História Dream Of Reality - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Danielle Campbell, Justin Bieber
Personagens Danielle Campbell, Justin Bieber
Tags Faculdade, Filha, Mentiras, Mistério, Romance, Suspense, Violencia
Visualizações 27
Palavras 2.734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


espero que gostem, demorei dias para postar mas estou aqui

Capítulo 4 - Reencounter


E tinha Uma recém nascida no meu colo, uma bebêzinha com mantas rosa em cima de si, uma linda menina com  olhos caramelados brilhantes e arregalados, bem branquinha na cor ideal para uma bebê, não sei o que era minha, talvez uma prima, a bebe em meus braços estava bem quieta ,Meus pais estavam sorrindo olhando para o bebê, a foto parecia bem antiga de mais ou menos três anos, um pouco desgastada mas dava para ver direitinho.

 

Agora estava pensando em sair para passear um pouco pela casa, acostumar com o ar daqui e conhecer mais um pouco dessa casa. Retirei me do quarto colocando a mão direita na minha cintura, em momentos de distração acabei chegando em uma escada dando acesso a casa do vizinho, eu ouvia um som alto estampar em meus ouvidos, a musica soava a animada, talvez fosse do David Guetta um bom Dj por sinal.

 

Subi alguns degraus da escada até ultimo degrau, olhei para frente dando de cara com a janela do vizinho, havia algumas garotas dançando loucamente ao chão, alguns garotos beijava garotas parecendo que em qualquer momento ia as engolir mas o que me chamou atenção foi uma garota de cabelo ruivo com olhos verdes, seu cabelo estava amarrado, ela usava um piercing na ponta de seu nariz e tinha outro em seu umbigo a mostrando, ela se direcionou a um garoto de olhos castanho com uma cabelo platinado, ele tinha varias tatuagem em seus braços, sua blusa social colada dentro da calça o deixando super sexy, apertei meus lábios com os dentes raspando o um pouco. Diretamente os dois conversava sobre alguma coisa, ele a fazia rir, parecia até um casal, os dois ao mesmo tempo virou o olhar para mim onde tratei de descer a escada rapidamente constrangida por observa.

 

Respirei fundo meio sem jeito pelo ocorrido, ajeitei meu vestido por esta bagunçada e entrei novamente em casa olhando para os lados vendo se tinha alguém.

 

 

                       Dois dias depois do ocorrido

 

 

Minhas aulas na faculdade começou no exato momento quando acordei, esses ultimo dois dias atrás fiquei pensando  como  seria o meu primeiro dia de aula na faculdade depois do acidente, não sei  como vai ser, eu  amber e helena  não estavamos cursando o mesma tema ,Helena quer medicina para ajudar as crianças e amber quer ser advogada, temos gosto diferente.

 

Esfreguei meus olhos por conta das remelas, levantei da cama com um sono invadindo, além disso estava muito ansiosa para conhecer meus colegas.  Vesti minha roupa rápido, uma camiseta social  com uma calça preta apertada, calcei meus salto alto as pressas,por ultimo peguei minha mochila.

 

Depois de estar pronta, linda e maravilhosa desci as escadas direcionando a cozinha, de longe escutei as voz de mamãe e papai, quando entrei na cozinha avistei os dois e minhas belas amigas.  Minha mãe estava comendo uma enorme rosca que quase não cabia em sua boca, meu pai tomava um café, amber como sempre estava em seu celular digitando mensagem, quem sabe é para seus contatinhos, helena estava apenas lendo o jornal, a jovem nerd de medicina lendo o jornal de ontem.

 

__Bom dia, animadas para nosso primeiro dia de aula?__

perguntei vendo amber desvia seu olhar do celular para mim, Helena fez uma careta engraçada, claro que ela não esta animada, helena costuma ser tímida e paciente.

__Eu nasci pronta querida, vou chega arrasando__

disse toda convencida, pude reparar em sua roupa, estava super decotada mostrando seus seios fartos, e sua calça estava apertada, pois tenho certeza que esta marcando, considero amber uma mulherão da porra.

 

__ Eu não sei, é tudo novo para mim__

 

Assenti com a cabeça dando um sorriso mostrando meus dentes, sentei na cadeira com cuidando pegando um pão com queijo e presunto, dando mordidas longa.

 

_senhorita Amber eu tenho absolutamente certeza que sempre arrasa, enquanto helena você vai se acostumar fofa, não se preocupe__

 

Mastiguei vários pedaços do pão, Helena parou de ler o jornal e levantou da cadeira, enquanto isso lola fez o mesmo, elas olharam para mim um pouco assustada, será que fiz algo de errado.

 

__ O que foi?__

 

Suspirei pela decima vez terminado de comer o pão

 

__ Ali nos vamos se atrasar, são 6:30,__ 

 

Arregalei meus olhos quando amber falou, levantei rapidamente ao mesmo tempo que minha mãe, corremos até o carro, eu fui na frente e as meninas atrás, mamãe começou dirigir em alta velocidade para chegamos a tempo.

 

Após chegamos a faculdade, eu e minhas gatas saímos do carro, parecia  que as pessoas estava nos observando, deve ser porque estou somos novas. Despedi de minha mãe acenando e dei um beijo na bochecha de amber e helena, decidimos que quando chegamos a faculdade nos iriamos nos separar, para cada uma procurar a sua sala.

 

_Até intervalo, espero vocês perto da cantina_

 

Falei  andando em passos lentos escutando amber dizer cada coisa

 

_Tchau rapariga_

 

Disse, rolei meus olhos para o lado entrando em um porta da faculdade, pelo que entendi essa faculdade tem três saídas, super desnecessário, quando entrei olhei por cada detalhe da faculdade, o piso escorregadinha e as parede brancas, tinha até um vidro com troféus, durante minha passagem pelo corredor acabei chegando ao refeitório, ali mesmo fiquei pasma a ver a garota e o garoto da janela, eles olhava para mim como se estivesse em pasma, a pele do garoto começou fica pálida mas a da ruiva não.

 

Sem ficar muito encarando sentei em um banco de dois metros de distancia longe deles, peguei o mapa da escola dentro da minha bolsa olhando para onde seria minha sala de aula, para minha sorte os dois se levantaram vindo até mim,olhei diretamente para eles.

 

__Olá, deve ser nova aqui, prevejo que deve esta procurando a sua sala__

 

Falou o garoto ainda um pouco pálido, apenas assenti com a cabeça, o porque ele ficou pálido quando me viu, e a garota porque ficou pasma? Isso era perguntas que se passa em minha cabeça__

 

_Oii , eu sou sim, me mudei para aqui faz dois dias, na verdade sim estou procurando a sala, fui transferida para cá, estou cursando psicologia__

 

Sorri gentilmente olhando em seus olhos castanho brilhante, estava mais bonito que dois dias atrás, você já olhou para alguém e pensou: o que passa na cabeça dele, estou me perguntando nesse momento o que se passa.

 

__Ah sim, venha comigo que irei mostra sua sala, como sei que foi transferida sei qual sala ira ficar, Alias prazer eu sou Justin Bieber__

 

Ergueu sua mão em encontro com a minha,apertei para não fica no vácuo e logo o soltei depois de um tempo, os dois parecia ser legais, mas quem foi que se apresentou foi ele, a garota me avaliava de cima a baixo.

 

__Okay Justin, eu sou Alice Claire, muito prazer__

 

Observei a garota ao seu lado, esperava se apresentar, ela aproximou da mesa em pouco tempo olhando com um sorriso sincero.

 

__ Oi Alice, eu sou Abby  Clark__

 

Mordeu seus lábios rosado, eu levantei da cadeira ficando quase no tamanho de Justin, hoje ele estava usando algo mais simples invés de social, uma camisa regata marcando seus músculo e uma calça apertada preta, Abby um vestido simples.

 

O Justin caminhou em minha frente, eu estava indo atrás dele junto com Abby , tudo ainda estava confuso para mim, primeiro meus pais não me levou para ver meus parentes, depois esses dois que olhou para mim em pânico, talvez fosse só coisa de minha cabeça, deve ser porque ando nervosa.

 

__Chegamos alice, essa é sua sala__

 

mantéu seu olhar diante de meu rosto, olhava para meus traços como se os fosse devorar, abby  estava  prestando atenção em um garoto de olhos azuis e cabelo um pouco loiro, admito que estranhei quando eles foram conversa comigo.

 

_Obrigado_  

 

apertei  meus lábios com o dente imaginando que talvez ele me reconhecesse por espionar eles durante sua festa.

 

__ Bom, eu vi você outro dia olhando para mim e abby curtindo, foi dois dias atrás , lembra?__

 

Ele posicionou a mão em seu queixo olhando em meus olhos, parecia que sabia se a pessoas estava mentindo ou não, era melhor eu confessa de uma vez, só acho que algum dia ele vai saber que era eu, por esta na mesma faculdade, na mesma cidade.

 

__Sim era eu, desculpa por olha pelo muro, eu estava curiosa porque eu ouvi o som__

 

No fundo meu coração se acelerava de medo pela resposta, já já eu ia tremer de tanto nervosismo, não é nada fácil você vê uma garota espionar sua festa e depois sumir.

 

__Eu sabia que era você quando entrou pela aquela porta, por isso a encarei, sempre fazemos festa final de semana, gostaria de participa  sábado agora?__

 

Reprimi soltando um suspiro aliviado, pensei que ia dar merda, talvez iria gritar comigo ou me maltrata dali em diante, mas não, ele ainda fez questão de convidar para festa no sábado, tinha que conta as minhas amigas sobre o corrido.

 

__ Posso chamar minhas amigas?__ 

 

Esperava a resposta dele, ele parece um universitário gentil que tem uma boa vida, parece ser daqueles ricos só de olhar seu estilo, as vezes as aparências engana.

 

__Sim, não poderá ter bebida porque é aniversario da minha filha__

 

Meu queixo caiu quando disse filha, um rapaz tão jovem e bonito e já tem filha, meu deus do céu como assim ele já tem filha, e a namorada dele? Ele tem? Ou são seperados?.

 

__ você tem uma filha?__

 

Ainda chocada por ele ter uma filha pisquei meus olhos impressionada, Justin é muito novo para ter uma filha, acho que ele deve ter ter pelo menos uns 23 a 22 anos.

 

__ Sim, ela vai fazer dois anos hoje, eu fui pai com vinte anos, sei que é loucura mas não me arrependo de ter ela em minha vida, a coisa que eu mais amo_

 

Seus olhos chegaram a brilhar falando da pequeninha ,ela parecia especial para ele, irei apenas ter filhos daqui uns dez anos ou mais, acho que um filho é um responsabilidade enorme, sem conta o choro a noite, fica trocando fraldas e dar comida, é muita coisa, eu me imagino sendo mãe mas a criança ira  acabar comigo, se eu querer um filho eu quero com alguém que eu ame.

 

__ Ela parece ser especial, e sua namorada ou esposa vai esta lá também?__

 

Quando perguntei ouvir o sinal da faculdade tocar para todos entrar na sala de aula, senti uma sensação nervosa contorcendo dentro de mim, se eu estava pior que antes agora? A resposta é sim, prevejo que vou ter que me apresentar na frente de todo mundo da  sala.

 

__Ela é, não tenho namorada mas tinha esposa, ela morreu no acidente de carro__

 

coloquei meus dedos em minha boca percebendo na merda que eu tinha dito a ele, agora estou me sentindo culpada, a cara dele tinha chegado a mudar.

 

__Eu sinto muito ,Bom esta na hora de eu ir para sala, até mais__

 

Acenei para ele e passei pela porta da sala com outros alunos, aproximei de uma cadeira qualquer e sentei cruzando minhas pernas esperando outras pessoas entrar e a professora de psicologia entrar, estava ansiosa para começa logo.

 

 

Os minutos se passaram, a aula tinha acabado de começar, a Senhora Carter pediu para eu ir na frente me apresentar, nesse momento meu coração batia cada vez mais rápido, minhas mãos soava de nervosismo , sentia as pessoas olhar esperando eu levantar da cadeira. Sai da cadeira parando em frente da sala, respirei fundo começando a tremer.

 

__Bom dia classe, eu sou Alice Claire e fui transferida de  Los Angeles para aqui, espero fazer amizades__

 

Algumas pessoas bateram palma e começaram assobiar para mim, não estava entendendo o porque do assobio, abaixei minha cabeça envergonhada andando de volta para minha cadeira sentando por lá

 

As aulas três primeiras aulas se passaram rapidas, fiz algumas amizade com os universitários da minha sala, algumas garotas disse que os garotos costuma assobiar porque eu sou uma gata e tenho um corpão, eu considero que não, meu seios são médios junto com meu bumbum, minha coxa não é aquilo que todo mundo espero, para mim a única coisa que se salva é minha barriga, tem umas três gominhas por causa da academia, sim eu faço academia faz um ano. Agora era intervalo, iria encontrar com amber e helena para fofocar de como foi na sala, tinha tanta coisa para contar as elas.

 

 

Depois de sair da sala de aula fiquei em frente a cantina olhando para os dois lados a procura das garota e fui surpreendida com um susto, o coração quase saiu pela boca, minha cara de assustada deve ter sido a melhor, quem me deu o susto foi a idiota da amber.

 

__pelo amor de Deus amber, quer me mata sua vagabunda?__

 

Fiz uma cara de sofrida para ela, em seu lado estava helena quieta como sempre esperando sua oportunidade de falar comigo, amber não dava espaço para ela falar.

 

__ você não, terá muitos sobrinhos para me dar__

 

Gargalhou com sua risada escandalosa, parece uma cadela parindo, fazia fica constrangida porque sua risada era muito alta, certamente alguém estava olhando para nós com uma cara de ‘’alguém faz ela parar de rir’’.

 

__ muitos nadas, poucos, vamos comer algo, minha barriga ta rocando_

 

Digo por ultimo indo na fila da tia da cantina, parecia ser uma mulher adorável que trabalha muito para sustenta sua família, uma mulher de cinquenta anos trabalhadora. Quando chegou a minha vez pedi um x bacon com uma coca cola, a tia foi fazer, outra tia da cantina foi atender  um garoto invés de amber, aposto que ela ficou puta mas puta ela já é, imediatamente ouvir o garoto se declarar a tia da cantina, minha vontade era de rir e se joga no chão.

 

Peguei meu lanche acompanhado com coca cola, paguei a tia trabalhadora da  cantina e sai parando em uma mesa enquanto espera as bonitas. As duas apareceu depois, amber com um sorriso malicioso em sua boca , não duvido nada que vai vim merda.

 

__conta como foi depois que nós separamos_

 

 sentei em uma cadeira, a mesa estava vaga, as garotas se sentaram, amber estava esperando eu responder, vou ter que começa desde de dois dias atrás.

 

__ bom meu docinho de coco, dois dias  depois de olhar meu quarto eu fui dar uma passeada pelo jardim e vi uma escada e ouvi som, como sou curiosa eu fui ver, o vizinho estava dando uma festa, tinha uma garota e uma garoto conversando e eles me viram__

 

Contei para elas, amber colocou a mão no queixo e olhou em meus olhos como se estivesse interessada, quando se trata de garotos ela se interessa rapidinho.

 

__e?__

 

Amber balançou uma cabeça querendo saber o que mais tinha acontecido

 

__hoje depois que nós separamos eu fui para cantina e vi o garoto e a garota que vi conversando, ele veio com ela até mim, nome dele é  Justin e o dela é Abby, eles ofereceram ajuda, eu estava super perdida e aceitei, eles levaram até minha sala, então ele disse que me reconheceu do outro dia, e disse mais nada, apenas que vai dar uma festa sábado que vem sem bebida porque é aniversario da filha dele, ele me chamou e  ele deixou eu levar vocês , a esposa dele morreu em um acidente, eu fiz amizades com o povo da sala e assobiaram para mim por ser linda, PRONTO__

 

Tinha contando tudo rapidamente, amber abriu a boca chocada com que eu tinha dito, helena me olhou com pasma.

 

__meus deus ali, um novo ficante? Adoro, quem é ele?__

 

Olhei ao redor vendo ele e abby, amber e helena percebeu para quem eu estava olhando.

 

__Porra alice ele é um gato__

 

Agora dessa vez quem disse foi a helena, estava sem acreditar que ela disse isso, minha menininha tímida estava crescendo, ain que orgulho.

 

__helena do céu , ta virando mulher?__

 

Mordi um pedaço do meu lanche e fui comendo, ela não sabia o que falar. Terminei meu lanche e o sinal bateu, sai no grau voltando para sala.

 

 

As aulas tinha acabado faz um tempo, estava em casa deitada no sofá mexendo no celular, mexia em meu instagram, vestia um simples top rosa mostrando a barriga, um shortinhos preto bem curto.

 

           Justin Bieber seguiu você

 

            Justin Bieber curtiu sua foto


Notas Finais


essa helena fala nada, é muito quieta, parece que ela esta se soltando aos poucos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...