História Dover - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 1.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lírica, Literatura Feminina, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - Voltando


O pedido foi delicado, na frente de todos para não ter dúvida, e ainda com Arabita me fuzilando com o olhar.

E agora estava na carruagem com Lara, da me mandou chamar assim agora, no que antes não chamasse.

-A casa de campo é linda, grande, tem muito espaço para você.- ela sorriu.

-Eu vou ficar sozinha?- olhei para Mary.

-Não, as meninas estão lá, e eu vou ficar, na os meninos vão resolver tudo.- ela mexeu as mãos.- Precisamos organizar um casamento.

Eu assenti e em alguns minutos estávamos parando na porta da frente, descemos da carruagem e ela foi ser guardada, eles desceram para se despedir.

Primeiro Ethan abraçou a mãe, depois Joseph, e então ele falou que queria ver a casa e as coisas novas, Lara riu e aceitou.

Ethan sorriu para a cena, as coisas tinha ficado estranhas, mas não tão estranhas, eu sentia que era normal.

-Assim que ajeitar tudo lá em Dover eu venho.- ele não parava de mexer as mãos.

-Obrigada.- segurei as mãos dele.- Eu sei do que abriu mão...

-Não abri mão de nada.- ele olhou para nossas mãos.

-Mesmo assim, eu estou agradecida.- sorri.

Ele sorriu, um sorriso verdadeiro e pequeno, um sorriso verdadeiro, então fiquei na ponta dos pés e beijei a bochecha dele.

Ele segurou meu rosto e beijou o canto da minha boca, e então o outro canto da minha boca.

-Chega.- Joseph puxou o irmão.

Eu sorri e vi a carruagem ir embora, subi as escadas e vi as meninas, que me atacaram com abraços.

-Ai, mio Dio.- ri.

-Vamos comer algo.- Lara chamou.

◼️◾▪️

-Essa cara é idiota.- Joseph bateu no meu peito.

-Que cara?- sorri.

-Essa que tem corações nós olhos.- ele riu.

-Pare com isso.- empurrei ele.

-Não falarei mais nada.- ele fechou a boca.

Queria ter passado mais tempo com ela, adoraria ter terminado aquele beijo nela, eu estava feliz por ela não me odiar.

Mas tinha que fazer as coisas de conde, e avisar a um padre por pedido da minha mãe que iria me casar e marcar a data, na casa de campo.

Minha mãe viria para a cidade com Karina, para elas fazerem o enxoval de casamento, e eu estava apavorado com a noite de núpcias, só pensava em Karina como amiga, ou...não, acho que só como amiga...não..não sabia.

◼️◾▪️

O enxoval já estava feito, as decorações do jardins estavam quase feitas, e eu estava provando o vestido de casamento.

-Um coque com esse vestido ficaria perfeito.- Annie sorriu.

-Acha.- coloquei meu cabelo para cima.

-Sim, mas ficaria linda de todo jeito.- Sarah falou.

Eu sorri para as meninas, já estavam fluentes em italiano, não podia falar nada muito perto delas.

-Ele chegou.- Mary entrou.

-Vamos recebê-lo.- Sarah e Annie saíram.

Mary foi terminando a bainha do meu vestido, já tinha ganhado meu peso normal, estava com mais cor e meu cabelo estava bonito.

-Acha que estou bonita?- perguntei.

-Está linda.- ela sorriu.- A noiva mais bonita.

-Ele está casando comigo por sentir pena?- eu franzi as sobrancelhas.- Eu sei que...

-Não acho que seja pena.- Mary terminou.

Tirei o vestido e vesti o meu vestido verde água de hoje, desci as escadas e vi ele, molhado por causa da chuva, a camisa branca transparente.

-Peguem toalhas.- eu falei para uma das empregadas.

-Já se acostumou com a casa?- ele balançou o cabelo.

-Sim, mas não faça isso.- eu parei ele.

A toalha chegou e eu coloquei na cabeça dele, e então comecei a secar o cabelo dele.

-O seu quarto já está pronto.- avisei.

-Eu queria comer antes.- ele explicou.

-Eu previ isso.- sorri.- Na cozinha tem ensopado, bem quente.

Ele me olhou estranho, mas foi até a cozinha, juntei as roupas dele e pendurei ara secar nós ganchos.

-Olhe aí, minha cunhada.- Joseph sorriu.

-Você veio também?- sorri.

-Isso não foi algo alegre.- ele cruzou os braços.

-Desculpe, que bom vê-lo.- olhei suas roupas.- Não passe da porta sem tirar a roupa molhada.

-Você virou minha mãe.- Joseph acusou.

Eu sorri e subi as escadas, já estava tarde, as meninas e Lara dormiam cedo, vi no quarto de cada uma e depois fui para o meu.

Tirei meu vestido e vesti a camisola, sentei na penteadeira e comecei a pentear meu cabelo, e depois trancei.

-Está cantarolando.- Ethan entrou no meu quarto.

-Não pode ficar aqui.- eu me levantei.

-Vamos nos casar amanhã.- ele riu.

-Amanhã.- eu repeti.- Amanhã você pode entrar.

-Mas você vai ficar no meu quarto.- ele se aproximou.

-Amanhã.- repeti.

-Eu não vou fazer nada.- ele levantou as mãos.- Só vim conversar.

-Sobre?- cruzei os braços.

-Como está se sentindo?- ele se sentou na cama.

-Bem, sua mãe me fez comer três vezes ao dia, todo dia.- eu sorri.

-Ela é persistente.- ele riu.

-Eu estou com sono, então pode....

-Eu vou ficar.- ele deitou.

-Ethan!- eu tentei tirar ele.- Muito bem.

Me deitei do outro lado, ele riu e me abraçou por trás, eu senti um arrepio no corpo e senti o peito dele nas minhas costas, e algo no meu traseiro.

-Só vamos dormir.- ele sussurou.- Só isso.

Eu assenti e fechei os olhos, ele assoprou a vela e ficou tudo escuro, eu já estava dormindo quando escureceu mais.

◼️◾▪️

Ela estava respirando tranquilamente,  estava deitada com a cabeça no meu peito agora, se mexia muito.

Eu pensei que a partir de amanhã ela só iria dormir nos meus braços, só nos meus, de nenhum outro mais.

-Ethan, Mary vem antes do café.- ela avisou sonâmbula.

-Já estou indo.- beijei a testa dela.

Foi difícil me levantar daquela cama, quente e tentadora e voltar para a minha cama fria e vazia, mas a partir de amanhã seri diferente, eu seria um homem diferente, um marido.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...