História "Dr. Teddy" - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias JoJo no Kimyou na Bouken (JoJo's Bizarre Adventure)
Personagens Gyro Zeppeli, Johnny Joestar, Personagens Originais
Tags Diego Dio Brando, Funny Valentine, Gyro Zeppeli, Hot Pants, Jjba, Johnny Joestar
Visualizações 22
Palavras 261
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A

Capítulo 14 - Emputecido


Fanfic / Fanfiction "Dr. Teddy" - Capítulo 14 - Emputecido

 Ora ora...Se não é a nova cria!?


Na minha frente

Na sexta as 9 da Manhã

Me vem uma criança toda de preto.

???

" Vai morrer" eu pensei.


Ele se apresentou pra mim.


E puta merda, que voz irritante. Pelo o que parece, se eu entendi direito, o nome dele é "Magenta" .

 Putz.

Por que eu só tenho contato com criança de nome horrivelmente sem noção?

Não. A culpa é toda dos pais dessas merdas.

Você,leitor, se um dia pensar em ter filhos, jamais coloque um nome "diferente" nos pobres fetos. 

Ele sofrerá bullying o resto da vida. Sem falar que né. ...

É um nome de BOSTA.




-Bem, Magenta, seja bem - vindo! - tentei soar o mais natural possível.

Ele só deu de ombros e se sentou no carpete azul ao lado dos meninos.

E eu também toquei o Foda-se.

Enquanto eles brincavam com os carrinhos regaçados, eu digitava algumas coisas no meu computador.

-Tio.

-Hm?- era Magenta me chamando.

-Onde tem doce?

-Tsc. ..Não tem- só me virei e voltei a digitar normalmente como se não tivesse criança nenhuma plantada do meu lado. 

-Tem sim!- ele gritou comigo.




Mano.




Ele GRITOU COMIGO.

QUEM DIABOS ELE PENSA QUE É PRA FAZER ISSO?

A POHA DO MEU PAI?


-Eu já falei que não tem!- gritei bem no ouvido dele.

Sim. Eu fiz isso.

Ele me fez uma cara bem nojenta...e me mostrou dedo.

-Seu filho da puta arrombado! -Peguei o dedo dele e ameacei torcer.

-AAAAH! !- ele começa a gritar e a chorar desesperadamente. E eu nem fiz nada ainda.





AINDA. 


Notas Finais


Me ignorem. Eu tô morrendo de preguiça.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...