História Dope Nation - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Violencia
Visualizações 37
Palavras 1.435
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Not a good girl anymore


Fanfic / Fanfiction Dope Nation - Capítulo 5 - Not a good girl anymore

SUMMER POV

 

Meu coração estava acelerado, eu já cansei de ser a garotinha educada com medo do traficante que me “comprou”, se essa vai ser minha vida nos próximos 5 meses, eu vou aproveitar como se não houvesse amanhã, até porque, depois disso realmente pode não haver.

Saí da garagem de Bieber cantando pneu, os meninos e Cristal estavam animados e gritavam coisas que eu nem fiz questão de tentar entender, a única coisa que eu queria essa noite era mostrar pro Justin que ele ansiaria por mim e não o contrário, ou eu não me chamo Summer Miller.

Mantinha minha atenção na estrada e a cada segundo que passava eu acelerava mais, e as vezes tentava responder aos olhares que Justin me dava; estava tudo sob controle, até o mesmo resolver implicar comigo e colocar a mão em minha coxa e aperta-la, desgraçado!

- Posso saber o que você pensa que está fazendo? – perguntei à ele sem tirar os olhos da estrada.

- Nada, porque? Te desconcentrou pequena Summer? – disse ele debochado.

- Claro que não – respondi rindo – você vai precisar fazer muito mais que isso para ganhar minha atenção “Drew” – disse debochada e tentando falar da maneira mais sexy possível, deixando claro a expressão de surpresa em seu rosto.

Por fim chegamos ao Beco, desci do carro recebendo mais  múrmuros e olhares do que o normal e logo entendi que deveria ser por conta de minha companhia, resolvi aproveitar o momento de atenção e retirei minha jaqueta, descobrindo então todo meu decote; a amarrei na cintura e fui em direção a um grupo de conhecidos.

- Summer Miller, quem é vivo sempre aparece – disse Dean, um moreno gostoso que amava correr comigo.

- Pois é gatinho, estive ocupada – disse direcionando meu olhar à Bieber, que pegava duas cervejas e me observava – mas agora estou de volta.

- Que bom, sentimos sua falta – disse descaradamente olhando meu corpo – e nesse momento Justin chegou me entregando uma cerveja e sussurrando em meu ouvido “fique perto ou vamos embora Miller, não acaba com o meu bom humor hoje” e eu apenas assenti e bati minha garrafa de cerveja na dele fazendo um “cheers”, ele riu e se aproximou dos meninos e eu resolvi acompanha-lo e ficar junto à Cristal.

- Menina que arraso esse body! – disse ela rindo e eu a acompanhei.

- Obrigada, paguei caro por eles então preciso coloca-los para jogo – disse rindo me referindo aos meus seios.

- Amor, vou com a Summer pega algo pra beber, o que você quer? – perguntou Cristal.

- Cerveja amor – respondeu Ryan.

- O mesmo pra vocês? – me direcionei à Justin e Chris, mas só encontrei Justin – quer dizer, pra você?

- Sim, a não ser que você tenha uma ideia melhor – questionou ele malicioso e eu apenas ri negando com a cabeça.

Cheguei ao “bar” com Cristal e pedi quatro doses de tequila, duas para mim e duas para ela; viramos aquele liquido e logo senti a ardência percorrendo meu corpo, pegamos as cervejas dos meninos e voltamos.

Estava conversando com Cristal, quando meu celular apitou, olhei a mensagem e não acreditei no que li:

“Oi Summer, eu sei que está tarde, mas eu realmente queria te encontrar.. xo Tanner”

- Só pode ser brincadeira – disse rindo, já me encontrava levemente alcoolizada e então Justin puxou meu celular de mim.

- Que porra é Tanner Summer? – perguntou desconfiado.

- Meu professor – disse dando ombros sem vergonha alguma e ele ficou levemente surpreso.

- Você é muito vagabunda mesmo hein, nem o professor escapou – disse debochado e provavelmente por conta do álcool, fiquei mais chateada que o comum.

- Não que seja da sua conta Bieber, mas beijar não mata ninguém, alias eu li em algum lugar que faz bem a saúde – disse apontando o dedo na cara dele e rindo.

- Não acredito que você já esteja bêbada, e qual é Summer, vai me dizer que não fudeu com ele? – perguntou e eu neguei rindo, nisso vi que Ryan e Cristal sumiram, provavelmente foram até o bar, em uma tentativa falha de girar o corpo e procurar por eles tropecei e quase cai, porem braços tatuados me seguraram.

- Você não sabe muita coisa sobre mim Bieber – disse enquanto me soltava dele.

- Não? – perguntou – então me conta, fora cheerleader, aluna problema, patricicinha, uma baita de uma gostosa, que de vez em quando assalta casa de famosos, o que mais tem de novo pra mim?

- Bom, obrigada pela parte da gostosa – disse rindo – eu também sou uma ótima motorista, inclua isso na lista e – quando ia dizer mais alguma coisa uma das minhas musicas preferias começou a tocar em uma picape qualquer, olhei sapeca para Justin e ele levantou as sobrancelhas.

Virei de costas pra ele e gritei “ Também sou uma ótima dançarina” e sai correndo rumo ao som, dançava como se ninguém estivesse vendo, bebia copos de pessoas desconhecidas e as vezes observava com o canto dos olhos  Justin me observando.

Do nada, minha visão começou a escurecer, então procurei um lugar mais calmo para me sentar. Encontrei o meio fio ao final da rua, e então tudo começou a girar, apoiei minha cabeça nas mãos e fechei os olhos, ainda assim consegui sentir uma presença próximo a mim.

- Oi gatinha – era Dean – Vem comigo,  vou fazer você se sentir melhor.

- Não Dean, eu realmente estou passando mal, não sei o que aconteceu – disse baixo

- Vem logo Summer, vai se fazer de difícil agora caralho? – disse ele bravo e então entendi o que estava acontecendo, uma corrente de medo percorreu meu corpo e então ele me puxou e e começou a andar comigo; ele me segurava pela cintura e me arrastava no meio das pessoas e então fui perdendo de vez os sentidos.

 

 

JUSTIN BIEBER POV

 

Onde a Summer havia se metido porra? Fui ao banheiro e ela sumiu, tentei ligar para ela, porem ela não atendia, a raiva já estava presente, então pedi para que meus seguranças rodassem o local e procurassem por ela ou os meninos da equipe.

- Dude, como assim ela sumiu? – perguntou chris, o mesmo estava cheio de batom pelo rosto e pescoço.

- Fui ao banheiro e vocês – disse enquanto via Ryan e Cristal se aproximar -  não conseguiram olhar ela por meio segundo porra! – disse bravo.

- Calma Dude, vamos encontra-la – disse Chris e então saímos andando.

Ao longe vi uma cena que me fez arrancar a arma da cintura, o cara que Summer havia cumprimentado estava literalmente à arrastando pela rua em direção ao carro.

- Posso saber o que você pensa que ta fazendo caralho!? – disse nervoso e apontando a arma para ele, o mesmo me encarava assustado e estava mais pálido que papel.

- Es está tudo bem cara, ela é minha amiga, bebeu demais, vou leva-la para casa – disse ele gaguejando.

-  “Cara”, eu vou estourar a porra da sua cabeça se você não solta-la agora! – gritei e destravei a arma – alias, o que fez com ela seu bosta, eu preciso dela viva e ela parece estar totalmente desacordada.

- Olha eu não fiz nada, a Summer estava descontrolada dançando e bebendo de mil copos – disse ele quase se mijando, nessa hora Chris, Ryan e Cristal apareceram e olharam assustados a situação, Chris se aproximou de Summer e a pegou no colo e foi rumo ao carro e eu resolvi dar um susto nesse bosta, só porque a menina estava bêbada ele simplesmente achou que podia se aproveitar da situação? Não é porque sou um narcotraficante, que sou a favor do estupro.

Atirei na parede próximo a ele, o que o fez tremer feito uma vara

- Que não haja próxima vez, porque você pode ter certeza – me aproximei dele – eu não vou errar a mira novamente – disse e sai rumo ao carro.

Encontrei o pessoal e dei o sinal para os meus seguranças irem embora, no carro fui dirigindo, Ryan ao meu lado e Cristal, Christian e Summer atrás.

- Drogaram ela, com certeza foi boa noite cinderela – disse chris

- Pelo menos a encontramos – disse Cristal, que estava completamente preocupada

- Não podemos cometer mais erros como este, preciso dela sã e salva – disse olhando para christian pelo retrovisor e o mesmo assentiu.

Chegamos na mansão e christian a carregou até seu quarto, o casal se dirigiu a sua casa e eu fui para o escritório, me sentei na cadeira, peguei um charuto cubano e fiquei olhando a planta do próximo local para entrega de drogas. Perdi a noção do tempo e acabei dormindo no escritório mesmo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...