História Don't you give up - Capítulo 61


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook, Kookmin, Romance, Yaoi
Visualizações 28
Palavras 1.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 61 - 61


Fanfic / Fanfiction Don't you give up - Capítulo 61 - 61

    Calcei meus sapatos de volta,então caminhei com ele até à porta,ele não deixava de segurar minha mão,e eu sempre gostava daquela atitude dele.

-Deixa que eu tranco,logo você não estará mais aqui e começará á morar comigo.-Disse Hoseok,fazendo eu levantar às sombracelhas em surpresa,ainda está muito cedo para essas coisas.

-Você não iria me aguentar nem um dia morando com você.- Digo rindo junto com ele,observando ele girar a chave na porta.

-Você é que não me aguentaria!-Retrucou ele,enfim guardando a chave no bolso.

    Caminhamos bastante até chegar na sorveteria mais próxima,ele nunca reclamava de nada,Hoseok fazia o possível para me agradar e ele estava conseguindo.

-Por quê não come mais sorvete?-Perguntei quando ele havia terminado de comer.

-Já estou satisfeito.

-Pode repetir,eu pago mais um pra você.

    Eu não queria ter deixá-lo constragindo,porém acabei fazendo isso.Minha língua já estava ficando dormente,o clima está frio de matar,eu devia ter chamado ele era pra tomar um chocolate quente.

-Use isso.

   Ele me entregou um par de luvas pretas,que eram bastante charmosas para serem masculinas.

-Obrigado,mas não preciso.

-Ah mais você precisa sim.-Disse ele puxando minha mão para perto das suas.

    Hoseok colocou gentilmente às luvas nas minhas duas mãos,senti meus dedos ficarem mais aquecidos.

-Minha irmã me deu,mas eu nunca usei isso.Acho que ficou melhor em você,então é seu.

-Obrigado.-Sorri em agradecimento,peguei á colher de plástico e colhi um pouco de sorvete de morango.

-Eu não vou comer.-Disse ele quando eu coloquei á colher na direção da sua boca.

-Ah mais você vai comer sim!-Digo olhando seus olhos,então ele sorriu logo abrindo a boca.

    Assim que terminei de comer,me levantei e fui até o caixa pagar nosso pedido.Hoseok colocou suas mãos no bolso do seu casaco,estava fazendo de tudo para não passar frio,assim que chegar-mos em casa vou fazer um café ou um chá quente pra ele.

-Vamos.-O chamei para voltar-mos pra casa.

    Ele me caminhou comigo de volta pra casa,então percebi que estava ficando tarde da noite.Quando chegamos,a primeira coisa que ele fez foi se jogar no sofá,eu cai por cima,sentindo seus braços me arrodearem.

-Dorme aqui comigo?-Pedi fazendo biquinho pra ver se ele aceitava.

-Eu não posso deixar minha mãe sozinha por tanto tempo.

   Senti seus dedos começarem á puxar e soltar  meu cabelo,de um jeito manhoso.Enquanto meu rosto se afundou em seu pescoço,seu perfume é de uma mistura de erva doce com limão.

-Sua pele está quente,Oppa.-Digo beijando seu pescoço descoberto.

-Estranho,por que eu estou com frio.

   Hoseok não demorou muito ali comigo,então se levantou para ir até à porta.Antes que ele saísse eu puxei seu braço,ainda bem somos do mesmo tamanho,assim eu posso roubar selinhos dele à qualquer hora.Lhe dei um selinho demorado,sentindo seus lábios se prescionarem junto com a língua na minha boca,cedi ao seu ato,deixando nossas línguas "dançarem" por um tempo.

    Senti falta de ar,então me afastei sentindo meus lábios ainda marcados.Ele me deu um breve abraço,mais outro selinho rápido e deu às costas para voltar pra casa.Sentia um aperto no coração em ver-lo ir embora,mas eu sabia que logo ele iria voltar.Eu sorria feito um bobo olhando pra meu novo acessório no dedo das mãos,era realmente muito lindo aquele anel de compromisso.

    Meus olhos pesavam junto com meu corpo,caminhei com preguiça até o quarto,então tirei meus sapatos e logo me deitei.Ajeitei o travesseiro e me cobrir,deixando o sono me levar.

(Narradora pov)

A viagem estava sendo um tanto quanto longa,Jimin já estava se sentindo enjoado,mas não falava isso pra ninguém.O senhor Jeon já dormia na sua poltrona com á cabeça de Junghyun sobre seu ombro.O moreno mais novo,que é Jungkook estava encantado olhando para às nuvens que passavam pela janela.

    Jimin estava do seu lado,uma gentil aeromoça passou do seu lado,e ofereceu alguns doces,porém ele recusou.Se ele comesse mais alguma coisa poderia colocar tudo pra fora.

-Você está bem?-Perguntou Jungkook quando enfim havia tirado sua atenção da janela.


-Estou.-Respondeu Jimin quase como num sussuro.

-Não parece,seu rosto está verde.

   Jungkook levou uma das sua grandes mãos à bochecha do loiro,e puxou verificando.

-Por quê está fingindo estar preocupado?

    Aquela pergunta foi fatal para o moreno,fez ele respirar fundo.Era óbvio que Jungkook estava preocupado,mas ele nunca iria fingir ou ser falso com alguém,ele não é esse tipo de pessoa,talvez já tenha até sido.

-Esquece! -Dito isso à conversa foi encerrada.

    Jimin respirou fundo,tentou em vão fazer um jeito daquele enjoo passar.Jungkook aproveitou que o loiro havia fechado os olhos,então pegou seu celular pra tirar uma foto sua.Ambos nunca mais haviam tirado fotos juntos,porém ainda haviam algumas no celular do moreno.

-Droga!-Disse o moreno,por ter esquecido o Flash ligado,fazendo Jimin abrir os olhos de imediato.

-Apague isso!-Disse Jimin pegando no celular que estava sobre a mão do moreno.

-Não,deixa aqui.

-Me dar!-Grunhiu Jimin puxando o celular de volta pra ele.

    Jungkook acabou cedendo por pena,sorriu ao ver que Jimin não tinha força para puxar o celular nem usando às duas mãos.Jimin foi até a galeria de fotos,e se assustou ao ver uma foto que estava do lado da sua.Tinha uma jovem mulher de biquíni vermelho,seus cabelos eram longos até a cintura,seu corpo era magro e esbelto.Ele foi passando seu dedo pela tela do celular,sentindo angústia ao ver que tinha mais fotos de mulheres diferentes,mas a maioria de fotos eram dela.

-Por quê está assustado?Não era você quem saia com outro homem quando eu não estava por perto.

     Uma mistura de raiva e tristeza se fez no corpo do baixinho,era uma mágoa que ele não poderia mais esquecer.Porém ele não chorou,somente aceitou que tudo já havia acabado,agora só restava ele se concentrar em viver bem junto com Martins,pelo menos Martins acreditava nas palavras de Jimin,isso ele tem certeza.

-Você deve estar triste por ter que se separar delas,não é? -Perguntou Jimin descaradamente olhando para a reação do moreno.

-Não estou.Eu não preciso delas,aliás,eu não preciso de ninguém.
 
    Jimin tirou o cinto de segurança da poltrona,andou em passos rápidos até o banheiro do avião,e sentiu às borboletas do seu estômago irem embora,depois que vomitou tudo.

   O banheiro tinha um espelho enorme na parede,o loiro percebeu que estava realmente enjoado,lavou seu rosto com á água fria que descia da torneira.Abriu a porta do banheiro e caminhou de volta para sua poltrona.

   Jungkook parecia arrependido de ter dado o celular para Jimin,percebeu que havia deixado o loiro cabisbaixo.

-Não está com sono?-Perguntou o moreno quebrando o silêncio.

-Não,minha cabeça dói.-Confessou Jimin fechando os olhos.

     


Notas Finais


Esse Jungkook é um filho da Neide,só tá fazendo mal pro mochi,sem se importar com os sentimentos do menor.

Até o próximo,bjs *--*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...