História Dramione e Gitt - O jogo do prazer - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Draco Malfoy, Gina Weasley, Hermione Granger, Luna Lovegood, Theodore Nott
Tags Bluna, Dramione, Gitt
Visualizações 84
Palavras 1.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Detenção?


Cara, sabia que você me deixa louca. Más é só uma das coisas que eu gosto.(Bad Decisions - Ariana Grande)

 

Pov Hermione : 

 

Gina me encarava com um olhar mortal e ao mesmo tempo de pânico, Rony ainda me olharava malicioso esperando uma resposta. E harry, bem...ele encarava a garota que ele mais fez sofrer, em sua frente com um sorriso bobo. Gina parcebendo o olhar do garoto em si, voltou-se para suas torradas em seu prato. E eu? Eu ainda tentava achar uma resposta para pergunta importuna de Rony. Alarmes vermelhos anunciavam na minha cabeça, percebendo que eu não tinha respostas.

— E...bem...- gaguejei procurando respostas.

— Oque foi mione, o gato comeu a sua língua? - Rony perguntou sorrindo maldoso, céus como ele tinha ficado assim?

— Não se meta onde não é chamado Ronald! - Gina bateu as mãos na mesa se levantando, atraindo atenção de algumas pessoa - Vamos mione.

Ela me puxou pela mão me tirando dali, antes que eu podesse sair olhei para trás e vi Nott nos encarando, junto com o loiro ao seu lado.

— Oque deu nela? - Rony perguntou para Harry com a boca cheia de comida, Harry deu os ombros.

Gina me arrastava pelo corredor vazio, parando. Logo paramos e sentamos em um dos banquinhos de pedra que havia por ali. Quando eu estava pronta para ouvir a ruiva gritar todos os palavrões comigo ela riu, Gina começou a rir escandalosamente. A encarei confusa e ela logo abriu a boca para se manifestar.

— Essa foi por pouco - ela disse ofegante, por conta do ataque de risos.

— Espera, não está brava comigo? - perguntei confusa e ela fez negativo com a cabeça - Mais eu pensei qu...

— Ora Hermione - ela disse me interrompendo - não sabiamos que o idiota do meu irmão ia chegar bem na hora que estávamos falando de Nott.

— Falando em Nott...- respondi lembrado do assunto novamente - Isso me pegou totalmente desprevenida, eu pensei que era Lila que estava em nosso quarto com um garoto novamente. Nunca me passou pela minha cabeça que eu escutaria você e Nott, Nott e você, o Sonserino e a Grifinoria. Fazendo sexo e gemendo no nosso quarto. - Falei rapido fazendo Gina dar uma risadinha sem graça.

— Como eu disse, somos apenas amigos.

— Amigos? Amigos não transam Ginevra. - eu disse euforica

— Somos bons amigos. - ela disse maliciosa - Confio em Nott, tanto que foi a ele que eu entreguei minha virgindade.

Eu me engasgei com minha propia saliva com tal revelação, meus olhos se arregalaram. Gina só poderia estar de brincadeira, todo esse tempo. Aquele dois de baixo do meu nariz e eu nunca desconfiei de nada.

— Você está falando serio? - ela fez possitivo com a cabeça - Como isso aconteceu?

— Bem, você sabe. Tiramos a roupa, deitamos na cama...- eu a interrompi

— Estou falando sério, idiota - eu disse rindo.

— Depois dos acontecimentos com Harry - ela disse amargamente - Eu e Nott nos aproximamos, não degrudamos desde então. Nos beijamos vez, uma coisa foi levando a outra e bem...aconteceu. mais não passamos de bons amigos, ficamos, sim. Mais apenas amigos. - Gina respondeu vermelha.

— Então é verdade oque dizem sobre o segundo maior pegador de Hogwarts? - perguntei sem jeito, tentando ao maximo mudar o rumo da conversa, para não chegar não chegar em o assunto de Harry.

— É, bem mais que verdade. - Gina dizia se abanando com a mão, fazendo-me gargalhar. - Céus, que homem.

A garota disse sonhadora e com um sorriso malicioso no rosto. Soltei uma gargalhada, céus. Ginevra realmente não prestava.

— Porquê não me contou antes?

— Se você saísse da biblioteca por um minuto eu contaria. Céus, eu tentei lhe contar um monte de vez, mais você você sempre estava enfiada nos livros. - a ruiva revirou os olhos e eu dei risada.

— Okey, me desculpe, prometo que vou lhe dar mais atenção.

A ruiva sorriu, mais logo seu sorriso sumiu do rosto. Olhei na direção que ela olhava e vinha Harry e Rony ao nosso encontro, ela se levantou sussurando que ia para aula, e assim ela se levantou me deixando sozinha.

— A Gina está de tpm? - Rony revirou os olhos.

— Pare de ser tão chato Weasley. - esbravejei.

— Oque está acontecendo? Vocês todas resolveram se rebelar contra o ruivinho aqui? - ele perguntou apontando para si, revirei meus olhos, peguei meus livros e dei as costas paras eles e fui andando - Pelo visto, temos duas viagens de Tpm.

Eu segurei a vontade de gargalhar quando ele nos chamou de virgem, okey. eu era virgem, mais eu pagaria para ver a cara do Rony ao descobrir que sua irmã casula perdeu a virgindade primeiro que ele. Céus, eu pagaria para ver isso.

Caminhei apressada até a sala de poções, hoje teriamos aula com a sonserina, até hoje eu me pergunto como o professor Snape consegue deixar os alunos juntos sem se matar. Corri para a porta da sala vendo o mesmo para de dar aula e me encarar.

— Atrasada senhorita Granger. - Snape disse vindo até a mim - Menos vinte pontos para grifinoria.

— Mas, professor...- o mesmo me interropeu.

— Quer detenção Granger? - ele perguntou sarcástico. - Sente-se, o trabalho será em dupla.

Escorreguei meus olhos pela sala, e notei um loiro sentado na minha mesa. Bufei irritada e me sentei ao seu lado, não o olhei, mais pude sentir o olhar do loiro em cima de mim. A aula foi passando eu prestando atenção em tudo que o seboso falava, Malfoy por outro lado estava quase babando no livro, que ele estava fingindo ler. Lhe dei uma cutuvelada fazendo o mesmo abrir os olhos assustados. Tentei segurar minha risada enquanto prestava atenção em Snape.

— Prestem bem atenção, não quero nenhum erro. - Disse o professor quando voltou a explicar.

Voltei minha atenção para o caldeirão, fazendo tudo oque ele explicava. A mosca morta do malfoy estava prestando atenção em uma das suas piranhas da sonserina, e nem percebeu quando colocou um ingrediente que não estava no livro. Fazendo todo o fapor do caldeirão subir em minha cara e toda a sala começar a dar risada.

— Malfoy! sua barata esquerosa nojeta. - eu bati as mãos na mesa e me levante, olhando o loiro ao meu lado rindo.

— Ora Granger, você está mais bonita agora. - ele disse dando risada.

Quando eu ia pegar minha varinha os alunos começaram a sair, peguei meu material e me virei para ir em direção a saida da sala.

— Granger, Malfoy? Detenção. - ele disse rapido - quero que consertem o banheiro feminino do terceiro andar hoje as 20:00.

— Ah, isso vai ser facil. - disse Malfoy

— De maneira trouxa. - ele disse por fim saindo da sala

Bufei irritada e encarei o loiro em minha frente. Merlin sabia as formas que eu matava Malfoy em minha mente.

— Você tinha mesmo que fazer tudo errado e ainda abrir essa sua boca nojenta.

— Nojeta né Granger? - ele disse se aproximando de mim - aposto que você queria beijar essa boca "nojenta". - Senti ele roçando seu nariz em meu pescoço e em seguida depositando um beijo em seguida, fazendo-me se arrepiar. - te vejo na detenção Granger.

E saiu, me deixando com cara de taxo para trás. Bufei pelo nariz pela decima vez hoje e sai irritada da sala. Aquele Malfoy me paga, Ah se paga.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...