História Dream of Me - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Backstreet Boys
Personagens Kevin Richardson, Nick Carter, Personagens Originais
Tags Backstreet Boys, Romance
Visualizações 23
Palavras 2.779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, moças!
Hoje temos trilha sonora e está nas notas finais :*

Capítulo 60 - Dance For You


 

Mel

 

-Então, tudo pronto – Jessie perguntou entrando no quarto enquanto eu terminava de me arrumar de frente pra penteadeira. Olhei pra ela através do espelho e a vi me observando com um sorriso.

-Sim – falei virando-me pra ela – Uau, você está lindíssima!!

-Olha quem fala! O Nick vai ter um troço quando te ver – ela falou rindo.

Eu optei por um vestido nude, longo e todo trabalhado em pedrarias. O decote era fechado, as mangas compridas e as costas nuas. Não era nada básico, mas achei maravilhoso e não pude deixar passar. Prendi o cabelo pra trás e fiz duas tranças na parte da frente, só pra dar uma diferença. Fiz uma maquiagem suave, destacando mais os olhos e estava bastante satisfeita com o resultado.

-É bom que tenha – brinquei e ela deu uma gargalhada – O melhor ainda vem por aí.

-Posso ver? – ela perguntou ansiosa. Fiz que sim com a cabeça enquanto ria da reação animada dela. Fui com ela até o armário e puxei um cabide que segurava a lingerie que eu tinha comprado pra usar com o Nick mais tarde – Eu vou querer saber de tudo depois!

-Pode deixar. Agora vamos, antes que ele venha aqui e veja – falei guardando a peça de volta e ela riu

-Vamos, já tá todo mundo lá embaixo – ela falou animada – Os irmãos do Nick estão loucos pra te ver.

-Então não vamos deixá-los esperando – falei sorrindo e então descemos de mãos dadas.

-Pensei que eu ia ter que te buscar – Nick cochichou no meu ouvido assim que terminei de descer as escadas – Antes eu tivesse ido, ainda estaríamos lá em cima – ele falou com uma voz sexy e me deu um beijo no canto da boca.

-Ok, a festa está começando então vocês dois, se comportem! – Aaron falou em um tom severo, mas logo deu uma risada – Melzinha, pensei que não te veria mais.

-Angel nos contou o que o Nick fez… Não se preocupe, ele pode ser um idiota as vezes, mas tem bom coração – BJ falou aproximando-se e me dando um abraço caloroso

-Sei disso – falei sorrindo – Já estamos bem e ele não vai mais aprontar.

-Assim espero – Angel falou com um suspiro – Ele me ligava todo dia pra dizer como estava perdido sem você.

-Angel! – Nick reclamou e eu dei uma risada

-Foram meses difíceis, mas já passou – falei abraçando a cintura de Nick

-E sobre o atropelamento? Alguma novidade – Aaron perguntou – Alguma prova de que foi a Lara?

-Não – falei balançando a cabeça lentamente – Se foi ela, ela fez tudo muito bem feito porque até agora não encontraram nenhum indício.

-Uma hora a verdade vai aparecer… Não vamos falar mais disso, hoje é dia de alegria – Nick falou abraçando-me pelos ombros e eu sorri.

Tudo estava perfeito, Rosie, mais uma vez, arrasou na decoração da casa. Os irmãos de Nick paparicavam Aly enquanto minha mãe engatava uma conversa animada com os pais de Jessie que vieram pra virada de ano.

A casa estava cheia, todos os nossos familiares, amigos e colegas de trabalho. Apenas Alexia e Nathan estavam ausentes, pois os dois decidiram virar o ano com a família de Alexia, no Colorado.

-Eu ainda não acredito mesmo que estou vivendo isso aqui – Jennifer falou com deslumbre e eu dei uma risada

-Acredite em mim, depois de um tempo, vira pesadelo – Howie falou e todos deram uma gargalhada

-Não teríamos fãs se elas soubessem como podemos ser irritantes – Kevin falou com uma careta

-Não te chamariam de lorde se dormissem com você – Susan falou com um olhar malicioso e eu ri

-Ok – Jennifer falou um pouco constrangida e AJ deu uma risada estrondosa

-Susan, sempre muito discreta – falei enquanto Nick ria ao meu lado

-Gosto de me gabar pelas minhas conquistas – ela falou debochada e eu ri

-Você é maluca – falei rindo

-Você é boba. Sabe quantas mulheres gostariam de estar no seu lugar agora? – Susan falou com tranquilidade – E você aí, se escondendo… Pelo amor de Deus, se vai usar um backstreet boy, tem que usar com segurança.

-Então você está me usando? – Kevin perguntou fingindo-se ofendido

-Ah, você sabe bem que sim... – ela falou maliciosa, dando-lhe um beijo rápido nos lábios

-Arrumem um quarto – AJ reclamou fingindo uma cara de nojo e nós rimos

-Eles são sempre assim? – Jennifer perguntou tentando não rir

-Ah, sim.. Susan libertou um monstro, você não quer saber… De verdade – AJ falou balançando a cabeça negativamente de forma dramática e nós rimos – Essas mulheres resgataram o melhor desses homens e eu me sinto extremamente grato porque eles são insuportáveis.

-Você sabe que perdeu seu companheiro de libertinagem, né? – falei com um olhar sério pra ele e ele deu uma gargalhada

-Sim, senhora! Aliás, devo dizer que ganhou um par de olhos extra durante as turnês – AJ garantiu – Se esse engraçadinho aprontar alguma, eu já sei a quem procurar.

-Somos dois pares de olhos, então – Susan garantiu abraçada a Kevin

-Não será necessário – Nick garantiu rolando os olhos – Serei conhecido como o “novo Brian” – ele falou fazendo Nina gargalhar

-Bom saber que sou um referencial – Brian falou com humor e nós rimos

-É melhor que seja mesmo… Ele já sabe como é ficar separado – olhei com uma careta pra ele e ele riu

-Oi? – Jennifer perguntou sobressaltada

-É uma longa história e a mãe não sabe, então fica quieta! – falei rapidamente e ela passou um zíper imaginário em seus lábios.

-Queridos, o jantar será servido agora, vamos – minha mãe falou aproximando-se de nós – Sei que essa conversa pode continuar no jardim enquanto comem.

-Claro que sim, Liz – Nick falou sorridente e então seguimos para o jardim. Todos nós sentamos juntos na mesma mesa, Jessie e Dan juntaram-se a nós, e a conversa continuou alegremente.

-Falta 20 minutos pra virada – Jessie cochichou ao meu lado – Não tem que estar em outro lugar?

-Menina, quase esqueci – falei rindo – Ok, eu vou lá!

Levantei-me tentando não chamar atenção de ninguém, mas Nick me olhou na mesma hora.

-Tá tudo bem? – ele perguntou me olhando e eu sorri

-Tá sim… Eu já venho – falei dando-lhe um beijo rápido e me retirando dali. Olhei pra trás antes de passar pela porta da cozinha e Jessie piscou pra mim com um sorriso malicioso.

Passei por algumas pessoas que ainda estavam dentro da casa, encaminhando-se ao jardim, e fui diretamente para o segundo andar. Segui até o quarto onde eu estava dormindo nos últimos dias, peguei o cabide com a lingerie e uma caixa com algumas velas.

Fui até o quarto de Nick, onde organizei tudo da melhor forma possível o mais rápido que consegui. Acendi algumas velas e as espalhei ao redor do quarto, deixando-o com pouca iluminação.

-Onde vou colocar esse troço? – perguntei a mim mesma, olhando para a caixa que estava em minhas mãos. Resolvi chutá-la para debaixo da cama e decidir o que faria com ela depois. Corri para o banheiro, tomei um banho rápido e vesti a lingerie que havia escolhido para aquela noite. Vesti um robe preto de tule, bem transparente. Chequei os últimos detalhes e tudo estava pronto.

Preciso de você” – enviei para Nick

Aconteceu alguma coisa?”

Ainda não… Por favor, venha logo”

Mel, está quase na hora da queima de fogos” – ele respondeu

-Ah, mas que merda! Por que tão teimoso? – resmunguei comigo mesma

Meu amor, eu não o chamaria se não fosse extremamente importante… Não me faça ir aí buscar você, você não ia gostar”

Estou subindo.”

Assim que ele respondeu, abri o spotify, escolhi uma música para a ocasião e conectei o celular à caixa de música. Sentei-me na cama, esperando por ele que não demorou a vir.

-Ok, Mel.. O que tá havendo? Se demorarmos vamos perder a queima de... – calou-se antes de concluir seu raciocínio, olhando ao redor do quarto e parando seus olhos em mim

-Eu só quis um momento reservado... – falei sorrindo – Pra te dar seu presente de aniversário de namoro – falei observando sua expressão de choque e dei uma risada. Levantei, dei play na música e caminhei até ele – Eu tenho certeza que você vai gostar.

-Ah, com certeza – ele falou me segurando com firmeza pela cintura e eu sorri.

 

Eu só quero te mostrar o quanto

Sou grata a você

Quero te mostrar o quanto

Me dedico a você

Quero te mostrar o quanto

Vou sempre ser verdadeira

Quero te mostrar o quanto

Você deixa sua garota se sentindo bem

 

Nick me beijou com volúpia, puxando meu corpo, colando-o cada vez mais ao dele. Mordi seu lábio e o puxei com certa força o que o fez sorrir com malícia pra mim. Segurei-o pela blusa e o conduzi até a cama, onde ele parou sentado diante de mim.

-O que devo fazer com esse presente? – ele perguntou me observando tirar seu blazer e desabotoar sua camisa.

-É o seu presente. Você decide. – falei sorrindo enquanto desabotoava os últimos botões – Mas é uma boa ideia tirá-lo do embrulho antes.

Ele sorriu pra mim, livrando-se rapidamente da camisa e largando-a em algum lugar pelo chão. Ele desamarrou o robe e eu o deixei cair atrás de mim, revelando apenas a lingerie que eu havia escolhido. A peça era preta, com detalhes de renda na parte de baixo e no busto, e botões de pérola desde os meus seios até a base da minha cintura.

 

Quero te mostrar o quanto

O quanto você compreende

Quero te mostrar o quanto

Eu valorizo o que você diz

Você não só é fiel

É também paciente comigo, querido

Quero te mostrar o quanto

Eu realmente me preocupo com seu coração

Quero te mostrar o quanto

Eu odeio quando estamos separados

 

Sentei-me em seu colo e ele me puxou pra um beijo profundo, cheio de tesão e uma certa urgência. Rebolei em seu colo e pude sentir seu membro ganhar vida sob sua calça.

-É um embrulho e tanto – ele falou torcendo os lábios em aprovação – Só acho que poderia ser algo… menor – ele falou terminando de desabotoar o body.

-Sugestão anotada – falei rindo. Levantei de seu colo e livrei-me rapidamente de seu cinto e abri os botões de sua calça – Tô louca pra ver o que você vai fazer... – falei abaixando sua calça, junto com a boxer, abaixando até ficar ajoelhada diante dele. Sorri com satisfação vendo seu membro surgir, ereto, inchado e avermelhado, diante de mim. Segurei-o com firmeza, começando a masturbá-lo, sem tirar os olhos de seu rosto, seu corpo todo eriçou-se com o toque e eu sorri com a reação.

-Mel... – Nick murmurou sem tirar os olhos de mim. Dei um beijo lento bem na ponta de seu membro, passando lentamente a minha língua ali. Nick mordeu o lábio dando um gemido baixo. Comecei a masturbá-lo mais rápido, então chupei uma de suas bolas, enquanto massageava a outra. Chupei forte, fazendo-o gemer alto. Estava ansiosa pelo momento em que ele tomaria a frente daquela situação.

Lambi seu membro da base até a cabeça, ele já estava completamente duro, rodeei minha língua na cabeça de seu membro e fiquei chupando somente aquela região, meus olhos jamais deixando o seu rosto, que me encarava com um olhar que transbordava luxúria. Engoli seu membro por completo e ele soltou outro gemido alto.

 

Quero te mostrar, te mostrar, te mostrar

Até que você faça tudo comigo

Quero manter isso pra sempre do jeito que é

Para você nunca poder dizer como costumava ser

Amar você é só o que eu penso

E eu não posso deixar de pensar nisso dia e noite

Eu quero fazer esse corpo dançar

Senta e assista

 

-Ah, Mel… – ele falou segurando-me pelo cabelo, guiando meus movimentos. Continuei chupando seu membro de acordo com o ritmo que ele ditava, masturbando-o onde minha boca não alcançava – Puta merda!

Sentia seu pau pulsar na minha boca, pronto para soltar sua libertação, Nick urrava de prazer, gemendo meu nome a cada suspiro que dava, minha intimidade latejava dolorosamente de excitação, eu devia estar tão molhada que podia deslizar, minha intimidade contraia-se dolorosamente.

-Goza pra mim, amor. – falei antes de voltar a chupar a cabeça de seu pau.

-Caralho, Mel! – gemeu se libertando em meus lábios.

Meus movimentos iam parando aos poucos, eu sabia o quanto ele ficava sensível, eu mesma estava sensível só de ver a sua excitação, limpei o canto dos lábios e em seguida chupei meu dedo provando mais de seu gosto.

 

Hoje à noite eu vou dançar para você

Hoje à noite eu vou dançar para você

Hoje à noite eu vou colocar meu corpo no seu corpo

Garoto, eu gosto quando você me assiste

Hoje à noite vai acontecer

Eu vou dançar no meu amor, dançar, dançar no meu amor

Me enrolar em você amor, me enrolar em você amor

 

Nick me puxou pra cima com certa violência colocando-me abaixo de seu corpo e pressionado seus lábios contra os meus, sua língua invadiu minha boca provando seu próprio gosto, gemi entre beijo. Rapidamente, ele desabotoou o restante do body e livrou-se dele com destreza. Sua mão desceu para a minha intimidade apertando-a, seu dedo passou pela minha intimidade inteira sentindo a pulsação. Gemi de novo, ele começou a fazer movimentos circulares em meu clitóris e logo escorregou um dedo para dentro de mim, mordi meus lábios com força, minha intimidade se contraiu de imediato fazendo Nick gemer, eu poderia gozar com facilidade nos seus dedos se ele continuasse essa maldita tortura.

-Achei que a gente tinha que voltar pra queima de fogos – falei respirando com dificuldade.

-Primeiro... – ele falou com os lábios próximos ao meu ouvido – Eu vou foder você, garotinha.

 

Essa é para a vez que você me deu flores

Pelo mundo que é nosso

Pela luz da lua, pelo poder do amor

Eu sei que não vou nunca, nunca, nunca desistir de você

E quero dizer obrigado

Caso eu não tenha agradecido-o bastante

Uma mulher na rua e uma louca no você sabe o quê

Sente-se, sente-se

É um ótimo show

Daddy, você sabe o que está acontecendo

 

Ele se ajoelhou na cama, de frente pra mim, posicionou-se entra minhas pernas, me olhando com atenção. Minha respiração estava desregulada e o meu coração batia em um ritmo completamente louco. Senti suas mãos segurarem minhas coxas com firmeza e então senti seu membro me invadir de uma só vez, com força. Gemi alto, apertando meu corpo contra o seu e enroscando minhas pernas em seu corpo, sentindo suas estocadas aumentarem de ritmo e tornarem-se cada vez mais forte.

Seus dedos se apertavam cada vez mais em minhas coxas e eu não sabia o que fazer naquele momento. Nick abocanhou um de meus seios, mordendo-o e chupando-o com força. Senti todo o meu corpo se contrair e senti que estava quase lá.

 

Vou aproveitar este tempo

Pra te mostrar o quanto você significa pra mim

Pois você é tudo que preciso

Dinheiro nenhum pode enfatizar ou descrever

O amor que está nas entrelinhas

Garoto, olhe em meus olhos

Quando estiver vidrada em você

Isso está além do sexo

Estou "chapada" por você

É real então você sabe como me sinto

Curtindo você, baby, curtindo você baby

Me enrolando em você, baby

Na minha cabeça tudo que consigo pensar

É uma imagem do nosso futuro

E as fotos do passado

E a chance de fazer este amor durar

 

Ele saiu de dentro de mim e, com um movimento rápido, me pôs de quatro, de costas pra ele. Ele me invadiu mais uma vez e eu soltei um gemido longo, rebolando contra seu membro. Sua mão se enroscou em meus cabelos, fazendo-me arquear a cabeça, enquanto ele me fodia como nunca tinha feito antes. Seu dedo deslizou sobre o meu clitóris e eu gritei. Senti-lo entrando e saindo de mim enquanto estimulava meu clitóris era algo de outro mundo. Eu agarrava os lençóis com força, gemendo alto conforme ele entrava e saía de mim.

Ele desacelerou e começou a dar estocadas lentas. Com duas ou três estocadas, senti meu corpo inteiro se contrair e gememos juntos quando atingimos nosso ápice, ao mesmo tempo que os fogos começaram a explodir do lado de fora de casa.

Caí sem forças sobre a cama e Nick deitou-se ao meu lado ofegante. Ele me abraçou e me beijou com fervor.

-Eu te amo – ele falou com um sorriso

-Eu também – respondi tocando o seu rosto – Feliz ano novo!

 

Hoje à noite eu vou dançar para você

Hoje à noite eu vou dançar para você

Hoje à noite eu vou colocar meu corpo no seu corpo

Garoto, eu gosto quando você me assiste

Hoje à noite vai acontecer

Eu vou dançar no meu amor, dançar, dançar no meu amor

Me enrolar em você amor, me enrolar em você amor


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...