1. Spirit Fanfics >
  2. Dose tripla >
  3. Capítulo 18

História Dose tripla - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo hehe..

Capítulo 18 - Capítulo 18


Fanfic / Fanfiction Dose tripla - Capítulo 18 - Capítulo 18

Jimin on


A situação não está nada fácil, digo emocionalmente, comigo, com o Tae e com o Jin. Tae está tão distante e tão pra baixo, me preocupo com meu irmão. 


Estou no escritório com muita coisa pra resolver, mas não estou com cabeça pra isso. Quando penso em sair, escuto uma discussão.. 


Th: NÃO É ASSIM QUE EU MANDEI VOCÊ FAZER JENNIE, COMO PODE EXISTIR UMA PESSOA TÃO BURRA ASSIM.. - ele grita. 


Je: eu sinto muito senhor Kim - diz quase chorando. 


Th: ta bom, faça de novo - ditou e então entrou na minha. 


Jm: foi muito grosseiro com ela. - digo assim que ele senta no sofá. 


Th: eu sei. - diz massageando as têmporas. 


Jm: o que vai fazer? 


Th: nada.. Ai Jimin eu to cansando sabe, isso não combina comigo, terno e escritório. Ficar fechado aqui ta me estressando. - diz desabafando. 


Jm: eu sei Tae. Eu também to esgotando aqui. 


Logo Jin aparece vermelho de raiva bate a porta da minha sala e se joga no outro sofá em silêncio. Coitada da pobre porta, está pagando pelos pecados não cometidos. 


Th: o que foi? 


Jn: é tão difícil fazer o que foi mandado? É difícil imprimir 5 documentos e deixar na minha mesa? 


Jm: Chany? 


Jn: Ele é uma anta. - diz super irritado. 


Jm: por isso preferi não ter secretário. 


Th: ótima escolha. 




… 




Ficamos discutindo sobre como estamos cansados. E logo deu horário do almoço, Jin tinha que almoçar com um cliente importante, então ficou eu e Tae. 


Th: quer comer o que? 


Jm: algo bem picante, vamos no mexicano? 


Th: perfeito.. 


Fomos até um restaurante mexicano, fizemos nossos pedidos e estamos aqui em silêncio cada um no seu mundo. Comemos e então voltamos pra empresa. 


A tarde foi cansativa e estressante, e finalmente hora de ir embora. Vou até a sala do Taehyung. 


Jm: vamos Tae? 


Th: vamos. - fecha algumas pastas e coloca o notebook na bolsa e então saímos, Jin nos esperava na saída. 


Jn: vamos beber? 


Th: agora. 


Jm: ótima ideia. 



Chegamos em um barzinho, ele é bem aconchegante. Escolhemos uma mesa e pedimos 3 garrafas de cerveja pra começar. 


Jm: se entendeu com a Jennie? 


Th: sim, acabei pedindo desculpas por ter sido grosseiro, ela estava apavorada.. Ai fiquei com dó.. 


Jn: você é mal. 


Th: kkkkk.. Só um pouquinho.. 



Bebemos mais umas garrafas e então fomos embora. Não estávamos bêbados. Mas também não estamos sóbrios.. Chegamos em casa e cada um foi pro quarto, cansados e estressados, tomei banho e deitei na cama, não demorando nada pra dormir.. 




Yoongi On



Estou pleno no meu escritório. Quando Jungkook entra apavorado e ofegante. 


Yg: que foi menino? 


Jk: Yoongi, você não sabe o que aconteceu.. - ele tranca a porta do meu escritório. E senta no sofá todo agitado, fica batendo as pernas e as mãos. 


Yg: me fala, ta me deixando agoniado. - vou até ele sentando do lado dele. 


Jk: eu…..beijei…..o...Baekhyun - diz tentando similar o que ele mesmo fez, eu fiquei totalmente surpreso pela confissão. 


Yg: não acredito, sério? 


Jk: eu sou uma pessoa horrível - diz passando as mãos no rosto em forma de desespero. 


Yg: porque? Não é não. E ai conta tudo.. 


Jk: Yoongi isso não é o pior da história, o pior é que ele queria dar pra mim, e ai eu disse que eu não como, só do. E ai sai de lá apavorado, ele ficou puto. 


Yg: VOCÊ O QUE? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK JUNGKOOK, EU NÃO ACREDITO. - estou rolando de tanto rir, Jungkook consegue me surpreender cada vez mais. 


Jk: não ria Yoongi, estou desesperado. - diz aflito. Logo escutamos batidas fortes na porta. 


Bk: JUNGKOOK EU SEI QUE VOCÊ ESTA AI, SAI LOGO, QUERO FALAR COM VOCÊ.. - grita, aparentemente irritado.. 


Jk: me salva Yoongi - implora. 


Yg: não me mete nisso não kkkkkkkkkk. 


Nj: que gritaria é essa, ta achando que é a casa da mãe Joana, Senhor Byun? - escutamos Namjoon atrás da porta. 


Bk: Sinto muito senhor Jeon, não irá se repetir - diz baixo, aparentemente arrependido. 


Namjoon tenta abrir a porta. 


Nj: porque essa merda ta trancada Yoongi? 


Yg: nada não kkkkkk - vou até a porta ainda rindo muito.. Destrancando a mesma. - entra kkkkk.. Você não Baek, espera ai. 


Bk: me deixa falar com o Jungkook por favor? - diz baixo


Nj: com quem Baekhyun? - diz sério. 


Bk: com o senhor Jeon. - diz se encolhendo, Namjoon deu um ótimo chefe, ele é bem rigoroso. Agora eu e Jungkook somos dois patetas kkkk. 


Nj: entra - diz e então fecha a porta. Nos olhando sério. - alguém me explica? - Jungkook estava vermelho igual tomate e minha barriga está doendo de tanto rir. 


Yg: KKKKKKKKKKKKKKKKKKK, me desculpe…. - todos me olham - KKKKKKKKKKKKKKK não consigo é muito engraçado. 


Jk: não tem nada engraçado. - diz emburrado. 


Nj: me conta e eu julgarei. 


Bk: não é nada Senhor Jeon - diz apavorado.. 


Yg: Kkkkkkkkkk, é que o Jk e o Bk estavam se pegando, mas um é mais passivo que o outro kkkkkkkkkk ai não rolou a continuação do ato KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK - todos estavam em silêncio enquanto eu me mato de rir, dois minutos de silêncio e então Namjoon despencou a rir. 


Nj: AAAAAAHHHHHHH MINHA BARRIGA - diz ofegante. E os dois envergonhados em silêncio só olhando. 


Jk: desnecessários.. Nem tem graça. 


Nj: ai tem sim.. Mas voltando aqui - diz ficando sério - isso são modos de chefe e funcionário Jungkook? Posso demitir ele por isso e você perde seu cargo. 


Bk: me perdoe senhor Jeon - se ajoelha aos pés do Namjoon implorando perdão. 


Jk: levanta Baekhyun. Ele não vai te demitir - ele conhece o irmão que tem, e sabe que ele esta adorando esse drama todo. 


Yg: relaxa ai viu. Namjoon não é tão carrasco assim. Só tem cara. 


Nj: querem por favor respeitar minha pose de chefe aqui? 


Yg: todos nós sabemos que é só aparência então chega, ta assustando o bichinho. - vou até ele o levantando. - relaxa.. Pode voltar ao trabalho. - ele concordou e saiu em disparada. 


Nj: Ai Jungkook só você - diz sentando no sofá e rindo. 


Jk: que foi? Eu daria pra ele se ele quisesse, mas queria o contrário, dai não rola né. 


Yg: KKKKKKKKKKK, aiiii bicha.. Tu é passivo demais. 


Jk: me deixa por favor. 


Nj: ah, me conte, como é ter um pau no cu? 


Yg: KKKKKKKKKKKKKK CONTAA. 


Jk: você anda muito animado Yoongi, tu não era assim não viu, e você muito curioso Namjoon. 


Nj: para de enrolar e conta logo. - diz mexendo as sobrancelhas. 


Jk: é bom - diz rápido morrendo de vergonha. 


Nj: e dói? 


Jk: comigo não doeu muito não, tem que estar com bastante tesão. 


Agora fiquei mal, e perdeu totalmente a graça dessa conversa, ao lembrar do que fiz com Jimin, fui bruto e machuquei ele de todas as formas. 


Nj: que foi que ficou sério? - os dois me olham esperando eu dizer. 


Yg: eu machuquei o Jimin - digo sentindo a tristeza tomar conta. Eles me olham sem entender. - eu não fui delicado sabe, ele era virgem e eu fui super bruto. Ele é todo safado, mas é sensível e nunca tinha feito, o que me surpreendeu, mas assim que descobri eu fiquei em choque. E quando ele se declarou, meu cérebro deu um pane e eu só lembrava do que Mark fez comigo. 


Jk: e você nunca contou pra ele? 


Yg: não tive coragem. 


Nj: pois eu acho que deveria ter explicado Yoongi, ele ia entender. 


Jk: sim ele ia. 


Yg: é, eu sei disso. E dói lembrar do que eu fiz. - digo e então o silêncio se instala na sala. Todos ficaram pensativos, acho que cada um está pensando no passado e no que deixamos pra trás, por minha culpa, por culpa de eu ser um medroso idiota. 


Nj: certo, já estamos aqui, magoamos quem nós mais ama, e não tem o que fazer. O jeito e tocar vida. Mesmo que seja sem graça e cheia de arrependimentos. 


Jk: e como tem arrependimentos. Você acha que eles pensam em nós? 


Yg: com certeza pensa em vocês, já eu, tenho certeza que cai no esquecimento e com razão. 


Nj: não fala assim. 


Yg: é a realidade irmão. 



Jk: bom vamos sair dessa depre. Sinto tanta falta do Taehyung que chega doer, mas sempre que fico mal, ocupo minha mente com algo chato. 


Nj: só você. Vou voltar pra minha sala, nada de pegar mais funcionários, ouviram? - concordamos rindo. - ótimo. Até mais tarde. 


Yg: até. 


Jk: até. 


E então ele saiu. 


Jk: vou voltar pra minha também, to cheio de coisas pra fazer, misericórdia. 


Yg: vai, eu também tenho. Até depois. 


Jk: até. - e então ele sai, me deixando sozinho, e com um buraco no peito. Parece que levei um tiro, dói. Encosto no sofá deixando as lágrimas cair. 



Eu amo você Jimin… 




Continua.. 


Notas Finais


Espero que gostem..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...