História Drarry-Popularidade - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter, Life Is Strange
Personagens Alvo Dumbledore, Blásio Zabini, Draco Malfoy, Harry Potter, Hermione Granger, Maxine Caulfield, Nathan Prescott, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Ronald Weasley, Victoria Chase
Tags Draco Malfoy, Drarry, Harry Potter, Howguarts, Life Is Strange, Romance
Visualizações 261
Palavras 1.200
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo quentinho!!!
Gente espero que gostem, porque eu to amando escrever essa fic❤️❤️. Leiam tambem as notas finais.

Itálico-Sonho
Negrito-Lembrança
Negrito+Itálico- teve varias funções

Capítulo 3 - Um plano?


Fanfic / Fanfiction Drarry-Popularidade - Capítulo 3 - Um plano?

Harry estava em um carro, seus pais á frente, mas quando olhava pela janela apenas via uma neblina branca.

Ele olhou para o relógio em seu pulso.

20:35    6 de maio 

Ficou assustado, o exato dia em que seus pais morreram, em um acidente de carro. Ele tinha apenas 11 anos de idade.

Os pais no banco da frente pareciam animados, ouvindo musica coutry no fundo e cantando junto com ela.

Harry tentou avisar, mas sempre que tentava falar sua voz saía muda.

Tarde demais. Harry apenas vê o carro na direção oposta chocar contra eles.

Acordou assustado, ofegante e desejando que aquele dia nunca tivesse acontecido.

-Acorda muleque!! Já são horas!! - tia petunia parecia irritada. Nem percebeu que ele já havia acordado.

Harry olhou o relógio, já marcava 7:30. Vistiu qualquer roupa que viu pela frente e desceu as escadas.

Ele morava com seus tios e seu primo chato, o Duda. Eles odiavam seus pais e transferiram esse ódio para ele.

Desceu toda a escada e foi direto fazer seu café da manhã.

-Quem é meu Dudinha??!! - tia Petunia estava mimando Duda, algo que ela estava toda hora fazendo. - Vê se come rapido, daqui a pouco o onibus vem!!!- disse Petunia agora se derigindo a Harry de maneira agressiva.

-Ok tia.

Harry comeu, lavou seus dentes e se despediu dos tios, que não se derem ao trabalho de fazer o mesmo.

O onibus estava vindo já cheio de alunos, mas por sorte quando Harry entrou se sentou num lugar ao da janela.

Era uma manhã triste, a chuva caía junto ao vento fraco e neblina. O sonho que tivera o deixara melancólico, com olhar vazio pensando em si mesmo.

Distraído em seus pensamentos em meio ás gotas de prata.

O onibus parou e percebeu que havia chegado na escola. Desceu e entrou pelo portão.

-Eai Harry!! - Ron se aproximou ao lado de Hermione, mas os dois perceberam que o amigo não parecia animado.

-Aconteceu alguma coisa Harry? - disse Hermione preocupada.

-Não...Só acordei um pouco na bad eu acho... - respondeu Harry com olhar baixo.

-Não se preocupa, olha hoje serão entregues as autorizações para "morar" na escola, vai ser uma escapatória de seus tios. - Ron tentou anima-lo. Harry deu um sorriso de canto.

Na escola existiam os dormitórios de cada casa, os alunos só podiam conhecer os dormitórios quando fossem autorizados.

-Harry, Hermione, tenho algo a dizer para vocês. - Ron sustentava um ar preocupado.

-Sim Ron?

O sinal tocou.

-Eu vos conto lá dentro.


Já dentro da sala...

-Então, quando estava saindo da detenção ontem, - deu um breve suspiro - eu ouvi uma tal Victoria junto com Malfoy e sua turma, falar de você Harry. Sobre algum tipo de plano.

-Mais uma para o grupinho dos mal amados. - murmurou Hermione.

-Harry você devia tomar cuidado, se anda com o Malfoy não é boa pessoa. Confia, ele já era assim ano passado.

Draco e seu grupinho (excepto Victoria, ela era do primeiro ano) entraram rindo de qualquer coisa aleatória, e lançaram olhares de superioridade ou trio de ouro.

-Se setem em seus lugares!! - Professor Severo Snape acabava de entrar na sala. Snape era um professor autoritário, rigoroso e que seguia á risca as regras da escola.

Todos os alunos se sentaram no seus lugares para a aula de química.

-Cara eu odeio essa professor...- murmurou Ron para Harry.

-Calado sr. Weasley!! Hm, parece que temos um novo aluno. Diga-me, qual o seu nome. - Snape disse se virando para Harry.

-H-Harry P-Potter, professor.

-Hm, já que está tão ocupado falando com o sr. Weasley, poderia me responder á seguinte pergunta? Qual é a temperatura na escala Fahenheit que corresponde a 40°C?

Fez-se um breve silêncio na sala, Malfoy olhava para o trio com ar malicioso.

-O senhor sabe a resposta ou não?!

O braço de Hermione se elevou no ar.

-10 pontos a menos para a Grifinória. - Snape disse friamente ignorando a aluna.


Na saida da sala, Harry sentiu um braço esbarrar contra o seu com força, fazendo ele quase cair.

-Agora sês vão ver... - Ron ia brigar com o grupinho da soncerina, mas Hermione deteve-o.

-Ron, quantas vezes tenho que dizer que não vale apena brigar com idiotas.

-Hermione, eles estão provocando a gente!!

-É justo por isso que você não deve dar atenção!! - Hermione disse e Ron apesar de contra a vontade, achou melhor não espancar Malfoy e seus amiguinhos.


Victoria viu seus novos amigos ao fundo e foi até eles.

-Como correu vossa aula química?

-Cê nem sabe. O Snape tirou dez pontos da Grifinória porque o Potter estava cagado de medo para responder á pergunta. - disse Pansy se lembrando do acontecido.

-Na saida da sala eu esbarrei no ombro dele e o roupas de segunda mão queria quebrar meus dentes. - Nathan disse e todos riram junto com ele.

-Informam-se todos os alunos que as autorizações para direito a dormitório estão sendo entregues. É favor a todos os interessados comparecer no bloco de reuniões, obrigado.

-Pessoal, se quisermos fazer algum plano, seria legal morar na escola não acham. - sugeriu Blasio.

-Você tem razão Blasio. Todos concordam?

Todos mexeram a cabeça afirmativamente e foram em direção ao bloco de reuniões. Após subirem as escadas, avistaram duas fileiras de alunos em frente a um longo balcão e se dirigiram a uma delas.

-Gente, o Malfoy querendo morar na escola, vocês não acham estranho? - alertou Hermione num susurro, apontando para os soncerinos na outra fila.

-Concordo, o Malfoy é muito rico para querer ficar no dormitório da escola. - disse Harry com olhar suspeito.

Os Soncerinos pegaram as autorizações e passaram por eles sem falar uma palavra.


Draco se encontrava em casa, jantando com seus pais.

-Mãe, Pai, tenho uma coisa para pedir para vocês. - Draco disse receoso.

-Sim meu filho?

Draco mostrou o papel para seus pais.

-Porque você quer ficar na escola se tem essa mansão, filho. - Lucio perguntou.

-É que... - Draco procurou alguma desculpa. - tem uma garota... na minha turma...

-Tabom, eu assino isso. - Lucio pegou numa caneta e assinou o papel.

-Obrigado pai. - Draco parecia satisfeito, Narcisa olhava para os dois com um sorriso.

-Agora vai para seu quarto, você precisa descansar. - mandou Narcisa, Draco pegou no papel e foi para o seu quarto.

_________________________________

Você recebeu uma notificação do WhatsApp

_________________________________

Draco, já sentado em sua cama, pegou no celular para ver a notificação.

              Victoria criou o grupo:

                Plano Harry Potter

Victoria: Gente criei esse grupo para a gente decidir qual o plano. Alguma ideia?

Pansy: Talvez possamos sequestrar a Granger?

Nathan: Infelizmente, é crime. Se não eu já teria espancado aquele Weasley, por ele me ter irritando na detenção.

Blasio: E se humilhar-mos eles.

Pansy: Isso parece legal.

Draco: É por isso que você é meu amigo. Mas como a gente vai humilhar eles?

Victoria: Uma vez jogaram uma balde de tinta em mim, poderia funcionar. Eu me senti humilhada.

Nathan: Muito basico, mas eu tenho uma ideia. Podiamos tirar fotos deles escondidos, fotos que possamos a usar fora do contexto. Depois criamos uma uma conta fake e espalhamos boatos. Todo mundo vai odiar eles.

Blasio: Cara, você é um génio.

Draco: Isso aí cara. Quando começamos o plano? 


Notas Finais


Gente iae, comenta ai o que vocês estam achando. ❤️❤️
Conclusões retiradas:
Harry sente muita falta dos pais😭
A partir de hoje, eles iram morar na escola.
Draco, Pansy, Blasio, Nathan e Victoria criam um plano para acabar com a vida do trio de ouro.
Não se esqueçam de comentar, icentiva o autor a escrever.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...