História Dragon Ball: O Pequeno Super Saiyajin - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bills, Cell, Chaos, Chichi, Freeza, Gohan, Goku, Grandpa Gohan, Kuririn, Majin Boo, Raditz, Shenlong, Vegeta, Whis, Yamcha, Zen'Oh
Tags Dbs, Dbz, Deus Da Destruição, Dragon Ball, Dragon Ball Super, Dragon Ball Z, Goku, Whis)
Visualizações 10
Palavras 810
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esta fic se tratá de um Universo Alternativo, então quaisquer "novas" informações que contradigam o Anime são propositais. Please Support the Official Release!

Capítulo 1 - Pequeno Goku, o Super Saiyajin


Fanfic / Fanfiction Dragon Ball: O Pequeno Super Saiyajin - Capítulo 1 - Pequeno Goku, o Super Saiyajin

A fúria de um Guerreiro

Após o Torneio, os Guerreiros Z se dirigiam para um restaurante, para então, comemorarem toda a diversão que tiveram lá. Goku parou antes mesmo, percebendo a ausência da sua Esfera do Dragão e do seu Bastão Mágico. Lembrou de tê-los deixado no templo de Artes Marciais.




Goku: “ Aí... ”, Disse enquanto apalpava seus bolsos.


Tartaruga: “ O que foi Goku? ”


Goku: “ Eu esqueci a esfera e o bastão mágico no templo de artes marciais... ”, Se virou, “ Eu vou lá buscar...! ”




Kuririn: “ Não, deixa que eu pego, você deve tá muito cansado. ”



Goku: “ Ah, eu tô bem-- ”, Foi interrompido pelo barulho de seu estômago. Kuririn deu um pequeno tapa nas costas de Goku, rindo.



Kuririn: “ Não falei? Hahaha! Deixa que eu vou! ”, Disse enquanto saia correndo.



Goku: “ Valeu Kuririn!! ”, Gritou enquanto Kuririn se afastava. Ele sentia um pequeno incômodo com àquilo, mas não sabia o que era, então, não se pronunciou.



Após alguns minutos, todos estavam comendo suas refeições normalmente enquanto conversavam, todos estavam estranhando a demora de Kuririn. Goku, por incrível que parecia, nem tinha tocado na comida. A Tartaruga de Kame olhou para ele, estranhando sua atitude muito incomum, questionando o garoto sobre.




Tartaruga: “ Goku, por que não vai comer? ”



Goku: “ Só quando o Kuririn chegar... ”



Após diversos minutos, Goku sentiu um calafrio, e antes mesmo de Tenshinran poder questionar o porquê do incômodo de Goku, o Garoto salta da mesa e corre pela rua. Os outros correm atrás dele, mas poucos conseguem se manter com a velocidade do Garoto.


Goku finalmente chega ao templo de artes marcias, e no chão, ele vê Kuririn caído ao lado do Narrador das partidas. Com um aperto no peito, e um olhar desesperador, Goku caminhou lentamente até o corpo ainda quente de Kuririn, e tentou levantá-lo.




Goku: “ Kuririn... Não! Não!! Sou eu, levanta! ”



Narrador: “ Foi o monstro! Ele pegou umas esferas estranhas e fugiu do templo! ”



Goku: “ Kuririn!!!!.... ”, O olhar do garoto fica desolado, “ Ele morreu... Ele.... Morreu... ... ... Era pra ser eu... ”, ele logo rangeu os dentes, “ Por favor... Não se vá... ”.



Tenshinhan e os outros chegam até lá e vêem a triste cena. Um olhar de surpresa cobre o rosto de todos, e por consequência, Bulma é a primeira a cair no choro por causa da morte de Kuririn. Porém, suas lágrimas foram cessadas por um forte ventania. Um vendaval de vento que empurrava todos para longe, e por algum motivo incompreensível, a ventania parecia vir de dentro da construção.




Bulma: “ AHHHH, QUE QUE TÁ ACONTECENDO!? EU VOU MORREEER...! Uhm? ”, o drama da garota foi parado por Yamcha, que segurava ela, a impedindo de voar para longe.


Um circulo de poeira fica em volta de Goku, girando cada vez mais rápido, em imersão com o vento que estava gerando. Seus cabelos começaram a se erguer, ao mesmo tempo que as lágrimas escorriam pelo seu rosto. A aura azul de Goku fica visível, aumentando de tamanho a medida da raiva do menino.




Goku: “ S..Seu... Desgraçado... ”



As nuvens cinzas começam a acumular no céu, e uma trovoada circula toda a construção que Goku estava. Os cabelos dele se erguem novamente, ficando em um tom de amarelo por meio segundo até voltar ao normal. Tenshinham estava com suas pernas trêmulas, pois nunca havia sentido tamanho Ki em toda sua vida. O piso do templo começa a se quebrar e flutuar junto ao poder do Garoto.


Goku fechou seus punhos e gritou com toda as suas forças, sentou um pequeno formigamento nas costas, e explodiu o ki naquele ponto. Pela última vez o cabelo se ergueu e ficou amarelo, mas junto a isso, também ficou sua aura. A expansão da aura dele foi imensa, e todos os guerreiros Z foram lançado para fora do templo.


O olhar do pequeno saiyajin estava sério, e determinado, algo que nunca se imaginou ver em Goku. Ele pegou o corpo de Kuririn, carregando-o para fora do templo. Bulma estava parada em frente ao templo, com uma expressão de pavor e medo. Não conseguia entender o que estava havendo, suas pernas estavam trêmulas.


Bulma: " Eeh G..Goku? "

Antes mesmo de completar sua frase, Goku faz um rápido movimento com o braço, pegando o radar do dragão das mãos de bulma em um instante.


Goku: “... Leva o Kuririn com você, eu vou atrás das esferas do dragão... NUVEM VOADORA! ”


Com este grito, sua nuvem chegou em um instante, assim, ele logo subiu nela e partiu, deixando o corpo de Kuririn lá.

Enquanto isto, Mestre Kame procurava por alguma pista do suposto assassino de Kuririn, e lá achou, uma marca estranha, que logo reconheceu. Era a marca de Piccolo Daimaoh, o rei demônio!


Notas Finais


Bem, o primeiro capítulo foi bem semelhante ao DB original, mas a partir de agora TUDO vai ser diferente!

Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...