoKer.

Jungkook falou com seu tom rude fazendo lágrimas silenciosas deslizarem pela grande bochecha de Park por pensar que seu hyung não se lembrava mais de si. Virou -se na direção que o maior foi não encontrando o mais velho ali. Soltou um suspiro frustrado antes de passar a mão no seu cabelo jogando o mesmo para trás e falar baixinho para si mesmo.

— É... parece que você realmente não se lembra do seu Jiminie, Kookie-ah... — enxugou suas lágrimas e saiu em passos lentos até seu carro que estava no estacionamento.

Mas, uma coisa que o pobre do Jimin não sabia, é que Jungkook escutou ele falando baixinho palavras que ele não entendia, até ouvir um "Kookie-ah..." fazendo todo o seu corpo ficar tenso.

                        ❃

Já fazia um tempo desde que Park dirigia em direção a sua residência. Jimin não conseguia parar de pensar no que tinha acontecido mais cedo.

Sua cabeça estava uma confusão, tanto que mal prestava atenção na estrada e que quase atropelou um filhote de gatinho que atravessava a rua. Jimin parou o carro, desceu e pegou a pequena bola de pelos brancos, um tanto quanto encardidos é olhou em volta, vendo se tinha alguém com suspeita de ser o dono do gato, mas, apenas pessoas concentradas em seus trabalhos estavam ali. 

Colocou ajeitadamente a bolinha de pelos na palma de suas mãos e olhou bem para os olhinhos do gato.

— Está sem dono meu bem? —

Perguntou com uma voz calma, como se o gato fosse lhe responder, mas ao invés do gato ficar quietinho, ele deu um curto miado fazendo Park soltar uma risadinha.

— Agora você tem meu bem. — voltou para dentro do carro com o animalzinho ainda consigo. Sorrio amigável para o gato colocando o mesmo no banco do carona, e então voltou a dirigir, mas agora com um pequeno sorriso no rosto.

                        ❃ 

Ao chegar em casa, Jimin pegou seu -agora- gatinho e o levou direto para o banheiro. Deixou a pequena banheira enchendo, enquanto mantinha a bolinha pequena em seus braços. Fazia carinho na barriga do gatinho, e então desceu um pouco seu olhar, percebendo que estava enganado.

— Ah! Então você é fêmea, não é mesmo? Hm... Vejamos... como eu posso chamar você? — falou para si mesmo vendo o gatinho ronronar. Sorriu se lembrando que gatinhos gostavam de carinho em baixo do "queixo" perto do pescoço. Sorriu carinhosamente vendo o mesmo levantar a cabeça em busca de mais contato.

Enquanto Jimin fazia carinho nela, ele pensava em vários apelidos fofos para poder chamar sua gatinha, até que pensou em um perfeito.

— Eu vou lhe chamar de Kookmin! —

E então, o grande sorriso que estava estampado em seu rosto mostrando todos os seus dentinhos foi murchando aos poucos . Lembrou-se da conversa que teve com o "JoKer", e que este fora o motivo pelo qual estava em casa agora.

Park suspirou, e tentou afastar a todo custo aqueles pensamentos de sua cabeça, decidindo dar banho em sua gata.

— Irei lhe chamar de CatPrincess, até segunda ordem... — murmurou em um tom brincalhão, porém desanimado.

                        ❃ 

CatPrincess já estava limpinha, cheirosa e muito bem alimentada. Jimin havia preparado um leite quente e deixou que a gatinha se lambusasse.

Agora ele estava sentado no sofá de sua casa, fazendo carinho na barriga branquinha de CatPrincess, estava prestes a fechar os olhos, mas da um prqueno pulo do sofá ao ouvir batidas frenéticas na sua porta.

— PARK JIMIN! OU VOCÊ ABRE ESSA PORTA OU EU VOU ARROMBAR! — andou cambaleando até a porta coçando seus olhos.

Mesmo o som sendo abafado pela porta, ele conseguiu identificar a voz de Seokjin ao lado de fora. Ouvi o gatinho dar um pequeno miado e foi até o mesmo colocando ele cuidadosamente sobre almofada e novamente foi a porta abrir para seu hyung que continuava a bater.

— Hyung, calma! Não precisa chamar atenção dos vizinhos. — fala Park saindo da frente da porta para seus hyung's entrarem.

— Os vizinhos que venham, você acha mesmo que eu vendo você sair correndo da faculdade sem dizer nada, no primeiro dia de aula, sem comer, e não fazer nada?! — Seokjin entrou na casa olhando diretamente para Jimin com as mãos na cintura queremos explicações.

— Mas eu to bem, não precisa substituir minha mãe, ok? — falou baixo fechando a porta.

— MÃE O MEU CU, EU SOU HOMEM! ME RESPEITA. — gritou Seokjin olhando raivoso para Jimin.

Taehyung que estava de lado a pena assistir como seus amigos poder estar se matando e depois se amando, pedindo desculpa um para o outro.

— Ta, ta, ta bom! Desculpa! Não ta mais aqui quem falou. — falou Park levantando as mais para o alto em sinal de redenção.

Seokjin bufou e se sentou no sofá, a gatinha que estava na almofada pulou para o seu colo e o mesmo deu um grupinho fino pelo susto.

— Puta merda meus ouvidos caralho! —Jimin falou alto colocando as mãos sobre suas orelhas fazendo uma careta um tanto quanto engraçada.

— Não foi em seu colo que apareceu um gato do nada! Aliás, quando você comprou ele? — perguntou carinhoso alisando a barriguinha do gato.

— Eu não comprei, achei ela na rua a caminho de casa. — Jimin da de ombros sentando ao lado de Taehyung que estava no sofá.

— É linda. Já deu o nome? — Taehyung que estava em silêncio perguntou.

— Na verdade... Ainda estou pensando nele. Catprincess até segunda ordem. —

— Ela tem cara de quem tem um nome que começa com Y... —- Seokjin comentou, pensativo, fazendo carinho na gatinha junto a Taehyung.

— Y...Y... — Jimin fica murmurando com a mão sobre o queixo, pensativo. — Que tal Yeo?.. —

— Yeon! — Seokjin gritou sorridente.

Jimin apenas concordou é olhou para Taehyung que estava com os olhos fixos na parede murmurando palavras.

Quando tudo fica em silêncio, Taehyung berra batendo palminhas.

— JÁ SEI! — fala animado sorrindo — Pode ser Yeontan. — Taehyung olha para os lados pedindo uma confirmação de seus amigos que apenas concordam.

Taehyung se levante começa fazer uma dançinha estranha com a gatinha, arrancando gargalhadas altas de seus amigos.

É, a gatinha que Jimin achou na rua iria se chamar Yeontan, e por algum motivo... ela o fazia lembrar alguém.


                 Flashback ON;


Kookie-ah! — fala Jiminie alegre.

Diga, Jimin-ah. — Kookie olha para ele com um sorrisinho.

Você gosta de animais?perguntou Jimin abraçando o mais alto pela cintura, deixando sua cabeça encostada no peito dele.

Amo gatinhos! Um dia eu vou te dar uma gatinha! Bem branquinha! — Jungkook responde sorrindo largo enquanto fazia carinho no cabelo do mais baixo. 

Por que branquinha?pergunta curioso encarando os olhos do mais velho.

Porque branco significa paz, e você me traz paz Minnie. —


Notas Finais


O que acharam do capítulo?

Espero que tenham gostado... :)

Deixem seu comentário!

Beijos e até o próximo capítulo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...