História Dramarama (Vkook Taekook) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Amizade, Amor, Bangtan Boys, Beyond The Scene, Bts, Gay, Infância, Jimin, Jungkook, Kook, Lgbt, Suga, Taehyung, Taekook, Vkook, Voltar No Tempo, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 192
Palavras 974
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpee a demoraa

Capítulo 5 - Novamente.


Rapidamente apertei com força aquele botão, diminuindo os anos, até eu chegar em 2013. Meus dedos até odiam de tanto apertar aqueles botões duros, mas isso não importava, eu só queria voltar novamente no tempo.

Yoongi pecebe o me desespero e pega o relogio da minha mão.

-Chega! - Diz bravo.- Olhe para Você. Sei que se sente culpado pelo oque aconteceu, mas isso ja é de mais. Eu vou jogar isso fora. 

Yoongi estava prestes a descer da beliche, mas seguro forte em seu braço. Aquela era minha unica chance, eu quero muito ter Kook de volta. Comecei a ficar ainda mais desesperado e ansioso. 

-Você não entende!- Digo bravo. - Eu preciso disso.

-Me solta.- Ele diz paciente. -Eu não quero que você enlouqueça por causa disso.

-Me devolta isso, Yoongi!-Grito tentando pegar o relogio de uma mão, enquanto eu segurava a outra.

Yoongi ergue o braço para trás, ameaçando atacar o relogio no chão. 

-Me solta logo.- Diz bravo.

-Yoongi.... Por favor...- Imploro com uma cara de choro, e solto seu braço. Eu realmente estava com medo de nunca mais poder ver JK outra vez.

Ele desce da beliche calmamente. Eu não aguentava ver aquilo, eu precisava impedi-lo. Peguei meu travesseiro e joguei nele, batendo assim, em seu cabeça com força.

-O que é que você tem?- Pergunta virando-se para mim.

Desci rapidamente da beliche enquanto Yoongi me olhava com uma expressão seria. Fingi pegar o travesseiro que havia caído ao lado de seus pés, mas assim que cheguei perto, peguei logo o relogio de sua mão.

-Taehyung!! Me devolve!- Yoongi grita comigo.

Corri para o banheiro rapidamente, bati a porta em sua cara e a tranquei.

Inspirei aliviado e voltei a apertar os botões com força.

-Era assim que você ficava quando estava viciado no jogo?- Yoongi Pergunta do outro lado da porta.

Me paralisei ali. Pensando bem, eu estava agindo igual quando eu era viciado naquele maldito jogo. Senti as lagrimas escorrerem, não eram poucas, eram bastante. Em segundos, minha visão ja estava dominada pelas lagrimas. Mas Continuei apertando os botões sem pressa.

Consegui chegar no ano de 2013, fiquei feliz e Enxuguei minhas lagrimas, respirei fundo, meu coração disparou, pois era a minha unica chance.

Derrepente, dormi como da ultima vez. Acordei novamente no meu antigo quarto, que por mais saudade que eu estivesse, nada importava mais do que Jungkook. 

Olhei novamente pela janela, Kook entrava no carro de seu pai, chorando. 

Lembrei do que o homem do telefone me disse sobre o relogio ter que ficar sempre ao meu lado, pois ele me liga a esse "mundo".

Antes de eu descer no desespero, procurei por onde estaria o relogio. Baguncei toda minha cama no desespero, mas finalmente achei o relogio, em cima da blusa que Kook deixara ali. A mesma blusa que eu desabei em chorar depois ue Kook se foi, e a mesma blusa que eu vesti para visita-lo no hospital, onde sujei-a de sangue. 

Ver aquela blusa tão limpinha ali, me dava uma emoção, uma felicidade. Pois depois que a sujei de sangue, minha mãe a jogou fora.

Peguei logo o relogio e me virei para descer as escadas, me senti tão pequeno, alias, na época eu tinha 14 anos. 

Tentei fazer o mesmo que antes, mas vi que o carro ja estava indo.

-Não!!!- Grito.

-O que foi, Tae?- Minha mãe pergunta, com seus braços cruzados, olhando para o carro que partia.

-Peça para o Kook voltar, por favor!- Digo cansado de correr naquelas escadas, apoiando minhas mãos no joelho.

-Não da. Ele ja foi. Vamos entrar - Ela diz entrando.

Não podia ficar assim. Corri muito atrás do carro, por bastante tempo. Minha pernas doeram, elas ficaram fracas e eu quase cai em alguns momentos, meu coração doia, eu esbarrava em muitas pessoas, que me xingavam, mas eu não queria desistir.

Depois de alguns longos minutos correndo, o carro para em um farol. Não parei para descançar, continuei correndo até chegar na janela do carro. 

Bati 2 vezes e Jungkook abre, ele estava no banco do passageiro.

-Tae?-Ele pergunta surpreso, com seus olhis cheios de lagrimas.

-O que faz aqui? Como nos acompanhou?- Pergunta o pai de JK.

-Eu... Eu...- Eu falava com bastante dificuldade, pois tudo em mim doia, principalmente a minha garganta e meu coração, que batia supeR rapido.

-Entra no carro!- Jungkook diz preocupado.

Entrei e sentei no banco de trás, expirando e transpirando forte e com dor. 

-Toma, água.- Diz Jungkook me dando uma garrafa d'agua.

Peguei a garrafa e bebi-a toda em apenas alguns segundos.

-Consegue falar?- Pergunta O pai de Jk.

-A-acho que... que sim. - Digo com minha respiração ainda acelerada.

-Então diga oque aconteceu?- Pergunta JK, virando-se para mim.

-E-eu queria que.. Você ficasse la.- Digo passando a mão em minha testa que pingava de suor.

-Vou dar a volta e te levar para a casa, Taehyung.-  Diz o pai de Jk, que começa a andar.

-Você disse que eu não sou nada, perto daquele jogo.- Jungkook diz triste

- Saiu da boca pra fora. - Digo melhor. - Você é meu melhor amigo, nunca mais vou fazer isso com você.

Jungkook sorri, mas suas lagrimas ainda continuavam caindo. Era meu sonho toca-lo denovo. Aproximei minhas mão lentamente até seus olhos puxados. Finalmente, consegui tocar seu rosto, e enchugar suas lagrimas. Nem podia imaginar que aquele rosto não existia mais ha uns tempos atrás. Nem podia imaginar que esse rosto era só osso em um caixão empoeirado. Eu acabei chorando tambem, mas de felicidade. Toquei em todo seu rosto, acariciei seu cabelo, apertei suas bochechas, e puxei seu nariz. 

-Por que esta fazendo isso?- Pergunta Jk sorrindo, enchugando as munhas lagrimas de felicidade.

-Porque eu estava com saudades de você.- Digo sorrindo. -Promete que nunca mais vai me deixar?

-Prometo se você prometer. - diz.

-Prometo com todas minhas forças.- Digo sorrindo.

-Então eu prometo. - Jungkook sorri logo em seguida, acabando de vez com as lagrimas que escorriam em seu rosto.

Eu precisava senti aqueles labios fofos e macios, toca-los seria estranho, bastante estranho.

-Me beija?- Pergunto inocente.



Notas Finais


Hehejd dps os erros pls


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...