História Dreams - Capítulo 7


Escrita por: e Carolina360

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines
Tags Billdip, Depressão, Yaoi
Visualizações 64
Palavras 602
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Péssima qualidade de escrita.. Eu sei.
Demora.. Eu sei.
Pequeno.. Eu sei.
Estou com problemas, de verdade. Sem brincadeiras, desculpinhas ou idiotices. Eu deveria estar na melhor fase da minha vida, estou numa associação para entrar nos melhores colégios com bolsa integral, mas, por conta do meu pai (não lembro se já falei dele para vocês) é possível que eu perca essa oportunidade.. mas okay! Minha vida já era cagada, agora é cagada e meia ;)

Desculpem-me pelo atraso, foi falta de responsabilidade da minha parte e eu me responsabilizo por isto. Tentarei não voltar a fazer isso.

Vou parar de enrolar aqui :/

Até as notas finais e BOA LEITURA!!! ^^

Capítulo 7 - Special- I'm sorry mom and dad and sister and..


Fanfic / Fanfiction Dreams - Capítulo 7 - Special- I'm sorry mom and dad and sister and..

~Billdip~

P. O. V. Dipper

- Como disse..? - Olhei para as orbes do loiro, que mais se assemelhavam ao puríssimo âmbar brilhando diante do Sol.

- Pines.. - Então entendi o brilho nos olhos, o cintilar das íris; lágrimas.

E lá estava ela, com a falta de ar, a dor no peito, transpiração, o coração acelerado..

E minha visão tornou-se turva, passando por um processo de escurecimento há muito esquecido por mim. Senti uma dolorosa fraqueza nas minhas pernas e braços, sentindo o chão sair do alcance de meus conectores de gravidade.

- Dipper?! - Ouvi um grito alto ecoar nos meus ouvidos, soando preocupado e desesperado.

E um rosto distorcido atravessou o pequeno espaço entre minhas pálpebras, arrancando um soluço meu que se fez presente com uma azia quase inigualável.

~Billdip~

Agressividade. Móveis virados, livros no chão, vidro quebrado e sangue; meu sangue.

Debaixo das unhas eu sentia algo incômodo, muito incômodo. O vermelho da minha mão lembrou-me do passado, mas as lembranças não duravam muito em meio a dor e os espasmos, estes que marcavam minhas ações passadas e presentes, uma descoberta impossível de ser necessária. Eu não estaria sofrendo se não soubesse disto, seria apenas feliz e iludido, até onde o fingimento durasse.

Mas eu teria mais boas recordações..

Um grito soou pelo meu quarto, revelando a presença de uma Mabel espantada e assustada. Eu não a havia notado até então, mas também pouco me importava, já não estava mais ali.

- Irmão.. - Os olhos da minha gêmea se encheram lágrimas, derramando uma linha gorda e salgada por uma única janela. - Eu quero.. eu posso falar contigo?

- Não.

Ela arregalou os olhos, possivelmente pela minha grosseria, e encarou meus braços durante um tempo, analisando os arranhões por onde escorria sangue, seguiu a trilha escarlate até meu pulso, onde o vermelho aumentava por ser onde acumulava-se o sangue que descia incessante. Ela abaixou mais os olhos e fitou a carne debaixo das minhas unhas, estava pasma.

E tão silenciosamente quanto entrou no cômodo ela saiu deste.

E novamente só.

Não estava com fome.

Nem com sono.

Só.. cansado.

Um..

Dois..

Três..

Quatro..

Cinco..

Seis..

Sete dias.

Realmente, não estava disposto ainda. Mas estou com saudades, eu não consigo tirá-lo da minha mente, do meu coração. Eu quero vê-lo, mas não estou pronto.

- Já tem uma semana.. - Ouvi uma voz por de trás da porta, mas a importância era nula. Isso não vale à pena. - Coma algo! - E mais batidas eu escutei.

E mais.

E mais.

E mais.

E..

Cessou.

Minha cabeça girava como um carrosseu, dando voltas e voltas, nós nos neurônios.

- Dipper, você sente saudades das loucuras de Gravity Falls? - Sussurrou abafado.

Sinto.

Meus olhos encheram-se de água, e a presença dele se tornou ainda mais necessária, de suma importância. Mas ainda havia o medo, a falta de preparo. Eu não havia treinado como suportar ou algo do tipo, queria apenas chorar e foi o que fiz.

- Você era tão mais feliz lá.. eu.. sinto muito por te prender nesse inferno. Apenas fiz o que o meu coração pediu e nem tentei pensar em como você ficaria. - É isso.

Eu não estou pensando em como ela ficou, em como meus pais estão se sentindo e.. Eu tenho que parar com isso, mas eu não estou conseguindo.

Tenho que corrigir meu erro e o enfrentar, mesmo que doa e nunca se cure essa ferida em mim.

- Mabel.. - A mesma fungou alto, esperando desesperadamente que eu prosseguisse. - Vai ficar tudo bem..

Levantei-me devagar da cama e caminhei até meu armário, abrindo uma das gavetas que residem dentro do móvel de madeira. De lá tirei um potinho com algumas pílulas; sonífero.

Tomei uma unidade sem nem mesmo tomar água, apenas seguindo em direção à minha cama.

~Billdip~

- Bill, eu..


Notas Finais


Esse capítulo tem parte um e parte dois (ótimo ^-^)
Espero que tenham gostado e que tenham lido as notas inicias (ok)
Agradeço aos leitores, tanto declarados quanto os fantasmas, agradeço aos favoritos e comentários que eu tanto amo <3
Sinceramente, meu único conforto é ler e escrever, por isso que eu nunca paro ú.ù
Obrigada pela compreensão e por quem leu até aqui (e aos que não leram também :v)
Beijokas e baybay ^3^ ♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...