História Dreaming - Imagine BTS(Hot) - Capítulo 29


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Got7, Hentai, Hot
Visualizações 422
Palavras 2.651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeee Minhas armorinhaass mais que lindaaasss!!
Aqui estamos para mais um capítulo totosinho de Dreaming...
Esclarecendo alguns detalhes dessa temporada....
Quando for P.O.V Zarit, a história se passa no tempo do nascimento dos Deuses...
Quando foi P.O.V A Autora, se passa atualmente, no caso, no tempo de recriação da Dreamer....
Enfim... Esse capítulo tá de derrubar os forninhoooss...
Preparem-se e bora lá tocar o Bultaoreuneeee...


Boa leituraa!!

Capítulo 29 - Ligação


Fanfic / Fanfiction Dreaming - Imagine BTS(Hot) - Capítulo 29 - Ligação

 

 

 

Zarit P.O.V

 

 

Zarau havia completado seus 15 anos terrestres e logo firmaria o ritual de casamento com SeokJin que consistia num resgate. Zarau seria colocada em algum lugar da floresta dos Deuses, sendo mantida em um sono profundo, enquanto SeokJin e mais dois guerreiros misteriosos competiriam para salvá-la. A floresta teria várias armadilhas e criaturas que tentariam impedir tais guerreiros de salvar a donzela. (AA: Tipo Super Mário, né... Jin ama o Mário, então ele vai se dar super bem nessa.) Com licença, tem um Deus tentando contar uma história aqui. (AA: Foi mal, estressadinho. Tá explicado porque a Dreamer é assim também).

Aquele que ganhasse a tomaria ali mesmo. SeokJin, apesar de confiante, temia que algum dos outros guerreiros vencesse. Ninguém sabia quem eram os outros guerreiros, mas isso não importava, SeokJin deveria vencer. Estava tudo devidamente preparado e Zarau já se encontrava em sono profundo, aguardando seu resgate. Os guerreiros se posicionam, todos mascarados. Não tinha como saberem quem era quem. Assim dificultava ajuda de algum espectador.

Para diferenciá-los, foram amarrados lenços em seus braços de cores distintas. Verde, azul e vermelho. É soado o alarme de início e logo os três correm em direção à floresta. O primeiro obstáculo era um grande mobusto, um animal muito parecido com o búfalo da terra, mas muito maior e perigoso. O guerreiro azul chama a atenção do animal que logo corre para cima deles, mas esse por sua vez consegue escapar, deixando os outros dois emboscados pelo animal.

O guerreiro vermelho tenta chamar atenção do animal com seu lenço e sinaliza para o outro seguir em frente. E este assim o faz. Seguindo o caminho ele logo se depara com o guerreiro azul tentando atravessar o largo penhasco que dividia o caminho. O guerreiro verde então, toma distância e, respirando fundo, corre até a beira do penhasco, tomando impulso e dando um grande pulo, alcançando o outro lado.  Ele dá uma rápida olhada para o outro guerreiro que havia parado sua travessia para o observar.

Ainda correndo, ele se depara com uma esfinge. Sentindo seu sangue gelar ele se aproxima e se curva perante a mesma que se ergue o cumprimentando de volta. Logo o outro guerreiro também se aproxima.

 

Es – Ora, vejam só.  Dois bravos guerreiros querendo salvar a pobre donzela. Apenas um de vocês poderá resgatá-la. Aquele que conseguir responder meu enigma corretamente, poderá seguir em frente. – Ela os fita e eles logo assentem, pedindo para que pronunciasse seu enigma. – Qual animal caminha sobre quatro pernas de manhã, duas pernas a tarde e três pernas de noite?

 

Os dois guerreiros se entreolham. Afinal, qual seria a resposta para tal enigma? Após muito pensar o guerreiro verde dá um passo à frente, pronunciando sua resposta. – O homem. Que na infância se arrasta sobre suas pernas e braços, na maturidade caminha ereto e na velhice, com a ajuda de uma bengala. – Ele termina de falar e a esfinge abre um largo sorriso.

 

Es – Guerreiro esperto. Você poderá passar. E você, - Diz apontando para o outro. – Retorne seu caminho, a jornada acabou aqui. – Ela dá passagem para o guerreiro verde que se apronta e começa a caminhar pelo restante do trajeto até a cabana em que esperava sua donzela.

Az – Não! Ela será minha! – Se pronuncia o outro correndo em direção ao guerreiro vencedor, o derrubando no chão.

Es – Largue-o, ou sofrerá uma morte lenta e dolorosa! Ele venceu o desafio! A donzela é dele! – Ela gritava com o outro que parecia não ouvir, agarrado ao pescoço do vencedor. Com um gesto de sua cabeça, o guerreiro azul é lançado longe, inconsciente. – Vá guerreiro, tome seu prêmio.

 

E assim ele vai caminhando em direção à cabana no fim da floresta. Enquanto se aproximava, desfez-se de seu lenço e sua camisa, adentrando o local apenas com a calça e a máscara. Ele se aproxima da cama onde Zarau aguardava adormecida e acaricia seus cabelos. Ele retira a máscara revelando que era ele o grande vencedor. Jin se abaixa e sela seus lábios aos de sua prometida, que logo desperta abrindo um sorriso de alívio.

 

Zr – Jin! Temia tanto que algum dos outros guerreiros fizessem algum tipo de trapaça e ganhassem.

J – Ninguém jamais ganhará de mim, muito menos se envolver você. – Levando suas mãos até o pescoço dele, Zarau o puxa para si, iniciando um beijo caloroso e apaixonado.

Zr – Eu to com medo Jin. – Ela fala num sussurro. A virgindade das Deusas não era como as das humanas. Ao serem tomadas por seus homens, uma chama se acende dentro delas, transformando seu corpo, o tornando perfeito e único para seu parceiro. A dor de tal transformação era inigualável, um fogo queimando por todo o corpo delas.

J – Não precisa ter medo, prometo recompensar depois. – Ele sorri malicioso, acompanhado por ela que assente. – Eu quero te fazer só minha, amada Zarau. – Ele volta a tomar seus lábios descobrindo o corpo dela, que já se encontrava nú por baixo dos finos lençóis da cama.

Zr – Tire logo essa roupa. – Ela fala o fazendo rir soprado enquanto se ergue e tira suas vestes inferiores. Ela se ajoelha na cama tomando o membro grande e pulsante em suas mãos. – Quero sentir seu gosto, marido. – Soltando um gemido, ele enlaça seus dedos nos cabelos dela, colocando seu membro na boca dela, que o engole completamente.

J – Ah minha amada, que boquinha maravilhosa. – Ele diz arrastado intensificando os movimentos de seu membro. Permaneceram assim mais alguns minutos até que ele sente seu orgasmo chegando. Seu membro pulsa derramando seu líquido quente na boca da Deusa. – Ah querida, quero repetir isso todos os dias de nossas eternas vidas.

Zr – E eu terei o maior prazer de lhe satisfazer todos os dias, meu amor. – Ela diz ao ser erguida pelo maior e deitada na cama.

J – Prometo ser carinhoso. – Fala ao roçar seu membro na entrada da garota que suspirou assustada e com medo. – Estarei aqui com você. – Beija-a lentamente, posicionando seu membro na entrada e enlaçando suas mãos com as dela, sobre suas cabeças.

 

Ele enfim a penetra, lentamente, abafando os gritos da Deusa com seus lábios, sentindo o corpo dela se contorcer e mudar. Seus peitos tornaram-se maiores e mais suculentos, seu quadril ganhou volume e sua bunda tornou-se voluptuosa. Cada curva de seu corpo, moldou-se especialmente para satisfazer o Deus da Vida. Quando por fim a dor cessou, ele separou seus lábios, erguendo-se e analisando o novo corpo de sua, agora, esposa.

 

J – Enquanto estivermos em nossos aposentos, não quero te ver vestida. – Fala passando a língua pelos lábios.

Zr – Seu pedido é uma ordem. Mas você também terá que se manter despido. – Fala sorrindo.

J – Com todo prazer. Agora deixe-me toma-la devidamente.

 

Ele volta a se deitar sobre ela, penetrando-a lentamente, iniciando suas lentas estocadas, a provocando. Ela movimenta seus quadris, pedindo para que ele acelerasse, e assim ele o faz, indo mais rápido e fundo, alcançando seu ponto sensível e a fazendo gemer alto. Ele continua estocando naquele ponto a fazendo gritar e gemer loucamente, enquanto seu corpo estremece anunciando seu orgasmo. Jin intensifica suas estocadas, prolongando o orgasmo de sua esposa, logo sentindo o seu se aproximar. Mais algumas estocadas e ele se desfaz dentro dela, caindo suado e ofegante ao seu lado.

 

Zr – Eu te amo Jin. Sempre te amarei. Você é o meu homem.

J – E você minha mulher. Só minha. – Toma novamente os lábios de sua esposa, deitando em seguida e a puxando para seu peito. Não demora muito e os dois logo adormecem.

 

 

 

 

“A Autora” (Nixie) P.O.V

 

 

 

Aurora e Aleina continuaram seguindo Jin pelo castelo. Aleina fazia de tudo para ficar perto do mais velho, enquanto Aurora revirava os olhos com tamanho assanhamento de sua irmã. Um homem magro de cabelos negros passa por elas, e Aurora percebe que Jin o ignora completamente. Ela ficou curiosa, mas não ousaria perguntar.

 

J – Então, creio que Vox explicou seu objetivo aqui. – Ele fala direcionando-se para a morena.

Au – Me desculpe senhor Jin..

J – Por favor, apenas Jin.

Au – Desculpe, Jin, mas não ficou muito claro o que viemos fazer aqui. – Ela fala enlaçando seus dedos, nervosa.

J – Vocês estão aqui para nos ajudar a reviver nossa Deusa mãe, Zarau. Apenas uma de vocês poderá das a luz a ela, e apenas nós podemos trazê-la de volta. – Fala tranquilamente.

Au – Quer dizer que... que... Nós viemos até aqui p-para... érr...

Al – Transar com vocês. – A loira fala sem escrúpulos nenhum.

J – Sim. – Ele responde como se fosse a coisa mais natural.

Al – E você já tem uma preferida? – Fala manhosa, fazendo sua irmã revirar os olhos novamente.

J – Ah não. Eu jamais me deitaria com alguma outra mulher. Me desculpem, ambas são belíssimas, mas, Zarau é minha esposa e a única com quem me deitaria. – Fala abaixando a cabeça triste.

Au – Não fique triste. Faremos de tudo para trazê-la de volta para seus braços. Mas como sabemos qual de nós trará ela?

J – A profecia diz que tem que ser alguém de coração puro, sem ambições.

Au – Acho que já sei quem seria essa. – Fala abaixando a cabeça.

Al – Você? – Fala rindo debochada. – Você é a pessoa mais ambiciosa que existe.

Au – Não estava falando de mim. Só fico triste por não ser eu a pessoa que poderá ajudar ele. – Fala olhando para Jin que sorri para ela.

J – Não temos como saber, só tentando mesmo. – Fala estendendo a mão e a acariciando. – Não fique chateada, tenho certeza que mesmo com ambições, seu coração é tão puro quanto de qualquer outra pessoa.

Au – Obrigada Jin, essa Zarau é muito sortuda por lhe ter como marido. Espero podermos ser amigos. – Sorri timidamente.

J – Mas é claro que seremos. Enfim, vamos, tenho que lhes apresentar os outros mestres.

 

Continuaram andando até chegar em uma grande porta. Jin bate na mesma e logo dois homens surgiram. O loiro sorriu e curvou-se para Jin, já que ele era o mais velho, enquanto o moreno apenas o cumprimentou sorridente.

 

J – Esses são Jimin e Jungkook. São praticamente inseparáveis.

Jk – Não fala assim, o que elas vão achar de nós?

Jm – É Jin, não fala assim.

J – Desculpem-me rapazes. – Fala rindo da vergonha deles. – Essas são Aleina e Aurora.

Jk – Não eram três? – Pergunta curioso.

J – Namjoon já roubou uma. – Fala dando de ombros.

Jm – Também quero. – Fala olhando em direção a Aleina que sorri e logo vai em direção aos dois. – Err... Acho que você pode levar ela para conhecer os outros depois né.

J – Posso. Vamos Aurora. To me sentindo um entregador. – Fala fazendo a garota rir. – Bom, o próximo com certeza estará na sala de música.

Au – Oh... Tem uma sala de música? –Fala encantada.

J – Sim, toca algum instrumento?

Au – Vários, mas o meu preferido é o piano.

J – Vejo que terei que te largar por lá mesmo. – Fala rindo.

Au – Por que?

J – Você verá. – Eles se aproximam de uma porta maior ainda e Jin a abre, revelando uma grandiosa sala de música cheia de instrumentos. Uma música suave tocava ao piano e Jin vai caminhando em direção ao mesmo. – Yoongi, quero te apresentar uma pessoa. – Ele fala chamando atenção do homem sentado ao piano. – Essa é Aurora, uma das selecionadas. Aurora, esse é o Yoongi. Ele também gosta muito de tocar piano.

Yg – Wow, você toca? – O homem se levanta permitindo que Aurora o visse. Sua pele pálida destacava-se por seus cabelos negros que lhe caíam sobre os olhos e seus lábios rosados eram extremamente convidativos. Ele abre um sorriso para a garota que se encanta ainda mais.

Au – Toco sim. Na verdade, eu amo tocar piano. – Fala sorrindo sentindo seu rosto enrubescer.

Yg – Muito bom conhecer mais alguém que aprecia.

J – Eu também gosto de tocar... aiii – Yoongi dá um beliscão no mais velho que logo se cala, fazendo a garota segurar o riso. – Bom. – Pigarreia – Eu vou ter que lhes deixar a sós, preciso ir resolver algumas pendências. Se me dão licença. – Aurora se curva despedindo-se do mais velho, enquanto Yoongi, disfarçadamente, gesticula para ele sair mais rápido.

Yg – Então, gostaria de tocar comigo? – Pergunta sorrindo para a garota que assente timidamente. – Venha, sente-se aqui ao meu lado. – E assim ela o faz. Ficaram alguns minutos ali tocando diversas músicas. Yoongi tocava para ela algumas músicas que ele mesmo havia composto.

Au – Você toca muito bem. E suas músicas, são... são... tão, profundas. – Fala nervosa ao perceber que ele a encarava, se aproximando. – Elas, transbordam emoção.

Yg – Você acha? – Aurora suspira ao sentir os lábios de Yoongi em seu pescoço, depositando selares úmidos, causando arrepios em seu corpo. – Sempre quis mostrar elas para alguém. Mas nunca conheci alguém, digamos, digno o suficiente para escutá-las, você é a primeira. – Os olhos da garota brilham emocionados.

Au – É uma honra, Yoongi. Eu... eu... nem sei o que dizer. – Ele se afasta de seu pescoço, a encarando, analisando cada traço de seu rosto.

Yg – Não diga, apenas sinta. – Num movimento repentino, Yoongi toma os lábios da morena, levando sua mão até os cabelos dela, enrolando seus dedos nos cachos.

 

Quando dá por si, Aurora se vê deitada sobre o piano, apenas com suas roupas íntimas, enquanto Yoongi permanece em pé sobre o banco se deliciando com o corpo da garota deitada a sua frente. Deslizando suas mãos, ele alcança a calcinha dela, retirando-a seguida de seu sutiã, deixando-a completamente nua. A garota envergonhada tenta se cobrir mas o mesmo afasta suas mãos.

 

Yg – Não tenha vergonha, você é tão linda. – Se abaixa iniciando outro beijo, dessa vez mais quente e cheio de luxúria. Ela leva suas mãos até os cabelos dele, enlaçando seus dedos nos mesmos, aprofundando ainda mais aquele beijo. – Prometo ser gentil. – Fala sorrindo de lado.

 

Um gemido arrastado escapa dos lábios da morena ao sentir o membro dele a penetrar fundo, movimentando-se lentamente, fazendo-a sentir um prazer inimaginável. Ela desliza suas unhas pelas costas brancas de Yoongi, deixando rastros vermelhos por onde arranhava, o fazendo urrar com a sensação. Espalmando as mãos, ela alisa seus músculos, sentindo os mesmos se contraírem a cada investida.

 

Au – Aaaww Yoongi... mais rápido... – Ela pede manhosa e ele logo atende, acelerando seus movimentos, indo cada vez mais forte.

 

Ele alcança seu ponto G, a fazendo gemer alto, e sorri ao perceber que alcançou aquele lugar tão sensível. Se ajeitou sobre o banco na beirada do piano erguendo uma das pernas dela e a apoiando em seu ombro, voltando a estocar rápido e fundo naquele mesmo local. Os gemidos altos dela se misturavam com o som de seus corpos se chocando naquele em um ritmo excitante e preciso.

Ela sente seu interior contrair-se, anunciando seu orgasmo, que logo é prolongado por Yoongi que acelera ainda mais seus movimentos, a fazendo convulsionar em uma onda de múltiplos orgasmos, apertando seu membro que logo começa a pulsar, preparando-se para derramar seu líquido em seu interior. E logo, com um gemido rouco e arrastado, ele se desfaz, a puxando e fazendo ela sentar, tomando seus lábios em um beijo mais calmo.

 

Au – I-isso foi...

Yg – Muito bom. Queria poder fazê-la minha para sempre. Mas eu pertenço a Zarau. – Diz abaixando a cabeça.

Au – Eu entendo, não fique assim, sei porque estou aqui. E o fato de ter o conhecido já me deixa muito feliz. – Fala encostando sua testa na dele. Ele volta a erguer a cabeça lhe dando um leve selar.

Yg – Que tal um banho? – Fala alisando o rosto da garota e sorrindo de lado.

Au – Claro, seria ótimo.

 

Ele a ergue do piano, enlaçando suas pernas em sua cintura e saindo em direção ao quarto dele. Não se importava que os vissem assim. Todos ali sabiam o que os mestres andavam fazendo desde que Zarau se foi. E por mais que se apaixonasse, sabia que quem ele amava era Zarau. Mas se sentia mal por saber qual seria o destino da garota quando Zarau finalmente retornasse.


Notas Finais


Eitaaa... Hot em dose duplaaa....
Aposto que vocês tão aii vibrando e pensando... essa temporada vai ser FIREEEEEE!!
Acertaraaamm... auhsiauhsui... hoje eu tava inspirada... hoje eu tava inspirada... então... estão percebendo que as fics estão ganhando capinhas novas?? gostaria de saber a opinião de vocês sobre as capinhas... me digam... elas estão biurifuls???
ehuehuehu
E não esqueçam dele... sim ele... aquele lindo comentário... pq to notando que tão parando de comentar... e isso me deixa tisti... quero saber a opinião de vocês... um simples continue já me fala se tá bom ou não... ouxeee.... snif snif...

Beijoss armorinhaass!! A unnie Mel ama todas vocês!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...