1. Spirit Fanfics >
  2. Dreams - Vkook >
  3. Capitúlo 9 - Reunion

História Dreams - Vkook - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


👑 Boa leitura 👑

-Plagio é crime-

Capítulo 9 - Capitúlo 9 - Reunion


Fanfic / Fanfiction Dreams - Vkook - Capítulo 9 - Capitúlo 9 - Reunion

"���������� ������������������ �� �������������� ���� �������������� ������ ������������, �� �� �������������� ���� ��������������������." - �������������� ����������������

 

Seul – 16/09/2019 – Sábado

✼ Seokjin on ✼

Cheguei a pouco tempo, acabei por enjoar de Busan, passei boa parte de minha adolescência lá, mudar um pouco seria bom. Como um dos maiores médicos do país, não terei dificuldade em me alojar aqui, e não tive. Consegui um apartamento no centro, espaçoso e confortável.

Depois de levar minhas coisas, terei que buscar Hoseok no aeroporto. Quero fazer uma “surpresa” para Tae, já que não nos vemos faz algum tempo, porém não sei seu endereço exato, somente onde trabalha. E se eu ligasse meio que estragaria meus planos.

A caminho, Hope me liga dizendo que está esperando, assim me apresso. O trânsito aqui é mais demorado, ainda mais com a quantidade de automóveis na rua nesse horário.

No colegial nós três eram inseparáveis, andávamos juntos o tempo todo, sinto falta disso.  Quando matávamos aula para ir ao campo jogar, fazer zueras com o professor de matemática, entre outras coisas. E pensar que tudo acabou inesperadamente. Após Kim se mudar, não tivemos mais esses momentos, fomos parando de se falar aos poucos.

Enquanto me perdia em meus pensamentos, acabei por nem perceber que já havia chegado. Avisto Hoseok sentado em um dos bancos, olhando para a tela do celular, com duas grandes malas ao seu lado. Levanta seu olhar após um fraco som da buzina tocar, não precisaria de muito barulho.

- Demorou, estou aqui a muito tempo. – Resmunga enquanto coloco sua bagagem no porta-malas.

- Não reclame, pelo menos estou aqui. Agora vamos nos apressar... – Minhas são cortadas antes que possa terminar a frase.

- Pois tem que ir encontrar Taehyung, eu sei. – Abre a porta, logo entrando. – Apenas me deixe no apartamento, e então pode ir. Estou cansado.

- Desde quando ficou tão folgado? – Entro em seguida, soltando um pequeno ar de riso. – Irá junto comigo, pode descansar depois. – Noto seu olhar incrédulo sobre mim.

- Não vou não.

- Meu Deus Hoseok, você deve resolver seu problema com ele, não pode ser assim para sempre. – O mesmo revira os olhos.

Até o prédio o caminho fora silencio total. Isso foi a tantos anos, não entendo porque ainda continua relembrando. Se um parasse para escutar o outro, seria bem provável que pudessem se entender.

Quebra de Tempo

- Já estou pronto, certeza que não quer ir? – Ele afirma com a cabeça. – Não sei quando irei voltar, mas antes das 10 eu chego. – Novamente afirma sem tirar os olhos do televisor.

Saio indo em direção ao elevador, não era tão grande, mesmo assim nem tão pequeno, só lento. Fomos eu e outro rapaz, bem bonito aliás. Tento não fazer muito contato visual.

 Na saída acabamos nos trombando, cena de filmes clichês.

- Me desculpe. Você está bem? – Diz rápido, parando onde está. Respondo “Estou bem, não foi nada”, com um pequeno sorriso no rosto. O mesmo em minha frente volta a andar, parecia com pressa. O observo até passar pela grande porta principal.

Sigo meu caminho pensando em como poderia encontrar Tae nessa imensa cidade. Sei que se eu for para a empresa não estará lá, porem alguém pode me fornecer onde mora. Assim será feito. Dando partida, ligo o GPS, para não me perder. Por mais vezes que vim, confundo as ruas com facilidade.

Em Seul, tudo é bem movimentado, isso pode tanto ser bom como ruim, depende do ponto de vista. Passo por uma loja de doces, vejo que eles têm os chocolates preferidos de Kim, ao menos antigamente. Sem pensar duas vezes, compro.

Estou quase lá. Parando o carro no estacionamento, desço e vou direto para a recepção. Está tudo calmo, provavelmente porque é fim de semana.

- Olá, boa tarde. – A moça diz gentilmente. – Como posso ajudá-lo? – Desvia sua total atenção para mim.

- Eu sou Kim Seokjin, amigo do Taehyung, ele trabalha aqui. – Parece confusa. – Queria saber seu endereço, onde mora. – Especifico melhor.

- Ah sim, eu não deveria passar, mas vou, você me parece confiável. – Sorrio em forma de agradecimento. – Aqui está, Sr. Kim.

- Soo, preciso dos papeis que pedi, já estão aí? – O rapaz nota minha presença. – Oh, não tinha te visto. Sou Namjoon. – Um sorriso fechado, aparecendo suas adoráveis covinhas.

- Seokjin, podem me chamar apenas de Jin, e obrigado. – Suspiro. -  Já estou indo, até mais. – Com uma simples expressão no rosto, me retiro.

- Acho que já o vi em algum lugar... – Escuto por fim, deixando o local.

✼ Taehyung on ✼

Estava em casa, arrumando a mesma, já faz um tempo que não faço isso. Aproveitando o dia de folga. Não há muito o que fazer, não paro em casa, continua da mesma forma como deixo, o problema seria a poeira que aos poucos vai acumulando.

No momento em que sento para uma pausa, escuto alguém bater à porta, estranho. Normalmente Jungkook liga, e não tem outra pessoa para vir, já que não conheço praticamente ninguém aqui.

Sem demora, abro a mesma, ficando pasmo com quem vejo.

- Jin? Kim Seokjin na frente de minha residência? Isso é um sonho ou o que? – Digo rindo, logo o abraçando.

- Engraçadinho. – Tira seu casaco, o pendurando no suporte, que fica ao lado da porta.

- Continuou em Busan por todos esses anos? Pensei que nunca sairia de lá. – Nos acomodamos nos sofás em tons azuis, cobertos por panos finos, de cores brancas. – Como descobriu onde moro? – Pergunto curioso, pois nunca o disse.

- Fui na empresa que trabalha. Não foi muito difícil, aquela garota, Jisoo, me deu seu endereço de bom grado. Vocês são amigos? – Espera minha resposta, enquanto pego um copo de água fria para ele.

- Somente colegas. Mas e você, conheceu alguém? – Vou até o mesmo novamente.

- Conheci várias pessoas, terá que ser mais especifico. – Após beber um pouco do liquido, coloca o copo sobre a escrivaninha ao lado.

- Entendeu minha pergunta, não se faça de sonso. Depois da Rosé, teve mais alguém?

- Para falar a verdade, não, não teve. Porem também não fiquei sozinho, Hoseok e eu continuamos mantendo contato. Ele veio, entretanto, optou por ficar no prédio. Podem se ver outro dia.

- Claro. Enfim, virou medico, não é? – Assente – Como é costurar as pessoas? – O mesmo ri.

- Gosto do meu trabalho, não é tão ruim como disse que seria.

- Eu nem sempre estou certo, sabe disso.

- Tem razão. Está com fome? Podemos ir comer em algum lugar por perto.

 

 

 

 

- Sabe... eu estou com saudades dos seus Tteoks. E por coincidência, tenho tudo o que precisa aqui, o que me diz?


Notas Finais


👑 Espero que tenham gostado 👑


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...