1. Spirit Fanfics >
  2. Double Dose Problem >
  3. 03

História Double Dose Problem - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 3 - 03


Fanfic / Fanfiction Double Dose Problem - Capítulo 3 - 03

Kim Taehyung


Min Yoongi. Esse nome não estava em lugar algum e ao mesmo tempo estava em todos os lugares. Não tinha nenhuma pista para achar o Min Yoongi que eu procurava, o cara era um fantasma.

Eu estava preocupado com Jungkook. Meu lobo ficou triste durante a madrugada inteira. Mas eu não podia voltar tão rápido, alguém pode desconfiar e eu não quero problemas para cima de mim e possivelmente do Kookie.

É ... meu lobo ja apelidou o ômega moreno.

Eu tive que ir em vários locais procurando Min Yoongi. Quando já estava anoitecendo meu celular começa a tocar, o número era privado e é claro que entendi quem poderia ser.

-Taehyung falando.

"Taehyung. Me informaram que você estava me procurando. Oque queres?"

-Eu queria conversar com você pessoalmente, preciso de mais informações sobre as duas pessoas que me pediu para procurar.

Tentei ser o mais calmo possível.

"Eu te dei todas as informações necessárias Kim."

-Você me deu dois nomes e me mandou procurar em toda Seoul. 9,776 milhões de pessoas aqui...

"Eu estou te pagando por isso. Mas se quer me encontrar, olhe para a janela do café em que está"

Olhei para a esquerda e pude ver do outro lado da rua um cara acenando para mim. Não vou negar, meu cu trancou. Como ele sabia que eu estava ali?

Desliguei o celular, paguei a conta e sai do local. Antes que eu pudesse atravessar a rua, pude ver uma cabeleira escura atravessando a faixa de pedestre, por um momento travei na calçada, mas eu não podia perder a chance de falar com Yoongi. Andei atrás do cara e o mesmo adentrou um beco, parei quando o mesmo tinha parado de andar.

-Oque quer saber Kim? -ele cruzou os braços-

-Eu quero mais informação, dois nomes não é suficiente. Quero saber idade, altura, se é ômega ou alfa, onde morava antes, o nome dos pais...

-Ok. O nome é Jeon Jungkook, 18 anos de idade, foi vendido a alguém e morava em Jeju. Já é o suficiente??

-Min Yoongi quem é você? -eu já estava começando a ficar com raiva-

-Eu sou a pessoa que sabe onde você mora, oque você faz, onde anda e se não fizer oque estou pedindo...

-Isso é uma ameaça? -apontei o dedo na cara do azedo-

-Isso não é uma ameaça. É um aviso. Faça seu trabalho direito e o dinheiro vai ser depositado. -ele saiu do beco, demorei a entender e quando iria atrás dele, o mesmo tinha sumido-

O cara é baixo, rápido e tem uma cara assustadora.

[...]

Ao chegar em casa, tomei um bom banho e comi algo bem rápido. Minha cama nunca pareceu tão confortável como agora. Mas foi rápido, deitei, fechei os olhos e já estava na hora de levantar.

De 6 a 8 horas de sono para que seu corpo descanse bem. Oque adianta ter 8 horas de sono se ela passa voando?

Já era 11:38 da manhã, meu corpo se levantou mas minha alma ficou na cama.



Jeon Jungkook


Tudo foi novo para mim. Ter um alfa do porte como o do Taehyung ao meu lado é assustador mas ao mesmo tempo foi... foi tão bom. Receber carinho é algo que em anos eu não recebia e dormir ao lado dele foi a melhor noite de sono que eu tive em 6 anos. Mas ao levantar a realidade voltou com força total, eu estava sozinho e no mesmo local.

-As vezes eu esqueço que eu sou somente uma puta...

Meus olhos se encheram d'água. Eu já deveria estar acostumado com isso, mas dói, como dói. Levantei bem rápido, peguei as minhas coisas no camarim e andei até o "meu" apartamento e eu torci para que Billy não estivesse acordado.

Ao entrar devagar pude notar que tudo estava normal e calado. Andei até o quarto e pude respirar aliviado. Billy não estava ali.

Tomei um banho longo e nele pude pensar em Taehyung. Nenhum alfa foi tão delicado e educado comigo, aqueles toques me deixou totalmente sem rumo.

Mas eu não posso pensar nele. Eu sou uma puta. Um nada.

Já com a roupa trocada, estava na cozinha procurando algo para comer e so quando iria abrir a geladeira pude ver um bilhete grudado no imã da geladeira.

(Eu saí para resolver algumas coisas. Tem dinheiro na mesinha do lado da porta. Faça as compras. Conversaremos quando eu chegar em casa. Ass: Bly)

Eu já estava prevendo oque iria acontecer.

Respirei fundo. Uma. Duas. Três vezes. Depois que eu fiquei mais calmo, saí em direção ao mercado, passei por uma lojinha de bolos e café, atravessei a faixa de pedestre e adentrei o supermercado.

Comprei tudo oque estava faltando e voltei para casa rapidamente, esperei Mark trazer o resto das compras para mim -o entregador do supermercado-.

-Oi Jungkook, trouxe o resto das compras.

-Oh Mark-ssi... obrigado. -sorri em agradecimento e também dei uma gorjeta para o mesmo-

-Jungoo, você não hmm... aceita é... sair comigo? -por um momento fiquei estático-

-Eu.. Mark-ssi, não posso sair. Meu irmão Billy não gosta que eu saía. Ele é muito protetor mas... eu posso ver com ele. -estava nervoso demais, nunca ninguém me chamou para sair-

-Oh entendo. Seu irmão tem que te proteger mesmo. Você é um ômega maravilhoso, não pode sair na rua sozinho. -ele segurou na minha mão e não era como o toque de Taehyung- Bom... já vou indo... boa tarde.

-Boa...

Ele saiu do apartamento e eu rapidamente tranquei a porta. Meu coração estava quase saindo pela boca e esse sentimento de desespero tomava meu corpo. Ninguém sabia que eu era uma puta.

Mark não sabia. Ele iria me olhar com nojo. Ele iria me odiar. Ele... poderia gostar e se aproveitar disso...

Respirar. Eu precisava respirar.

10 minutos.

20 minutos.

30 minutos.

Se passaram, me recuperei e guardei todas as compras. Fiz um almoço maravilhoso e esperei por Billy. Sentei na cadeira na sala de jantar e em menos de 10 minutos, Bly entrou no apartamento.

-Sua vadia!!!

Essa foi a primeira coisa que ele me falou quando colocou os olhos sobre mim. Segurou meu braço e apartou o local, com certeza iria ficar roxo.

-B-billy... eu...

-Não se faça de idiota. Você ontem deu para um cara e acabou dormindo no quarto!! -ele me jogou contra parede fazendo minha cabeça bater-

-Aghr... eu... Billy pa-para!! Ta me ma-machucando... -tentei empurrar o alfa, mas eu não tinha força pra isso-

-Uma vadia ingrata. É isso que você é! Eu te dei tudo do bom e do melhor -ele rasgou a minha blusa e desceu a mão para a minha bunda- Mas eu vou resolver isso agora.

-Eu... PARA!!! Eu não fiz nada com o outro alfa... eu... eu ainda sou virgem!!!

-Não acredito em você -ele tirou toda a minha roupa e me jogou sobre a mesa de jantar-

Não..

Prendeu meus braços para trás.

Não..

Abriu as minhas pernas.

NÃO..

Passou os dedos sobre a minha entrada.

-NÃO!!! PARAA!!

Ele parou e eu pude sair correndo para o meu quarto. Tranquei a porta. Entrei no banheiro. Tomei banho, o banho mais longo de toda a minha vida. Me sentia sujo, sentia nojo de mim e as marcas me fazia ter vontade de vomitar. Minha cama nunca me pareceu tão confortável como agora, me joguei sobre ela e me escondi por debaixo do edredom.

-Eu não sei oque fiz de errado ou se eu que sou um erro... eu... eu ... -eu queria entender as coisas, eu sou tão inútil assim? Eu não posso ter uma vida normal?-

Chorar.

Me culpar.

Me isolar.

Inútil.

[...]

Eu acordei com o meu celular tocando. Sim eu tinha um celular, mas Billy colocou um rastreador nele, então não conta como meu celular. Atendi a chamada sem ver quem me ligava.

"Gu! Finalmente... Você está bem?!"

-Mary... eu...

"Meu deus. Ele não tocou em você ou tocou?"

-Ele... sim. Tocou. Mas eu não deixei ele levar até o final. Não se preocupe.

"Aish... Gu, Becca contou pra ele e eu nem pude desmentir nada. Venha pra boate, hoje é o dia em que vai servir as mesas"

-Sim.

Desliguei a chamada e respirei fundo. Eu teria que ir, é o meu ganha pão e eu ainda devo para Billy. Arrumei minha cama e troquei de roupa. Correr nunca é algo que faço, mas para não ver Bly, eu corri com todas as minhas forças até chegar a boate.

Ja pronto e arrumado, comecei a servir as mesas do local. Muitos toques. Cantadas. Assobios. Coisas desnecessárias.

-Gu? -olhei para o barman- Aquele ruivo está te chamando.

-Onde Lee? -tentei procurar o ruivo-

-Ele queria a noite de ontem com você mas outro chegou primeiro, ele ficou chateado e voltou hoje. Ele está ali, na área vip e sozinho.

Olhei em direção a área vip e pude o ver, o mesmo ergueu a taça que segurava num convite mudo que eu fosse até ele. Respirei fundo. Andei até lá.

-Olá senhor...?

-Jimin. Park Jimin amica mea.


Notas Finais


Votem se quiserem. Comentem se quiserem. Eu sou legal ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...