1. Spirit Fanfics >
  2. Dreams (Imagine Jeon Jungkook) >
  3. Capitulo Dezenove; "Coincidência"

História Dreams (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 19



Notas do Autor


Urruh...
Aqui estou eu.
Vamos lá, galera.
Boa leitura.

Alias, quero agradecee por todos os favoritos e comentários, vocês são d+

Capítulo 19 - Capitulo Dezenove; "Coincidência"


Fanfic / Fanfiction Dreams (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 19 - Capitulo Dezenove; "Coincidência"

POV's S/n

“O que eu tô fazendo? Eu deveria ficar?”

Respiro fundo, assim que fecho os olhos a imagem dos lábios surgiu, fazendo-me abrir-los novamente.

“S/n você está aqui porque se sente culpada!” 

Nem preciso olhar para notar que ele estava me encarando, o que me deixou desconcertada. Mesmo sabendo que não deveria perguntar nada, ainda sim resolvo perguntar.

— Por que está me encarando assim? — minha voz denuncia o quão nervosa eu estou.

— Nada, só estou pensando, nada mais. — vejo-o gemendo baixinho por causa da dor quando se mexe. — Desculpe. 

— Huh? — olho-o sem entender. — Pelo que?

— Você está aqui, machucada, entretanto, resolveu passar a noite aqui, comigo. — mordo meu lábio inferior, suspirando em seguida.

— É, realmente. — sussurro. — Descanse, a gente conversa amanhã, ok? — ele sorri e confirma.

Ajeito-me sobre o sofazinho, cobrindo-me como dar. Respiro fundo, talvez por causa do cansaço, não demora muito para que meu corpo se desligue.

(Sonho)

Uma sala de aula repleta de alunos, todos falando ao mesmo tempo, conversando coisas aleatórias. Mas o silêncio se faz presente assim que a diretora entra.

A paisagem do sonho muda novamente, agora havia um aluno correndo de forma desesperada, dava pra ver as lágrimas caindo, e o quanto ele usava sua força para correr e correr.

— Mamãe!!! — o garoto gritava enquanto corria com todas as suas forças. — Me espera… — continuava a falar entre os soluços.

O uniforme se destaca em meio a sua correria, havia o nome da escola, e sobre o seu peito o crachá indicando o nome do aluno…

(Sonho off)

Acordo de repente, sentindo meu corpo todo reclamar com o impulso que tomo ao fazer isso. Minha respiração estava acelerada, e minha mente estava confusa, de forma apressada busco por minha bolsa, e meu inseparável caderninho de anotações, pego a caneta e começo a escrever todos os novos detalhes, julgando pela movimentação e o tempo, ainda estava cedo, lembro-me do nome da escola; Gyejin Suwny School. Me esforço mais ainda tentando me lembrar dos caracteres que haviam no crachá, entretanto, não ficou nítido. Mordo meu lábio inferior com força.

“Lembra, por favor, lembra”

Bon-hwa. — escuto um resmungo, e ao virar meu rosto, noto que Jungkook está acordado. — O nome do garoto é Bon-hwa. — sorrio largo, sentindo as lágrimas caindo.

— O-O que mais você viu? — indago com esperança.

— Primeiro, vi uma senhora, tudo indica que era uma diretora, ela recebeu um telefonema… E saiu apressada. — escuto atentamente. — Depois, o cenário mudou, e apareceu nitidamente o crachá do uniforme, em seguida, o garoto foi atropelado.

Ao escutar aquilo sinto meu coração acelerar novamente, de forma apertada. Minha mente é tomada por memórias.

Flashback on

— Como foi, amor? — indago animada, havia escondido toda a surpresa que fiz para ele. — Você passou?

— Eu… — meus olhos se enchem de expectativas. — Eu passei, meu amor! — grita animado, enquanto me gira no ar. — Eu consegui! Vou trabalhar como fotógrafo. — seu sorriso era tão largo que me contagiava.

— Hum, acho que vou ficar enciumada. — beijo sua testa, envolvo minhas pernas em sua cintura. — Você vai estar rodeado de modelos.

— Ei, sua chata, vou ser fotógrafo de paisagem. — começo a rir.

— Eu tenho uma surpresa. — desço do seu colo, e fico na ponta dos pés, até que consigo cobrir seus olhos com minhas mãos. — Vem, não vale olhar.

Levo-o para a cozinha, havia alguns balões, e um bolo em formato de câmera, sobre a mesa. 

— Então? — tiro minhas mãos de sua face, e nem ouço sua resposta, pois ela veio em forma de beijo.

Flashback off

— Hey? S/n? — desperto do meu pequeno transe.

— Hum? — resmungo.

— Estou lhe chamando a um bom tempo, tá tudo bem? — sua face trouxe a tona uma preocupação que eu nem sabia que ele podia ter.

— Sim, eu...só me lembrei de um dia importante. — sorrio. — Só viu isso? — ele confirma.

— Sim, só isso.

Antes que eu possa falar alguma coisa, o doutor Min entra no quarto, havia um belo sorriso no rosto.

— Bom dia, sr. Jeon, a enfermeira me disse que você descansou muito bem a noite, e não precisou de mais remédios. — diz olhando sua prancheta. — Devo dizer que sua namorada cuidou bem de você?

— Sim, minha namorada é muito gentil, cuidou bem de mim. — semicerro os olhos.

“Tô sentindo ironia da parte dele, por que será?”

— Doutor, ele está bem… Isso é um alívio. — sorrio.

— Ah, sim, srta.Gyeon, preciso que vá a recepção, tem alguns papéis que precisam de sua assinatura, já que o sr. Jeon ainda tem que ficar aqui por um tempinho.

— Sim, senhor, irei daqui a pouco. — ele se curva e sai. — Jeon?

— Que?

— Você disse que a diretora recebeu uma ligação, e saiu às pressas, no meu sonho, ela entra na sala de aula. Porém, logo o cenário muda, e já apareceu o garoto correndo, consegui ver o nome da escola. — suspiro. — Ele corria e chamava pela mãe, e pedia para ela esperar um pouco mais…

— Então. — ele parece pensar um pouco mais. — Aconteceu algo grave com a mãe dele, e ao receber a notícia ele ficou desesperado, certo?

— Sim, possivelmente foi isso. — franzi o cenho, enquanto pensava acerca do assunto. — Se descobrirmos o que aconteceu com a mãe dele, podemos impedir.

— Até agora só soubemos dele, nada sobre a mãe. Talvez ela não tenha morrido, apenas aconteceu algo grave. — mordo o lábio inferior.

— Precisamos achá-lo antes que alguém fale sobre o acontecido.

— É, mas ainda não sabemos o dia. — suspiro. 

— Bom, teremos tempo para pensar mais um pouco, irei até a recepção do hospital, descanse. — levanto-me e saio.

Ficar em um hospital era tão desesperador, me lembra o dia em que acordei, não havia nada além de solidão dentro do quarto em que fiquei em coma. Pior foi receber a notícia de que ele tinha morrido.

— Bom dia, meu nome é Gyeon S/n, sou a namorada do paciente Jeon Jungkook, o médico Min disse que eu tenho alguns papéis para assinar. — a enfermeira afirma e sorri.

— Sim, srta. Gyeon. — fico atenta a tudo a minha volta.

— Ela não está respirando!!! Preparem a sala de cirurgia agora. — ouço gritos do médico, enquanto empurravam um maca de forma apressada, senti meu corpo tremer ao ver a mulher em um estado realmente crítico. 

Fico observando toda a movimentação, e sou tirada da minha distração quando ouço meu nome.

— Assine aqui, por favor. — começo a assinar.

— Yunna, a paciente que acabou de chegar, ela está em um estado crítico, por favor, entre em contato com a escola Gyejin Suwny, o filho dela estuda lá, no segundo ano. — o paramédico continua olhando algo, enquanto fala as informações. — O nome do rapaz é Bon-hwa. — arregalei os olhos.

“É ele...é o garoto do sonho”

Fico sem reação, sem saber o que devo fazer.


Notas Finais


Uuuh que coincidência... Hummmmmm

Fantasminha, que tal um #up

Perfil no wattpad, se quiserem seguir; https://my.w.tt/0zHg1FGV04?utm_source=android&utm_medium=link&utm_campaign=invitefriends


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...