História Double J - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lemon, Original, Yaoi
Visualizações 8
Palavras 3.231
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


ANNYEONGSHASEYO PORRA
Não creio que to atualizando isso dps do meu aniversário (fiz promessa q antes do dia 11 eu postava isso)
SAIU
CORRE

NÃO SEI
Boa leitura nenês

Capítulo 7 - The Most Beautiful Ass In Rússia


POV Jay ON

 

Eu acordei com o rosto vermelho, com os braços grandes de James envolvendo minha cintura fina. Eu sentia sua respiração quente em minha nuca, estávamos tão perto, era uma sensação tão gostosa que eu nem queria me levantar. Eu havia sonhado com essa cena a umas semanas, mesmo antes de namorarmos. Acordar com a respiração dele no ombro, sentir seus braços envolta de mim, irmos pra cozinha e preparar ovos com bacon, depois dar comida aos nossos gatos e ele me coloca na mesa e me beija pelo resto do dia.

Eu ajeitei meu cabelo, sentindo os lábios molhados do loiro encostarem em meu pescoço, quase como um aviso de “hey, estou acordado amor”. Eu me virei para ele, sorrindo, logo beijando sua testa, seus lábios e logo aprofundando, o beijando de língua.

_ Bom dia, amor.

_ Bom dia Jay.- Ele sorriu, acariciando minha franja.

_ Dormiu bem?

_ Sim. Você falou enquanto dormia.

_ Sério? Oque eu disse?

_ Disse que precisava respirar ar puro, porque estava suando muito do lado do meu corpo quente.

_ O pior é que faz sentido, acordei suando.

_ Eu sei. Também acorda excitado todos os dias?- Ele riu, olhando debaixo do edredom.

_ Já disse, acontece frequentemente. Mas não devia acontecer enquanto estou dormindo.

_ Você gemeu meu nome durante o sono, se estivesse se mexendo, eu poderia jurar que estava se masturbando.

_ Não faço essas coisas quando alguém está perto. Mas gemer teu nome é estranho, não acha?

_ Realmente é estranho. Talvez estivesse sonhando comigo.- Ele riu, beijando minha testa, logo se levantando, indo até o banheiro.

_ Talvez eu estivesse sonhando com você.- Falei, um pouco mais alto, olhando sua sombra no banheiro.

_ Talvez?

_ Sim. Ou talvez, eu estivesse mesmo me masturbando.

_ Garotos se mexem quando fazem isso.

_ Eu não sou um garoto normal, olha pra mim, fico excitado com um vento gelado perto das minhas coxas.

_ Eu também. Olha pra mim. Eu namoro com você.

_ Idiota.- Ri, indo até ele, invadindo o banheiro, beijando a sua boca suja de pasta de dente.

_ Hoje é domingo bebê... O que quer fazer?

_ Fiquei sabendo que vai ter uma festa na escola, quer ir?

_ Claro, só vamos tomar um banho, okay?

_ Okay, quem vai primeiro?

_ Não pode ser nós dois juntos?

_ Se quiser, podemos, na banheira ou no box?

_ Eu estava brincando, mas você quem sabe.

_ Okay, vamos tomar banho no box.- Eu falei, retirando o pijama, ficando apenas com a cueca boxer. Nem ao menos percebi que meu inglês havia se enrolado. Ele retirou a roupa, abrindo a porta do box. Ele entrou e ligou o chuveiro, eu entrei em seguida, nem me importei em usar uma única peça.

_ Você além de pernas bonitas tem um traseiro maravilhoso.

_ Não é atoa o apelido “a bunda mais bonita da Rússia”.

_ E quem é que te chama assim?

_ Metade da escola.- Ri, pegando o sabonete, beijando seu rosto.

_ As garotas olhas pra isso?

_ Sim, meu uniforme é apertado e marca minhas pernas, principalmente meu traseiro.

_ Meus Deuses.- Ele riu, pegando em minha cintura, enquanto eu me ensaboava. Ele estava atrás de mim, lavando meu cabelo, nós ficamos por longos minutos debaixo da água, até ouvir a porta abrir. 

_ Meninos?- Era minha mãe, ela perguntou e entrou, fechando a porta.

_ Estamos no banheiro eomma... E a porta dele está aberta.

_ Estão tomando banho? Juntos?

_ Sim senhora, só banho.- Eu ri, lavando meu cabelo, passando sabão sobre as cicatrizes no pulso.

_ Acredito em vocês.- Ela riu, se sentando na cama, de costas para o banheiro.- Vão sair, meninos?

_ Sim senhora.- James falou, saindo com meu roupão, a olhando.

_ Vocês vão aonde?- Ela sussurrou, sorrindo para ele.

_ Uma festa na escola dele.

_ Na escola? Meu pequeno broto de feijão verde sofre assédio das colegas, pois tem o traseiro maior que o delas- Ela sussurrou novamente, e eu ouvi.

_ Omma!- Gritei do banheiro, vermelho.

_ Realmente é grande, tive a sorte de admirar hoje e gostei.- Ele riu, indo até a porta do banheiro, me encarando com o rostinho molhado.- Mor, cadê a camisa vermelha xadrez que você pegou de mim?

_ Jimin?- Eu ri, o encarando, eu já estava sem roupa.- Está na minha gaveta, pega uma calça pra ti também. E pega minha regata preta e meu shorts de couro preto, por favor? Trás os dois pra mim, por favor?

_ Pode deixar, bebezinho.- Ele sorriu de um jeito bobo, logo notando que minha mãe ainda estava ali, rindo da conversa e do rostinho bobo dele.

_ Vou deixar os dois sozinhos. O café já está pronto, venham comer.- Ela sorriu, se curvando e indo até a porta, falando antes de fechá-la- Eu shippo vocês dois. Se amem. Assim que ela fechou a porta e desceu as escadas, eu saí do banheiro, com a toalha enrolada na cintura.

_ Minha mãe é nova, por isso vê animes, gosta de "yaoi lemon hard" e tem uma bandana do Naruto. _ Uau. Quantos anos ela tem?

_ Ela tem 27, me teve com 11 anos, quando casou com meu pai, que tinha 24.

_ Casamento comprado ou foi por falta de dinheiro mesmo?

_ Meus avós não tinham grana pra cuidar dos 6 filhos, então entregaram as garotas pras famílias ricas e colocaram os meus tios pra trabalhar.

_ Pelo menos vocês dois estão aqui. Vivíssimos. E essa bunda também.- Ele sorriu, me olhando.

_ Ainda bem.- Eu ri, vasculhando minha gaveta, lhe entregando uma cueca boxer nova, de cor preta.- Veste. Ele se vestiu, me encarando, logo soltando a toalha, sem me deixar ver qualquer parte de seu membro.

_ Por que encara minha cueca? Até parece que quer ver o que tem dentro dela.

_ E eu realmente quero.

_ Quando voltarmos dessa festa, talvez, eu te deixe tirá-la. Eu me arrepiei e fiquei vermelho, e todo o sangue do meu corpo foi direto pro meu pau. Eu me sentei e coloquei um dos meus travesseiros no colo, disfarçando a ereção.

_ Não vai se vestir? Eu vou escolher alguma coisinha pra vestir.

_ É... Só deixa eu relaxar um pouco... Não devia ficar duro a essa hora da manhã.

_ Não é normal isso acontecer?- Ele riu, se sentando do meu lado.

_ Não. Não são todos os dias que tem um loiro no meu quarto dizendo que vai me deixar tirar a roupa dele.

_ Quer que eu te alivie? Eu posso fazer isso por você. Temos que ir, a festa começa as 10:00. _ Não... Eu nem sei se consigo... Mas relaxa. Já passou.

_ Então se veste, já são 09:15.

_ Okay... Só não olha.- Eu me levantei, segurando a toalha. Eu a soltei e peguei uma boxer vermelha, ele me encarou e riu, enquanto colocava a calça.

_ Seu traseiro aumenta com essa cueca.- Ele falou, assim que a coloquei.

_ Não acho. Ele só arrebita.-Ri, tapando a cintura roxa com a regata preta, logo colocando o shorts de couro, que aumentou meu traseiro 2x mais.- Vou me maquiar e colocar o tênis, ta pronto?

_ Eu mau coloquei a calça amor.- Ele me encarou, com cara de choro.

_ Até eu me maquiar você se veste. Pisquei pra ele, pegando maleta de maquiagem coreana e fui até o banheiro. Abri a maleta e ajustei. 6 gavetas, cada uma com um tipo, vários tons de corretivo, base e pó, blush, batom e até rímel. Ele me observou, enquanto eu comparava os tons de base e corretivo com a pele roxa.

 

POV Jay OFF

POV James ON

 

Eu o observei por um bom tempo, eram quase 09:30 quando ele terminou, eu já estava pronto, a camisa vermelha xadrez, a calça jeans clara e o tênis preto. A metade do colar no meu pescoço e a outra no dele.

Ele saiu do banheiro com o rosto perfeito, sem qualquer marca do espancamento, somente a leve inchação no olho esquerdo. Ele se aproximou de mim, com os lábios avermelhados e debaixo dos olhos avermelhados, o rosto fofo que eu conheci naquele dia.

_Já podemos ir? Está pronto?

_Sim senhor.- Ele sorriu, ajeitando a franja de lado, calçando os sapatos.

_Você ta muito baby boy vestido assim e usando maquiagem. Só faltou a gargantilha.

_Não seja por isso.- Ele ajeitou o colar e se afastou, pegando uma gargantilha grossa com um pingente de lua, a colocando no pescoço.

_Agora sim... Meu baby.

_Sou seu baby. E você é meu daddy.

_Isso mesmo.- Sorri- Agora vamos, não quer se atrasar, né?

_Não. Vamos, daddy. Nós descemos as escadas, ele foi na frente, segurando minha mão.

Nós entramos na cozinha e nos sentamos, um ao lado do outro, enquanto Sra. Kim colocava a mesa. Ela ajeitou os pratos, nos serviu e se retirou, com um sorriso fofo.

_Por que ela não fica quando estamos juntos?- Perguntei, colocando sua perna encima sa minha coxa.

_Ela não atrapalha casais. Desde que era pequena não fica perto de alguém quando a pessoa está junto com outra.

_Ah... Sua mãe é bem educada, diferente de você.

_Eu sou bem educado, só não muito com você, porquê você já me conhece bem.

_Okay, baby boy. Coma, se não eu não saio contigo. Ele não exitou e começou a comer, em silencio, encarando o prato com ovos, queijo e torradas.

Eu o observei por um bom tempo, enquanto comia as torradas, ele parecia incomodado com algo, mas não falou nenhuma palavra até terminar de comer. Ele terminou, esperando que eu terminasse. Assim que acabei, ele lavou a louça e nós saímos, por volta das 09:40.

Nós saímos, ele deu a volta na casa e encontrou minha moto. Eu subi nela e ele veio em seguida, assim, demos partida.

 

TIME SKIP

 

Pouco tempo após chegarmos, ele encontrou alguns amigos, indo falar com eles, e eu fui atrás dele, por apenas não ter o que fazer.

_ Bom dia príncipe encantado coreano.- Uma garota falou, ao lado da irmã gêmea.

_ Eu sou japonês. Mas bom dia Taylor.- Ele riu, entrando na roda de amigos. Eu fiquei meio que do "lado de fora" da rodinha, até que ele me puxou pelo braço.

_ Hey, o garoto que te trouxe pra escola naquele dia.- Uma das meninas falou, se apoiando no ombro de um menino moreno com um copo na mão.

_ Sim, esse é o James… Meu…- Ele me olhou por um momento, sem saber como terminar a frase. _ …Namorado?- Terminei, o olhando, com um leve sorriso no rosto, o observando ficar corado.

_ É… É, namorado…- Ele respondeu, totalmente vermelho.

_ Eu sabia! Sabia que vocês tinham algo!- Uma das gêmeas falou, me olhando, sorrindo.

_ Vocês ficam fofos juntos.- A irmã da esquerda falou, tapando o sol com as mãos.

_ Vocês são como casais normais? Se beijam, dormem juntos e fazem aquelas coisas na cama?- O garoto moreno perguntou, tentando entender tudo.

_ Sim! Eles são como qualquer outro casal!- A gêmea da direita falou, ajeitando a roupa curta.

_ Vocês já fizeram sexo?- A garota da esquerda perguntou, como se não sentisse vergonha nenhuma por perguntar isso.

_ Alice!- Ele falou alto, visivelmente envergonhado, dando um passo pra trás.

_ Tudo bem?- Sussurrei, o olhando.

_ Só estou nervoso…- Ele falou no meu ouvindo, me puxando pela ponta da camisa.

_ Quer que eu…?- O olhei, obtendo um sim, que ele fez com a cabeça, o pegando no colo, como uma criança com sono.

_ Preciso ir ao banheiro…

_ Okay, te levo até lá…- Sussurrei, me despedindo dos amigos dele e entrando na escola. Ele ficou quieto até entrarmos no banheiro, quando ele desceu do meu colo, pediu que eu saísse e entrou em um box. Eu o esperei do lado de fora, no corredor, ele não demorou muito, cerca de 2 á 3 minutos, então saiu com a boca roxa, os olhos vermelhos e o rosto levemente molhado.

_ Tudo bem?- Perguntei, segurando sua mão.

_ Não muito… Estou enjoado… Acabei vomitando tudo que eu podia e não podia…

_ Quer ir pra casa? _ N-não… Preciso de contato social. Não que você não conte, mas preciso me atualizar sobre tudo que aconteceu.

_ Okay, vamos lá pro pátio, a música começou, preciso alimentar meu bebê.- Sorri, acariciando seu cabelo, secando seus olhos com manga da camisa.

_ Claro, vamos… Preciso me alimentar… De novo…- Ele sorriu, entrelaçando nossos dedos.

 

POV James OFF

POV Jay ON

 

Nós descemos as escadas dos fundos, chegando a onde a festa realmente acontecia, James olhava em volta a todo momento, como se estivesse sendo observado. Nós nos sentamos com algumas garotas do terceiro ano, ele me colocou entre suas pernas, de costas, e começou a brincar com meu cabelo. Os fios escuros ficavam entre seus dedos, e os fios loiros dele brilhavam, como sempre. Ele ria, falando sobre coisas aleatórias.

_ Então, pretende se mudar pra outro país depois daqui?

_ Não sei… Quero morar na Califórnia, ou em NY… O que acha?

_ Califórnia? Pode ser, vou adorar morar com você.

_ M-morar comigo?

_ Sim. Olha, daqui uns anos eu me formo em medicina, o que acha de se casar com um médico e ser pianista?

_ Ta doido Jimmy?

_ Não! É sério! Casa comigo?

_ Não tenho idade pra casar, você é 3 anos mais velho que eu.

_ Sua mãe se casou com 11, você pode se casar comigo com 17.

_ James, eu ainda tenho 16.

_ Eu espero.

_ Aish, você não vai desistir né?

_ Não mesmo.

_ Então ta bom, eu me caso com você.- Sorri, segurando sua mão livre.

_ Ótimo, vou ver algumas casas na Califórnia.

_ Apartamentos, não gosto de casas.

_ Sem problemas.- Ele sorriu, me beijando. Ele se levantou, indo comprar algo para comermos.

Eu fiquei sentado, digitando no celular, logo sentindo uma mão apalpando meu traseiro. Eu me virei e percebi que era uma das minhas amigas, Mellannie, ela se sentou ao meu lado, rindo.

_ Olha só. A bunda mais bonita da Rússia.

_ Não me chame assim, Mell.- Ri, a olhando.

_ Eu te chamo assim antes mesmo de te conhecer ao vivo.- Ela sorriu, ajeitando o cabelo azulado.

_ Realmente, Mellzinha95.- Ri, ajeitando a franja que o loiro havia bagunçado.

_ Hey, respeita meu nick! 95 mesmo, sou bem Park Jimin Ultimate Bias.

_ E eu sou bem CL ultimate ta bom?

_ Eu aceito e quero continuar.- Ela me olhou, ajeitando meus óculos. Ficamos conversando, até que James voltou, com os lanches na mão e uma lata de suco. Ele nos olhou, sorriu e se sentou de frente para mim, me entregando um dos lanches.

_ Não vai me apresentar a sua amiga?- Ele nos encarou, corado.

_ Claro… Essa é a Mell… Mellannie Jones… Amiga virtual de uns 2 anos…

_ Prazer.- Ela sorriu, se curvando para ele.

_ O prazer é todo meu.- Ele sorriu em seguida, ajeitando meu cabelo, enquanto eu comia. Eles ficaram conversando, eu permaneci sentado, comendo, já havia quase terminado quando James me encarou e disse:

_ "A bunda mais bonita da Rússia", Jay?

_ Originalmente, "The Most Beautiful Ass in Korea", mas eu me mudei, fazer o que.- Respondi, abrindo a lata com suco, como se nem ligasse por falar disso.

_ E não ia me contar isso?

_ É um apelido que ela me deu depois de me ver de cueca na webcam.

_ Como é?- Ele me olhou, parecendo irritado.

_ Relaxa, foi um acidente.- Mellannie riu, o olhando- Ele levantou do nada, ele tava de moletom e cueca, como eu ia saber que ia ver essa raba?

_ Eu estava conversando com ela, ai do nada meu pai entrou no quarto e eu levantei pra vestir a calça, foi ai que a câmera foi direto no meu traseiro e ela viu o volume.- Completei, bebendo o suco, usando o canudo.

_ Suspeito…- Falou o loiro, me olhando.

_ Se quiser, eu te mostro o por quê do apelido.- Sorri malicioso, me levantando.

_ Vou deixar vocês sozinhos.- Ela sorriu, se levantando.

_ Não precisa, nós já íamos pra casa.

_ Mas amor, a festa começou agora…

_ Sim, fiquem. Vai ser legal.- Ela sorriu, saindo de perto de nós dois.

_ Okay…- Falei, assim que ela se afastou e só ficamos nós dois.- Precisamos fazer alguma coisa.

_ O que sugere?

_ Não sei.- Falei, me levantando, logo me apoiando com as mãos em suas coxas.

_ Que isso menino?

_ Calma, só estou pensando.

_ Jurava que você ia me molestar aqui mesmo.

_ Se eu chegar em casa e não tiver ninguém, quem sabe?- Ri, me afastando dele.

_ Você quer brincar comigo?

_ Okay. Vamos brincar.- Falei, o puxando pela mão, entrando no meio das pessoas.

 

POV Jay OFF

POV James ON

 

TIME SKIP

 

Depois de quase 4 horas dançando, mimando ele, brincando de pega-pega, finalmente paramos de nos mover. Eu me sentei no chão, ele se sentou no meu colo, com leves gotas de suor em seu pescoço, o que o deixava mais sexy ainda. Ele ajeitou o shorts, a camisa e o cabelo, me olhou cansado e disse:

_ Certo, o que acha de irmos para casa?

_ Claro, eu te deixo em casa.

_ Se meu padrasto não estiver lá, você pode ficar um pouco?

_ Vamos ver, agora temos que ir.- Sorri, mostrando as covinhas, logo o pegando no colo e me levantando, indo até a moto.

_ O que vamos fazer quando chegarmos?

_ Se não tiver ninguém na sua casa eu já sei.- Ri, deixando o garoto corado.

_ Você me assusta com essas indiretas.

_ Geralmente elas são bem maliciosas, e você entende, então não são tão assustadoras.

_ Eu finjo que não entendo, mas eu to entendendo tudo que você fala.

_ Ah, que bom, então eu vou devorar isso aqui um dia.- Falei, dando um forte tapa no traseiro do garoto.

_ Jesus Cristo.- Ele quase gemeu, enterrando o rosto no meu ombro.

Alguns passos depois, cheguei aonde a moto se encontrava, coloquei ele encima e coloquei o capacete nele. Subi na moto, ajeitei o capacete, ele se abraçou a minha cintura e eu dei partida, sem correr muito.

Já eram quase 3 da tarde quando chegamos na casa dele, ele desceu, retirou o capacete e abriu a porta com cuidado, eu esperei, apenas retirando o capacete. Ele voltou em alguns segundos, me dando um beijo levemente demorado. Quando terminou, ele sorriu pra mim e sussurrou.

_ Até qualquer dia, meus pais estão em casa, mas falo com você pela internet.

_ Pode deixar, te mando mensagem quando eu chegar.

_ Vou esperar, até depois.- Ele sorriu, beijou minha testa e entrou na casa, eu dei partida em seguida, um pouco mais rápido.

Demorou no máximo 20 minutos até eu chegar em casa e mandar a mensagem para ele. Eu fui até o banheiro, tomei banho, fui para o quarto e me deitei na cama, ainda de toalha, as únicas coisas que eu conseguia pensar eram: Meu namorado jogava jogos online, e o apelido mais famoso dele era "The Most Beautiful Ass In Rússia".


Notas Finais


DESCULPA O TANTO DE PALAVRA E A DEMORA E NÃO DESISTE DE MIM
Eu fiquei quase dois meses digitando isso
Eu fiquei umas duas semanas com bloqueio
EU CONSEGUI
Me segue no Twitter, eu posto uns spoilers legais de Double J
Twitter: @Taeehope
Bom, não sei se vcs gostaram, mas um beijo, um queijo, e até o próximo cap, flw ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...