1. Spirit Fanfics >
  2. Dreams World >
  3. From cat to human

História Dreams World - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ♥️😘

Capítulo 13 - From cat to human


Emma acordou com outro fuso horário, agora que mora atualmente na Dreams Wave e começaria sua faculdade definitivamente naquela cidade que ela nunca soube como chegou, mas não questionava, pois ali era a cidade dos seus sonhos. Era como estar vivendo em um mundo perfeito, apesar dos pesares que passou na universidade.

Depois de tomar um banho quente e vestir seu uniforme para ir a faculdade, Emma foi preparar o seu café da manhã, ela colocou a pó de café no coador e ligou a cafeteira para fazer o café. Emma pegou seu celular e discou os números da casa da sua avó, o mordomo que ela odiava atendeu.

— Quem deseja? — Perguntou ao atender o telefone.

— Sou eu, Emma Jackson — Emma respondeu e ouviu um bufo de tédio.

— O que você quer agora, garota? — Perguntou encostando na parede.

— Falar com a minha avó, passa pra ela, por favor — Emma deu de ombros.

— Infelizmente a senhora Kendra não pode atender a sua ligação — Falou — Sua avó morreu, meus pêsames.

— O que? Como assim morreu? — Emma exclamou — Se isso for algum tipo de brincadeira com a minha cara.

— Querida, por que acha que eu iria brincar com isso? Eu perdi o meu emprego e agora tenho que arrumar outro, ninguém vai me pagar tão bem quanto a sua avó me pegava — Rosnou.

— Morta? Minha avó tá mesmo morta? — Emma engoliu seu choro a seco.

— O velório foi hoje de manhã, ela foi enterrada ao lado do marido como a mesma desejou — Comentou.

— O que aconteceu com ela? Ela parecia tão bem — Emma secou as lágrimas.

— As aparências enganam, agora que você sabe que não tem nem mais ela, nem suas mães, acabou pra você — Desdenhou — Siga sua vida sozinha.

Ele bateu o telefone, o celular caiu das mãos de Emma, o mundo dela pareceu desabafar naquele momento.

— Parece que eu não estou vivendo no mundo perfeito — Emma sussurrou.

Los Angeles

— Seja muito bem vindo a Los Angeles, eu sou Ashley sua colega de classe e de quarto — Ashley disse para Marlon.

— Eu não sabia que meninos e meninas podiam dividir os quartos nessa universidade — Marlon disse sorrindo.

— Por mais que a sociedade ainda esteja uma merda em alguns pensamentos, nós temos quartos unissex na faculdade. E claro que não só quartos, banheiros — Ashley respondeu — Mas óbvio que ninguém é obrigado a dormir em quatros assim, ainda existem os individuais.

— Bacana — Marlon sorriu colocando o porta retrato com Emma em cima da mesinha ao lado da sua cama.

— Sua namorada? — Ashley perguntou ficando na ponta dos pés e cruzando as mãos para trás.

— Melhor amiga, somos quase irmãos — Marlon tirou a mochila das costas e sentou na beirada da cama.

— Você ainda não me disse seu nome — Ashley sentou na cama da frente.

— Marlon Dixon, me desculpa a falta de educação no primeiro dia — Marlon estendeu a mão e ela apertou.

— Isso não é uma falta de educação comparado com o que as outras pessoas desse quarto fazem, isso é muito chato — Ashley deu de ombros.

— O que eles fazem? — Marlon perguntou e antes que ela pudesse responder, uma outra garota entrou.

— Essa é a Rue — Ashley apontou para uma garota negra de cabelos ruivos — Ela odeia praticamente todo mundo.

— Vai assustar o garoto desse jeito, Ashley — Rue revirou os olhos.

— E eu estou mentindo? — Ashley encarou ela com a sobrancelha erguida.

— Tecnicamente não, mas você parece ser a única pessoa branca dessa faculdade que não me olha como se eu fosse uma marginal — Rue disse.

— Tem poucas pessoas negras nessa faculdade? — Marlon perguntou.

— O que você acha? Uma faculdade cheia de brancos filhinhos de papai que se acham um melhor que o outro — Rue respondeu com raiva, Ashley pigarreou — Um ou outro se salva.

— Como de costume, mas isso não significa que precisamos abaixar nossas cabeças — Marlon disse.

— Essa pinta de durona não é verdadeira, eu apenas me posiciono diante de coisas que eu acho que tá errado — Rue comentou — Eu não sei de onde criaram essa imagem que mulheres negras que se posicionam são agressivas.

— Minha melhor amiga pensa a mesma coisa — Marlon sorriu — Vocês se dariam muito bem com certeza.

— Não querendo acabar com o momento maravilhoso de vocês, podemos andar juntos — Ashley disse.

— Seu pai abominaria essa ideia — Rue respondeu — Mas se somos colegas de quarto, por quê não? Eu só não aceito o merdinha do Connor aqui nesse grupo.

— O que tem eu? — Connor entrou no quarto e depois bateu a porta.

— Tirando que você é um racista que faz piadinhas ácidas como se isso tivesse graça, nada — Rue pegou a bolsa. 

— Manchando a minha reputação, Rue? — Connor perguntou com deboche.

— Você mesmo já faz isso, babaca — Rue passou se esbarrando nele.

Dreams Wave

Emma estava andando pelos corredores da faculdade, parecia tudo normal depois da última vez que ela tava presente ali, tudo estava tão tranquilo sem nenhuma turbulência para que ela pudesse questionar qualquer coisa. 

Ela abriu seu armário para pegar seus livros.

— Emma Jackson? — Chloe chamou por ela, ela virou — Sou Chloe Sullivan.

— Emma, como você já sabe — Emma disse — Já se conhecemos? 

— Eu sou sua monitora — Chloe disse.

— Eu não sabia que tinha uma monitora — Emma respondeu e Chloe deu uma folha com um monte de letras a ela.

— É, você tem e agora sabe disso — Chloe sorriu e deu de ombros.

— Eu sou uma Queen Bee? — Emma perguntou com o cenho franzido.

— Não que eu saiba, as Queen Bees não existe há anos — Chloe respondeu.

— Como assim não existe há anos? Algumas semanas atrás eu era — Emma respondeu dando de ombros.

— Emma querida, isso aqui é uma universidade — Chole estalou a língua — E não um colegial com cheerleaders.

— O que é tudo isso aqui? — Emma apontou para o papel.

— Isso são as instruções da faculdade, é a primeira vez que você tá aqui e o diretor proporcionou que eu fosse sua monitora — Chloe respondeu — Eu conheço esse lugar como a palma da minha mão, espero que goste de mim.

— Primeira vez que eu estou aqui? — Emma repetiu um tanto confusa. 

— Tem algum problema? — Chloe perguntou, mas Emma começou a mexer no seu celular novo.

— Merda, celular novo e não tem nada do que tinha — Emma suspirou.

— Você tá se sentindo bem? Temos psicólogos na universidade — Chloe disse — Eu me formei em psicologia.

— Eu estou bem, se é para começar, que comecemos do zero — Emma disse.

— Ótimo, mas qualquer coisa só falar. Suas primeiras aulas são de química, literatura e — Chole ia falando, mas nada estava entrando na cabeça de Emma.

Residência Malfoy

— Traga-me aquele gato — Selena ordenou dando um gole no wiskey.

— O que vai fazer dessa vez? — Janel perguntou com o cenho franzido.

— Desfazer o que eu fiz, na verdade, querida — Selena deu de ombros.

— Aqui — Arthur colocou Dakota em cima da mesinha de centro.

— Tira ele da gaiola, vai rápido — Selena ordenou e Arthur tirou ele da gaiola colocando em cima do sofá.

Selena pegou um pó verde dentro da gola de sua blusa e jogou sobre Dakota, que saiu de gato para um humano.

— Deus do céu, tragam uma roupa — Janel revirou os olhos ao ver Dakota pelado.

— Como se sente, Brian? — Selena perguntou sorrindo maléfica.

— Já disse que me chamo Caleb — Caleb rosnou com raiva.

Caleb é negro retinto, dos cabelos cacheados e olhos verdes.

— Agora você se chama Brian e vai trabalhar para mim — Selena disse.

— Você me transformou em um gato e me jogou na rua — Caleb exclamou.

— Tudo por uma boa causa, amorzinho — Selena pegou no queixo dele — Arrumem uma roupa para o Brian.

— Eu não vou trabalhar para você, eu quero voltar de onde eu vim e viver a minha vida normal — Caleb disse — Pensei que fosse um trabalho que pudesse ajudar meus pais e meu irmão.

— Segunda e última vez que eu vou falar, agora você trabalha pra mim e vai fazer tudo que eu mandar, ou eu vou acabar com a sua família — Selena desdenhou — Ou eu vou te transformar em um animalzinho indefeso e te jogar para leões ou qualquer animal feroz que estracalhe a sua carne viva. Você que decide, tem pouco tempo para pensar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...