História Dragon Mating Season - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Gajeel Redfox, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Romeo Conbolt, Wendy Marvell
Tags Nalu Gale Miraxus Rowen
Visualizações 115
Palavras 1.160
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Nudez, Self Inserction, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hi, mais um capítulo ^^
E amanhã vou postar o capítulo 6 de 363 Dias... (pra quem lê, é claro).

Sem mais enrolação, vamos lá para o capítulo de hoje...
Boa Leitura ^^

Capítulo 10 - Game part. 2 (Sabertooth)


Era nessas horas que seu corpo não obedecia aos seus comandos e sua mente ficava em branco ou simplesmente deva ideias estúpidas e erradas de como fugir do perigo.

 

– Vamos, corra, quero ter o prazer de caçar você e finalmente ter o que eu quero.

 

Vendo que não tinha uma maldita saída a não ser lutar, ela entregaria o jogo a ele. Pronta para admitir a derrota, foi em questões de segundos que ela viu uma pessoa correr perto de onde elas estavam, já tinha sido o suficiente para que ela trocasse de lugar com ela usando sua magia. Livre da escuridão, ela começou a correr de volta para a guilda, não que isso ajudasse muito, mas ela pudesse nocauteá-lo como fez com Sting parte dos problemas seriam resolvidos. As palavras "trancar" e “acorrentar” haviam passado pela sua cabeça milhares vezes enquanto corria para as florestas, só pelo menos até que descobrissem o que estava acontecendo.

 

"Uma armadilha" - era disso que precisavam agora, e nesse exato momento ela realmente não se importaria em ser a isca. Tudo que se espera, e que Sting ainda não tenha acordado, eles teriam o dobro de problemas se isso acontecesse.

 

 

Ela abre as portas da guilda ofegante, estava cansada de correr e seu corpo implorava por um descanso. – Onde... Está Yukino? - essa pergunta os fez congelar e arregalar os olhos, ninguém queria ser portador de más notícias.

 

– S-Sting a-acordou - o que ela mais temia no momento aconteceu. Foi só ouvir essas duas palavras que ela já sabia o que havia acontecido... Yukino resolveu seguir seu exemplo de fugir e se esconder onde quer que fosse, bastasse estar segura e longe do dragon slayer da luz.

 

 

– E o que estão fazendo aqui parados, vão procurá-la... AGORA - ela grita fazendo todos se dissiparam e sair para procurar. – Orga e Rufus, venham aqui, vou passar o plano...

 

~Em outro lugar~

 

Encharcada e suja por ter caído em uma poça de água suja no chão da floresta, Yukino estava atrás de uma árvore enquanto colocava as duas mãos na boca, o ligeiro pensamento de que isso parecia uma cena de filme de terror foi cortado assim que ela ouviu passadas lentas quebrando galhos secos pelo chão e achatando as folhas secas debaixo da sola dos sapatos fazendo leves estalos. Ela não pode impedir que algumas lágrimas rolassem dos olhos, péssima ideia, estando suja conseguia encobrir o seu cheiro. Mas o cheiro salgado das lágrimas derramadas agora dava uma pista ao dragon slayer da luz onde ela estava.

 

– Yukino, eu não vou te machucar, então por favor apareça - parte dela queria acreditar no tom de voz doce e cheio de preocupação, enquanto outra negava com todas as forças dizendo que isso não passava de uma mentira, que certamente a atrairia para uma armadilha caso acreditasse. Ela estava assustada e com medo, diferente de Minerva, Yukino não lidava bem com essas coisas já que nunca passou por uma situação assim, ela também não era boa em conter suas emoções. - Por favor, estou implorando, acredite em mim quando digo que não lhe farei mal - seu tom de voz agora era triste e carregado de arrependimento, o que por um momento ela pensou que ele tivesse voltado ao normal, era uma teoria e ver se era verdade poderia custar muito caro.

Yukino ainda estava envolvida em pensamentos quando uma mão tocou levemente seu braço direito, ela pulou em surpresa, estava pronta para gritar. Dando uma rápida olhada em quem era, ela não sabia se sentia aliviada ou amedrontada em saber quem era, Sting, mas ele parecia diferente, seus olhos não estavam brancos brilhantes, tinham voltado ao seu tom azul normal. Em um movimento rápido ele a abraçou enterrando seu rosto na curva do pescoço da maga estelar de cabelos brancos assustando-a que tentou recuar um pouco.

 

– Eu... Eu sinto muito, eu não sei o que deu em mim... Por favor me perdoa, eu juro que não queria te assustar ou te machucar - ela falava a verdade, ele realmente se arrependia, ela percebeu quando sentiu gotas de águas mornas pingarem no seu pescoço. Yukino não sabia o que dizer, então preferiu abraça-lo de volta, não era necessário palavras agora simples gestos bastavam.

Abraçados no meio de uma floresta, mas o momento não parecia que iria durar muito, Sting estava agora apertando fortemente Yukino quando a empurrou no chão murmurando algo na que ela não conseguia entender.

– Yuki... Você... Precisa sair daqui - ele parecia estar sofrendo a cada palavra e seus olhos alternavam entre o branco e azul cada vez que piscava ou mantinha os mantinha arregalados. – Natsu-san... Preciso ir... Magnólia... Levar... Companheira - Sting murmurava palavras desconexas e que não faziam muito sentido enquanto segurava o cabelo loiro com força. – Esperando... - eram muitos flashes de imagens que já estavam deixando o dragon slayer com dor de cabeça e sobrecarregado. – Yuki... Vá agora e não olhe pra trás, continue correndo... AGORA!

Yukino estremeceu e saiu correndo em direção a guilda enquanto Sting lutava para deixa-la ir e não dar lugar ao que parecia tentar tomar posse de seu corpo, um desejo, um simples desejo. Ele sabia que se aquilo o dominasse não teria mais volta com tivera antes e quando a maga celestial de cabelos brancos desapareceu de sua vista o dragon slayer da luz podia sentir seus olhos mudarem de cor novamente, sendo o mesmo branco brilhante de antes, agora sem volta.

Yukino corria, poderia se dizer que ela já estava no seu limite, suas pernas gritavam para ela parar de correr, seu corpo pedia por um bom banho e uma cama quente e confortável, estava quase lá, só faltava mais um pouco embora ela que sentisse que Sting a estava seguindo e que não era ele mesmo a deixava com medo.

– YUKINO! -não era a voz de Sting, isso já era um bom sinal. Era um dos membros de sua guilda, o alivio que percorreu seu corpo foi tão intenso que ela se permitiu fraquejar e cair de joelhos no chão. O homem que a chamara ajudo-a a se levantar e ficar de pé, logo ela foi levada para dentro da guilda onde poderia descansar.

 

– M-Minerva-sama - sua voz soou baixa, quase inaudível.

 

 

– Tudo bem, você está segura agora - Minerva a abraçou confortando-a. Mais calma, Yukino, quebrou a abraço. – Temos um plano e precisamos da sua ajuda - o tom de voz da maga de cabelos longos negros agora era sério.

 

 

– Eu farei qualquer coisa que trouxer Sting de volta - seu tom era confiante e um pouco nervoso, o que surpreendeu a todos, ela também não havia usado o sufixo “sama”.

 

 

Minerva sorriu orgulhosa mas logo voltou a expressão séria de antes, Rogue não demoraria muito para chegar assim como Sting, o tempo se mostrava curto e cada minuto agora era precioso. “Vamos começar a parte dois do seu jogo, Rogue, e dessa vez sou eu quem dita as regras”.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...