História Dream by Dream - Capítulo 9


Escrita por:

Visualizações 48
Palavras 1.355
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem pela demora amores♡
Mas aqui está um capitulo novo espero que gostem!!

PARTICIPEM DA CAMPANHA COMENTEM E FAÇAM UMA AUTORA FELIZ!!

Obrigada e boa leitura!!

Capítulo 9 - Seven Mind Route


Saí o mais rápido que pude da casa da Nini ela estava estérica e bom deixei a carta para que ela soubesse como me sinto sobre ela não são coisas que consigo dizer, é algo mais profundo.. quando cheguei em casa e tomei visãos das cctv do apartamento á vi antônita não feliz nem triste mas chocada, eu tinha que fazer alguma coisa ou ela iria me olhar diferente a partir de hoje e poderia ocorrer tudo, menos que ela se afaste de mim.

Esperei ela dormir e voltei lá, a carta estava no chão perto do sofá onde ela dormia tranquilamente, peguei a carta amassando e rasgando na tentativa de fazer minha frustração passar mas exagerei e acordei Nini.

-Hun.. Seven?

-Sim... quero dizer não.. isso é só um sonho, agora vai dormir hun?

-Deita comigo? Eu tive um pesadelo.

Ela sentou no sofá e esfregou os olhos.

-Nah, é tudo um sonho nada aqui é real..

-Mesmo assim deita aqui comigo?... aposto que acordarei melhor.

-Mas não tem espaço no sofa ...

-Aish vem logo.

Ela se levantou devagar meio tonta pelo sono andava quase sem equilibrio, me puxou contra minha vontade andando prá traz tropeçou no tapete e caimos no sofá, estava em cima dela, Nini me olhava sorrindente com os olhos semiserrados, tentei me levantar mas ela passou os braços por dentro da minha jaqueta e entrelaçou-os em minhas costas.

-Nini...

-Seven, eu li sua carta, eu não imaginava eu juro... me perdoa, sou uma boba.

-...

-Eu vou, consertar tudo.

-vai?

-Vou.. e agora.

Nini colocou as mãos em minhas bochechas, foi me puxando devagar e quando dei por mim seus lábios macios roçavam os meus e não consegui resistir, meu coração estava a mil, e o dela acompanhava o meu. Foi um beijo calmo que foi finalizado por ela.

-Me desculpe, me desculpe, eu não quero que fique triste, eu gosto de você Seven, mas você perde o controle.

Ela não disse nada mais apenas me ajeitou em seu tronco e adormeceu abraçada a mim.

"Ela estava sonhando?"

" Ou seria verdade?"

"Estou confuso"

"Mas terei de ajeitar tudo"

Saí dos seus braços com muito custo, eu realmente queria ficar ali, mas é tudo uma mentira e eu acabaria ferido.

"Novamente"

Cheguei em casa e joguei as chaves do carro no balcão continuei seguindo até o computador central, ajeitei a programação e com apenas um botão e ela esqueceria tudo a partir do final do jantar com Jumin.

Passei horas andando de um lado pro outro.

"e se ela gostasse de mim de verdade?"

"Mas e se fosse apenas um sonho?"

"Seria ela sonambula?"

"Ou estava sendo sincera?"

Aish eu não sei o que fazer faltavam pouco mais de duas horas para ela acordar e ainda não tomei uma decisão..

-Vejo que não terminou seu trabalho de novo não é Luciel?

Mr.Vanderwood? Quando ele entrou?

-Estou em um dilema, entre o sim e o não.

-Isso está te atrasando, vou te ajudar.

[Deseja Reescrever?]

[Sim/Não]

[Você escolheu /Sim]

[Reescrevendo route..]

[Aguarde...]

-VOCÊ FICOU MALUCO?

-Porque está gritando? Não conseguia escolher então escolhi por você.

-Você é estupido por acaso? SAIA DA MINHA CASA AGORA.

-Luciel fique calmo!

-SAIA DA MINHA CASA.

-L-Luciel..

-SAIA!

-C-Certo amanhã..eu volto então.

Ele saiu as pressas e eu fiquei deprimido, ela iria esquecer então como me sinto sobre ela? Aish como sou idiota!

...

Acordei com o som de uma das cameras cctv do ap.

-Seven! Eu sei que está ai você quase nunca dorme.

Ela tinha razão, não sei como pude dormir com a cabeça tão cheia de problemas.

-Se estiver me ouvindo, vem tomar café comigo hun? Quero te pedir desculpas.

Ela não se lembra mais que já se desculpou... olhava pra câmera como se eu pudesse responde-la de alguma forma.

Quer saber que se dane, pelo menos uma vez vou seguir meu coração. Saí correndo e entrei no carro, dirigi até uma padaria, comprei um bolo de chocolate e café com leite, voltei a dirigir mas desta vez para o apartamento, ela pode não me amar mas eu vou fazer de tudo para que me ame.

Cheguei no apartamento e apertei a campainha, pude ouvir ela vir correndo até a porta coloquei o bolo e as bebidas quentes no chão digitei a senha e assim que a porta se abriu ela pulou em meu colo.

-Seven você veio!!

Fiquei sem reação, ela realmente estava fazendo isso?

-Porque essa cara séria? Ainda esta bravo comigo?

Continuei sem responder, apenas observava seu pijama branco, cabelos bagunçados e um enorme bico manhoso.

-Nah, não é por ai..

-Ótimo! Irei fazer um almoço de desculpas só pra você o que acha?

-Nah irei pra casa esquentar alguns chips no microondas.

-SEVEN! Vamos...

Seu bico agora tinha companhia de olhos brilhantes. Ela estava a ponto de me matar, eu precisava fazer alguma coisa.

-Está bem, mas por agora me ajude a levar nosso café da manhã pra dentro.

-Hun?

Me abaixei pra pegar o bolo e ela abaixou tambem tocando sua pequena mão fria e delicada sob a minha.

-Você comprou bolo de chocolate, meu favorito.

Ela me olhou sorrindo, eu não conseguia me mover apenas obervava sua alegria ao levar o bolo pra dentro, peguei os cafés e coloquei na mesa de centro, ela fechou a porta e me sentei no sofá.

-Você está diferente, me odeia?

Ah como queria dizer que na verdade eu te amo, e que não aguentava mais essa distância entre nossos lábios.

-Não.

Sorri bobo e a vi com um sorriso maior ainda.

-Estou feliz que tenha me perdoado, deveria ter te convidado pra festa do Yu eu mesma.

"Yu... ela deu até um apelido carinhoso pro garoto, quanta sorte!"

-Tudo bem, podemos comer?

-Ah, sim claro.

Nini se levantou e foi á cozinha pegar uma faca. Fatiou o bolo e 8 partes e quando estava prestes a cortar a ultima, acabou cortando o dedo, foi superficial mas ela parecia preocupada. Me levantei e fui até o banheiro pegar a caixa de curativos que a Rica sempre deixava cheia de bandaids, eram pro seu primo Yoosung mas hoje iriam para uma pessoa especial.

-Prontinho, novo em folha!

Estavamos proximos demais, estava segurando sua mão colocando o curativo e não percebi o quão proximos estavamos.

-Obrigada Seven Meow!

-Ela não fez isso....

Todos os nossos chats eram divertidos, eu sempre mandava um Meow pra descontrair e ela sempre mandava de volta.

-A senhorita já pode comer bolo, Meow!

-Ai deus você falou, é ainda mais fofo ao vivo.

Senti meu rosto ferver, ela estava adorando nossa aproximação.

-Vamos comer!!

...

Fiquei observando ela comer o bolo , vez ou outra roubava garfadas de bolo do seu prato, tirando gargalhadas enormes da mesma.

-Seven, você já teve uma namorada?

-E-Eu?

-Sim.

-Não...

-Ah..

Ela comeu mais uma fatia de bolo, peguei o papel toalha na mesa e fui limpar sua boca, cheguei perto o bastante para enchergar a sugeira de bolo em seus lábios que estavam tão proximos...

-S-Seven...

-Shh..

Coloquei o indicador em sua boca, arrastei delicadamente encostando meus lábios aos seus, não me movi permanesci assim por alguns segundos então me afastei. Olhei pros lados envergonhado ouvindo sua risada.

-Humm gosto de chocolate.

Olhei pra ela me fitando, com o rosto avermelhado. Nini espetou um pedaço de bolo no garfo e abriu a boca pronunciando um "aaah" para que eu abrisse a boca e ela me desse esse pedaço de bolo. Bom assim foi feito, estavamos nos dando bem, sem pressa estava sendo tudo ao seu tempo.

Depois do café ela foi se trocar e voltou com um short curto e uma camiseta longa, colocou minha jaqueta que estava jogada no braço do sofá e tomou meu oculos.

-Eu sou Seven Zero Seven god of rack.

Ela forçou a voz pra parecer com a minha e não aguentou continuar porque gargalhava muito, sorri sendo contagiado por ela, peguei sua mão e a puxei fazendo-a cair sob meu colo.

-Fui bem?

-Hun.. foi ótima.

-Está preocupado com algo e não quer me contar?

"Ela lê mentes?"

-Talvez..

-Vem cá.

Ela se ageitou em meu colo colocando uma perna de cada lado da minha cintura e me olhou diretamente nos olhos, seu olhar era profundo como se pudesse ler minha alma.

-Se for por mim, não se preocupe, sou forte ficarei bem.

Nini deu um bitoca em meu nariz me fazendo sorrir.

"Como ela tem esse poder todo sobre mim?"

Meu corpo estava em pani, não conseguia me mover, apenas sorri como resposta a ela.

-Seven Oppa... está ai?

Ela me chamou de... de Oppa?

-D-Do que me chamou?

Finalmente me pronunciei e ela mostrou a lingua brincalhona. Colocou sua cabeça sob o meu ombro enquanto respirava próxima ao meu pescoço.

-Seven Oppa, dorme aqui esta noite?


Notas Finais


Então o que acham que vai acontecer?
Caso haja algum erro ortografico por favor me comuniquem♡
Obrigada e té o proximo!!

Seokisses♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...