1. Spirit Fanfics >
  2. Drarry:Construindo e Reconstruindo >
  3. Passado:Capítulo 6

História Drarry:Construindo e Reconstruindo - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, gente. Aqui estou trazendo mais um capítulo pra vocês. Nesse capítulo vemos bastante interação de Drarry e vemos mais sobre uma das doenças que o Draco tem, a bruxaqueca. Espero que gostem.

Capítulo 11 - Passado:Capítulo 6



Agora já era sexta-feira. Na aula de DCAT, o professor David Uderten passou um trabalho em várias etapas para os alunos. 

Esse trabalho será feito em duplas, que eu vou sortear agora. Hermione Granger e...Ronald Weasley. Blaise Zabini e...Pansy Parkinson. Dino Thomas e...Simas Finnigan. Draco Malfoy e...Harry Potter. Disse o professor. A classe toda ficou boquiaberta. 

Algum problema? Os senhores querem que eu refaça o sorteio? Perguntou o professor David Uderten. Ele era um professor muito bondoso, o completo oposto da Umbridge. 

Por mim não. Disse Harry. 

Não é necessário, professor Uderten. Disse Draco. 

Muito bem, então continuamos. Neville Longbottom e...Theodoro Nott. Novamente houve inquietação por parte da classe, mas Theo sorriu. Draco já havia reparado que Theo sorrira quando Neville aceitou o pedido de desculpas dos sonserinos no final de semana. Estaria Theo gostando de Neville Longbottom? 

Devo refazer o sorteio? Perguntou o professor Uderten.

Não da minha parte. Disse Theo. Dessa vez ele sorriu abertamente para Neville, todo mundo viu.

Não precisa, professor. Disse Neville, dando um leve sorrisinho para Theo. Então o professor finalizou o sorteio. 

A primeira etapa do trabalho é para a nossa próxima aula, quarta feira. Estão dispensados. Disse o professor Uderten. Como a aula dele era a última, todos encolheram seus materiais, colocando-os no bolso e foram jantar. Harry e Neville foram se sentar na mesa da Sonserina para resolver o trabalho. Quase todas as duplas decidiram fazê-lo no dia seguinte. Depois do jantar, cada um foi para o seu salão comunal 

No dia seguinte, Harry estranhou não ver Draco no café da manhã, mas imaginou que talvez ele já tivesse tomado. Terminou seu café e seguiu para a biblioteca. Esperou uma hora, mas Draco não apareceu. Foi então que Harry percebeu o que estava acontecendo. 

Como eu pude ser tão burro? Ele está com bruxaqueca! Pensou Harry. Então ele saiu da biblioteca e correu até o salão comunal da Sonserina. Ele sabia que tinha que fingir que não sabia o que estava acontecendo, para que ninguém desconfiasse que ele vinha do futuro. Tentou se lembrar exatamente como ele havia agido quando havia descoberto a bruxaqueca de Draco 20 anos atrás. 

Draco, esqueceu nosso trabalho? Perguntou Harry. 

Fala baixo, Harry! Sussurrou Draco.

Hey, o que aconteceu? Draco, você está chorando? Perguntou Harry. 

Eu tenho uma doença chamada bruxaqueca. Você sabe o que é enxaqueca? Perguntou Draco.

Sei. Disse Harry. Ele não perguntou se bruxaqueca era a versão bruxa, era desligado demais para ligar os fatos. Se perguntasse, Draco iria estranhar.

Bruxaqueca é a versão bruxa. Mas não existe nenhuma poção ou feitiço que alivie essa dor. Desculpa não ter te mandado uma coruja, mas quando tenho crise de bruxaqueca eu não consigo escrever. E eu fico chorando, choro até passar. A dor parece um crucio do Voldemort direto na cabeça. Talvez pareça com a dor que você sentia na sua cicatriz, não sei. Disse Draco. 

Então deve ser horrível! Em uma escala de 1 a 10? Perguntou Harry. 

10.Disse Draco. 

Você já tomou café? Perguntou Harry. 

Não. Disse Draco. 

Eu vou até a cozinha...não! Dobby, vem aqui! Disse Harry. 

O que deseja, meu senhor Harry? Perguntou Dobby. 

Pode trazer alguma coisa pro Draco comer? Ele não está bem e ainda não comeu nada. Disse Harry. 

Draco? Draco Malfoy? Perguntou Draco. 

Sou eu, Dobby. Não precisa ter medo, meu pai foi preso. Ele não vai mais te machucar. Disse Draco. 

Meu senhor está bem? Perguntou Dobby. 

Bruxaqueca, Dobby. Disse Draco.

Oh, meu senhor! Dobby já trás uma comidinha. Disse Dobby, desaparecendo e retornando com chocolate quente, um sanduíche com espinafre, salmão e ovo e uma maçã verde. 

Obrigado, Dobby. Disseram os dois. 

Se precisarem, é só chamar Dobby que Dobby vem. Disse Dobby, desaparecendo. 

Draco, qualquer coisa me chama com a moeda que eu te dei. Ou prefere... Disse Harry. 

Prefiro que você fique, Harry. Deita aqui comigo. Disse Draco. Naquele momento, Harry se lembrou do quanto no futuro Draco ficava manhoso quando não estava se sentindo bem. Ao que parecia o Draco do passado era igual. Harry fez o que Draco queria e o abraçou. Draco achou aquilo tão gostoso... ele ainda não sabia ao certo o que sentia, só sabia que se sentia protegido com Harry e se sentia bem estando com ele. Draco deitou a cabeça no peito de Harry e aquilo quase pareceu aliviar um pouquinho sua bruxaqueca. Principalmente quando Harry começou a acariciar seus cabelos. Mas nada a ponto de ele parar de chorar. 

O que vamos fazer com o trabalho? Perguntou Draco, entre o choro. 

Se você estiver bem, fazemos amanhã. Senão podemos matar as aulas antes do almoço na segunda-feira. Ou a aula do Hagrid na terça-feira, não temos a segunda aula da tarde porque é Astronomia depois do jantar. Eu falo com ele, ele vai entender. Disse Harry. Mais tarde, Dobby trouxe o almoço para eles, salmão grelhado com ovos benedict e purê de batatas. Aqueles alimentos traziam um pequeno alívio da bruxaqueca, mas nada muito significativo.

Desde...quando você tem bruxaqueca? Perguntou Harry.

Acho que desde os 7 ou 8 anos. Mas no começo não era tão forte, a dor ficava em 7 ou 8, foi ficando pior com o tempo. Disse Draco. 

E não tem nada que alivie? Perguntou Harry.

Alguns alimentos, presentes nas comidas que o Dobby trouxe pra mim hoje ajudam um pouquinho, mas nenhuma melhora muito grande. Nada que me faça parar de chorar. Disse Draco. 

Você costuma ficar sozinho quando tem essas crises? Perguntou Harry. 

Não. Normalmente quem fica comigo é a Pansy, mas na minha última crise foi a Mione. Disse Draco. 

O que pode desencadear essas crises? Perguntou Harry. 

Assim como na enxaqueca, alguns alimentos e barulho. Mas no caso da bruxaqueca alguns feitiços também podem servir como gatilho. Se eu fizer priori incantatem, patrono ou se alguém fizer alguma maldição perto de mim é crise no dia seguinte na certa. No meu caso não é alimento. Madame Pomfrey já emitiu uma lista com todos os alimentos que servem de gatilho pra mim são todos alimentos que eu não gosto. Eu não como nada disso.Barulho também é gatilho pra mim, principalmente grito. Se eu ouvir grito ou gritar... e se eu ficar estressado também. Disse Draco. Então ele entregou a lista de alimentos gatilho para Harry. Na lista havia linguiça, vinagre, queijo gorgonzola, bacon, comida congelada, comida enlatada, macarrão instantâneo, limão, alimentos dietéticos, temperos industrializados e cebola.

Draco, quase qualquer comida tem cebola. Disse Harry.

É só cebola crua  que é gatilho. Eu adoro cebola recheada, feita no forno e nunca me fez mal. Disse Draco. 

Maldição? Então na primeira aula do professor “falso Moody” no ano passado... disse Harry. 

Eu tive uma crise horrível depois daquela aula, durou uns três dias. Disse Draco. 

Na hora do jantar, Dobby trouxe uma sopa de abóbora. Depois do jantar, Harry continuou com Draco. Um pouco mais tarde, Draco dormiu, enroscado em Harry. Harry tentou sair para ir para seu dormitório, mas Draco o estava prendendo e Harry não queria acordá-lo. 

Eu vou ter que ficar aqui, não tem como eu sair sem acordar o Draco. Não contém pra ninguém, amanhã eu saio daqui com a minha capa. Fora daqui eu só vou contar pra Mione que fiquei aqui. Ela vai me ajudar a enrolar os outros. Disse Harry. 

Por que você não vai com ele pros quartos de casal?  Se vocês forem pegos são menos pontos. A senha é Serpensdoble. Disse Blaise. Um casal que não estava na lista dormir junto nos quartos de casal, um casal que estava na lista dormir nos quartos de casal fora do Sábado ou um casal que estava na lista dormir junto no Sábado fora dos quartos eram infrações leves, tiravam no máximo 5 pontos. Agora um casal que não estava na lista dormir junto fora dos quartos de casal era uma infração grave, poderiam ser tirados até 50 pontos de cada envolvido. Se além de tudo fosse fora do Sábado, o que não era o caso daquela vez, poderiam ser tirados até 100 pontos.

É uma boa. Disse Harry. Com alguma dificuldade, ele conseguiu ajeitar Draco em seus braços. Então ele se levantou e saiu em direção aos quartos de casal. Entrou em um, colocou Draco na cama e finalmente dormiu, abraçado a ele. 


Notas Finais


E esse foi o capítulo! Espero que tenham gostado e mais tarde eu posto mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...