História Dream - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Bottom!jongin, Chanho, Chentao, Daddy Kink, Kaisoo, Kray, Liven, Long-fic, Sebaek, Texting, Top!do, Xiuhan
Visualizações 106
Palavras 1.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


— [♡] ; olá amorecos, eu sei que fiquei bastante tempo fora de órbita e consequentemente não dei mais atualizadas nessa nénem! Bom, eu estou tentando somente tentando me concentrar e dividir tempo com a escola e minha vida, mas não esta dando muito certo.

— [♡] ; Estarei dando uma respondida nos comentários anteriores, e eles me inspiraram muito para continuar e amo-os muito pelo os favoritos.

— [♡] ; Ainda essa semana estarei um pouco atarefada por conta das provas que terei semana que vem, mas, vou estar dando uma atualizada na fanfic "I Love... (NamYoonSeok)", deixarei o link desta nas notas finais.

— [♡] ; É um capítulo bem curtinho, mas bom (EU ACHO KSKLJSLJASL). Os vejo nos comentários. ^^

Capítulo 6 - 'Tá não é um dia bom


‘Tá não é um dia bom

Com muito custo consegui apartar aquela briga, o chinês ainda estava bufando de raiva por não ter conseguido quebrar a cara do hyung. Mas tinha uma coisa que ainda não estava muito certa, em toda minha sempre achei que o Tao fosse o passivo da relação e não o Jongdae, pois vejam só:

Entre todos nós aqui, o ZiTao é o único que usa roupas extremamente apertadas e justas no corpo todo e isso nunca foi novidade pra ninguém já que todos acreditavam – acreditam ainda – que ele que dava na relação, sei que podemos nos enganar mais é muito irônico saber que é ao contrário.

Suspirei pensando na possibilidade de alguém aparecer e me tirar daquele sufoco, Minho estava encolhido olhando para os dois alunos, lá no fundo ele sabia que seria demitido por causa daquele auê todo e por estar dormindo com um dos alunos do ensino médio. As vezes não queria estar na pele do nosso treinador, mas era muito necessário essas coisas, porque só ele consegue aguentar muito firme a diretora.

Caminhei até ele com um sorriso nos lábios, notando o medo transbordado em seus olhos chocolates; lhe estendi a mão para que ele saísse do chão.

— Como sempre o mais bom de todos os seus amigos, mas obrigado. – Ele sorriu nervoso, parecia que a qualquer instante surtaria. A mão do Choi estava suando como se estivesse vendo a coisa mais assombrosa da vida dele.

— Não é por nada treinador, mas iremos tirar os acusados daqui antes que sobre para você. Até amanhã! – acenei sorrindo, andando até o chinês Huang e o puxando até o vestiário masculino com rapidez, queria tirá-lo de lá para ninguém o xingasse.

Eu não conseguia entender o do porquê ele fez isso, mas não queria comentar sobre esse assunto. Eu conhecia o ZiTao e sabia o quanto ele sofreu quando chegou na Korean e das lágrimas que derramou quando teve seu coração pisado como uma folha seca, lembro de ver meu amigo aos prantos quando aquele chinês grandão rejeitou seus sentimentos e disse para o mesmo ser uma vadia e esquecê-lo. O NOME DESSE INFELIZ É WU YIFAN! Este poc foi o causador do Tao ter ficado puto e estar do jeito que está.

— Por que me tirou de lá, Jongin? Eu queria acabar com ele! – Tao gritou e eu estremeci, nunca tinha sentindo a ira dele como estava sentindo naquele momento. Certo que não era de hoje que nos conhecemos, mas era a primeira vez durante anos que vejo sua voz mudar drasticamente. Ah, a onde eu estava? AHHH RESPONDER O ZIZI.

— Eu sei que você é capaz disso, Tao. Mas veja só pra você! Esta agindo como um delinquente e ainda por cima vai colocar a gente na detenção por vários dias seguidos, e eu vou perder aulas. – olhei para ele, vendo que suas feições mudaram para choro repentino. Oh meu santo senhor das gostosuras Kyungsoo! Eu novamente escolhendo as palavras erradas. — Não foi isso que eu quis diz-...

— Foi sim! Você até hoje me culpa meu envolvimento com o Kris e age como se eu não fosse mais aquele garoto que você conheceu há vários anos quando veio para essa droga de país! Quer saber? Eu acho que o Kyungsoo nunca vai notá-lo se você continuar pensando só em si mesmo.

— ZiTao... me desculpa...

Ele apenas saiu chorando e eu sabia que tinha culpa nisso, novamente eu pensei em mim e mencionei superficialmente o Yifan, sabia que desde o término dos dois o Taozi tentava ser uma pessoa melhor e o quê eu fiz? Fui um péssimo amigo, deixando-o de lado quando mais necessitou de mim.

Bufei escorando nos armários. Sinceramente, meu dia está acabando pior que eu pensei que terminaria. Mas teve algumas coisas boas se é que me entendem.

POR SANTOS DEUSES! CALA A BOCA JONGIN E VAI ATRÁS DO SEU AMIGO, BABACA.



Eu tinha procurado o Tao em todos os cantos possíveis daquele colégio e não o encontrei, isso significa que ele realmente está puto comigo. Estava perto da enfermaria vendo meus dois amigos bobocas saindo de lá assustados e com as feições bem enjoadas, sabia que viram algo que não queria.

Parei ao lado dos dois observando o rosto deles e olhando para dentro da sala, notando apenas que Jonghyun e Jinki se pegavam na parte mais isolada da enfermaria.

Daí vocês me pergunta, ele não era casado? Pois é. É um fato bem curioso, não sabemos quando foi que ele demonstrou ser gay e ele sempre teve o porte de hétero e tal, mas nunca pensei que veria Kim Jonghyun dando uns amassos no enfermeiro do colégio.

— Vocês estão assim só por que os viu? Agora vocês sabem como o colégio todo se sente quando vocês começam a se agarrar no chão. – sussurrei baixo, mordendo os lábios ao ver os olhos arregalados dos mais velhos. — Não façam essa cara, eles estão espalhando o amor deles. Que nem vocês.

— Olhe só, Kim Jongin, a gente pelo menos tem alguém para explanar o amor diferente de você que, além de não ter ninguém, fica que nem um cachorro rosnando olhando para o seu homem aos beijos fervorosos com o Chanyeol. – Baekhyun sorriu, virando-se para mim com um sorriso traçado por seus lábios me dando um tapa. Eu odiava quando o Byun fazia isso, porque na teoria Jongin Dyo = vazio.

— Você está com a linguinha bem afiada, né? Será que vou ter que arrancar para você aprender que não deve me desafiar, pornô gratuito?

— Pelo menos eu sou um pornô gratuito, e você que nem transar ou chupar um pau sabe? Chupar consolo não é tão emocionante quanto um de verdade e você sabe disso.

— Como é que de falarmos do Jonghyun, foi parar para mim que não transo? E sabe, Baek, pelo menos meu cu é bem cuidado e têm as pregas todas juntas e intocadas, bem diferente do seu que está solto e caído.

 Sorri correndo antes que ele me virasse do avesso por minha petulância, é, parece hoje não é um dia bom para mim.


Notas Finais


— [♡] ; https://www.spiritfanfiction.com/historia/i-love-namyoonseok--abo--reescrevendo-9974970

— [♡] ; espero que vocês tenham gostado. Perdoem quaisquer erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...