História Dope - A caçada ao assassino Frankstein. (Em correção) - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 292
Palavras 7.311
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Survival, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite pessoas, depois do clipe chocante de fake love , fiquem com Dope.

Domingo apenas avisando sai a fic nova escolhida por vocês.

Beijos da Omma

Capítulo 33 - Chapter 32


Fanfic / Fanfiction Dope - A caçada ao assassino Frankstein. (Em correção) - Capítulo 33 - Chapter 32

Fox estava inquieta na manhã seguinte ela andava por Pohang totalmente ansiosa esperando a hora que Chan ia aparecer, Hoseok e Sehun estavam alinhados de como deveriam agir quando tudo acontecesse eles simplesmente iam sumir da vista de todos, Fox achou mais viável do que eles tentarem ajudar é colocar seus disfarces em risco. Fox decide ir falar com Sil sobre as gravações de Frankie, ela achava um tanto estranho a garota não identificar a voz dele. Algo estava fedendo a podre dentro de Pohang e ela assim como Yoongi e Taehyung já tinham notado isso.


Assim que entra na cúpula ela se depara com Jimin, o mesmo estava sentado na frente do computador baixando informações.


-Bolinho...quando chegou ? -Ela questiona o cracker que virou lhe dando um olhar sério.


-Acabei de chegar, estou me conectando a seus amigos...o hacker deles acho que se chama Suho…


Fox foi até a porta a  fechando ninguém precisava saber o nome do seu aliado.


-Você está invadindo o sistema da alcatéia? E chame ele de Chip, é como é conhecido, acho que se não me engano é seu maior rival não é ? -Fox falou rindo. -Ele encara ela respondendo suas perguntas.


-Já fiz!...acha mesmo que vou deixar eles no controle de tudo, também vou me precaver...mas já recebi um contato do seus amigos eles são rápidos e estão bem linkados a tudo. E  não, ele não é meu rival não existe ninguém que chegue perto de ser melhor do que eu, então não considero meu rival, nem mesmo Sil pode.


-Bem quando puder me avise que levo você para conhecer eles e o chip, vou adorar ver vocês dois disputando. E sobre a Sil estou com uma dúvida sobre a gravação do Frankie, porque vocês não conseguem descobrir, nada ?


Jimin fechou o cenho, encarando a assassina.


-A alguma coisa na gravação, que por mais que filtramos a voz ela não bate com nenhuma do banco de dados, e  também não se assemelha a de ninguém é como se a pessoa ali fosse realmente um robô.


-Será que ele usa algum modulador diferente? -Fox pensou.


-Já tentamos com um dois filtros já pensamos em mais de um modulador ou distorsor mas não a nada ali aquela gravação foi feita por um robô, ou por algum equipamento totalmente desconhecido por mim.


-Bom vou tentar ajudar, se importa de passar a gravação a alcatéia ? Quero que o Channy de uma olhada.


-Tudo bem vou mandar para eles agora,junto com às pesquisas que já fizemos.


-Obrigado, e quando quer ser apresentado oficialmente aos membros de sua nova equipe?


-Não me importo com isso...só quero fazer um idiota pagar por ferir meu irmão.  Yon está em choque, chora o tempo todo mal consegue comer ou dormir com medo de alguém aparecer de novo e machucar ele -Jimin cerra os punhos, Fox se aproxima mais e se senta em seu colo, o cracker a encara.


-O que pensa que está fazendo Fox…-Jimin tinha um tom de perigo em sua voz...e Fox sempre era atraída pelo perigo.


-Ajudando você a pensar, traga seu irmão para cá , assim ele se distrai...e fica protegido, Nami, é uma ótima companhia e pelo que vi a idade deles é bem parecida, então a Nami vai achar um “píncipe" do tamanho dela e Yon irá se distrair um pouco esquecendo tudo que aconteceu, e você pode usar a ala psiquiátrica daqui para ajudá-lo a superar o trauma.


Jimin olha Fox e a encaixa em seu corpo descendo beijos por seu pescoço…fazendo a assassina gemer ao contato repentino de seus corpos.


-Boa menina...você é útil…sempre foi não é, por isso é a melhor? -Jimin beija Fox puxando os cabelos dela com força, ela ainda estava ferida mas Jimin fez questão de apertar a região de sua costela enquanto a beijava de forma controladora...


-Pagando bem eu sou sempre útil … -Ela ri e sai do colo dele.


-Você vai sair quando ? -Jimin mostra que realmente já estava a par de tudo que Fox fazia.


-Hoje, preciso sair de Pohang no estilo Fox e  no estilo inconfundível da alcatéia.


-Farei isso acontecer, ajudarei seu amigo e você Suho irá me avisar quando eu tiver que limpar o caminho para ele o sistema de segurança aqui pode ser chato. Aqui fique neste local -Jimin entrega um endereço a Fox junto a uma chave que ele trouxe pensando em deixar seu irmão lá, porém usaria a ideia de Fox.


-O que é isso?


-Você precisa de um lugar para ficar sem levantar suspeitas, é uma propriedade minha seus amigos já sabem do local eu estava contratando algumas babás para Yon mas acho que será mais útil a você e  a alcatéia.


-Ótimo, Obrigado Jimin…-Fox sorriu vendo Jimin virar na cadeira abrindo bem as pernas ficando relaxado, de um jeito estupidamente sexi.


-Mate Frankie Fox, e isso não é um pedido e sim uma ordem, não faço nada sem receber algo em troca…nunca se esqueça.-Fox sorriu aquele era o lado negro de Park Jimin, arrogante dominador e objetivo e  Fox adorava esse tipo de homem, principalmente quando tinha aqueles requintes de crueldade que era nítido nos olhos de Jimim. Vingança era realmente um sentimento que assassinos como Fox adoravam ver nos olhos dos outros.


-Será feito senhor… atendo com prazer todos os seus pedidos. - O sorriso dela fez Jimin sorrir também.


-Manteremos contato...não se preocupe Fox apenas faça o que mandei que recompenso você...


-Eu sei, confio em você, mas poderia me dar parte da recompensa agora não é ? -Ela sorri se aproximando do cracker que a encara.


-Tire a roupa e se ajoelhe na minha frente de cabeça baixa não me olhe se eu não mandar …-Ele ordenou e Fox obedeceu passivamente adorando toda aquela dominação .


-Agora venha aqui...-Jimin bateu em seu colo abrindo a calça após ver ela nua, ela era realmente atraente e  sabia seguir às regras do jogo que ele estava fazendo ali o que tornava tudo ainda mais excitante. Fox sorriu e  obedeceu e foi até ele que usufruiu do corpo da assassina a seu modo, o jogo foi intenso punições severas jogos perigosos um prazer sádico, é para finalizar ela não pode tocar nele até que ele permitiu, o sexo foi repleto de controle e submissão. Fox adorou conhecer o verdadeiro eu de Park Jimin principalmente na cama ele entraria fato para sua lista de melhores tranzas que já contava com Hoseok,  Kai e com certeza Tae e Chacal...


Fox estava terminando de se vestir quando uma explosão fez ela encarar Jimin.


-Acho que minha carona chegou.


-Manteremos contato, agora seja obediente e  faça o que mandei...sabe que será bem recompensada.


-Sim eu sei. Ajude Hoseok e conte com Sehun, por favor qualquer coisa me avise Sehun será o contato de vocês comigo.


-Não se preocupe eu sei onde você está, e sei como te achar…-Jimin saiu ignorando Fox completamente, a assassina não deixou de rir.


Era incrível como um homem podia mudar da água para o vinho devido a vingança



Assim que Fox saiu o pandemônio acontecia, o alarme de Pohang soou alto avisando uma invasão, e  outra explosão foi ouvida agora do lado oposto.


A parte onde ficavam os presos teve a segurança reforçada, enquanto Miako parecia atônito com a invasão, quem seria ousado o suficiente para tal ato.


Mais explosões foram ouvidas em vários pontos, deixando Pohang totalmente submersa no caos. Fox ria enquanto ia a sua cela recolhendo calmamente suas coisas.



Yoongi estava em sua sala quando Amy entrou já carregando sua automática .


-Yoongi Pohang está sendo atacada! -Ela falou ao ver o comandante relaxado em sua cadeira.


-Que bom, mas eu não tenho nada a ver com Pohang, meu trabalho é exclusivamente o caso Frankie, se esse lugar vier abaixo não fará diferença no meu trabalho nem no seu.


Amy não teve ao menos resposta para dar a Yoongi, o mesmo se recostou em seu assento encarando Amy levando a mão aos lábios a observando,  Amy não pode falar nada pois era fato o que Yoongi disse, ele e nem a equipe tinha nada a ver com o que acontecia em Pohang, mas isso não queria dizer que ela ia ficar parada com um monte de bandidos invadindo.


Amy vira às costas pegando sua arma já carregada, ela não ia permitir que nenhum bandido invadisse um local onde ela estava, ela ia mostrar a Min Yoongi.



Nana levou Nami a seu quarto e a fechou ali, a pequena que sabia que o trabalho de sua omma era perigoso ficou quietinha abraçada a seu urso Frozen,tentando não ouvir as explosões e tiros.  Para se distrair ela pegou seus ursos e começou a brincar e realmente se esqueceu do que de fato acontecia ao ser transportada para o mundo da imaginação.


Enquanto isso Nana sacou sua arma indo em direção a frente onde uma  das explosões havia acontecido, ali estava havendo uma intensa troca de tiros, mas aparentemente os policiais de Pohang era atingidos enquanto diante dela não havia mais do que quatro homens.  Nana observa Jungkook se movimentar ele agia como um líder nato orientando os policiais que seguiam suas ordens, mas a ansiedade e medo levava todos a caírem um a um enquanto o grupo que usava roupas negras e máscaras na mesma cor parecia ter total controle de tudo fazendo os policiais caírem um atrás do outro.


Amy se posiciona em um ponto alto montando sua arma, assim que mira no seu primeiro alvo, um tiro passa de raspão nela a fazendo deitar no chão. Amy se vira tentando achar de onde veio o tiro mas não viu nada havia muitos pontos onde um atirador de longa distância poderia se esconder, e estava estava bem oculto, ela se deita no chão e com sua arma de longo alcance ela passa a caçar quem lhe caçava. Amy já estava carta de todos acharem que ela era fraca ou incapaz, ela ia mostrar porque ela era a melhor.


A alcatéia vendo que seria muito fácil decide entrar, Minseok fez a linha de frente, com  metralhadoras e ao lado de Channy que usava um lança chamas e uma automática mantendo todos afastados.


A equipe de Min Yoongi se movimenta também, Namjoon encara o grupo de bandidos, e com seu treinamento militar para a guerrilha  consegue chegar até eles, atacando de surpresa e diretamente Cheng, esse que usava duas metralhadoras, ele era o menor, o alvo mais próximo e mais frágil seria fácil para Namjoon tirar aquele idiota do seu caminho.


Mas assim que tenta acertar o atirador seu corpo é jogado para longe por Minseok que entra a frente protegendo o namorado, encarando Namjoon que se levantou sentindo a dor do chute que levou nas costas.



Namjoon ficou cara a cara com Minseok ou Ice growl como era conhecido, a diferença de tamanho entre eles era grande, mas de força praticamente não existia, os golpes eram distribuídos igualmente nenhum dos dois aceitaria cair para o outro cada golpe recebido era devolvido instantaneamente. Nascia ali a primeira rivalidade entre a alcatéia e a equipe Frankie. Os movimentos de Namjoon eram mais elaborados e bem executados devido a seu treinamento de guerra, enquanto Minseok tinha mais agilidade e destreza devido a seu tamanho e condicionamento físico,  porém o impacto era enorme de ambos os lados e podia se ver de longe a força dos dois.


Cheng se mantinha na linha de tiro usando suas armas para lá de bem elaboradas, seus tiros derrubavam um atrás do outro. - Ele mantinha seu rosto oculto sobre a máscara negra, mas por debaixo ele tinha uma feição de tédio, não era um desafio bom o bastante para ele, aqueles policiais eram totalmente inúteis o único que parecia se divertir até o momento era seu namorado.


Enquanto isso na parte mais alta,  Soo se divertia aterrorizando a atiradora de elite a impedindo de agir, sempre que ela tentava atirar ele a impedia. E Amy que conseguiu achá-lo retribuía o agrado atirando assim que ele aparecia. KyungSoo estava adorando aquilo, mas ele precisava descer tinha coisas a fazer… pessoas para matar. Os outros atiradores de Pohang, sequer tiveram uma chance contra o Dead.  KyungSoo derrubou um a um com um sorriso maníaco nos lábios. Mas ao parar para recarregar KyungSoo ganhou uma lembrança de Amy, uma bala que veio em sua direção, ele apenas teve tempo de se jogar para o lado tendo o ombro atingido, ele morde o lábio e acaba recuando, mas ainda assim enquanto descia fugindo ou se reposicionando, ele foi matando um a um que cruzava seu caminho deixando um rastro de sangue por onde passava, a adrenalina em seu corpo era tanta, que ele apenas pegou um pedaço da roupa de um dos corpos passando de qualquer jeito em seu braço, isso só para evitar perder tanto sangue enquanto ele matava.  KyungSoo tinha seu olhar e seu sorriso cada vez mais maníacos, ele adorava ver o sangue jorrar dos corpos.


Do lado de fora, um helicóptero passou por cima de Pohang atirando sem parar sobre Amy que foi forçada a recuar, ela se esconde e encara a nave vendo que não havia nenhum piloto ali, aquilo deixou claro a atiradora que não era qualquer grupo que estava invadindo é sim um grupo de elite mas quem…


Enquanto isso dentro do furgão Suho ria causando o caos com seu brinquedo montado por ele e Baekhyun, uma super nave que podia ser controlada por computador, Suho se liga a Park Jimin através do comunicador


-Camufle meu acesso, vou entrar está quase na hora, mantenha a nave no ar Jimin, estou passando a você o acesso! -Ele ouve a voz de Jimin e sorri tirando sua aeronave de cena entregando nas mãos do cracker da equipe Frankie.


Todos estavam ocupados com algo, foi quando Jungkook decidiu sair da zona de segurança indo para frente, Cheng caminhou na direção dele, mas foi detido por Chanyeol, e  assim os dois se encaram. Channy estalou os dedos enquanto Jungkook estralou o pescoço, antes de iniciar uma luta corpo a corpo, era nítida a ansiedade dos dois pelo combate.


Assim que avançaram um sobre o outro, mais um combate violento deu início e mais dois rivais surgiam entre a alcatéia e a equipe Frankie. Os movimentos dos dois eram rápidos e fortes  contra o outro, um parecia ler o movimento do outro o que tornava a luta ainda mais interessante, ambos eram bons.


Channy põe um sorrisinho divertido ao acertar um soco em Jungkook, esse que leva a mão ao canto da boca vendo o sangue descer e o gosto metálico, o policial se afasta vendo o mascarado limpar a mão na roupa o provocando.


-Você não deveria ter feito isso…-Jungkook diz enquanto Channy para a sua frente fazendo um movimento com as mãos o chamando para o combate.


Jungkook ri e  avança sobre o homem mascarado enquanto Channy ri mais ainda sua risada foi audível, eles estavam se divertindo fazendo aquilo. -Os dois se embrenharam em movimentos fortes e  rápidos eles pareciam realmente distraídos com o combate, Jungkook gostava de desafios como Park Chanyeol e Channy adorava homens arrogantes. Mesmo Jungkook sendo um desafio totalmente diferente dos demais , Channy ainda se divertia, assim como Jungkook parecia feliz, a muito ele não tinha um oponente a sua altura.


Na parte de dentro, Dinah, Jin e Minah tinham a proteção de Taehyung e Miako que estavam muito bem armados andando por Pohang, Taehyung olhava o tempo todo para Dinah enquanto Jin a abraçava tentando manter ela calma. Taehyung respira fundo e tira uma arma da cintura e entrega a garota que fica sem entender a atitude dele.


-Atire, sem medo dessa vez, você não tem mais nada a perder Dinah, apenas sobreviva... -Ele falou sério enquanto ia a frente com Miako usando sinais para se comunicarem, eles giravam e entravam rápido nos corredores com as armas apontadas prontos para atirar, mas por sorte durante todo o percurso eles não cruzaram com ninguém.


Miako se afastou do grupo, dizendo a Tae que precisava dar cobertura aos outros policiais na penitenciária, Taehyung entregou um pente de balas a ele enquanto Miako falava pelo rádio com os policiais os mandando se reagrupar. Pois logo ele chegaria.


O delegado estava ainda desacreditado que invadiram Pohang, ele não entendia porque fizeram isso já que a ala dos prisioneiros sequer foi notada...ou apenas armavam para liberar algum preso perigoso. Puxando  em sua memória não tinha nenhum verme que pudesse casar aquele problema na penitenciária, talvez um ou dois traficantes mas eles não tinham tanto poder. Mais ainda assim o complexo foi bombardeado de todos os lados quem era o alvo...


Jimin e Hoseok, estavam ao lado de Sehun dentro da cúpula enquanto Jimin pousava o helicóptero de Suho de volta no ponto indicado.


-Vocês tem ótimos brinquedos -Jimin falou sorrindo.


-Se precisar de algo com o preço certo…-Sehun disse tirando aqueles óculos ridículos e  abrindo a camisa, com aqueles dois ele não precisava fingir ser um idiota.


-Dinheiro não é problema pra mim, quero um desse só que no caso não um helicóptero e sim um caça um F18 do exército americano.


-Acho que o Baek consegue um desses mas custa bem…


-Já disse dinheiro não é problema…-Jimin sorriu .


Hoseok observou a movimentação e encarou os dois comparsas


-Temos que fazer alguma coisa, não podemos só assitir podem desconfiar, por mais que Fox tenha dito, não podemos não fazer nada.-Hoseok disse vendo da janela o pandemônio que acontecia.


-Não faremos nada, vamos jogar a culpa no estagiário...que supostamente vai ser atacado  não é Sehun…- Jimin encarou o garoto de programa que arqueia a sobrancelha mas logo entende os planos de Jimin, realmente aquele cracker tinha uma mente diabólica escondida embaixo daquela carinha gentil.


-Tudo bem, porém precisamos pelo menos parecer cansados você não acha ? -Sem dizer mais nada Sehun acerta o queixo de Jimin e chuta o estômago de Hoseok em um giro rápido, pegando os dois de surpresa.


-Andem mostrem o que sabem para o Hunnie aqui!  -Sehun riu vendo os dois se levantarem.


Jimin revidou no mesmo momento, mas por ser bem mais baixo seu soco acerta o estômago de Sehun que se curva com a força descomunal que o baixinho tinha , enquanto Hoseok acerta a parte de trás do joelho do garoto de programa o fazendo cair dando uma joelhada em seu rosto. Jimin encara Hoseok e acerta um soco em seu rosto fazendo o ladrão ir para trás , enquanto Sehun lhe dá uma rasteira, os três se embrenharam no chão por alguns minutos até estarem totalmente machucados, ofegantes e exaustos.


-Acho que isso é o suficiente -Sehun falou sentindo a costela doer e seu olho mal abrindo.


-Acho que está perfeito! -Jimin jogou a cabeça para trás sentindo o gosto metálico de seu sangue enquanto se apoiava na parede todo machucado sentindo seu ombro deslocado.


-Ótimo agora é só esperar o Chip desligar os sistemas de segurança. -Jimin encara os dois


-Baek já deve estar aqui -Hoseok falou apertando uma costela que provavelmente foi trincada, eles se encaram e começam a rir da bagunça que fizeram um com o outro. Sehun realmente estava se divertindo nessa missão...


Sil estava com Bunny ambas armadas tentando achar os demais, quando às duas se deparam com KyungSoo, ele olha às duas sorrindo de forma assustadora, Sil atira mas KyungSoo é  mais rápido e desarma ambas, a máscara no rosto dele impediu que elas descobrissem sua identidade, mas o sorriso que ele tinha às teriam deixado apavoradas se tivessem visto, KyungSoo estava com sede de sangue.


Bunny aproveitou a deixa e acertou Sil a fazendo desmaiar, Bunny não aguentava mais aquele lugar, ela queria sua liberdade de volta e ela teria, com cuidado ela fugiu de todos os policiais e câmeras,vendo que um dos muros destruídos era baixo então não teria dificuldade em escalar, ela fugiria de Pohang para sempre.

Ela  correu para fora, sorridente ela conferiu que a câmera daquele ponto foi totalmente destruída ela poderia fugir facilmente.  



A ladra escala os escombros pulando para a rua,  assim que saiu para fora respirou fundo e riu…Bunny era mestra na fuga ela era a melhor.


-Finalmente estou livre ...adeus Pohang adeus bando de idi..-Ela não terminou sua fala pois a bala atravessou seu peito, ela nem ao menos ouviu o tiro ou a aproximação de alguém, ela se vira devagar vendo a pessoa sorrir, totalmente feliz.


Ao encarar o ser a sua frente segurando uma arma com silenciador ela se apavora, não podia ser...não podia ser essa pessoa...


-Não é pessoal, apenas estou terminando o trabalho que a inútil da Mia não terminou, o bom e que você fugiu para um lado onde não tem câmeras assim ninguém vai saber que fui eu…você facilitou cem por cento meu trabalho.


Bunny caiu de joelhos no chão vendo o sangue cair por seu peito sujando o chão.


-Foi um prazer ter você na equipe Bunny, mas...você deve morrer…-Bunny tenta dizer algo mas outro tiro acerta sua cabeça e a garota cai morta, a sombra sorri pegando o corpo e  arrastado para longe, provavelmente a culpa caieira sobre os invasores ele estava livre de suspeitas, mas era bom tirar as balas afinal ele nunca deixaria rastro, com luvas negras tiradas de seu bolso, ele retira às balas tirando qualquer prova que possa existir a seu respeito.


-Será que vão chorar por sua morte…-O ser se ergue rindo.


-Melhor voltar a minha função não posso levantar suspeitas, não é Bunny, quem irá desconfiar de mim…


No centro do complexo, a alcatéia atacava de todos os lados, nenhum deles deixava seu rosto a mostra às máscaras negras ocultavam seus semblantes de prazer ao ver o estrago que sozinhos eles faziam...contra centenas de homens sem preparação adequada.


Fox caminhou calmamente para a parte de trás vendo um Porsche GT3 parado em frente onde houve a primeira explosão, ela sorri ao ver Baek descer usando sua máscara.


-Vamos madame… Suho ...sua deixa é agora...-Baek falou pelo comunicador entregando um a Fox.


-Deixem isso comigo, Jimin...já deixou tudo pronto, sou fã desse bolinho. -Suho  disse rindo de dentro do furgão manuseando o computador invadindo a rede elétrica de Pohang, Suho ou Chip, caminhou pelos sistemas não encontrando nenhuma barreira, Jimin já havia limpado todo o caminho. Ele manuseia por seu computador os geradores os desligando, isso faria Pohang apagar por cerca de 45 segundos, mas era o suficiente para eles tirarem Fox de lá.


Nesse momento todas as luzes de Pohang apagaram, Suho havia usado o sistema e causado uma queda temporária da energia com isso câmeras e sistemas de segurança seriam desativados, incluindo a prisão onde às portas foram abertas iniciando uma rebelião… para desespero de Miako que tentava manter as coisas em ordem, ele havia chegado a pouco na prisão quando o sistema caiu e os presos começaram a correr, ele tinha um enorme problema em suas mãos.


-Essa é nossa deixa baby! -Baek falou e Fox abriu a porta do carona colocando no banco de trás, uma pequena mochila que ela levava com a lista de Yoongi, seu urso de pelúcia, algumas armas que ela fez questão de surrupiar e sua amada flor mortal. Em segundos ela estaria fora de Pohang.


Fox estava prestes a entrar no carro quando um tiro a fez parar acertando a parede, ela se vira calmamente detendo Baek que já erguia uma das armas expostas no carro,mais precisamente uma metralhadora Ak47.  


Yoongi segurava a arma apontando para ela, ele puxa o gatilho encarando Fox e o tiro passa de raspão em seu ombro fazendo a ferida abrir e o sangue descer pelo ombro da mulher, Yoongi a encara com raiva mas um brilho estranho nos olhos do comandante fez Fox rir...


-Foi um prazer Min Yoongi…-Ela sorri ele retribuiu o sorriso e atira novamente fazendo a bala passar de raspão novamente mas agora sem acertar.


-Vai me fazer caça-lá novamente ? -Yoongi disse mas não parecia preocupado.


-Assim fica mais divertido chefinho -Fox disse com escárnio na voz imitando Jimin, Yoongi apenas sorri e abaixa a arma se virando indo para dentro novamente.


-Ele não vai tentar impedir a gente ? -Baek perguntou estranhando aquela atitude.


-Ele sabe que não tem como impedir, Yoongi é mais inteligente do que você imagina.


Namjoon percebe o tiroteio e tudo que vê é Fox entrando em um carro, Minseok aproveitando a distração acerta fortemente Namjoon que cambaleando vai para trás, mas seus olhos estavam presos a Fox que ia embora...que se afastava dele a cada minuto, ele não podia deixar ela escapar, não agora...


Ele tenta ir na direção de Fox para impedi-la mas ao perceber o intuito do militar Minseok o detém, acertando suas costas o derrubando acertando vários socos. Namjoon sente um aperto no peito ao ver que ela realmente iria fugir…Ele segura o braço de Minseok e leva o pé a sua barriga forçando para cima o corpo do lutador, fazendo ele passar por cima de seu corpo e cair deitado no chão batendo fortemente às costas no concreto, enquanto Namjoon subia em cima do lutador acertando vários socos no rosto de Minseok e puxando forte seu braço deslocando o mesmo.


Minseok range os dentes de dor, mas agarra a mão de Namjoon com uma mão e com o pé chuta o pulso fazendo quebrar a mão do militar, esse que acerta um soco no seu braço já deslocado o fazendo quebrar também.


Os dois se afastam vendo os estragos, Namjoon tinha o pulso direito quebrado e várias escoriações, Minseok tinha o braço esquerdo quebrado na altura do ombro é várias feridas.


Porém Kim Namjoon estava mais destruído por dentro do que por fora, ele havia perdido Fox de vista... e  talvez não a visse mais.


Enquanto isso Nana tentava ajudar Jungkook contra Channy que ria da situação sem parar,ao ver a garota se intrometer na luta deles.


Jungkook parecia realmente incomodado com a intervenção da quase ex namorada, porém achava engraçado ela tentando acertar Channy, enquanto o homem alto e magro parecia se divertir, Nana até acertava quando Chanyeol deixava.


 Jungkook para um pouco apenas para ver Channy a imobilizar e a derrubar no chão esfregando a cara dela no concreto, Nana espera uma atitude de Jungkook que não vem.


-Sua sorte é que você não pode ser tocada se não iria aprender a não se intrometer no assunto de homens -Channy prende Nana em um mata leão até ver ela desmaiar, ele a solta jogando o corpo de lado e encara o policial a sua frente.


-Podemos prosseguir bebê …-Chanyeol sorriu por debaixo da máscara.


Jungkook não fez absolutamente nada pela Nana além de ver a cena, em seguida ele volta a atacar Channy continuando de onde pararam.


Jungkook odiava intervenções em seus assuntos, e Nana fazia isso sempre, ele já não conseguia mais manter uma relação com ela...ele acabaria com aquilo logo mas usaria ela por mais algumas noites antes de dispensar.


Novamente as luzes voltam no mesmo momento que o Porsche GT3 sai cantando pneu atropelando vários polícias, Fox ri enquanto vê Pohang ficando para trás, ela respira fundo aliviada, às coisas talvez mudassem dali para frente ela ficaria desaparecida por alguns dias.


Baek liga o rádio dando o aviso.


-Já estou com o pacote em mãos, recuem…


Com esse aviso os homens da alcatéia recuam, Cheng lança uma espécie de bomba de gás fazendo explodir ao mesmo tempo que eles fugiam, Amy aponta sua arma em direção a Minseok porém recebe um tiro que acerta sua arma a fazendo errar o tiro e  ferir a mão além da bala quase atravessar seu ombro.


Ela busca o atirador vendo KyungSoo rir e lhe lançar um adeus por cima da máscara sumindo diante de uma bomba de fumaça negra que explodiu nos olhos de Amy, a bomba de fumaça foi lançada pelo assassino da alcatéia..fazendo a explosão jogar Amy contra a parede a fazendo  desmaiar.


KyungSoo estava ferido e ainda assim estava ali...e agora ela estava ferida, Amy achou outro oponente a sua altura, agora eram dois em sua lista o parceiro de Frankie e o mascarado.


Assim que Fox foge a alcatéia se afasta recuando, mas a polícia não queria deixar eles saírem... Channy se despede de Jungkook acertando o mesmo.


-Nos veremos novamente não se preocupe…-Chanyeol falou enquanto jogou uma pequena bolinha na frente de Jungkook com um gás que fez o policial perder os sentidos, Channy segura o corpo de Jungkook sentindo a pele macia e o cheiro masculino do policial, ele era realmente atraente, mas Channy não tinha tempo para brincar agora,  o efeito era temporário em cinco minutos no máximo ele acordaria e Channy tinha que estar longe, antes de partir Channy dá um selar na boca de Jungkook.


-Adorei nossa batalha…-Ele se levantou indo para perto dos companheiros sacando sua arma. Channy estava orgulhoso quando encarou chacal.  Seu chefe estaria realmente orgulhoso do magnífico trabalho que eles fizeram. Assim que se aproxima dos amigos ele vê KyungSoo aparecer arrastando um corpo usando de escudo.


-Não falta mais ninguém, Cheng vamos logo.-Channy ordena.


Cheng lança outra bomba agora uma de fumaça vermelha cegando a todos enquanto eles sobem em um furgão negro que invadiu o lugar, o automóvel que era pilotado pelo hacker do grupo girou sobre a fumaça vermelha a espalhando enquanto ele saiu cantando pneu passando por cima dos escombros dos muros de Pohang.


Lá dentro do furgão eles vêem os estragos que sofreram, Minseok e KyungSoo precisavam de ajuda urgente e Channy conhecia a médica perfeita para o caso.



-Missão completa, mas precisamos da Diane para cuidar disso. -Channy disse enquanto carros e mais carros de polícia seguiam o grupo, ele saca seu celular ligando para Sehun.


-Que foi ? -Sehun falou.


-Onde está sua irmã?


-Ela está com Tao em Seul porque ?


-Avise a ela que precisamos dela aqui, para ontem, KyungSoo e Minseok foram feridos.


-Está bem. -Sehun desliga avisando a irmã !


-Dine precisamos de você em Pohang.


-O que aconteceu? Oppa você se feriu ?-A voz de Diane era delicada, calma e doce, ninguém diria que ela era médica da alcateia e que seu irmão mais velho era um garoto de programa e assassino.


-Minseok e Soo, foram gravemente feridos, precisamos da melhor médica para nos ajudar. -Sehun falou docemente a sua irmã menor. Depois de Kai, Diane era seu bem adorado, ele protegeu a irmã a vida toda depois que foram abandonados pela prostituta da mãe.


Diane apesar de conhecer a vida das ruas, sempre foi gentil e doce com todos,muito educada e calma dona de uma beleza inocente e pura e  por isso por onde ia ela sempre chamava a atenção.


 Quando foram recrutados a alcatéia Sehun implorou a Chanyeol que falasse com Chacal para que não a tornasse uma prostituta. Pedido que foi atendido com o custo de Sehun ficar no lugar dela, Sehun que já usava seu corpo a algum tempo para ter comida, não viu problema na troca, mas mesmo assim Diane teria que achar algo para fazer dentro do grupo, e por vontade própria ela optou por cuidar dos feridos, ela sabia onde estava e o que estava fazendo e principalmente o que seu irmão estava fazendo para protegê-la então ela faria o mesmo, com o passar dos anos ela se formou enquanto seu irmão pegou gosto pelo crime se tornando um dos melhores, Oh Diane ou Dine como ficou conhecida jamais abandonaria Sehun indiferente do que ele se tornasse ou das escolhas que fizesse eles sempre estariam juntos, então ela decidiu se manter ao lado da alcateia como médica cuidado de todos, aos poucos ela se apegou aos meninos, eles eram sua família assim como Sehun, e ela cuidaria de todos da melhor forma possível.


-Tudo bem estou a caminho, Oppa você está bem mesmo seu disfarce deu certo? -A jovem falou preocupada com o irmão mais velho.


-Sim estou bem bebê, meu disfarce é ótimo assim que vier a Pohang, conversamos é te apresento a todos do meu novo trabalho preciso desligar agora bebê...


-Está bem oppa, chego em breve saudades de você grandão.- Ela disse rindo


-Também estou bebê, venha logo para eu te encher de cascudos.-Sehun sorriu e desliga.


Diane desligou indo até Tao que coordenava a segunda parte da alcateia..


-Preciso ir a Pohang ordens do Channy.


-Aquele idiota deve ter quase matado alguém, tudo bem Dine, vou preparar um carro.


 O mesmo separou um carro para a levar , em cerca de quatro horas Oh Diane estaria em Pohang, os demais teriam que se virar até ela chegar. Diane estava ansiosa fazia alguns meses que não via o irmão.


Channy desliga após o retorno de Sehun. Ele ouve as sirenes que pareciam cada vez mais próximas.


-Acho que temos companhia…-Suho disse enquanto pilotava habilmente, Cheng sorriu.


-Não por muito tempo...Xi...ajuda aqui você só perdeu um braço  ainda tem o outro e isso já é suficiente. -Minseok pegou o tripé armando na  entrada da porta do furgão ignorando a dor, Minseok faria qualquer coisa por seu neko, enquanto o traficante de armas retirou o cartucho e a arma apoiando no lançador e pondo sobre o tripé.


-KyungSoo tenha às honras você tem só precisa de uma mão pra isso !!! -Soo segurou a cartilha de balas na mão, enquanto Channy abriu a porta do furgão atirando sem parar com a ajuda dos demais,  Suho pilotava, Minseok, Cheng e Channy atiravam com metralhadoras e armas comuns enquanto Soo descarregava um pente atrás do outro sobre a polícia.


Não demorou muito para um dos carros  da polícia ter o pneu estourado e perder o controle girando na pista causando um efeito borboleta, batendo em outro carro, um acabou virando e  explodindo atrapalhando e fazendo os demais frearem um em cima do outro batendo entre si, impedindo assim polícia de continuar enquanto o grupo gritava empolgado pelo caos que causaram.


Channy olha para o carro que desvia de tudo e para a frente de toda confusão ,Ele força o olhar e vê Jungkook descer e sorrir para o máscara do chacal.   


Jungkook aponta a arma e atira na direção do carro dos bandidos, Channy ri ao ver a bala passar por eles e estourar o vidro da frente, Suho solta um palavrão, e  continua a pilotar saindo da estrada e da vista da polícia.


Eles andam por alguns minutos até entrarem em um terreno baldio onde a alcateia desce calmamente ajudando os feridos, vendo o Porsche estacionado. Fox e Baek  riam quando Channy abraça a garota dando às boas vindas a Flor negra que voltava naquele momento a suas origens.


-Temos que ir rápido a polícia está vindo atrás de nós -O som do helicóptero fez todos se desvencilhar de suas roupas negras e se tornarem homens comuns, o porsche e o furgão receberam um banho de gasolina e uma faísca do cigarro que KyungSoo fez questão de acender e não fumar, ele apenas o jogou na trilha de gasolina,  enquanto caminhava para longe dos automóveis , a explosão foi enorme a fumaça negra subia ao céu chamando a atenção do helicóptero da polícia enquanto o grupo se dispersava calmamente.


Fox agora estava livre, poderia fazer tudo a seu modo, ela ri


-Tudo saiu melhor do que eu poderia esperar…


-Idiotas...Tão fácil brincar com todos.-O sorriso da assassina era nítido, ela havia manipulado toda Pohang e conseguido sua fuga em grande estilo


Ela olha para a chave de Park Jimin a jogando para Channy. E sai andando ela para em um orelhão fazendo uma ligação, ela tinha que fechar com chave de ouro todos a odiariam pelo menos todos que fossem necessários.


Obrigado a todos pela colaboração, foi um prazer usar vocês...todos foram úteis... principalmente você Min Yoongi...eu avisei que você pagaria no dia que me tirou da penitenciária...adeus…idiotas...-Fox desliga a chamada.


Ela sorri diabólica, ela havia se safado estava livre, mas ainda assim iria tirar Frankie de seu caminho, mas não agora.


Ela caminhou indo até o endereço que Baek havia dado a ela.


Era uma casa no meio do subúrbio, um lugar simples que não chamava a atenção, uma região pacata, esconderijo perfeito para ela começar a agir.


Ela recebe uma ligação assim que entra na casa.


-Chacal vai me visitar -Ela sorri afinal ele esteve o tempo todo com ela.


-Não se preocupe tudo está conforme o plano, agora estou livre e deixei Pohang cheia de raiva…não é verdade?


Ela conversa por um tempo com chacal e  depois desliga.


Ela vai até a mochila abrindo pegando a lista de Yoongi.


-São todos imbecis que merecem minha visita, políticos corruptos, banqueiros ambiciosos, traficantes de órgãos, todos escondidos pela máscara de homens da sociedade, lista maravilhosa Min Yoongi..Mas não farei isso agora vou descansar alguns dias.


Ela pega o urso de pelúcia da bolsa e sente o perfume ali e suspira…


-Você foi o primeiro que eu realmente quis ter…mas o único que nunca esteve a meu alcance -Ela se levantou colocando a pelúcia em uma estante indo ver o que tinha na casa.


Ela tomou um banho comeu viu televisão, saiu fez compras, ela estava livre...como sempre ficava... Pohang não era mais o problema. E  Frankie estava prestes a aprender que não se desafia a flor negra.



Complexo policial Pohang 20:37


Yoongi estava furioso mas ao mesmo tempo calmo, mesmo com a chamada de Fox, ele se manteve calmo o que realmente deixou a equipe nervosa, Jimin e Hoseok também pareciam afoitos…mas Sehun os acalmou falando que era parte do plano.


-Ela fez tudo isso só para fugir, eu sabia que ela não prestava -Nana bufou encarando Jungkook que parecia não se incomodar assim como Yoongi.


-Calada Naomi, você precisa raciocinar e não falar por impulso, você está se tornando insuportável…-Jungkook falou seco... enquanto recebeu um olhar assassino de Min Yoongi...ninguém era grosso com a esquisita além dele.


Porém ele não disse nada errado, realmente Nana era insuportável com ciúmes ou quando achava que tinha razão, ninguém sabia lidar com Nana só ele mesmo, ninguém jamais entenderia ela como ele, Yoongi conhecia os medos e inseguranças de Nana, ele queria fazer algo mas sabia que não deveria intervir..


-Eu insuportável, aquela vagabunda que já deu pra todos vocês praticamente, liga, dizendo que fez todos de idiotas e eu sou insuportável…você que está tornando isso insustentável Jungkook..-Nana vocifera e  Yoongi apenas dedilha a mesa adorando a treta, Jungkook se levantou saindo da sala ignorando Nana e todo o resto saindo de Pohang indo espairecer.


O lugar estava um caos escombros, fogo, fugas mortes e membros da equipe ainda não tinham aparecido. Miako estava a beira de um colapso nervoso.


Na cúpula a discussão continuava mesmo após a saída de Jungkook.


-Ela está livre é isso pode ser útil para nós -Taehyung falou encarando Namjoon que tinha o pulso já engessado, mas seu olhar era cansado...ele estava infeliz.


-Eu continuo a confiar em Fox -Taehyung disse calmo ainda observando o irmão mais velho.


-Você é idiota? - Amy disse furiosa.


-Não, eu jogo xadrez -Taehyung disse saindo da cúpula ele precisava pensar, ele queria ajudar o irmão, e precisava calcular seus passos dali pra frente, ele resolveu pegar o carro e ir dar uma volta. Fox fora livre,  era realmente muito bom...


-A merda já foi feita agora temos que continuar vão descansar, sair, fazerem a porra que quiser, estão todos nervosos e assim não raciocinam, ainda temos que achar a Bunny...alguém viu essa idiota?  A que se dane quero descanso também.-Yoongi falou dispensando o grupo


Assim que ficou sozinho ele levou a mão a cabeça e  riu.


-Essa é a minha garota… um show perfeito... não esperava menos de você Fox...agora tome o que é seu por direito e  faça como combinado como disse, você é minha melhor arma ..-Yoongi levanta pegando a chave do seu carro alugado, saindo de Pohang indo a um bordel qualquer ele precisava relaxar…


Jimin saiu de Pohang também, ele queria ver Yon...porém não avisou nada a ninguém, apenas saiu ele tinha que relaxar também.


Hoseok pegou a moto saindo de Pohang para dar uma volta ele precisava de ar mas logo voltou indo perambular pelo complexo.


Miako precisou sair para tratar de vários assuntos sobre o ataque, e  aproveitou para relaxar, mas logo voltou não podia ficar fora muito tempo. Ele tinha muito trabalho.


Jin preferiu descansar saiu por algumas horas mas logo voltou e foi descansar, ele ia ajudar Minah.


E Namjoon foi para a cela de Fox ficando quieto pensativo naquele lugar por um bom tempo.



Subúrbio de Pohang 02:40


No meio da madrugada enquanto Fox dormia alguém entrou em seu quarto, ela abriu os olhos e  sorriu voltando a pegar no sono tranquila, ele sempre estava ali com ela desde a adolescência.


-E mais uma vez nossa jogada foi perfeita….-Chacal olhou Fox enquanto ela dormia…acariciando seus cabelos.


-Preciso voltar a Pohang … ótimo trabalho e se precisar de algo...estarei sempre aqui...



Complexo policial de Pohang 03:44



Mina tinha acabado de fazer a análise do corpo da mãe de seu namorado, e agora iria mexer com o sangue que foi trazido da cena do crime, realmente o sangue trazido por Taehyung não batia com o do irmão nem da mãe de Jimin. Ela estava cansada, todos haviam saído inclusive Jin que resolveu espairecer depois do susto mas voltou rápido indo dormir, alguns já tinham voltado, outros nem sinal, era o caso de Bunny que ninguém sabia onde foi parar segundo Sil ela a imobilizou e fugiu, o que significava duas bandidas foragidas.


Mina decidiu adiantar o  trabalho para que Jin não se sobrecarregasse no dia seguinte, já que tinham inúmeros corpos para autópsia depois do ataque.


A garota iniciou às análise de dna batendo o sangue encontrado na cena do crime,  com o banco de dados que Amy e Nana alimentaram, assim que o alarme soou informando que estava pronto ela teve uma visão na tela que a fez ficar em choque, ela não podia crer, ela refez a análise novamente porém ao bater com o banco de dados seus olhos ficaram enormes…a imagem da pessoa na tela não podia ser real, não podia ser essa pessoa, isso queria dizer que...


Uma sombra entrou pela sala em silêncio vendo os resultados de Mina na tela.


-Você não deveria ter feito isso, infelizmente terei que calar você …-A voz soou calma enquanto Mina se desesperou tentando achar um jeito de se safar, ela correu até o corredor e  bateu diretamente na sala de Yoongi, porém não era o lugar que ela poderia ter ido.


-Não fuja Mina evite que isso seja pior não deixe acontecer o mesmo que aconteceu a Bunny-Ela entrou em choque, o que ele queria dizer com isso.


-Não se aproxime às câmeras... estão ….-Mina teve uma arma colocada nas suas costas disfarçadamente  e a voz soou tranquila demais


-Ninguém vai desconfiar de nós dois...apenas ande…


O coração de Minah perdeu o compasso ela não sabia o que fazer, ela não tinha para onde ir.. o que aquela pessoa disse era verdade não tinha como desconfiarem…


Minah foi levada de volta a sala de teste onde foi obrigada a destruir aquelas provas, depois de ter feito ela se virou.



-O que vai fazer quem é você de fato?


-Não vou machucá-la,mas terei que tirar você do meu caminho...você não vai acabar com a minha diversão…Eu sou o mestre...quem comanda Frankie e  já que descobriu, preciso manter sua boca fechada.


-Vocês são doentes, como pode?


-Claro que não, apenas quero peças novas para as bonecas…que Frankie como vocês chamam gosta de ter.


-Você é totalmente doente?!  -Minah tremia sem parar e olhava com raiva e nojo a pessoa a sua frente, era aquele ser que mandava Frankie matar...


-Vamos querida…apenas saia em silêncio não sairemos juntos mas se você  fugir...seus amigos morrem...-Minah em pânico fez o que lhe foi ordenado.  Assim ela saiu para fora de Pohang ela suspirou, não foi levantado nenhuma suspeita com a saída dos dois, já que saíram separadamente e cada um para um lado. Mas assim que Mina tentou fugir ele apareceu atrás de si engatilhando a arma.


-Ande...


Durante o percurso Minah chorava, será que agora ela iria pagar por ter matado seus pais…


-Aqui chegamos esse será seu novo lar- Mina sentiu algo ser injetado em sua perna enquanto ela perdia a consciência.


-Você não deveria ter descoberto a verdade sobre  S…-A risada diabólica daquela pessoa ecoou por toda a casa, Minah foi levada ao porão onde foi amarrada amordaçada e teve o corpo preso a uma cama velha,  as portas foram trancadas janelas cobertas e mais drogas injetadas em seu corpo, para a manter dormindo por muito tempo.


A sombra saiu da casa calmamente andando pela rua, ninguém jamais desconfiaria de que alguém como ele estivesse por detrás de tudo..


-É tão bom ter o controle de todas as peças…-Ele sorriu novamente voltando a Pohang sem levantar suspeitas...











Notas Finais


Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...