História Dramarama (Vkook Taekook) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Amizade, Amor, Bangtan Boys, Beyond The Scene, Bts, Gay, Infância, Jimin, Jungkook, Kook, Lgbt, Suga, Taehyung, Taekook, Vkook, Voltar No Tempo, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 184
Palavras 966
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Que

Capítulo 3 - Os tempos atuais.- O relogio misteiroso.


Fanfic / Fanfiction Dramarama (Vkook Taekook) - Capítulo 3 - Os tempos atuais.- O relogio misteiroso.

Ja se passaram 5 anos desde a morte de JK, eu ainda não consigo acreditar que faz tanto tempo assim. Por mais que o tempo passe, eu continuo chorando e me culpando sempre. Todos os dias penso: "E se ele estivesse aqui agora?" Eu poderia estar mais feliz, mostrar tudo oque consegui até agora. Mas então me lembro que ele nunca mais voltou e nunca mais voltará. Aquele acidente me aterroriza a todo tempo, parece que Jungkook, mesmo estando no alem, quer me mostrar o quando eu era estupido antes. Se for isso mesmo, ele esta conseguindo, pois me sinto estupido, muito estupido. Imaginar que seu corpo ja foi comido pelos germes, e que estão apenas ossos naquele tumulo, me deixa mais abatido ainda. Ele não merecia uma coisa assim.

Ja faz 3 anos que conheço Yoongi tambem. Ele tem me alegrado durante esses anos, porem não o suficiente. Ainda sinto que a culpa é toda minha por tudo oque aconteceu.

Me sentei no sofá de couro de nosso apartamento. Estava esperando Yoongi para irmos trabalhar. Ja tenho 19 anos, terminei a escola ano passado e estamos trabalhando de atendente em uma cafeteria. Não ganhamos muito. Dividimos esse pequeno apartamento, pagamos juntos as contas e o dinheiro que sobra, pagamos os alimentos.

-Vamos.- Diz Yoongi fechando os botões da blusa branca.

-Vamos.- Me levanto, pegando minha mochila.

Na cafeteria. Vestimos nossos uniformes. Uma calça preta, uma blusa de tecino fino branca, com botões na frente, e um avental preto na cintura.

Ficamos no balcão e entram poucos clientes.

-Hoje esta vazio. - Yoongi diz.

-Hoje é sabado, ninguem vai vir. - Digo. Deixei meu celular no balcão, ninguem roubaria, alias, mal tem gente aqui.

Passam algumas horas. Atendemos uns 10 clientes apenas.

-Que horas são?- Yoongi pergunta ligando meu celular. -Quem é esse?

-Esse quem?-Pergunto.

-No papel de parede.

-É o Jungkook.-Digo.

Ja faz um tempo que não falamos mais do acidente, a unico foto que mostrei do Kook para Yoongi foi ha 2 anos atrás. Desde sempre usei Jungkook como meu papel de parede. É uma foto de nós dois, juntos, com as bochechas uma colada na outra, com nossos sorrisinhos de criança.

-Ahh.- Diz Yoongi.- Eu não sabia.

Ja era quase 20:00H da noite. Tiramos nossos aventais, prontos para irem embora. Porem entra um homem encapusado.

-Desculpe, estamos fechando.- Digo.

-Me dê um guardanapo, por favor.- O homem encapusado diz se aproximando do balcão.

Olhei para Yoongi desconfiado. Poderia ser um ladrão armando algum truque. Em seguida peguei rapidamente um guardanapo e dei para o homem.

Ele pega e sai sem dizer nada.

-Quem pede um guardanapo a essa hora?- Pergunta Yoongi.

-Não sei. Mas vamos fechar logo antes que ele volte.- Digo.

Fechamos tudo e limpamos as mesas. Quando resolvi pegar meu celular do balcão. Vi ao lado um relogio, bem diferente. Em vez de horas, tinha ano, e ao lado um botão com a setinha para cima e outra com a seta para baixo.

-Yoongi venha ver. - Digo.

-O que isso?- Yoongi pega o relogio da minha mão.

-Eu não sei. - Respondo. - Parece ser daquele homem estranho.

-Ele deixou de proposito.- Diz Yoongi.

-Vamos guardar, talvez ele venha segunda-feira. - Digo.

-Ok.

Passei domingo inteiro analizando aquele relogio, por quê ele tem ano e não horas? Pensei em apertar em um dos botões. Apertei no botão que tem a seta que apontava para cima. Nada aconteceu. O relogio continuou o mesmo. Fiquei com medo de quebra-lo, então não mexi mais.

Chega segunda-feira, o homem não apareceu, passa terça, quarta, quinta, sexta, sabado e domingo denovo. Como não trabalhamos no domingo, fiquei curioso para ver aquele relogio.

-Ele não vai vir buscar o relogio, Yoongi. - Digo segurando o relogio.

-Vamos ver oque é esse relogio. - Diz Yoongi pegando o relogio de minhas mãos.

Corremos para o quarto analizar aquela coisa misteriosa. nos sentamos na cama de baixo da beliche, onde Yoongi dormia.

Eu ja estava curioso com aquilo. Será que é algo super antigo, que vale muito dinheiro? Ou sera que é apenas um brinquedo sem graça?

Cruzei minhas pernas, e Yoongi apenas se sentou com suas pernas para fora da cama.

-O que isso faz?- Pergunta olhando vada detalhe do relogio.

-Me dê isso!- Pego de sua mão. - Tem esses botões com uma seta, eu ja apertei no botão que tem a seta apontado para cima, porem não aconteceu nada.

-Aperna na que tem a seta pra baixo, então.- Diz.

Apertei sem medo. Alias, oque um brinquedo antigo poderia fazer? Assim que apertei, vi o ano "2018" abaixar para "2017". Mas nada de mais aconteceu.

-Isso é apenas um relogio velho. - diz Yoongi. - Jogue-o fora.

-Não..- Digo. - Talvez seje algo importante.

-O que tem de importante nisso? Apertar as setas para mudar de ano? Blé!- Ele diz se levantando.

Yoongi sai, mas eu continuo analisando. Percebi então que havia um pequeno botão em cima do relogio. Este não tinha desenho, nada para identificar pra que servia aquilo. Antes de apertar, resolvi mexer mais no relogio.

Comecei a diminuir o ano, de 2017, para 2016, para 2015, para 2014 para 2013, o ano em que perdi Kook. Demorou um pouco até chegar nesse ano, até porque aqueles botões eram muito duros. Olhei atentadamente aqueles numero, aquele foi o pior ano da minha vida. O ano que estragou todos os outros.

Depois de um tempo obervando aquilo, sai algumas lagrimas de meu rosto. Eu sempre imagino que Jungkook estivesse ao meu lado, mesmo ja morto, sua alma esta comigo, me abraçando e conversando comigo, mesmo que eu não esteje vendo.

Enfim, enchuguei minhas lagrimas, e resolvi apertar naquele botão estranho.

Acabei dormindo. Quando acordei, olhei para os cantos, eu estava na casa onde eu morava ha 5 anos atrás. Estava eu deitado na cama. Isso deve ser um sonho. Me levantei e ouvi um barulho de carro, rapidamente olhei pela janela e vi JK, tão novinho, entrando enquanto chorava, no carro de seu pai.


Notas Finais


Desculpem os erros♥ ate o proximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...