1. Spirit Fanfics >
  2. Driver's license - jeno >
  3. Dear, lee jeno

História Driver's license - jeno - Capítulo 1


Escrita por: wiynah

Capítulo 1 - Dear, lee jeno


para uma experiência melhor, leia enquanto ouça driver's license da olivia rodrigo.



Janeiro, 2021.


Eu tire minha carteira de motorista semana passada, Jeno, demorei um pouco mas eu consegui, você não deve nem lembrar, porém, foi exatamente como você disse, “que seria tranquilo”, igual a gente sempre conversava.


Seria hipocrisia minha se não te contasse isso, porque você ficou tão empolgado que eu finalmente dirigia para sua casa, não que isso importe agora, você partiu meu coração.

Eu sei que já faz seis meses, mas hoje eu dirigi pelos subúrbios, chorando porque você não estava comigo. Eu sinto tanto a sua falta que dói, dói porque parece que um pedaço de mim foi arrancado. Eu te odeio tanto por isso.


Você nem deve ligar, ou lembrar de mim, com certeza está ocupado treinando, esse ano foi muito bom para NCT, eu vi, fiquei feliz porque você está conquistando tudo que quer; e você provavelmente está com aquela garota loira, a que sempre me deixou com suspeitas, vocês têm tanta química e são tão próximos, eu sei que isso soa ciumento, mas não é ciúmes, Jeno, ela é tão linda, gentil e talentosa, ela é muito mais velha que eu, Yeeun é simplesmente perfeita, ela é tudo aquilo que me deixa insegura.


Eu soube, soube no momento em você falou dela para mim, no momento em que vi vocês apresentando o programa, no momento em que eu a conheci.

Imagino todos os meninos felizes por você, ela é artista, é tão ocupada quanto você, deve te entender e enteder sua agenda maluca de cantor, e se algum dia vocês forem anunciados por algum site de fofoca, seus superiores ficaram felizes porque ela é como você, é uma boa mídia para ambos, dois coelhos com uma cajadada só, não é?


Foram gentis comigo quando conheci, mas não é a mesma coisa, certo? Eu era apenas uma universitária caloura, desconhecida, que não fazia a idéia que loucura seria se relaciona com você e toda zona que é a sua vida. 


Quando eu estava dirigindo, não conseguia parar de pensar nisso, sobre você, sobre mim, sobre nós, sobre como acabou e como estamos agora, sim, hoje eu dirigi pelos subúrbios pensando na gente, afinal, porque como eu poderia amar uma outra pessoa? se você não sai da minha cabeça ou do meu coração.


E todos os meus amigos estão cansados, aliás; de me ouvir falando o quanto eu sinto sua falta, coisa que tem acontecido muito, eles dizem que é uma recaída e isso acontece principalmente se o ex em questão foi escroto, mas eu meio que sinto pena deles, porque eles nunca vão te conhecer como eu te conheço.


Jeno você é tão bobo quando está empolgado, tentando ser engraçado, você levanta os ombros sempre que ri, é fofo; e é tão sério e durão quando está com raiva ou estressado com alguma situação, você toma o controle dela e a corrigi; é tão quieto quando esta triste, você costuma guarda tudo para si.


Eu amo tudo isso em você, e hoje, eu dirigi pelos subúrbios, e me imaginei dirigindo até você, como seria se ainda fôssemos um casal.

Vai rir de mim por não ter te superado totalmente? Estou tentando, estou querendo seguir em frente, mas às vezes não consigo parar de imaginar como poderia se fosse tudo diferente.


E eu sei que não éramos perfeitos, ok, eu sei que éramos desastrosos e indiscretos, que quase fomos pegos por aqueles sites de fofoca que seus superiores são tão obcecados; mas nunca me senti assim por ninguém, Jeno, éramos tão brilhantes juntos, e eu nem consigo imaginar como você pode estar tão bem agora que eu fui embora para longe, eu sei que você terminou, mas sei lá, sempre pensei que foi tão difícil para você como foi para mim, estou começando a achar que você mentiu para mim, todas às vezes em que me disse coisas bonitas, e acho que você não estava falando sério naquela música que escreveu sobre mim.


Porque você disse para sempre

Agora eu dirijo sozinha pela sua rua.


Luzes vermelhas, placas de pare, o trânsito aonde eu vou é sempre igual, eu ainda vejo seu rosto em carros brancos, jardins, tudo me lembra você, e lembra a gente, nossas aventuras no meio da noite, porque não podíamos sair durante o dia.

Não consigo passar pelos lugares que costumávamos ir, porque eu ainda te amo pra caralho, Jeno, mas você já deve saber disso, ou eu estou errada?


Calçadas que atravessamos de mãos dadas, aquela perto da casa dos meus tios, de iluminação precária, eu ainda escuto sua voz no trânsito, lembrando de quando você dirigia cheio de marra, eu só te apreciava, porque você fica doidamente bonito quando está confiante e atrevido, lembro de nós dois rindo por cima de todo aquele barulho do rádio, tocando músicas aleatórias, às vezes, tocava até do seu grupo, nós gritavamos e íamos a loucura, você estava ficando cada vez mais famoso.

Deus, eu estou tão triste, sei que acabamos, mas eu ainda te amo pra caralho, por mais que eu não queira.


Eu te amei com todo meu ser, e agora eu te amo com o que sobrou de mim, e eu espero, que eu possa parar de te amar mais, algum dia. Em breve, eu rezo.


Você me prometeu, nono, que seríamos eu e você contra mundo, que jamais escutaria os outros, que eu seria a sua musa e seu porto seguro como você era o meu, que poderíamos nos apoiar um no outra, construir nossa dinastia, porque não existia nada mais importante que o nosso amor e os nossos sonhos, então quando foi que isso mudou?


Quando eu disse que não podia faltar um mês da faculdade para viajar com você durante as suas férias? Ou quando eu disse que queria fazer alguma coisa decente ou não só se esconder do resto do mundo? Sinceramente, me amava o suficiente para me apresentar para os seus amigos, colegas de trabalho, seja lá o que essa turma signifique para você, mas não tinha o bastante para me assumir? Ou para conhecer meus amigos? Você achava que foi pouco tudo que abandonei por você sem nenhuma reciprocidade? Faça me o favor. 

Eu te amo mas eu vou te superar, eu não mereço isso, você sabe, você sempre soube, mas ainda sim sempre me pedia para ficar, piscando seus olhinhos lacrimejando depois de um dia infernal de ensaio.


Às vezes penso que voltaria para você sem pensar duas vezes se você me prometesse que iria tentar.


Eu lutei por você e pela nossa relação, você poderia ter feito o mesmo, você disse para sempre e agora eu ando sozinha pela sua rua.



Notas Finais


iai, rola parte dois?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...