História Doutor Rede - Capítulo 2


Postado
Categorias Dr. Stone
Tags Baiano Protagonista, Doutor Pedra De Crack, Dr Stone, Fanfic Lixo
Visualizações 14
Palavras 318
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Harem, Romance e Novela, Survival, Violência
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa fanfic tem mais favoritos que eu achava que teria.

Capítulo 2 - O bicho da rede



José da Mata sentiu um cheirinho de churrasco.

—Cheirin bom, é cairne de que?

—Carne de invasor de redes.

—Como assim? 

—...

Nossa mas tá quente aqui né. — Então José da Mata olhou para baixo e percebeu uma fogueira de baixo dele. —Ué.

—É carne de corno também, é bom de vez em quando.

Então José da Mata percebeu que estava sendo assado!

—EI! O ME SOLTA MACHO! — Gritou ele, desesperado, enquanto o outro se aconchegava na sua rede.

—Ninguém mandou mexer com o que não devia. A rede é só minha. Agora vou tirar uma soneca, só vê se num berra. — Disse fechando os olhos.

—Seu Zé da Lua! Eu peguei as flutas que o sinho mandou pega — Gritou outra figura. José olhou pro lado, o jovem que gritou tinha os olhos puxados e não conseguia falar a letra R.

—Ih! É um japonês, ó doido! — O da Mata gritou para o " japonês", esquecendo de sua situação.

—Nois vai te humano plo o janta? Eu pevilo cacholo. — Disso o estrangeiro para o que estava deitado.

— Ele deitou na minha rede, ele merece uma punição. Daí nós vamos comer ele. — Disse abrindo um olho, olhando para a cesta de frutas que o estrangeiro tinha. 

—Ei,  o japonês! Se tu me tirar daqui eu te dou um cachorro! — Falou José da Mata querendo escapar de sua situação atual.

—Eu quelo um cacholo! Mas eu num sou japonês, sou da China. — Explicou o chines entusiasmado.

—Tanto faz, só me tira daqui —Pediu o churrasquinho.

E o chines tirou ele de lá. Agora fora do alcance do fogo, José da Mata tenta fugir daqueles loucos, mas foi seguido pelo chinês.

—Você tá indo busca meu cacholo?

—Ah, sim! Claro, agora para de me perseguir! — Distraído com o estrangeiro, José da Mata acabou tropeçando numa pedra, bateu seu cabeção no chão e desmaiou.


Notas Finais


Meus escravos não querem fazer os capítulos;-;

Chinês é ET.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...