História Donzelas das estações (Jelsa) - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões, Como Treinar o seu Dragão, Frozen - Uma Aventura Congelante, RWBY, The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai), Valente
Personagens A Fada dos Dentes, Anna, Breu, Elsa, Jack Frost, Kristoff, Norte, Olaf, Sandman "Sandy"
Tags Elsa, Jack Frost, Jelsa
Visualizações 24
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpe por demorar, mas como prometido, Grande.

Desculpe qualquer erro e boa leitura

Capítulo 44 - Tônico do gnomo


Fanfic / Fanfiction Donzelas das estações (Jelsa) - Capítulo 44 - Tônico do gnomo

Ao som da fogueira acesa, fazia Fox relaxar na cadeira de madeira que ficava ao lado da cama de Merida. E escultou a voz  fraca e seca, mal poderia ser compreendida mas ainda sim ele entendera:

- Eu... te perdoou.

Fox abre os olhos, e olha para Merida. Ele sorrir para ela.

- Você ouviu o que eu disse?

- Sim... aceito suas desculpas, mas... você é um idiota.

Fox segura a mão de Merida, ele olha em seus olhos com um sorriso amigável.

- Eu posso conviver com isso.

Merida se senta de vagar na cama, e olha sorrindo timidamente para Fox. Ela nunca sentiu isso, a palavra "amor" era estranho para ela. Merida oviu passos rápidos no corredor.

- Lá vem... três... dois... um.

Nesse momento entra Elsa.

- MERIDA.

- Elsa, não grita, a minha cabeça está doendo.

- Desculpe.

Fox se levanta e vai em direção a porta olha para as duas amigas e diz:

- Eu vou ver de tem remédio no meu quarto.

Ele fala e pisca para Merida. E sai do quarto. Elsa vai em direção a cadeira de madeira e senta, ela olha para Merida com um sorriso malicioso.

- Que foi?

Perguntou Merida, já com suspeita do assunto.

- Está apaixonada pelo Fox?

- Claro que não... não "apaixonada", acho essa palavra forte. Mas diria que estou gostando dele.

- Fico feliz por você Merida, mas... mudando de assunto, a tempestade atrasou nossa chegada a ilha por mais dois dias.

- hmm legal.

- Vai aproveitar esses dois dias não é?

- Cala boca Elsa.

- hahaha.

Elsa e Merida são melhores amigas, sempre foram unidas, mesmo no início da criação as donzelas do inverno e verão eram próximas, mesmo sendo diferentes uma da outra. 

Fox entra em seu quarto. Ele vai até a sua cama e deita. Ele olha para cima com um sorriso, ele está pensando em Merida. Mas o sorriso some quando ele bota a mão de baixo da cama. Ele tira um pequeno baú, ele o  pega e bota em cima da cama. Ele encara o baú, com medo de abrir e ver o que tem dentro do baú. Ele abre de vagar; e no canto do baú está o tônico, ele retira mas cai algo, ele pega ver um colar de flores avermelhado. Ele encara o colar, como se fosse a manifestação do seu passado. Ele coloca dentro do baú e o fecha, colocando ele de baixo da cama. E ele olha rapidamente para a porta do quarto, e Lila o encara.

- Pequena?

- Você não vai lembrar disso.

Disse Lila.

Em um estalar de dedos de Lila, Fox ficou paralisado. Como se estivesse congelado. Lila fecha a porta de vagar, ela visualizar o quarto e ver o baú de baixo da cama de Fox. Ela vai em direção ao baú e passa por Fox paralisado, ela pega o baú e se senta na cama com o baú em seu colo. Ela abre o baú de madeira e olha para que tem dentro.

- O que temos aqui? Uma carta, um livro; me admira que ele saiba ler, um diário, um mapa e... uma foto?

Ela olha para foto. Uma foto de Fox adolescente com seu pai e sua mãe.

- Interessante...

Disse a pequena Lila com uma olhar maligno. Ela guarda tudo de volta no baú e o coloca onde ele estava. Ela sai do quarto e estala o dedo novamente, que libera Fox do feitiço.

- O que... aconteceu?

Pergunta Fox sem se lembrar, ele só lembrara que tinha ido buscar o tônico para Merida. Percebemos que estava com o tônico em mãos, ele foi em direção ao quarto de Merida.

- Aqui está. 

Disse Fox com o tônico na mão.

- Beba Merida.

- De onde isso veio?

Perguntou Elsa curiosa.

- Eu tomei de um gnomo.

- Piratas... sempre simpáticos.

Merida tomou o tônico.

- Gente... ISSO É MUITO BOM.

- O que tem nessa coisa?

Perguntou Elsa aflita.

- Algumas substâncias alucinógenas.

Respondeu Fox.

- O QUE?

- Elsa deis de quando você tem chifre de unicórnio?

Perguntou Merida para Elsa enquanto olhava para sua cabeça.

- Como se reverte isso Fox?.

Perguntou Elsa. Merida rir enquanto Elsa fala.

- A Elsa tá soltando arco-íris pela boca.

Disse Merida rindo.

Fox olha para Elsa e responde.

- Tem que esperar o tônico agir.

Nesse momento Merida pula para frente de Fox coloca o dedo em seu lábio e diz:

- Eu podia te lamber todinho, porque no fundo eu sou uma garota safada.

- MERIDA.

Grita Elsa pelas palavras da amiga.

- Shhhh... você grita muito elfo mágico.

Elsa da um suspiro longo.

- Eu tive uma idéia MARAVILHOSA.

Exclamou Merida pegando o tônico e se virando para Elsa.

 -Elsa...

- Fica longe de mim sua loca.

Merida a persegue pelo quarto. Elsa movimenta sua magia para mirar nos pés de Merida e congelalos para ela ficar imóvel; mas Merida pega seu braço e faz ela atirar na janela. Merida cai em cima de Elsa que faz ela tomar o tônico.

- Hoooo

Diz Elsa sorrindo.

- legal né?

As duas começaram a rir muito.

- Sabe o que eu odeio nos homens?

Perguntou Elsa desnaturada.

- Eu não sei... eu nunca tive um.

As duas riram, e Merida começa a chorar. Enquanto Fox está escutando a conversa na frente delas.

- Merida pare de chorar por homem.

Disse Elsa enxugando suas lágrimas.

- ISSO... SOMOS FORTES... NÃO dependemos de homem nenhum.

-  O que eu mais odeio em um homem é que eles se acham os machos alfas na hora do...

- Bem esclarecedor meninas mas agora vocês precisam se concentrar.

Disse Fox.

Elsa e Merida percebem que Fox está no quarto.

- Você é tão chato Fox.

Exclamou Elsa.

- O que é Fox? F.O.X é raposa não é?

- Isso é uma história longa.

Enquanto Fox falava Merida joga o líquido do tônico na boca de Fox.

Enquanto isso Jack estava almoçando.

- Estranho elas estarem demorando tanto.

Pensou Jack aflito e vê a pequena Lila indo até a ponta do navio.

- Tio frost, venha ver.

Jack foi em direção a pequena Lila.

- Veja.

Ela apontava para ilhas de pedra com sereias em cima.

- Sorte que estamos aqui em cima.

Exclamou Jack.

- Por quê?

Perguntou Lila curiosa.

- As sereias tem um canto, que pode  enfeitiçar os homens.

- Legal.

- Vou atrás da Elsa, temos que discutir a missão .

- Ok.

Jack foi em direção ao quarto de Merida onde Elsa se encontrava.

Chegando lá viu Elsa, Merida e Fox fazendo cócegas um nos outros. Jack de aproxima e esbarra na garrafa e a pega.

- " Tônico de Gnomo" o que é isso?

Ele ler e pega uma gota que havia sobrado e lanbe para prova-la.

-NOSSA...

Lila ficou esperando por cinquenta minutos eles retomarem.

- Estranho.

Ela disse e foi em direção ao quarto de Merida. Quando chegou lá viu a porta entre aberta, ela abriu a porta de vagar. E... Merida estava dormindo em cima de Fox enquanto ele fazia tranças em seu cabelo e Elsa estava dormindo de cabeça para baixo na cama e Jack estava fazendo desenhos na parede com uma cara de psicopata. Lila vê o tônico no chão e o pega e ler.

- " Tônico de Gnomos" eu não acredito...

- Um ursinho.

Diz Jack correndo para abraçar  Lila. Lila observa com precisão ele chegar rapidamente perto dela e quebra a garrafa na cabeça dele. Ele desmaia.

- Nada pessoal tio frost.

Ela pega um pano e o queima com uma vela. E começa a falar em uma língua estranha. E a fumaça do pano preenche o quarto e todos acordam e Lila apaga a toalha.

- O que aconteceu?

Pergunta Jack aflito, querendo saber por que a sua cabeça está doendo.

- Eu tô me sentindo mal.

Diz Elsa, e logo em seguida vomitando em um balde de água suja.

- Foi a experiência mais legal que já tive.

Diz Merida que logo em seguida pega Fox pelo colarinho.

-  Onde tem mais?

- Eu... só tinha esse.

- Droga.

- Pessoal, está na hora do almoço.

Disse a pequena Lila com a cara meiga.

( Nem parece que ela acabou de bater uma garrafa na cabeça do Jack...)







Notas Finais


O próximo vai ter hentai.

Obrigado por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...