1. Spirit Fanfics >
  2. Dreams >
  3. Namoro escondido parte 1

História Dreams - Capítulo 35


Escrita por:


Notas do Autor


Oieee vamo ler fanfic em casa durante essa quarentena lindezas?!
Quero saber de ninguém fica do doente aqui não hein 🥰
Seguinte essa é a parte 1 de três. As outras duas vão ser sobre os sonhos dos dois ligados ao tema.
Espero que curtam boa leitura💜.

Capítulo 35 - Namoro escondido parte 1


Soluço parou por um segundo, prestando atenção em sua situação atual: a garota dos seus sonhos (literalmente, graças a um experimento científico) deitada em sua frente no sofá, enquanto ele abraçava sua cintura e eles assistiam tv. Ele podia sentir a respiração dela, e ouvir um fraco ronronar saindo dela quando acariciava levemente sua barriga. Mas também podia ser banguela em sua caminha jogando a bola de lá pro alto. 

— Heather mandou mensagem.— murmurou Astrid.

— O que? — perguntou ele saindo de seus pensamentos. 

— Eles estão fazendo um sanduíche na casa do Melequento porque ele tem uma nova amiga e está orgulhoso e quer apresentá-la. 

 Soluço soltou um pequeno grunhido de preguiça contra o pescoço dela, apertando sua cintura como se isso pudesse prendê-los naquele minuto pra sempre. 

— Mandaram uma foto.— e então, de repente, ela travou, parou de respirar e não disse nada. 

— O que? Perguntou o ruivo se levantando para ver a foto. — E não era nada bom. A ex namoradinha de colégio dele de novo?! E com uma amiga que lembrava alguém. Mas isso não importava. Porque essa garota podia entregá-los para seus amigos a qualquer minuto. 

— Precisamos ir. 

— O que? 

— E se ela disser? Temos que impedi-la.— grunhiu Astrid se levantando e colocando seu casaco e sapatos.— e vamos em carros separados.— avisou pegando a chave da casa dele para sair. 

— Ok. Mas não ganho nenhum beijo de despedida?

 Ela apenas jogou um travesseiro nele como resposta e saiu do apartamento correndo. 


 Quando Soluço chegou Astrid estava em um canto conversando seriamente com a garota, segurando uma cerveja enquanto isso. 

— Ela tá estranha mesmo.— comentou Cabeça Quente atrás do ruivo. 

— Pois é. Nenhum batomzinho? Se não conhecesse a Astrid diria que ela estava pegando alguém antes de vir aqui. Mas ela não teria vindo se não tivesse pegando alguém.— comentou Heather. 

— Hmm.. — Soluço limpou a garganta. Se perguntando se os cheiros deles podiam se misturar e as pessoas descobrirem assim.— Oi pra vocês também. 

— Vai pegar um suco, Soluço, até parece que é novo na casa. 

— Oi! Sou Atali! — disse a amiga de sua coleguinha de escola.

— Ei. Bem vinda a gangue. — murmurou ele entrando pra pegar uma cerveja. Pensando em como sentia já tê-la visto antes. 

— Ele tá estranho também.— observou Cabeça Quente. 

 Soluço se aproximou de Astrid, mas assim que foi fingir dizer oi a garota empurrou seu peito, fazendo um pequeno movimento de “não” com a cabeça. Soluço desistiu e foi se sentar, a observando interagir com o resto da gangue. 

 Estava muito frio naquela noite e Astrid não estava usando uma blusa. Soluço observou a loira passar as mãos pra cima e pra baixo nos braços na tentativa de se esquentar, enquanto Melequento dançava agarrado com a amiga de Atali e ex namoradinha de Soluço, o ruivo só conseguia pensar em como queria fazer o mesmo com Astrid, esquentando-a o máximo possível. Inclusive porque ele sabia que ela era to tipo que sente muito frio. 

 Foi só depois de uma ou duas horas de festa sozinho que Soluço decidiu dizer que estava cansado e dizer tchau para todo mundo que Astrid falou com ele. 

— Já falei com ela.— sorriu a loira. — Vai ficar tudo bem. Te vejo mais tarde. 

— Eu espero. 

— Espera o que? — perguntou Melequento aparecendo do nada. 

— É.. que minha dor de cabeça passe.

— Melhoras primo! — gritou o moreno, abraçando o mesmo. 


 Ele ficou fazendo carinho em Banguela até o gato miar como quem diz “arrume sua namorada, pra mim chega” e pular do sofá, indo pro quarto do ruivo. Soluço cruzou os braços e voltou a ver tv. Pensando se ela realmente iria aparecer, já que se tratava de mais que duas da madrugada. Foi quando alguém bateu na porta e ele correu para atender. 

— Achei que não vinha mais.— comentou ele.

— Tive que despistar Cabeça Dura, ele saiu logo atrás de mim, peguei o caminho de casa e voltei pra cá depois. Mas peguei comida pelo caminho, pelo menos.— disse ela levantando a sacola com lanches naturais. 

 O ruivo forçou um sorriso, levando a mão relutante ao rosto dela, acariciando a bochecha para descobrir que estava gelada. Astrid forçou um sorriso para expressão preocupada. 

— O que? — perguntou ela. 

— Você está gelada. 

— E você quer me esquentar? — perguntou a loira levantando uma sobrancelha, fazendo-o corar. Ela riu quando ele apenas deu meia volta e lhe deu um de seus casacos. 

 Depois de comerem eles acabaram deitados na cama de Soluço, nenhum dos dois saberia dizer como chegara lá, mas lá estavam, enrolados nas cobertas, olhando nos olhos um do outro com os dedos entrelaçados. Soluço desviou o olhar do azul dela para enrolar os dedos de uma forma diferente, passando o polegar para cima e para baixo no pulso dela, sentindo seus batimentos enquanto a esquentava.  

— Você está brava? — perguntou ele, sussurrando. Ainda sem encara-la. 

— Por que? — respondeu a loira no mesmo tom. Como se alguém pudesse ouvi-los sozinhos ali. 

— Eu estraguei tudo por te beijar no cinema. 

 Astrid sorriu, afastando a mão da dele e levando-a até a parte descoberta da camisa no peito dele, exibindo algumas pintinhas, ela mapeou as pintas com as pontas dos dedos. 

— Não estou brava com você. É com a situação ridícula de não podermos ficar juntos em qualquer lugar como o resto das pessoas. — resmungou a loira, dessa vez focando em suas própria mãos subindo pelo pescoço dele do que nos olhos verdes.— Mas eu meio que gostei do beijo, o fato é: não posso reclamar nem discordar que ele trouxe os problemas de hoje. 

— Sinto muito.— disse o ruivo por fim. Encontrando os olhos dela quando a mão da mesma chegou ao seu maxilar. Ela sorriu de lado e se aproximou im pouco, passando o polegar no lábio inferior dele antes de chegar ao memo ela parou a centímetros dele, provocando-o. Ambos já estavam com os olhos fechados e sentindo suas respirações, mas Astrid não deu o primeiro passo, ela sentia que algo nessa noite o deixou relutante sobre chegar perto dela. 

— Por que você não me beija? — perguntou a policial, inclinando o rosto de forma que quando ele falasse seus lábios encostassem levemente. 

— Quando fui dizer oi, com nossos amigos em volta, você me afastou.— ele se afastou um pouco para poder encara-la.— Eu só... fiquei pensando se sonhei sobre tudo.. isso. 

 Astrid mordeu o lábio, puxando-o de volta para si. 

— Me desculpa, Soluço. E-eu só tive medo de sermos descobertos ou sei lá. Eu fui tão idiota. 

 Ele revirou os olhos e colocou a franja dela atrás da orelha.

— Você está certa eu só... me senti solitário. Eu acho.

— Não. Eu devia ter te tratado normal. Dani-se nossos amigos. Se eles nos amam deveriam ficar felizes. Eu..

 Ela foi interrompida por um beijo calmo e terno, sentindo se derreter quando ele abraçou sua cintura para perto. 

— Promete que é real? — perguntou ele. 

 Ao invés de responder, ela subiu em cima dele e levou a boca abaixo da clavícula esquerda dele e lhe mordeu, deixando um chupão no local, Soluço soltou um pequeno gemido. Astrid voltou a altura de seus olhos um segundo depois, sorrindo. 

— Prometo. — sussurrou passando os dedos pelo pequenino hematoma.

— E isso foi para..?— perguntou o ruivo. 

— No caso de ter uma dúvida de novo. 

 Ele sorriu, mas sem querer desviou o olhar para o relógio: 4 e meia da manhã. Era melhor eles dormirem. 

— Vai colocar os aparelhos de dormir hoje? — perguntou ela. 

— Não. Tenho um pressentimento de que o sonho de hoje pode nos entregar.

— Ok. — ela voltou a deitar ao lado dele.— Então eu também não vou voltar para casa e conectar os meus. 

 E no fim da noite a intuição do ruivo estava certa: ambos sonhos foram sobre um namoro escondido. 


Notas Finais


E então? Me contem tudo q está no coraçãozinho de vcs 🥰
Não esqueçam de verificar meu perfil do face q tem conteúdo extra e ones as vezes 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...