História Dreams - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO, Monsta X, Red Velvet, TWICE, Zico
Personagens G-Dragon, Irene, Jimin, Jin, Jisoo, Lisa, Momo, Personagens Originais, Suho, V, Wendy, Won Ho
Tags Amizade, Amor, Bangtan Boys, Bts, Drama, Exo, Hentai, Mistério, Revelaçoes, Romance, Sexo, Suspense, Taehyung
Visualizações 47
Palavras 2.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem qualquer erro e boa leitura *w*

Capítulo 2 - Traição


Fanfic / Fanfiction Dreams - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 2 - Traição


Percebo que Zico havia puxado Suho para longe, se fosse o Wonho eu estaria morta agora.

- O quê você pensa que tá fazendo cara?!

- Me larga porra! – Zico arremessou Suho contra a parede fazendo ele cair.

- Você sabe que o Wonho é muito ciumento merda?!

- Sei! E daí?!

- Tá querendo morrer cedo é?!

- Zico, para. Vai chamar a atenção dos outros. – Zico me olha com o cenho franzido, ele ajuda a levantar Suho e vai embora levando ele junto.

Entro em meu quarto bebendo o vinho, me deito na cama e pego meu celular, ligo para Jin.

🔵 Chamada on:

Alô?

- Alô. Jin, que horas você sai do trabalho?

- Aconteceu alguma coisa?

- Não... Eu estou com saudades.

- Saio às 17:30.

- Tem como você vir aqui?

- S/N, tem certeza que não há nada de errado? Estou começando a ficar preocupado.

- Bem, na verdade tem sim. Mas eu quero te contar pessoalmente.

- Seguinte, se arrume, pegue algumas mudas de roupas e vá lá pra casa. Prometo estar no horário.

- Não sei se o Wonho vai deixar.

- Se ele não deixar vou matá-lo.

- Bobo.

- Mas e aí? Como andam as coisas?

- Tava tudo normal até ontem mas algumas coisas mudaram hoje.

- Que coisas?

- Tudo Jin.

- Você tá me deixando muito preocupado, sério.

- Não se preocupe. Lembre-se que já sou acostumada com essas coisas.

- Juro que quando eu te ver vou te encher de carinho. 

- Obrigada Jin...

- Não há de quê pequena. Tenho que desligar agora.

- Tá, tchau.

- Tchau.

🔵 Chamada off.

Antes de fazer algo vou falar com o Wonho.

Saio do quarto e vou descendo as escadas enquanto bebo o resto do vinho que ainda restava no copo.

Vejo Wonho sentado na poltrona e vou até ele, sento em seu colo e selo nossos lábios rapidamente.

- Amor.

- Oi.

- Posso ir na casa do Jin hoje?

- Fazer o quê lá?

- Conversar...

- Sabe que quando você está com outro homem, além de Kim, eu viro uma fera né?

- Sei, mas o Jin é meu amigo...

- Eu não sei.

- Por favor amor.

- É pra ir que horas?

- Daqui a pouco.

- E a volta?

- Amanhã de manhã.

- Quê?! Óbvio que eu não vou deixar.

- Seja mais liberal Wonho, a S/N também precisa sair do casulo às vezes. - Diz Jimin dançando.

- A namorada é minha ou sua?

- Sua...

- Então pronto, não se intrometa.

- Amor... – Ele me olha nos olhos e segura em minha cintura. – Deixa, por favor...

- Não dá meu bem, se fosse uma amiga eu até iria deixar mas ele é homem.

- Prometo que quando eu chegar vou te tratar muito bem... – Desço as minhas escondidas até sua calça e acaricio seu membro. Wonho abre a boca levemente.

- Promete mesmo?... – Afirmo com a cabeça e mordendo meus lábios. – Então pode ir.

- Obrigada amor! – Beijo sua bochecha.

- Mas é pra tá aqui às 09:00 em ponto.

- Pode deixar! – Saio de seu colo sorridente. Me dirijo a cozinha e largo o copo na pia.

No quintal vejo GD fumando. Vou até ele cobrindo o meu nariz.

- O quê está fumando? – Ele me mostra um saco se maconha. – Poxa GD.

- É bom. Você quer?

- Não, não uso drogas.

- Não sabe o quê tá perdendo.

- Não quero me tornar viaciada.

- Você só se torna viciado se fumar toda hora, eu fumo pelo menos uma vez por dia.

De qualquer forma, a minha resposta ainda é não.

- Tá, faz o quê você quiser então.

- Vê se toma cuidado para vizinhos não sentiram o cheiro disso. GD me mostra um aromatizante. – Hum...

Volto para dentro e sigo para as escadas, percebo que todos estão se divertindo muito. Por que a todo momento eles estão jogando o dinheiro para o alto, bebendo e dançando.

Momo sobe as escadas também.

- Unnie!

- Hum?

- Você vai pra onde?

- Vou pra casa de Jin.

- Posso ir também?

- Não.

- Você nunca me deixa fazer nada.

- Faça dezoito que eu deixo.

- Aigoo. Nossos pais irião deixar.

- É, mas eles não estão aqui. – Entro em meu quarto. – Vá estudar. – Digo em um tom sério e fechando a porta.

Pego uma mochila em cima do guarda roupa e abro o mesmo, pego algumas roupas e lingeries, em seguida jogo na cama, fecho a porta do guarda roupa, pego uma toalha, mudas de roupas e vou para o banheiro, faço minhas necessidades, tiro minhas roupas e vou para debaixo do chuveiro, a água estava bem fria mas estava boa.

Saio do banho, me seco, visto uma lingerie branca, visto uma calça jeans com algumas estampas de flores, um cropped de mangas longas e branca, arrimo meu cabelo e faço uma make rosada.

Ao terminar volto para o quarto, coloco um tênis branco, e uma bolsa preta, coloco meu celular dentro e algumas outras coisas também, como base, batom, rímel.

Passo um perfume e desço com a bolsa em meu ombro e a mochila nas costas.

- Você quer que eu te leve?

Quero Lisa. – Lisa se levanta do sofá cheio de dinheiro e pega as chaves do seu carro, saímos e vamos para o seu carro do outro lado da rua, entramos, colocamos o cinto e fomos para a casa de Jin.

Lembro que Lisa e Jin já tiveram um relacionamento mas terminaram por que ele descobriu que ela o traiu.

- Como você sabia que eu vou indo pra casa de Jin?

Eu ouvi.

- Hum...

Em instantes chegamos e eu saio do carro me despedindo de Lisa.

Caminho em direção a porta de Jin e pego a chave embaixo do carpete.

Jin sempre deixa uma chave embaixo do carpete caso esqueça a outra.

Entro, tiro os sapatos e jogo a bolsa e mochila no sofá.

Abro as janelas para entrar vento, meu estômago começa a fazer barulhos estranhos, deve ser fome já que não comi nada no almoço.

Vou direto para a geladeira, pego um pedaço de torta e como.

Jin sempre diz para que eu pare de beber e me alimente melhor e eu nunca o ouço.

Termino de comer, coloco o prato na pia e lavo, seco e guardo.

Volto para a sala, pego meu celular dentro da bolsa e olho o horário.

Em 1 hora Jin estaria chegando.

Pulo no sofá e fico mexendo no celular, me canso e ligo a TV.

Passei por diversos canais e nada de interessante.

Já que não há nada de bom para fazer irei dormir um pouco.

Me aconchego no sofá procurado uma posição confortável, finamente consigo e em instantes adormeço.

🔵 Sonho on:

Andar por este parque é bastante prazeroso, além disso estou com meu namorado do lado.

Nós sempre andamos por aí sorridentes e de mãos dadas.

Como havíamos passado praticamente o dia inteiro aqui resolvemos ir para casa.

Ao chegar em casa, ele me prensa na parede e me beija calmamente.

O seu beijo é tão excitante.

Começo a morder seus lábios e descer minhas mãos até seu membro. Acaricio o mesmo e aperto as vezes, ele arfa a cada momento.

Então ele começa a acariciar meus seios, abre as minhas pernas e passa sua mão por minha região, em seguida ele enfia sua mão dentro de minha calcinha e me masturba enquanto nos beijamos. Começo a descer meus lábios até seu pescoço e despejo chupões, em seguida vou descendo manhosa até a barra de sua calça, abro a mesma e de imediato o seu membro pula para fora, pulsante, em instantes abocanho o mesmo...

🔵 Sonho off.

Acordo com Jin me balançando. Percebo que estou molhada e que sonhei de novo com Taehyung. Mas bem que eu queria ver o que iria acontecer.

- Oi pequena.

Oi grandão. – Me levanto e abraço o maior.

- Te fiz esperar muito?

- Não. – Nos desprendemos e sentamos no sofá.

- E então o quê tem pra me contar?

- Promete que não vai me chamar de louca nem nada do tipo?

Prometo.

- Bem, eu estou tendo alguns sonhos estranhos.

Que tipo de sonhos?

- Eu estou sonhando com um tal de Kim Taehyung e nos meus sonhos ele é o meu namorado.

- E o quê há de errado nisso?

Eu achei estranho por que parece muito real e isso está me deixando com medo.

Com que freqüência você tem esses sonhos?

- Bom, acho que sempre.

- Você não consegue sonhar com outra coisa?

Não...

- Quando isso começou?

- Essa manhã.

Essa manhã?! – Ele ri. – Você deve estar estressada por isso está sonhando com ele.

- Mas e se não for isso?

- Então você é especial. Além disso eu conheço ele. Ele me ligou dizendo que viria comer aqui.

- O quê?! A namorada dele também vai vir?

- Não, a Irene tem que cuidar das coisas do recital dela.

- Hum... – Lembro do sonho que tive mais cedo. – Acho que vou voltar pra casa.

- Porquê?

- Eu não quero vê-lo.

Você pode ficar no meu quarto se quiser.

- Jin... Melhor não.

Por favor S/N. – Diz Jin todo manhoso.

Que horas ele vêm?

- Às 20:00.

- E vai que horas?

Não sei, talvez umas 22:00 ou 23:00 horas.

- É, eu vou voltar pra casa.

- S/N! – No instante em que me levantei alguém entra, Jin olha também. – Taehyung! – Agora fudeu.

Oi Jin. – Jin se levanta e cumprimenta ele. 

Essa é minha amiga, S/N.

- Eu já conheço. – Estremeço. Como ele me conhece?!

Sério?

- Sim mas acho que ela não se lembra de mim. – Realmenre não me lembro. – Isso não importa agora.

- É verdade, entre, vou preparar o jantar.

- Eu vou subir... – Pego minha bolsa e mochila, subo as escadas e vou direto ao quarto de Jin. Fecho a porta às presas e me afasto da porta.

Não é possível que alguém como ele me conheça. Nós nunca nos falamos e além disso somos de classes sociais diferentes.

Eu espero que depois disso eu nunca mais o veja.

Tranco a porta e me jogo na cama, me cubro com o cobertor. Isso está parecendo um filme de terror.

Pego meu celular e mexo nele às vezes.

As horas vão passando e eu estou tendo dificuldades de manter meus olhos abertos.

🔵 Sonho on:

- Você gostou de me ver hoje?

- O quê?... – Entro em uma espécie de transe.

- Eu gostei de te ver pessoalmente, é ainda mais bonita fora dos sonhos.

- Eu não consigo entender...

- É uma pena que eu não possa de tocar no mundo real.

- Como você faz isso?...

- Fazer o quê? O sonho?

- Sim...

- Simples, você nasce com um poder especial em seu cérebro que te deixa único, você entra na mente de uma pessoa aleatória que você nunca viu e nem sabia que existia, torna os seus sonhos em coisas sem sentindo.

- Por favor, vá embora...

- Eu ainda não terminei S/N. Enfim, eu posso brincar com sua mente somente quando você está dormindo, além disso eu quero terminar o quê não terminamos, o Jin nos atrapalhou e ele vai pagar. – Taehyung se aproxima de mim.

- Como eu acordo?...

- Não têm como você acordar S/N. Você é minha, não consegue entender isso ainda? – Nego com a cabeça e começo a fazer Taehyung se afastar de mim, é em vão. – Que tal voltar a me chupar? – Taehyung me faz descer até a barra de sua calça novamente, me faz abrir sua calça e começar a chupar seu membro.

Preciso sair desse transe, começo a me beliscar mas eu não me acordo.

Talvez se eu machucar quem me deixa assim será uma boa de forma de acordar.

Mordo o pênis de Taehyung e ele com um tapa em meu rosto me arremessa para longe.

🔵 Sonho off.

Acordo com um lado de meu rosto ardido e no mesmo instante ouço um grito.

Isso é mesmo real? Como isso aconteceu? E que tipo de poder é esse?

Me levanto e vou para o banheiro que havia no quarto, percebo que a minha  boca está melada do pré-gozo de Taehyung, lavo a boca no mesmo instante.

Eu não consigo entender por que a minha reação está sendo essa?

Eu ainda estou em transe? Olho as pupilas de meus olhos no espelho, estão gigantes.

Volto para a cama e pego meu celular, olho a hora, são 20:00 horas, eu dormi por tanto tempo assim? Ou será que o tempo nos sonhos é diferente do mundo real?

Eu estou tão confusa.

Pego minha mochila e tiro um moletom sem capuz preto de dentro, tiro as minhas roupas e visto o moletom.

Eu quero dormir mas estou com medo de Taehyung aparecer em meus sonhos.

Pequena? – É Jin. Ao ouvir a voz dele, saio do transe e vou para a porta, abro o mesma e abraço o maior. – E-está tudo bem? – Não respondo e espero ele corresponder o meu abraço.

Enfim ele me corresponde e eu o trago para dentro do quarto.

Jogo ele na cama e deito em cima do mesmo.

- S/N...

- Me abraça Jin... – Ele me abraça.

- O quê houve?

- Eu não estou me sentindo bem... – Jin me abraça com força e acaricia meus cabelos. 

- Taehyung foi embora por que sentiu um dor forte. Você pode sair do quarto se quiser.

- Vamos ficar um pouco assim... – Jin segura em meu rosto e vê que eu não estou nada bem, ele se levanta e tira sua camiseta, em seguida pega o cobertor e se enrola nele, volta para a cama e me abraça.

No mesmo instante o meu celular vibra, pego o mesmo e vejo a menagem de Lisa, é um vídeo, aperto para reproduzir.

Logo vejo Wonho e Wendy se beijando e indo para o quarto, o meu quarto, em instantes aparecem os doía transando. Jin também vê.

Desligo o celular e começo a chorar.

Jin me abraça e deposita beijos em minha testa.

- Porque essas coisas têm que ser sempre comigo?... – Jin segura em meu rosto e sela nossos lábios.

Isso me fez acordar e vê o mundo de uma forma diferente.

Agora irei pegar todos que eu ver por aí, começando com os garotos em casa, menos Wonho.

Jin se afasta e lambe seus lábios eu o trago de volta  para meus lábios e subo em cima de seu colo.

Nossas regiões estão em contato e percebo que Jin já está ficando duro com apenas um beijo.

Começo a rebolar em seu membro enquanto ainda o beijo. Jin segura minha cintura com força e desce até minha bunda, coloca suas mãos dentro de minha calcinha e aperta minha bunda com força, eu arfo e mordo seu lábio.

Jin então tira as mãos de minha bunda e as coloca embaixo de meu moletom, vai subindo até meus seios e abaixa meu sutiã, começa a acariciar minha os mesmos.

Seu membro já estava completamente duro, paro de beija-lo e tiro suas mãos de meus seios.

Vou descendo manhosa até sua calça e acaricio seu membro ainda dentro da calça, abro o zíper e em seguida tiro seu membro de dentro da cueca, ele pula para fora, pulsante e molhada por conta do pré-gozo.

Começo a chupar sua glande e vou descendo meus lábios até onde consigo.

Anw... – Jin coloca a cabeça para trás e começa a fingir estocadas em minha boca.

Quando percebo que Jin está quase gozando para de chupar e subo novamemte em cima dele.

Jin tira meu moletom bem devagar e quando termina olha todo o meu corpo.

- Como você é bonita... Jin desce seus lábios até meus seios e começa a lamber somente os bicos, seguro em seus braços e começo a gemer baixinho.

Eu já estou tão excitada e molhada que apenas quero senti-lo dentro de mim.

Afasto minha calcinha para o lado e tiro meu sutiã, faço o seu membro se encaixar em minha vagina e rebolo devagar.

Jin está delirando de prazer e eu também.

Enfim começo a cavalgar em seu membro.

- Anw...anw...

Não para S/N...

Demora um pouco para que eu me acostuma com seu tamanho e espessura.

Jin segura em meus cabelos e os puxa para trás, beija meu pescoço e vai deixando chupões por ali.

Ele larga meus cabelos, eu seguro em seu rosto, ainda cavalgando em seu membro e o beijo com intensidade.

Ficamos assim por minutos até finalmente Jin gozar.

Saio de cima de seu membro e levo minha boca para seu membro, Jin goza e eu engulo tudo com um olhar manhoso para ele.

Jin se deita, pego sua camisa e a  visto, me deito ao em seu peito e ele me abraça beijando minha testa.

- Está com fome? – Afirmo com a cabeça. 

Jin se levanta, fecha o zíper de sua calça e sai.

Eu começo a me esperniar de emoção. Não consigo acreditar que transei com Jjn.

Em instantes ele traz uma bandeja com dois pratos de bulgogi kimchi, e dois copos de suco.

Se senta ao meu lado e começa a comer, faço o mesmo.

Ao terminarmos, Jin coloca a bandeja no chão e sela nossos lábios, o gosto de pimenta é notável.

Nos deitamos e Jin apagou a luz, se embrulhou e ficou me olhando.

- Jin.

- Oi.

- Vamos esquecer que isso aconteceu está bem?

- Porquê?

- Apenas esqueça. – Jin fica triste.

- Tá... – Abraço o maior e adormeço com ele.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...