1. Spirit Fanfics >
  2. Drake - Vol. 1 >
  3. O Baile

História Drake - Vol. 1 - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - O Baile


Era o dia da cerimônia e do baile de formatura, e essa última semana de aulas passou voando, as avaliações foram feitas e até as avaliações de recuperação também, e por um milagre eu não fiquei em recuperação em nenhuma disciplina, pois a maioria delas fiquei com B, e isso até me soava um pouco estranho pois era comum nos outros anos eu ir sempre mal no último semestre, apesar que eu sempre corria no último para recuperar as notas dos outros meses e no final eu ficava com A ou B. Mas esse ano foi diferente, eu fui bem o ano todo, e pra ser sincero com tudo que aconteceu nas ultimas semanas eu não tinha cabeça para estudar. Apesar que a verdade é que sair da escola era até um motivador para querer estudar mais, eu até tentava para preencher os maus pensamentos. E de jeito nenhum eu iria querer ficar mais um ano com aquele pessoal. Nada contra, mas escola é um dos piores testes que passamos. Isso que nem sei o que vem pela frente.

Eu estava ansioso? Estava, sabe por que? Bom, eu ia ter que bolar minha fuga. Será que iria dar certo? Talvez sim, talvez não. Mas tudo isso era culpa dos meus pais. Eles realmente acham que eu não vou ir na formatura? Que amadores! Hoje era um dia de aproveitar os últimos momentos com amigos e inimigos, seria maravilhoso, além de celebrar o fim da adolescência. Só sei que de qualquer forma teria de dar certo, eu já havia pedido Tracy para ir comigo, aliás, foi muito embaraçoso esse momento.

“-Tracy você vai no baile né?- Eu nem sabia como falar as coisas com ela.

-Vou sim e você?-Ela perguntou.

-Também, você tem par?-Perguntei de leve.

-Não e você?-Ela mexendo em seu cabelo sem jeito.

Nós estávamos no intervalo de aula.

-Também não.- Falei.

Ficamos em grande momento de silêncio até que resolvi ser bem direto.

-Quer ir comigo?- em meus pensamentos eu já estava esperando ela dizer não.

Ela sorriu e disse que sim, o alarme de aula tocou e voltamos as nossas salas.”

Os meninos já estavam me incomodando perguntando se iriamos juntos e coisas do tipo. Bom, com o fato que eu iria fugitivo, era melhor ir sozinho mesmo.

O anoitecer chegou e eu e meus pais fomos para cerimônia de formatura. Esse é aquele momento em que você passa vergonha mas ao mesmo tempo ri dos outros, vê quem cai, quem gagueja e quem simplesmente vai cafona. Ainda bem que meus pais eram muito calmos e não iriam sair gritando ou gravando meu recebimento de certificado. Ainda bem, pois recebi o certificado tranquilo e sem olhar para ninguém, diferente de Jarred que parecia que queria se mostrar para todo mundo. Subiu lá com peito inflado e seu andar tosco de mocinho de novela. Eu e Paul apenas ficamos rindo. E como de costume Paul tropeçou.

Após a cerimônia eu e meus pais voltamos para o apartamento, eu fiz aquela atuação de estar chateado, mas na verdade nem era atuação, eu realmente estava chateado pois não iria para a formatura do jeito certo. Minha mãe fez um jantar maravilhoso, com muito frango, bacon e bebidas. Meu pai como de costume parecia não estar conectado com aquele momento e ao invés de eu ficar bravo resolvi simplesmente deixar isso pra lá, afinal de contas quem estava perdendo era ele e não eu.

Depois de um momento meu pai deixou um pouco de dinheiro em cima da mesa e apontou para mim.

-O que é isso?- Perguntei.

Ele se levantou.-Dinheiro.-e riu.

-Isso eu sei.-Falei.

-Para o baile.- Ele falou.

Minha mãe abriu um sorriso.

-Vou ir então?-Falei.

-Sim.- Ele disse.

-Obrigado.-Eu queria esganar ele. Ainda bem que eu tinha um par.

-Mas fique atento.- Ele disse.

-Ficarei, pode deixar.- Eu disse.

Eu fui correndo para meu quarto me arrumar, mandei uma mensagem para Tracy para ver se ela já estava indo e voltei arrumado para a cozinha. Minha mãe dessa vez foi a mãe cafona e resolveu tirar fotos minhas, a última coisa que eu queria era isso.

Bom, pelo menos foi rápido e já fui pedir o táxi pelo telefone. Tracy e os meninos já estavam indo a caminho. Jarred já estava com a acompanhante dele e eu ainda não entendia como ele estava indo com uma das meninas líderes de torcida do time da escola. Já Paul estava indo com Patty. Patrícia era nossa colega nerd, então era entendível que eles iriam juntos.

Fui pegar o taxi, minha mãe veio com todas as aquelas falas de mãe para se cuidar e tal. Eu com pressa saí correndo para pegar o taxi.

Chegando em frente à escola, Tracy já estava lá e que raiva minha, deixei a garota esperando.

-Desculpe o atraso, fui até ela e beijei sua bochecha.- Um choque novamente rolou entre a gente e um grito ecoou em nossos ouvidos.

-Você ouviu?-Ela disse assustada.

Talvez a gente nunca iria poder se encostar. Eu balancei com a cabeça que sim. Mas resolvi não dar bola para isso, peguei em sua mão e a puxei para irmos para dentro da escola. Estávamos subindo as escadas, eu reparando no vestido azul piscina longo dela e seus cabelos castanhos bem cacheados. Ela estava muito bem. Até que alguém segurou meu ombro, me virei e olhei para baixo, era um menino estranho.

-Drake né?- O menino disse.

-Sim.- Eu disse.

-Tem alguém te chamando lá no final do corredor.-Ele disse.

-Quem?-Perguntei.

-Um cara que diz que é seu amigo.-Ele disse.

Será que os meninos queriam pregar uma peça. Bom, eu teria de ir matar eles.

-Você vai indo? Já vou.- Me virei e falei para Tracy.

O garoto já estava subindo as escadas a nossa frente. Ela concordou com a cabeça, sua feição estava confusa, mas ela seguiu subindo. E lá estava eu indo em direção ao corredor principal da escola. Fui indo. O corredor estava vazio, eles deviam estar na curva só para me assustar. Fui até o fim dele e me virei, não havia ninguém de nenhum dos dois lados. Ouvi um barulho vindo do final da sala do corredor que ia para o lado esquerdo do corredor principal.

Fui indo e entrei, era o laboratório de ciência. No final tinha um homem encapuzado. A porta atrás de mim se fechou. Me virei era uma mulher loira e bem bonita. Ela me lembrava a modelo que tinha desaparecido há algumas semanas. Me virei de novo para o homem encapuzado.

-Olá Drake.- Ele tirou o capuz.- Que bom lhe ver de novo.

Era ele, era o homem que me atacou. Era ele, de novo!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...