História Dream - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor, Dream, Hot, Suga
Visualizações 25
Palavras 1.729
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa ilusão

Capítulo 2 - .2


Abro o pacote e pego o croissant,dou uma mordida e estava realmente muito bom,pego o copo e tomo um gole,termino de comer e continuo tocando,às vezes eu olhava para o café e via S/n sorrindo para os clientes,dava um sorriso bobo e abaixava a cabeça.

 

[•••]

Me reviro na cama e respiro fundo não conseguindo dormir,vou dar uma volta pra ver se o sono bate,calço o tênis e coloco uma blusa,saio de sorrateiro pela porta dos fundos e fecho e ando,passei por uma viela e vi um cara empurrando uma menina na parede,devem ser namorados ate eu ouvir um. 

Xx:SOCOR...

Não iria ajudar,mas mudei de ideia não sei por que.

Corro até os dois e empurro o cara.

Yg:Deixa ela em paz.

XXX:Não sE EntroMetA-diz cambaleando.

Deu pra ver que era um bebado qualquer tentando abusar de uma menina,olho pra menina.

Era S/n ela estava toda acanhada e chorando baixinho abaixada no chão. 

XXX:Saia daqui GaROto Se não...-diz pausadamente.

Yg:Se não o que?

O bebado tenta me dar um soco mas eu esquivo e dou um soco em seu rosto o mesmo  anda pra trás e passa a garrafa quebrada em meu rosto fazendo um corte,minha paciência já era,pego uma barra de ferro que estava grudada na parede e bato na sua cara o mesmo cai desmaiado.

Vou até S/n e a levanto, a mesma me abraça.

S/n:Obrigado,obrigado-diz rapidamente.

Retribui o abraço,e sinto Algo bom fazia tempo que não sentia a causa de um abraço,do nada sorri e a apertei mais ainda,eu não me soltar dele.

S/n me solta e da u sorriso de lado.

Yg:Deixa que eu te levo.

A mesma assente com a cabeça e eu a sigo.

S/n:Então o lanche estava bom?

Yg:Estava,obrigado.

A mesma sorri e olha pra baixo.

Yg:A propósito meu nome é Yoongi.

S/n:Yoongi ,gostei desse nome-sorri.

Andamos uns três quarteirões e a mesma atravessa a rua e aponta para o prédio.

S/n:Eu moro aqui.

Assinto com a cabeça,parecia que ela queria dizer algo mas evitava.

Yg:Bom eu já estou indo,a gente se vê por aí-digo me virando.

S/n:E-espera,você quer entrar?

Entramos no elevador e ela aperta o número 7 ,saímos e ela anda até a porta de seu apartamento,abre a porta e pede para eu entrar,entro e observo cada canto daquela sala,era um cômodo aconchegante paredes brancas e um grande quadro escrito DREAM.

S/n:Quer tomar algo,suco água,chá?

Yg:Chá por favor.

A mesma confirma e faz um sinal com o dedo para segui-la,entramos na cozinha e me sento a mesa e vejo a mesma colocar a água no bule.

S/n:Qual sabor? Camomila,erva doce,canela e...-diz pensando-hortelã!?

Yg:Camomila por favor.

A mesma se vira e abre o armário ela se estica para pegar a caixinha mas não consegue,dou uma risada baixa,*isso é muito fofo*me levanto e vou até a mesma me estico e pego a caixinha,a mesma se vira e olha fixamente para meus olhos.

Yg:De nada.

Ela pega e coloca o sachês nas xícaras e senta em minha frente.

S/n:Então me diga mais um pouco de você.

Yg:Por que quer saber,cuide de sua vida.

S/n:Nossa,calma eu só estava tentando ser legal.

Yg:Estou brincando.

Ficamos conversando por um bom tempo,a cada palavra que eu dizia mesma entendia e balançava a cabeça,com os olhos vidrados e brilhando.

Ela nos serve e volta a se sentar.

Yg:E você de que pais é?

S/n:Brasil.

Yg:E o que faz aqui num país totalmente diferente do seu?

S/n:Eu faço intercâmbio,a faculdade que eu estudava no Brasil tem parceria com a daqui e foram sorteados alguns alunos de gastronomia para fazer o intercâmbio e eu fui um deles. 

Yg:Estavam certos-digo tomando um gole.

S/n:Sobre?

Yg:As brasileiras são lindas,você é uma delas.

A mesma sorri envergonhada e coloca fios de cabelo atrás da orelha.

S/n:E-e qual são seus hobbies?

Yg:Humm...fazer rap e  escrever musicas...e dormir e os seus?

S/n:AH,eu gosto de dançar assistir doro dramas e dormir.

Yg:Temos uma coisa em comum-ri.

S/n:É,e você não parece de faz rap.

Yg:E você não parece que dança,e nem por isso estou falando.

S/n:Beleza então se eu dançar pra você,você faz o rap pra mim?

Yg:Beleza eu começo.

Improviso no rap e a mesma me olha indignada.

S/n:Até que não é ruim-sorri.

Yg:Eu sei,sua vez.

A mesma me leva até a sala e coloca uma música latina,a mesma fecha os olhos e começa dançar.

Além de ter um sorriso atraente,a sua dança também é,mesma abre os olhos e olha pra mim,ainda dançando ela morde o lábios e isso me faz sentir uma fisgada Em meu membro,essa mulher é um pecado.

Ela me puxa para dançar, ficamos dançando,em nenhum momento tirei os olhos de seu corpo a mesma para e olha pra mim,ficamos nos encarando. 

S/n:Esta T-tarde,seus familiares não vão se incomodar de você estar na "rua" essa hora?

Yg:Não moro com eles.

S/n:Mora sozinho?

Yg:Tecnicamente sim-digo me sentando.

S/n:Como assim.

Respiro fundo e a olho.

Yg:"Eu moro na rua" 

A mesma deixa uma lágrima cair e rapidamente me abraça.

Ficamos assim por um tempo até ela olhar pra mim de novo.

S/n:Se quiser pode morar comigo.

Yg:Vai confiar em uma pessoa da rua,já pensou eu sou um ladrao ou um estrupador,ou pior roubo órgãos e vou roubar seu coração.

S/n:Não,eu sei que você não é assim você me defendeu daquele idiota,e a propósito eu sei que ficava me observando todos os dias quando chegava no café....pera você não é né?

Dei uma gargalhada alta e a encarei.

Yg:Não sua boba,e sim eu aceito morar com você.

S/n:Ebaa-diz pulado em cima de mim.

Sem perceber nossos rostos estava quase colando a mesma se afasta rapidamente volta se sentar com postura e arruma a blusa. 

S/n:Eu vou ir dormir,no final do corredor tem um quarto não é do tamanho do meu mas é aconchegante.

Assinto com a cabeça e é mesma vai para seu quarto,entro no quarto acendo a luz e analiso o quarto,é realmente é aconchegante,bem melhor do quartinho bagunçado da igreja.

Tiro minhas blusa,camiseta e deito na cama 

 [•••]

Acordo vou pro banheiro faço minhas higienes e vou pra cozinha,coloco água pra esquentar e procuro café ,acho é apoio minhas costas na pia esperando a água esquentar.

S/n sai de seu quarto já trocada ela abre a geladeira.

S/n:Bom dia-diz fazendo um coque.

Yg:Bom dia.

S/n:Quer sanduiche?

Yg:Por favor.

A mesma sorri e pega os frios na geladeira,pega o pão no armário e coloca tudo na bancada.

S/n:Hoje é sexta-feira eu não trabalho,trabalho só de segunda a quinta,se importa de eu trazer minhas amigas aqui?

Yg:A casa é sua não minha.

A mesma abaixa a cabeça.

S/n:Nossa-ela diz me entregando o sanduiche e indo para a sala.

Puxo a mesma pelo pulso.

Yg:Me desculpe é que é o costume,não foi minha intenção-digo a puxando para um abraçado.

Não sei o por quê de ser assim,realmente é o costume não queria ter falado com ela assim,beijo sua testa e a mesma me olha meia assustada.

S/n:T-tenho que ir,então até.-corada.

Ela sai do abraço vai até a mesinha de centro pega sua mochila e sai.

Termino de comer calço meu tênis e vou pra igreja pegar meus pertences.

Chego na igreja e vejo o padre colocando vela para a imagem de virgem Maria.dou uma tossida e o mesma olha pra trás.

Yg:Bom dia.

Pd:Bom dia meu filho.

Dou um sorriso de lado e abaixo a cabeça.

Pd:O que foi meu filho,parece que quer me contar algo.

Yg:Uma garota me chamou pra morar com ela.

Pd:Que ótimo,vocês namoram?

Yg:Ainda não,Q-quer dizer N-não.

O mesmo da uma risada e se aproxima,e pega minha mão.

Pd:Cuide bem dela,nunca a abandona.

Ele me abraça e vai andando para os fundos.

Pd:Ah mais uma coisa,não se esqueça de busca lá do café a hora que ela sai é perigoso.

Yg:C-como sabe que é ela?

O mesmo faz um sinal de silêncio e sorri.

Vou até o quartinho que dormia,pego minha mochila coloco minhas roupas é pertences,pego o violão e saio da igreja.

Estava passando pela rua do albergue que dormia quando vim para Seul e vi Taehyung na fila,o mesmo faz um sinal para eu ir até ele.

Th:E aí cara como se tá?

Yg:To bem e você? 

Th:To indo né,mas e você está indo embora da cidade?

Yg:Estou indo morar com uma amiga.

Th:Ó estou feliz por você amigo,pelo menos um se livrou das ruas.

Ficamos conversando ate chegar sua vez.

20:00

Entro no prédio pego o elevador e abro a porta, vejo S/n e mais duas meninas sentadas na mesinha de centro bebendo.a mesma me nota e acena.

S/n:Meninas esse é o cara que falei pra vocês.

As duas se viram pra ver,

Uma acena e a outra se levanta e vem até mim.

XXX:Oi sou Babi-diz estendendo a mão.

Olho pra sua mão e olho pra sua cara,fico parado olhando pra mesma.

Ba:Credo que gatinho mal educado.

XXX:Babi deixa ele em paz,moço nao liga não ela é assim mesmo.

Ba:Cala boca Sukie.

Sk:Vem calar.

Babi vai até Sukie e a empurra.

Sk:Sua piranha-diz pulando em cima de Babi.

Yg:Não sou obrigado a ver isso- digo indo para meu quarto.

22:00 

Minha barriga ronca mas não queria ir pra cozinha vai que aquelas loucas me atacam,ela ronca de novo e cedo,abro a porta vou até a cozinha de fininho faço algo pra comer,escuto um barulho alto da sala mas nem ligo,termino de comer e vou para meu quarto.

 

01:00

Acordo com alguém batendo na porta,me levando e vou abrir,era S/n.

S/n:Posso ficar aqui?

Yg:E seu quarto?

S/n:As meninas estão lá e não me deixaram entrar,devem estar se pegando...Aish toda a vez que elas bebem da nisso.

Respiro fundo,penso e a deixo entrar,fecho a porta e olho pra mesma a encaro de cima a baixo,S/n estava com um pijama de seda muito curto,pra não ter pensamentos errados apago a luz.

Me deito ao lado de S/n.

=Minutos depois=

Yoongi OFF/  S/n ON

Estou muito alterada pra dormir olho pra Yoongi e o mesmo estava dormindo.

S/n:Yoongi-digo cutucando a bochecha do mesmo.

Yg:Huuumm...

S/n:Não consigo dormir conversa comigo.

Yg:bufa-S/n tenta dormir por favor.

Yoongi ON/  S/n OFF

A mesma sobe em cima de mim e começa a se movimentar.

S/n:Yoongi,conversa comigo,vai eu juro que não te peço mais nada-diz se mexendo.

Ela está me provocando não é possível,se ela continuar fazendo isso não irei me controlar,pego em sua cintura e a aperto pressionando seu bumbum em meu membro já pulsando.

Yg:S/n ahhhhh...


Notas Finais


Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...