História Dramione e Gitt - O jogo do prazer - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Draco Malfoy, Gina Weasley, Hermione Granger, Luna Lovegood, Theodore Nott
Tags Bluna, Dramione, Gitt
Visualizações 74
Palavras 1.191
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - A detenção


Fanfic / Fanfiction Dramione e Gitt - O jogo do prazer - Capítulo 3 - A detenção

Então, eu vou te beijar demoradamente, querida. Qualquer chance que eu tiver, aproveitarei.(Like I'm gonna Lose you - Meghan Trainor)

 

Pov Hermione :

 

Depois do "ocorrido" na sala de poções, fui para a biblioteca onde passei o resto da tarde estudando. Assim que o cansaço bateu em minha porta, eu peguei meu material e segui meu caminho até o salão comunal subindo direto para os dormitorios. Abri minha porta, e encarei o quarto vazio. Fui em direção ao banheiro tomar um longo e gostoso banho quentinho, coloquei minha camisola de seda vermelha e me joguei em minha cama. e suspirei aliviada ao sentir o colchão confortável e macio de baixo de mim. Descansei algumas horas até acordar, com uma mão gelada balançando freneticamente meus pés.

— Granger, acorda logo Granger...porr...Granger já são oito e meia. - Era Draco, cutucando meus pés com demasiada agressividade. A minha reação foi quase que emediata, com o susto de ver o loiro em minha frente, me virei-me caindo da cama levando o cobertor comigo. Gemi de dor ao sentir chão gelado em meu rosto.

Levantei-me do chão, e encarei o loiro em minha frente. Seus olhos estavam fixos em minhas coxas desnudas, puxei meu cobertor me cobrindo e fazendo o mesmo encarar meu rosto.

— Oque está fazendo aqui?

— Vim lhe chamar para detenção, achou que eu iria limpar aquele banheiro nojento sozinho? - ele disse fazendo uma careta.

— Deveria, depois daquela vergonha que você me fez passar. - eu comentei vendo o garoto dar risada - Não teve graça nenhuma Malfoy.

— A teve sim, você deveria ter visto sua cara - ele comentou rindo e por fim falando - vamos logo, ja estamos atrasados meia hora. - Assenti com a cabeça e fui em direção ao meu guarda-roupa pegando uma roupa e indo para o banheiro, colocando a roupa rapidamente. Sai do quarto e vi o loiro sentando na cama com cara de tedio.

— Como diabos você conseguiu entrar aqui? - perguntei curiosa.

— Nott, ele descobriu um feitiço para conseguir subir nos dormitórios femininos. - ele deu os ombros - Agora conseguimos entrar onde bem entendermos. - ele respondeu malicioso. Não pude evitar de notar o duplo sentido de sua frase.

Então era assim que Nott estava conseguindo vir para nosso quarto com Gina. Malfoy e Theodore era uma combinação perfeita para conseguir fazer coisas erradas. Oque mais eu poderia esperar dos maiores pegadores de Hogwarts?! Nada, os dois não valiam absolutamente nada mesmo. Sai dos meus pensamentos assim que senti uma mão me puxando para fora do quarto.

— Eu sei andar sozinha, - puxei minha mão e fui andando ao lado do loiro, que revirou os olhos.

Saimos do dormitório e da sala comunal e descemos vagarosamente as escadas para o terceiro andar. Draco me seguia ao meu lado.

— Alohomora - a porta se abriu e eu entrei, novamente seguida por draco.

— Lumus maximo - assim que a luz ofuscante se acendeu na varinha de draco, pude ver o estrago e o nojo que estava aquele banheiro. Havia água escorrendo por todo o banheiro, meu estômago embrulhou ao imagina se aquela água era limpa ou não.

Estava tao perdida observando a situação do banheiro, que só notei depois o loiro sussurrando varios feitiços, apontando a varinha para os objetos que jaziam água no banheiro. Logo tudo estava limpo e organizando.

— O professor nos mandou limpar e consertar tudo de maneira trouxa. - Eu disse o repreedendo.

— E oque tem? - ele levantando os ombros.

— Oque tem sua anta?...É que vão desconfiar se passamos pouco tempo aqui.

— Que nada, Granger. Eu sei que isso é só uma desculpinha sua para ficar mais tempo comigo. - Draco falou em um tom convencido, andando até mim e me colocando contra a parede gelada, quase que me desafiando a me livrar dele.

— Draco, solte-me. - Eu disse tentando o empurrar.

— Você não quer que eu lhe solte...eu sei que não - Draco sussurou, e começou a modiscar minha orelha, me causando arrepios incontornáveis. Fechei minhas mãos em punho para não sussurrar o nome do garoto.

Draco começou a traçar uma linha com sua língua, largando minha orelha e agora descendo vagarosamente até meu pescoço, onde parou e começou a modiscar. Soltei um gemido baixo, fazendo-me se arrepender logo em seguida, assim que o loiro sorriu em meu ouvido.

— Ainda quer que eu lhe solte? - ele perguntou em meu pescoço, dando mordidinhas em seguida. Se eu não estivesse tão vulnerável aos seus toques, com certeza teria o xingado de todas as maneiras possíveis.

Mais não, eu o beijei, Merlin, eu o beijei! O beijo começou lentamente, eu coloquei minhas mãos em seu pescoço enquanto ele segurava minha cintura e a sua outra mão estava em minha nuca. Ele então começou a aprofundar o beijo, apertando minha nuca ainda mais a sua boca.

Ele desceu uma de suas mãos até minha coxa e apertou com força, enquanto sua outra mão continuava em minha nuca. Eu apertava e puxava seus cabelos, despeteando por inteiro. Quando o ar começou a nos faltar, Draco começou a descer o beijo para meu pescoço novamente, enquanto sua mão que estava em minha nuca desceu para minha outra coxa apertando, e com as duas mãos ele me levantou para cima, me prensando mais com a parede apenas com seu corpo. Uma de suas mãos pousou em meu seio e apertou, eu gemi. Draco sorriu contra meu pescoço. Aquilo me fez delirar. Procurei a boca dele novamente e o beijei, o beijo ficava mais feroz a cada segundo. Comecei a sentir a ereção de Draco, e eu confesso que eu estava completamente excitada.

De repente comecei a ouvir passos do lado de fora, e empurrei Draco descendo de seu colo totalmente vermelha. Snape entrou no banheiro analisando o mesmo, e egueendo a sombrancelha nos fitando.

— Tudo limpo e concertado de maneira trouxa. - Disse Draco.

Ele pareceu acreditar, pelo o estado que nos dois se encotrava, cabelos bagunçandos e roupas amasadas. Mal sabia ele oque tinha ocorrido naquele banheiro, corei ao imaginar a cena de minutos atras, e comecei a me matar em meu pensamento. Parei de me esfaquear mentalmente quando a voz fria ecoou por todo banheiro.

— Muito bem...estão dispensados. - ele disse por fim e esperou saimos do banheiro para tranca-lo e sair, nos deixando sozinha.

Caminhei sozinha em direção ao salão comunal sendo seguida por Draco, depois de andar um pouco, quase chegando perto do salão da Grifinoria, Senti Draco chegar perto do meu ouvido e sussurar.

— Que tal nos encontramos amanhã no mesmo horário no banheiro do terceiro andar, para terminarmos oque começamos? - eu não respondi, não consegui responder. As palavras sumiram de minha boca - Vou considerar isso como um sim.

Ele disse fim e seguiu seu caminho pelo corredor até sumir. Suspirei pesadamente e fui para o salão comunal, entrando e logo em seguida subindo rapidamente para meu dormitorio. Abri a porta do quarto, vendo minha melhor amiga deitada em sua cama dormindo, quase caindo da mesma, tentei segurar a risada e fui em direção a minha cama. Deite-me na mesma tentando falhamente dormir. Minha cabeça martelava apenas uma coisa. A cena que aconteceu vários minutos atrás.

— Céus, oque eu fiz?

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...