História Drarry-Segredos devem ser revelados - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Harry Potter
Tags Drama, Romance
Visualizações 175
Palavras 1.272
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Genteeeeeee, mais um capitulo pra vcs, aposto que esse voces vao ficar surpresos, comentem muito muito muito, pf.
To adorando escrever pra vcs, obrigado.

Capítulo 16 - We have a problem!


Fanfic / Fanfiction Drarry-Segredos devem ser revelados - Capítulo 16 - We have a problem!

-O que estava pensando? Sumir assim e provocar tanto medo entre os professores. Afinal senhor Potter, onde estava? –Falou a professora minerva com raiva.

-Professora, eu... eu não me lembro, não consigo, eu fico tentando e tentando mas não consigo me lembrar.

-Esta atitude não será perdoada com muita facilidade, nestes casos a medida tomada pelo diretor é expulsão, mas o professor Dumbledore insistiu muito para que você não fosse expulso, seus pais já foram notificados de seu paradeiro e estão mais calmos, contudo você terá seu merecido castigo, começando amanhã, você terá que após as aulas ajudar a professora Sprout com as mandrágoras e plantas para o uso da ala hospitalar, isso na segunda-feira.

-Ok professora...

-Lhe darei uma lista e você a seguirá com muito cuidado e responsabilidade, caso contrário serão adicionados mais dias, tome a lista e saia por favor.

A professora lhe entregou um pedaço de pergaminho enrolado e ele saiu da sala dela olhando para o papel incrédulo:

Segunda-Feira: Ajudar a professora Sprout com as mandrágoras e plantas para o uso da ala hospitalar. 20:00
Terça-Feira: Limpar as vassouras de propriedade escolar usadas para treino de quadribol. 18:00
Quarta-Feira: Revisar, contar e empacotar o carregamento semanal dos novos ingredientes para o uso de poções do professor Snape. 19:00
Quinta-Feira: Limpar o estábulo dos pégasus para viagens escolares. 16:00     PS: As aulas da tarde de Quinta-Feira serão a noite após o jantar.
Sexta-Feira: Retirar ervas daninhas e pragas da horta do castelo. 15:00    PS: Sextas-Feiras não terão aula até o Torneio se concluir.

 

PS2: Terá de fazer isso por 2(Duas) semanas até a última fase do Torneio Tribruxo.

Harry olhava para aquele papel e não acreditava no que via, teria de fazer tudo aquilo e não se lembrava de nada, nada lhe lembrava o que havia feito, ele foi direto para o salão comunal e avistou Hermione, foi ao seu encontro para conversar.

-Oi –Disse tímido.

-Oi, Harry, me desculpe, me desculpe mesmo –Ela sabia o que havia acontecido entre ele e Simas e se culpava muito por ter encorajado o relacionamento, com lágrimas nos olhos ela se desculpava e ele nem sabia o motivo.

-Mas pelo oque Mione?

-Nada Harry, só esqueça.

-Ok... ah, olhe o que Dumbledore me deu –Harry puxou o livro do bolso das vestes –É um livro sobre sereias, este não estava na biblioteca, eu estava passeando por aí estes dias e ele me chamou e me deu este livro, vamos ler juntos?

-Claro –Disse ela limpando escondido as lagrimas que ainda caiam.

Harry e Hermione foram para a biblioteca e começaram a ler o livro, nele havia tudo o que eles não sabiam sobre Harry.

-Você pode criar tempestades desastrosas? –Falou Hermione de queixo caído.

-Acho que sim, nunca pensei nisso, será que consigo? –Ele disse olhando para as mãos.

-Nem pense nisso, uma catástrofe de cada vez, é perigoso também!

-Como assim uma catástrofe de cada vez?

-A-amm, nada não Harry... Veja, você pode além da água, controlar os ventos.

-Claro, senão não faria tempestades.

-Ah, claro, desculpe –Disse ela envergonhada voltando a ler o livro.

Eles leram poucas páginas do livro, o sinal tocou e cada um foi para as aulas, Harry se sentia estranho, havia algo dentro dele que estava travando uma batalha com sua mente, mas ele não sabia o que era, estava correndo para a sala de aula, teria aula de poções e ele queria chegar cedo para sentar-se com Rony, ele passou pela sala de aula da professora Minerva, ele viu Gina sentada com Simas em uma carteira e de repente sua perna começou a esquentar de repente, quando ele olhou, sua varinha estava louca, soltando faíscas e tremendo de um modo estranho, ele pegou-a e começou a andar se afastando da sala de aula, a varinha parou de soltar faíscas e tremer, ele resolveu deixar isso para lá, chegando na sala Rony não havia chegado ainda, na verdade só estava ele, ele sentou e começou a ler o livro descobrindo cada vez mais sobre o que poderia fazer, ele parou de ler quando as pessoas começaram a chegar, Rony chegou e sentou-se ao lado dele começando a falar sobre Quadribol até o professor Snape chegar e dar a aula dele, Draco passou mandando bilhetes por baixo das carteiras para que Snape não visse, passaram horas assim, Harry não lembrava do pouco tempo que passara com Draco, apenas lembrava que tinham se tornado amigos, ele não sabia como ou por que, mas iria entrar na onda (KSKSKSKSKSK), após a aula de Poções Harry, Rony e Hermione teriam aula de DCAT com o professor Moody, a aula foi um tédio, ele se sentiu cansado, não sabia explicar o porquê mas deixou para lá tentando prestar atenção na aula, foi a pior decisão que ele tomou, fixar seu olhar no professor o deixou tonto e enjoado, ele saiu correndo da sala para o banheiro mais próximo, vomitou tudo o que havia comido e o que não comeu, o professor foi atrás dele, Hermione e Rony também haviam corrido para socorrer o amigo.

-Senhorita Granger, por favor dispense a turma e diga que o dever será um relatório sobre as maldições imperdoáveis para a próxima aula, Senhor Weasley me ajude a levar Harry para a ala hospitalar –Falou o Professor levantando Harry e o levando para a ala hospitalar.

Chegando na ala hospitalar, Madame Pomfrey o colocou deitado e o examinou da cabeça a ponta do pé.

-Não há nada de errado com ele, foi apenas um enjoo, muito forte por sinal, mas não é nada muito sério, tome este chá querido, se sentirá melhor em minutos.

Eles saíram e como já não tinham mais aulas, foram para a árvore em frente ao lago negro como sempre, estava um dia quente então Harry resolveu nadar um pouco, ele estava sentindo coceira nas pernas, achava que eram mosquitos, mas não havia nenhum, ele pulou na água e instantaneamente a coceira parou, ele se sentia livre e feliz, estar na água o fazia ficar calmo, estava quase na hora do jantar e ele teve que sair, secou-se e foi para o salão principal com seus amigos, chegando lá ele olhou para os professores, a mesa da Sonserina e a mesa da Grifinória, Draco estava sentado ao lado de Crabbe conversando, Harry começou a se aproximar da mesa onde Gina, Neville e Simas estavam sentados, sua varinha novamente começou a esquentar e soltar algumas faíscas, mas quando Harry a segurou ela parou, ele sentou-se ao lado de Gina em frente a Neville, ele começou a cumprimentar a todos, largando a varinha na mesa sem se dar conta, ele começou com Gina dando-lhe um beijo na bochecha, apertou a mão de Neville e quando foi apertar a mão de Simas, a varinha ficou louca e soltou faíscas, Hermione foi a primeira ver e só fez uma cara assustada, quando Harry e Simas apertaram as mãos, houve uma explosão que lançou longe Simas e Harry para lados opostos, Harry conseguiu se segurar na bandeira, Simas caiu em cima da mesa dos professores, a varinha de Harry brilhou novamente e dela saíram duas pequenas bolas brilhosas que foram em direção a cabeça dos meninos, Harry caiu na mesa da Sonserina em frente a Draco, quando levantou o rosto para ele, um sentimento forte subiu e espalhou-se por todo seu corpo, olhou para Draco com cara de bravo, encarou Simas que estava na mesa dos professores encarando-o também com cara de bravo, Harry levantou-se e saiu do salão correndo, Simas foi atrás, quando se encontraram Simas falou:

-O que houve? Por que este feitiço não funcionou?


Notas Finais


Mais uma vez obrigado e comentem pfpfpfpf, amo vcs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...