História DoYu - (My boss's son) - Capítulo 67


Escrita por:

Postado
Categorias 2NE1, Block B, Girls' Generation, Neo Culture Technology (NCT), Pentagon (PTG), Super Junior
Personagens Cl, Doyoung, Jaehyun, Johnny, Jungwoo, Kim Youngwoon, Lucas, Park Jungsu, Taeil, Taeyeon, Taeyong, Ten, Winwin, Yeo One, Yuta, Yuto
Tags 2ne1, Blockb, Doyoung, Doyu, Gay, Girls'generation, Jaehyun, Jaeten, Johnny, Johntae, Jungsu, Jungwoo, Leeteuk, Lemon, Lucas, Luwoo, Nct, Nct127, Nct2018, Nctdream, Nctu, Pentagon, Romance, Superjunior, Taeil, Taeyeon, Taeyong, Ten, Winwin, Yaoi, Yeoone, Yuta, Yuto, Yuwin
Visualizações 83
Palavras 622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 67 - Cap. 67


Fanfic / Fanfiction DoYu - (My boss's son) - Capítulo 67 - Cap. 67

Mais tarde naquele mesmo dia, Doyoung estava se sentindo inquieto, já estava sentindo falta de seus remédios. Então subiu para o cômodo de cima sem notar que estava sendo seguido por Yuta e seu pai, ao entrar no quarto de Yuto arregalou seus olhos ao ver o mais novo com uma tesoura em mãos, enquanto picava seus comprimidos em vários pedacinhos.

_ Yuto! Nãao! - Falou com a voz indagada de choro, se aproximou a passos rápidos tomando das mãos do mais novo a tesoura. _ Você não colocou esses remédios na boca não, né?

As lágrimas de Doyoung acabaram assustando o mais novo, o fazendo chorar.

_ Não faz isso comigo, por favor. Me fala, colocou esses remédios na boca? - Doyoung viu o mais novo negar com a cabeça, o fazendo respirar aliviado.

Acabou por recolher do chão os remédios que ainda estavam inteiros e os levou para sua boca num gesto rápido.

_ Doyoung! - Leeteuk entrou no quarto as passos apressados, e passou a apertar as bochechas de seu filho. _ Cospe agora! Anda, Doyoung! Cos-

Doyoung acabou ficando mole nos braços de Leeteuk, pois havia desmaiado.

_ CORRE, YUTA! CHAMA UMA AMBULÂNCIA!

Yuta então correu para o cômodo de baixo, atrás de seu celular. Leeteuk entrou em completo desespero, pegou Doyoung em seu colo o levando até a cama agora tentava o abanar, mas nada de Doyoung acordar. Quase cinco minutos se passaram e nada da ambulância chegar, Leeteuk estava quase enfiando Doyoung dentro do carro e o levando para o hospital por conta própria.

_ Entrem por favor.. - Yuta chegou finalmente com os paramédicos, no qual foi diretamente checar os batimentos cardíacos de Doyoung.

_ Preparem a maca! - Falou o paramédico. _ O Sr é o pai?

_ Sim, sou o pai! Como meu filho está? - Leeteuk estava com Yuto em seu colo, enquanto derramava duras lágrimas.

_ Os batimentos dele está muito fraco, qual foi o remédio ingerido por ele?

_ Ele estava tomando esses antidepressivos.. - Leeteuk apontou para o pequeno frasco sobre o chão. _ Só que ele andava tomando em altas doses.

_ Eu não vou te dar certeza, porque só uns exames mais elaborados poderam afirmar isso, mas acho que o que ele teve foi intoxicação. Vamos levar ele agora, quem vai junto?

_ Eu vou junto! Yuta fica aqui por favor, cuidando do Yuto. - O japonês negou com a cabeça.

_ Eu quero ir junto, por favor.. - Yuta assim como Leeteuk também chorava.

_ Nós dois iremos! - O paramédico acentiu e então desceram com cuidado as escadas colocando Doyoung na ambulância.

Dali partiram as pressas ao hospital, chegando em quinze minutos. Rapidamente um médico apareceu tomando conhecimento do caso de Doyoung, fez alguns enxames e testes mesmo eles estando desmaiado e enfim, teve o veredito..

_ Vocês são a família do menino Doyoung?! - Leeteuk e Yuta se levantadam do banco acentindo rapidamente. _ Fizemos uma baterias de exames que comprovou uma alta dosagem de remédios tarja preta no sangue dele. Doyoung não morreu por pouco, os batimentos dele estavam muito fracos. Desde quando ele é dependente desse remédio?

_ Eu não tenho certeza, Doutor. Fiquei sabendo que ele andava tomando esses remédios, não tem nem uma semana. - Leeteuk viu o homem arregalar seus olhos.

_ São poucos dias, mas os resultados dos exames são assustadoramente absurdos. É muito alta a quantidade de remédios no sangue desse menino. - Foi a vez de Leeteuk se assustar com as palavras do médico. _ Fique tranquilo, porque agora ele apenas dorme. Estamos dando medicamentos para eliminar os efeitos do antidepressivo. Em poucos horas, ele vai ficar bem.

_ Muito obrigado, Doutor. Obrigado.. - Leeteuk voltou a chorar, sendo ele abraçado por Yuta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...