História Dor do silêncio - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathanaël, Nino, Personagens Originais
Visualizações 112
Palavras 648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui esta o primeiro capitulo...desculpem os erros e boa leitura✌❤

Capítulo 1 - Estou morta


Fanfic / Fanfiction Dor do silêncio - Capítulo 1 - Estou morta

Pov Marinette

Olá, meu nome é Marinette, tenho 26 anos e ha 10 anos sou vitima de violência doméstica. 

Tenho cabelo pretos e longos, olhos azuis água e pele bem clara.

O meu pai morreu quando eu tinha poucos meses de vida, a minha mãe dicou bastante mal, porém quando tinha 6 anos ela voltou a casar com o meu padrasto, Vitor. Sempre tivemos uma boa ligação e ainda temos..mas quando a minha mae morreu (eu tinha 13 anos), o meu padrasto ficou obsecado por me proteger. E com 15 anos comecei a namorar um rapaz, em quem ele depositou total confiança... Esse rapaz chama se Hugo Clement. É moreno, de olhos castanhos, cabelo liso, alto e de bom corpo...na altura ele tinha 17 anos..

No inicio tudo parecia bem..até que quando eu fiz meus 16 anos ele começou a se tornar agressivo. Dava me tapas e pontapes em minha barriga...

No inicio tentei dizer para meu padrasto mas Hugo me ameaçou dizendo que tirava de mim a minha unica familia...e eu boba como era acreditei..

2 anos se passaram e as agressões só pioravam...após me bater ele entrava em desespero e me dizia que me amava e que não fazia por mal...só o fazia porque não me queria perder... E eu já não acreditava mais nisso

Eu contei para meu padrasto e ele não acreditou...disse que Hugo nunca seria capaz de tamanha crueldade, que deveria ser apenas um desentendimento de crianças...um desentendimento de 2 anos...

Mas eu não sensuro meu padrasto por não acreditar, afinal, Hugo, é um bom ator...ainda fico estupefacta com tamanho talento para a mentira..talento que eu nunca tive..alias sou pessima..

Quando o denunciei para meu padrasto ele descobriu...e ai eu encarei o verdadeiro inferno...ele me batia de dia e de noite e me obrigou a ir viver com ele...eu tentei, juro que tentei fazer ele mudar de ideia...mas ele conseguiu convencer meu padrasto que era o melhor...e ai eu fui estuprada pela primeira vez...

Ate hoje nunca soube o que era ter um relacionamento sexual com alguem sem ser forçado...nunca soube o que era ser tratada com carinho...

O meu padrasto morreu quando eu tinha 23 anos...e ai eu tentei fugir de Hugo mas ele me achou...

E foi a primeira vez que fui parar ao hospital..

Ele me encheu de socos e tapas...pontapes em todo o meu corpo inclusive cabeça...joelhadas...tudo o que possam imaginar...ate me bateu com um ramo...no meio de um beco...e como se não bastasse...me violou...no meio da rua..e me deixou la dizendo "vamos esperar que alguem te ache para eu te ir buscar no hospital..e se voce me denunciar eu juro que te mato...mas primeiro mato tudo o que é importante para voce"

Eu ja me sentia morta...morta por dentro...nesse dia ele me partiu 5 costelas e meu braço...fiquei com o maxilar fraturado...tudo em mim doia...minha genital estava rasgada..

Um senhor de certa idade me achou e me levou para o hospital..fiquei internada por 2 semanas...e nessas duas semanas eu soube o que era descanço mental...ate que ele me foi buscar..

Eu não disse nada...eu tinha poucos amigos mas eram importantes e eu sabia que ele ia cumprir sua promessa

Mas não adiantou..ele afastou as poucas pessoas que se importavam comigo ..fiquei sozinha com aquele monstro...

Atualmente tenho 26 anos e ja fui parar cerca de 12 vezes no hospital...sendo a primeira a mais grave de todas..

Sou obrigada a trabalhar...enquanto ele fica em casa...amanha irei começar meu primeiro dia no novo emprego...irei ser empregada para uma familia bastante rica aqui de paris... Para a familia Agreste..

Esperemos que não seja novamente despedida de tantas vezes ir parar no hospital e pela minha falta de carisma.. 

Não é que eu não tenha carisma...mas eu não sinto vontade de sorrir depois de tudo o que passo...

Mas espero que consiga ficar mais tempo nesse trabalho

Eu sinceramente ja desisti de tentar denunciar Hugo...tal como sei que irei viver essa vida para sempre...irei viver morta...

Morta por dentro

Morta pela dor do meu silêncio...


Notas Finais


Então foi isso... desculpem qualquer coisinha bjs e FUI✌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...