1. Spirit Fanfics >
  2. Dream of dark -jormungand >
  3. Renato

História Dream of dark -jormungand - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Renato


Fanfic / Fanfiction Dream of dark -jormungand - Capítulo 1 - Renato

Desembarquei no aeroporto do Novo México, olho para o relógio, caminho e vou até a saída.

Len- tenha calma. Eu olhei para ele , seria .

- meu pagamento não vai sair se eu não fizer a entrega - ele começou a ri, minha equipe vinha atrás - aliás nos viemos buscar um soldado.

Len- a ficha dele - ele me entregou, eu olhei meu deus que homem bonito - hum ,hum - continuei olhando , uau , bookman , ele parece muito bom , bom até demais- Sofia quero que você preste atenção nesse rapaz , ele é muito bom, bom até demais então , eu estou desconfiado dele , ele não tem motivos para vir conosco.

Valmet- sim Koko, vou encontrar com ele fiquem atrás sem que notem .

Fomos até o hotel e vi que estava na hora de encontrar com ele ajeitei meu cabelo, o que eu estou fazendo.

-venha valmet- ela foi comigo até o ponto de encontro, eu sempre estou muito arrumada , hoje faz frio era para mim trazer um casaco.-desci do carro a valmet abriu a porta , andamos, eu estava com um vestido preto de seda com uma fenda na frente , linda mais morrendo de frio , sorri- Koko era para você ter vindo com uma roupa mais quente.

Eu sorri- não está tudo bem - eu a abracei, -valmet me esquenta- ela sorriu me abraçando de volta... Opa ele chegou.

- olá eu sou Koko hekmatyar eu sou sua contratadora, ficha incrível por sinal- realmente bonito, eu sorri e ele fez o mesmo.

- meu nome é Renato socci- ele é encantador e sabr disso - vamos -primeiro ele tirou o casaco e botou sobre meus ombros - está frio e seu vestido é não parece muito quente- hum interessante - obrigada- sorri olhando para o casaco, falo ou não.

-qual é a velocidade permitida no estado?-  eu entrei no banco do motorista a valmet me entregou a chave - thank you, honey .

-eu não sei ,apenas marquei o ponto de encontro aqui ele sorriu.

- quero me divertir um pouco - entreguei a jaqueta para ele que me olhava pelo retrovisor, pisei no acelerador e dei Re ele me olhava virei o carro de uma vez e acelerei, na contramão isso era uma delícia.

- thank you , valmet , foi divertido - ela me abraçou.

Ele desceu - eu acho que o chão esta tremendo, desculpe eu achei que fosse morrer- eu comecei a ri de verdade

- valmet carrega ele parece tonto- eu sorri olhando para ele 

- obrigada senhorita é eu queria perguntar uma coisa vocês duas estão namorando ou algo do tipo?- me deus ele é bem direto.

- eu e a valmet nós conhecemos a bastante tempo depois do Len ela foi a segunda da minha equipe , e ela é linda não é ? - ele confirmou.

- foi porque você nos viu daquele jeito?- ele ficou tímido.

- sim foi eu achei que vocês tivessem algo.- eu cheguei perto dele e o abracei - pronto ele parecia surpreso ele não retribuiu - R , eu quero que você seja feliz, meus ideais nos trouxeram até aqui- olhei nos olhos dele verdes- eu vivo pela paz mundial, eu quero um mundo melhor- suas mão foram para minhas costas - R - ele me abraçou levando-me para seu peito- eu posso confiar nesses ideias?- eu sorri e coloquei as minhas mãos em seu peito - eles nos trouxeram até aqui.

Assim que eu quebro as pernas de alguém, seduzir é minha arma.- venha comigo R- segurei sua mão e o levei até o quarto onde estava todo mundo .

- nós temos que efetuar essa entrega hoje - vocês dois vão negociar com o primeiro ministro - eu olhei e voces vem atrás de mim- fiz um sinal " caçar" eles sorriram - já você vem comigo- disse para o R - ele fez que sim- você vai ser o meu namorado- ele sorriu - claro amor .- eu sorri - então vamos.

Eu sentei do lado do motorista e ele ao meu lado- aqui, uma extra - ele me olhou- eu já tenho a minha - eu olhei para ele é melhor eu não olhar para ele - você só vai atira com quando eu der o sinal. 

- seu vestido você não o trocou .- ele me olhou , admito gosto do jeito que ele é cuidadoso.

- eu esqueci- disse meio sem jeito- ele ligou o aquecedor do carro - vai servir por hora.

Ele desceu e abriu a porta para mim,ele me abraçou - namorado não é?

Eu sorri e fiz que sim, ele segurou minha mão e fomos até o andar

- oh miss Koko, está linda como sempre, me perdoe a sala ainda não tive tempo de arruma-la , quem é esse ? Namorado eu sorri

Me sentei - a senhorita gostaria de um café- e o R do meu lado, ele sorriu - telefone amor - isso agora diga que eu faço uma oferta maior , eu dou três mísseis - ele me olhou- você é mesmo uma puta - ele ligou- diga a ele para não fecha com ela - eu sorri de maneira debochada - desse jeito você nunca vai ganhar porque no final voce que é a puta aqui. Ele levanta e a jarra de café e quebra na minha cabeça, o R automaticamente aponta a arma para ele - não atire- ele me olha eu pisco para ele - e me diga como é ver sua namorada apanhado de outro homem , você não pode fazer nada- ele tira as balas da arma , o R se senta do meu lado - seu vestido sujou de café- ele me abraçou- deixe eu ver sua testa - é só um arranhão - o tefone - já terminou, sim ele aceitou- mister eu já estou indo já tenho o contrato me levantei- ele olha para mim - aonde  você pensa que vai ? - eu tenho atiradores- eu cheguei perto dele - ligue para eles

Len- alô , alô , Koko já terminamos aqui - eu sorri - fim da linha - ele me olhou e eu caminhei até o R e virei- Bang- ele levantou a arma e atirou - aí estou morrendo de fome , mal vejo a de chegar no hotel - ele sorriu e me abraçou novamente, eu respirei fundo de modo calmo.

- hoje seu namorado vai cozinhar para você - eu comecei a ri 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...