1. Spirit Fanfics >
  2. Dragon Ball Y A Nova Saga >
  3. Episódio 68: Orgulho De Ser Uma Lâmina Sombria

História Dragon Ball Y A Nova Saga - Capítulo 68


Escrita por:


Notas do Autor


desculpem a demora eu realmente estou sem tempo pra escrever, mas estou me esforçando para escrever cada dia um pouco, mas por estar sempre ocupado eu sempre escrevo bem pouco por dia. Agora com o Coronga Vairus vamos ver se sobra mais um tempinho.


lavem as mãos e não saiam da casa, boa leitura ^^

Capítulo 68 - Episódio 68: Orgulho De Ser Uma Lâmina Sombria


Fanfic / Fanfiction Dragon Ball Y A Nova Saga - Capítulo 68 - Episódio 68: Orgulho De Ser Uma Lâmina Sombria

Kahlia e Awamo continuaram voando em velociadade máxima em direação ao ki sombrio que o anjo estava detectando, a quantidade de poder era colossal e Kahlia já começou a senti-lo assim que eles ficaram a algumas centenas de quilômetros próximos a ele, mas isso em nada a intimidou e ela apenas respirou fundo e abriu um sorriso ansioso para o combate, o anjo pareceu não notar, ou se notou não disse nada e continuo seu caminho na velocidade da luz até finalmente chegar perto de uma grande massa de energia negra que rodeava um corpo.

- Muito bem senhorita - disse o anjo olhando para o inimigo a sua frente - você fica por aqui já que não posso lutar com tanto ki sombrio ao redor, mas assim que terminar a levarei de volta.

- Não precisa se preocupar - disse a garota de longos cabelos azulados enquanto voava para fora do escudo de luz do anjo, as trevas a adentravam, mas diferente dos seres comuns a energia negativa não conseguia deteriorar o corpo dela, simplesmente a atravessando - aproveite o show.

O anjo ficou em silencio, levemente tenso afinal querendo ou não sua vida estava nas mãos daquela mortal, já que ele não poderia se defender do mago negro e se proteger das trevas ao mesmo tempo, então se Kahlia perdesse Awamo com certeza seria morto logo em sequencia.

- Então você é um desses magos negros de que tanto ouvi falar - disse Kahlia estalando o pescoço e juntando as mãos na sua posição de combate - Você tem alguma ultima palavra antes de eu te mandar para o inferno?

O homem a sua frente tinha uma estatura alta e musculosa, ele tinha a pele branca pelo menos no único lugar visível que eram as suas mãos, ele usava um enorme manto negro de mangas compridas que cobriam todo o seu corpo e sua cabeça com um grande capuz, seu rosto era coberto por uma estranha mascara de metal liza onde nada de sua verdadeira face era deixada a mostra.

- Junte-se a nos Lain Kahlia - disse o mago e ela pode notar que a voz dele era modular como se estivesse sendo engrossada várias vezes até o resultado final e assustador - um mundo sem o ki sombrio não a beneficiaria de forma alguma, os anjos como esse atrás de você a desprezam... junte-se a X e ele terá misericórdia.

Kahlia continuou sorrindo apesar do nervoso que sentia dentro de si, ela não queria deixar que seu medo ficasse a mostra e resolveu prolongar a conversa antes de destruir tudo na luta.

- Desculpe, mas a minha lealdade já pertence a um outro cara, um cara que me salvou justamente dos membros do universo sombrio que é de onde você veio.

- Garota tola - disse o mago soando levemente aborrecido - na posição em que você estava você era apenas uma soldada e prostituta de um general, agora você teria o poder para ser a general e ter os seus próprios soldados, e você se recusa por uma misera questão de lealdade? A um verme que nem pertence a hierarquia do nosso universo?

- Você nunca entenderia o que é ser um lâmina sombria... - disse Kahlia em voz baixa, porem audível enquanto rangia os dentes de raiva - Nunca entenderia o que é ser salvo por alguém depois que já se tinha perdido toda a esperança... Você jamais compreenderia o quão grande é a lealdade de cada um de nós... 

- Pura besteira! - disse o mago avançando na velocidade da luz na direção de Kahlia com o punho erguido e acertando um poderoso soco no lado esquerdo do rosto dela que fez seu lábio se abrir e um filete de sangue escorrer pela lateral da boca - tudo será engolido pelo medo que vocês terão do grande Xermo-sama!

- O que vocês sentem por X é simplesmente medo... - disse Kahlia ainda parada fazendo o mago se surpreender por ela estar aguentando a dor de um soco capaz de rachar um planeta ao meio e nem ao menos gemer de dor - isso não é lealdade...

- Calada! - disse o mago se virando para acertar a outro soco na barriga dela usando a sua outra mão, mas desse vez Kahlia levantou seu braço direito e bloqueou o ataque ainda conseguindo contra atacar com um chute na barriga que afastou o mago a poucos metros dela, mas ela logo foi para cima novamente elevando seu ki e os dois começaram a trocar golpes rápidos onde o mago levava apenas uma vantagem rasa contra ela já que Kahlia, apesar de rápida não tinha tanta força - sua tolice em resistir será o seu ultimo ato antes de morrer! - disse ele recuando e disparando uma saraivada de rajadas de ki na direção de Kahlia que carregou suas mãos com o próprio ki e começou a bloquear os golpes rapidamente rebatendo os ataques para longe, mas conforme ela se cegava no meio da defesa ele se aproveitou para surgir atrás dela com sua mão coberta por um ki cortante, mas quando ele tentou perfura-la o corpo dela simplesmente desapareceu completamente - O Que?!

O mago teve aproximadamente meio segundo de analise antes de escutar um risinho de Kahlia e de repente ele viu um corte se abrir no meio de seu peito fazendo seu sangue jorrar e sujar suas roupas pretas do nada

"O que foi isso? - se perguntou o anjo que havia trazido Kahlia - Nem mesmo eu pude acompanha-la! Como ela fez isso?"

- Qual o problema grandioso mago negro, seus poderes não servem para conseguir me enxergar? - perguntou a voz de Kahlia, mas o mago não conseguia vê-la em lugar algum no campo de batalha - Você não me parece muito imponente agora não é?

De repente sua barriga afundou como se alguém tivesse dado um soco nela e o mago sentiu o sangue escorrer pela sua boca coberta pela mascara fazendo com que ele recuasse bastante de sua posição enquanto ele olhava para todos os lados a procura da garota.

- Não vai fugir! - disse Kahlia e sua voz parecia vir de trás do mago que logo se virou para acerta-la, mas muito surpreso ele percebeu que ela não estava ali e ele recebeu um poderoso chute nas costas que fez ele quebrar uma costela - hahahah, você realmente caiu nessa grande mago? Qual o problema garotão, não consegue me encontrar?

- Ah sim, agora eu entendo - disse o mago voltando a soar calmo e controlado fazendo Kahlia sentir um nó na garganta, mas ela se manteve no controle, afinal de contas não tinha como ele já ter entendido tudo o que estava acontecendo - você esta usando o seu poder de viajar entre dimensões para se esconder não é?

Kahlia começou a suar frio e recuou onde estava ficando completamente em silencio enquanto aguardava o mago falar mais para ter certeza de que ele estava blefando.

- Você está em alguma dimensão muito próxima a essa não é? - perguntou ele fazendo cada um dos pelos dela se arrepiar - sua habilidade de criar portais para outras dimensões é realmente extraordinário, considerando que as dimensões ficam uma ao lado da outra separadas por uma fina camada de realidade em um infinito multiverso você tem o seu gasto de ki para chegar lá definido pelo numero de dimensões que você pretende atravessar até o seu destino final, então considerando que você está na dimensão logo ao lado dessa o seu gasto de ki é tão minúsculo que eu nem consigo ver o portal sendo criado e a barreira de realidade é tão fina que graças ao anel de Centros você consegue me enxergar daí e criar mini portais atravessando apenas sua mão ou seu pé para me atacar, o que faz parecer que você está invisível... Estou errado?

Kahlia estava tremula, era a primeira vez que ela usava essa técnica, ela havia tomado muito cuidado e treinado pelos últimos cinco anos para fazer seus mini portais indetectáveis pelo ki e ainda assim o mago fora capaz de perceber cada passo da estratégia dela em poucos minutos e apesar de já ter conseguido causar algum dano real ela ainda precisaria de muitos ataques para acabar com a luta.

- Você saber disso não muda nada! - disse Kahlia partindo para cima dele para ataca-lo, ela conseguiu acertar mais um soco na barriga e depois outro na nuca dele, mas quando ela tentou acertar um corte de energia na sua garganta ele conseguiu acompanhar e desviar do ataque no ultimo momento e muito surpresa Kahlia percebeu que estava completamente exposta, ela ficou extremamente apavorada quando ele agarrou seu punho e puxou ela inteira para fora da dimensão com tanta força que ela quase teve seu braço arrancado brutalmente, mas ela conseguiu alargar o portal e passar por inteira por ele, se apoiando na própria mão dele que a agarrava e acertando um chute em seu rosto antes de se afastar.

O a mago observou e com a mão em seu queixo deu uma risadinha a observando parecendo recuperado de todos os danos anteriores que ela infligiu a ele.

- Isso muda tudo garotinha - disse ele de forma pretenciosa - Essa é a hora em que você irá morrer e depois esse anjo atrás de você será o próximo e todos os outros depois dele, Xermo-sama dominará cada um desse universo e todo o reino de Zen'oh será dominado pelo ki sombrio.

- Tsc... você fala demais - disse Kahlia se recuperando mentalmente e voltando para a sua posição de batalha - todos vocês estão completamente fodidos e você é o primeiro que vai morrer.

- Esse linguajar chulo e imundo dos terráqueos é nojento, vou acabar com isso para que você jamais abra a boca de novo - ele desapareceu e reapareceu atrás de Kahlia que conseguiu se virar rapidamente e bloquear o ataque, mas o mago começou a atacar incessantemente aumentando cada vez mais a velocidade das suas mãos e Kahlia começou a receber vários golpes sentindo seu sangue escorrer por diversas partes do corpo até que o anjo enjoasse e chutasse ela na barriga para bem longe.

Como eles estavam lutando no meio  do vácuo do ki sombrio não tinha nada para para-la enquanto ela era atirada para longe e seu corpo percorreu centenas de quilômetros até que ela se recuperasse e parasse no ar ainda arfante, mas o anjo não lhe deu trégua nenhuma surgindo na frente dela com uma massa gigantesca de ki em suas mãos e ele atirou uma rajada enorme na direção dela fazendo com que Kahlia congelasse de medo.

Era exatamente como na luta dela contra Gorote e Bra, Tocrev havia atirado aquela rajada de energia gigante em sua direção e Gorote e Bra se uniram para protege-la mesmo que ela fosse uma inimiga e naquele momento, ao reviver essa cena, Kahlia se sentiu no cumulo da inutilidade e seu corpo começou a liberar cada mínimo resquício de energia que ela guardava dentro de si alimentando ainda mais a sua raiva, até que o anel de centros brilhou em seu dedo e ela soltou um grito de ódio enquanto abriu uma portal realmente gigantesco a sua frente para engolir toda a rajada de energia do mago, mas sem perceber isso ela abriu uma abertura gigantesca que o inimigo não demorou a tomar vantagem. O mago surgiu ao lado dela agarrando sua mão e apertando sua mão com força enquanto ele usava toda a sua força no aperto e de repente o som de quebra começou a ser ouvido e Kahlia começou a berrar de dor ao sentir seus ossos serem quebrados diversas vezes e serem completamente moídos juntos com o anel de centros que virou poeira nas mãos do anjo que socou Kahlia no rosto para longe.

Kahlia parou no meio do nada com muita dor, sua mãos parecia estar sendo perfurada centenas de vezes e doía muito, ela mal pode se conter ao sentir as lagrimas chegarem aos seus olhos por conta da agonia intensa. 

- Aquele maldito... - pensou ela com raiva enquanto usava a sua outra mão para aliviar um pouco a dor da outra - mas que merda... - disse ela olhando para a sua mão esmagada e alguns reles farelos do anel de centros.

Ela nunca havia cogitado a possibilidade de ver aquele artefato magico quebrado, afinal o próprio deus da destruição do universo sete havia confirmado o que ela já desconfiava, aquele era um anel criado por um deus, mas precisamente pelo irmão do deus Gorome, deus do tempo, que criou o anel do tempo que os Kaioshins utilizavam para vislumbrar o futuro e retornar ao passado, esse irmão era Centros e era o deus do espaço e com os anéis de Centros era possível ir para qualquer lugar do espaço com base no ki do usuário.

Deveria ser impossível destruir aquele tipo de artefato divino, mas para a Sayajin já estava claro que aquele mago, por ter esse tipo de capacidade, era algum tipo de deus menor.

- Eu ainda não perdi... - disse Kahlia com certa dificuldade e com a visão embaçada pela fraqueza, ela sentia como se houvesse uma bola de fogo dentro de seus pulmões tornando difícil respirar.

- É verdade - disse o mago surgindo na frente de Kahlia a assustando - mas agora que você perdeu a sua capacidade de viajar entre dimensões é só uma questão de tempo.

- Ahhhhhhhhhhhhh! - Kahlia soltou um alto grito enquanto reunia toda a sua energia e conseguiu se transformar pela primeira vez em super sayajin 2 e ela acertou um soco no rosto do mago que simplesmente não fez nada, nem com ele e nem com sua mascara - tsc...

Kahlia abaixou a cabeça aceitando o seu fim e as lembranças começaram a bombardear a sua mente, ela não tinha arrependimentos, sua vida apenas deixou de ser uma existência medíocre quando o universo sete chegou ao universo onze corrompido para o torneio, se fosse morrer ali seria por uma boa causa.

No planeta Sadala do decimo primeiro universo corrompido aqueles que não tinham a capacidade de se transformar em super saiyajin perdiam a oportunidade de se alistar no exercito do rei e como ela era uma filha de um assassino criminoso e de uma prostituta ela era da classe social mais baixa do planeta, ela sabia que se não se alistasse ela teria que roubar e se não roubasse não iria comer naquele dia, essa foi a única razão para ter aprendido a se transformar em super saiyajin, mas desde que entrou ela nunca mais perdeu seu tempo com transformações, seu foco sempre foi criar, tanto suas maquinas quando descobrir o que era o anel de Centros...

Fora graças a Sazuro, o garoto que havia se alistado e passado no esquadrão do general Hachigo, ele era filho de dois lojistas que haviam perdido tudo e virado mendigos, no fim seus dois pais morreram e ele se alistou no exercito quando consegui se tornar um super saiyajin, mas a paixão dele sempre foi a arqueologia e ele quem encontrou o anel de Centros numa abandonada ruina de tumba e ele o levou a ela sabendo que ela seria capaz de fazer os testes para provar se o anel era real, no fim ela descobriu que se tratava de um objeto divino pertencente a um deus que já fora morto.

Quando os dois descobriram do que se tratava e qual era o poder daquele artefato eles resolveram esconder o anel porque Orius poderia querer usar para expandir sua tirania pelo universo e com o poder das dimensões ele seria invencível.

Nesse meio tempo Tocrev e Hachigo descobriram que os dois estavam se encontrando fora do horário de serviço e logo imaginaram algum tipo de relação amorosa entre os dois que nunca existiu e ambos os generais fizeram o possível para destruir qualquer senso de amizade que os dois poderiam ter. Kahlia nunca entendeu os motivos e nem nunca perdoou Hachigo, mas com Tocrev era outra historia, ela  o odiava de fato, ele nunca pensou no exercito, ele usava Kahlia como tivesse vontade, cada lembrança de Kahlia era uma ferida profunda, cada vez que algo do gênero passava por sua cabeça ela se sentia suja, humilhada, fraca e indefesa, ver Gorote arrancar seu braço e o humilhar na frente de uma plateia foi o que fez Kahlia desistir da sua ideia de suicido no fim do torneio e seguir um novo modelo de vida em busca de reparar a divida que tinha.

A divida não era como uma obrigação, Kahlia a via como um objetivo, uma vontade que ela tinha, algo que a motivava todos os dias a continuar firme, e morrer sem pagar essa divida seria a maior vergonha que ela já havia passado.

"Eu posso sentir vergonha de alguma coisa ainda? Eu já fui ladra... puta... - ela mordeu seu lábio inferior com raiva - assassina, serva... eu ainda tenho o direito de sentir qualquer vergonha de qualquer coisa?...?!"

Foi então que ela se deu conta de que seus próprios pensamentos estavam descolados da sua atual realidade, ela havia mudado desde que fora resgatada, ela era uma pessoa completamente diferente da garota miserável e medíocre que vivia no universo onze corrompido, essa garota não existia mais, agora ela era um dos membro dos lâminas sombrias e fazer parte desse grupo era a conquista mais valiosa que ela já teve e era o seu maior orgulho, algo que ela não aceitaria que fosse tirado dela de jeito nenhum.

- hahaha Qual o problema garota, você quebrou a sua única mão restante? - perguntou o mago em tom de deboche.

"Eu sou mais do que um anel divino, eu sou uma lamina sombria, eu não preciso desse anel! - pensou Kahlia se levantando e voando para trás em alta velocidade, mas o mago surgiu atrás dela instantaneamente, mas quando ele tentou acertar um soco nela a sua mão pareceu entrar por dentro dela e depois ele recuou surpreso ao perceber que ela fez um portal no corpo dela."

"I-impossível, eu destruí o anel, ela não deveria mais ter o poder! - pensou o mago completamente incrédulo"

- Não, a minha mão passa muito bem senhor mago... - disse Kahlia com uma voz carregada de rancor e ódio - mas esse anel não é mais nada para mim, tudo o que o anel de centros pode fazer eu posso fazer também... sozinha! - ela gritou a ultima palavras e abriu um portal na frente do seu punho que engoliu a mão dela e de repente o mago recuou quando um portal surgiu na frente de sua barriga, mas para sua surpresa o portal o seguiu e o soco saiu de dentro do portal e o acertou em cheio bem na boca do estomago.

"Isso não é nada ela não tem forç... ?! - até mesmo os pensamentos do mago foram silenciados quando o punho dela quase atravessou seu corpo com uma força gigantesca fazendo com que ele cuspisse sangue e fosse atirado para longe - O-o que aconteceu?!"

- Confuso? - perguntou Kahlia com a mesma amargura em sua voz - não precisa usar o seu intelecto inferior para tentar entender, eu vou te explicar... o meu punho atravessou cerca de trezentas dimensões antes de chegar até você, mas o meu corte entre dimensões é tão perfeito que o ataque pareceu ser instantâneo... Vamos chama-lo de Star Punch... Eu peguei impulso em um espaço de mais ou menos meio metro, mas o impulso foi multiplicado pelo numero de dimensões em que eu atravessei, em outras palavras a minha força de impacto no seu corpo foi de pelo menos cento e cinquenta vezes minha força original...

O mago apenas olhou para Kahlia com raiva e colocou a mão em sua barriga dolorida enquanto elevava o seu poder.

- Você vai se arrepender disso sua pirralha! - disse ele entrando no modo super saiyajin sombrio e carregando uma gigantesca rajada de energia acima de sua cabeça - Isso vai te ensinar a não abusar da minha paciência! 

Ele atirou a rajada de energia com tanta força que até teve seu formato alterado pela tamanha velocidade dela, mas Kahlia não se moveu nem um único milímetro vendo o poder inimigo chegando cada vez mais perto e de repente a rajada de energia atingiu uma espécie de parede invisível e ela começou a ser sugada para dentro da parede.

- Star Wall... - disse Kahlia em voz baixa 

"Ela mandou o meu poder para outra dimensão? - se perguntou o mago e no segundo seguinte ele escutou um barulho muito próximo de sua orelha e de repente a sua rajada de energia surgiu a um milímetro de seu rosto - Ah?! Ela a teletransportou?!"

A rajada de energia o atingiu em cheio fazendo suas roupas se rasgarem e queimarem em diversos lugares enquanto ele lutava para se manter em pé, mas a sua guarda estava completamente aberta e suas defesas pareciam ter se esgotado, mas pelo menos ele conseguiu resistir a ser desintegrado pelo seu próprio poder.

"Os portais agora podem ser invisíveis?! impossível... - o mago estava com sua visão turva e ele enxergava apenas um borrão azul que deveria ser o cabelo de Kahlia - quando eu quebrei o anel ela deveria ter perdido poder... mas parece que ela ganhou ainda mais poder... não me diga que?! É isso! Ela absorveu o anel!? Ela não tem mais nenhum limite!

Mas o mago apenas se deu conta de que não poderia vencer quando Kahlia já estava preparando seu golpe final, ela colocou seu braço inteiro para trás e centenas de círculos começaram a se formar na frente dela, um dentro do outro e então Kahlia começou a socar extremamente rápido o meio daquele circulo com toda a força e velocidade que ela tinha.

- Ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, ora, oooooraaaa! - Kahlia continuou socando até seus pulmões não aguentarem mais o esforço e ela ter que recuar muito ofegante - Star Crusher!

Quando ela terminou de dizer o nome do golpe todos os círculos surgiram ao redor do mago e em menos de um milésimo de segundo de todos eles começaram a sair o braço dela carregados pela força de impulso multiplicada por cem mil dimensões dando uma força de impacto de cinquenta mil vezes o poder total de kahlia que acertou o mago com tamanha força que o menor dos ataques já esfarelou os ossos em que sua mão entrava em contato e os ataques já estavam na casa dos milhões de ataques por segundo e eles continuaram por quase um minuto inteiro vindo de todos os lados fazendo com que o mago não tivesse a menos reação possível e seu corpo começou a ser dividido até ser completamente obliterado e destruído.

- UAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHH!!! - berrou o mago enquanto seu corpo era destruído completamente

Kahlia olhou ofegante para o que restou de seu inimigo e voltou a voar para perto do anjo que estava muito surpreso dentro de sua bolha de ki luminoso e ela adentrou sem dizer nada e segurando no ombro dele.

- Mas que saco... - disse ela depois de algum tempo - desculpe a demora...

- Ah... não foi nada - disse o anjo ainda surpreso pelo que tinha visto - você quer que eu cure a sua mão?

- Não... deixe-a assim - disse Kahlia seriamente.

- Você tem certeza, você vai mesmo amputar a sua mão?

- Sim - ela sorriu e olhou para o anjo com o mesmo olhar de antes, voltando ao normal - eu sou uma cientista, eu tenho um plano.

 

 

 


Notas Finais


Star Punch: Soco Estrela
Star Wall: Parede Estrela
Star Crusher: Triturador de Estrelas

*todos são referencias ao Star Platinum, Stand de Jotaro Kujo de JoJo Bizarre Adventures. Até mesmo a frase final da Kahlia ao terminar o golpe "Mas que saco" pode ser traduzida pro japonês como "Yare Yare Daze" frase recorrente de Jotaro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...