História Dual Blades - Capítulo 49


Escrita por:

Visualizações 2
Palavras 605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 49 - Kimishita


- Kimishita... eu estava ao lado de sua mãe enquanto ela se matava.

Morasta estava prostrado no chão enquanto chorava.

- O... que? – disse incrédulo.

- Me desculpe, me desculpe, me desculpe, me desculpe! Eu ainda estava com raiva de Zacarias por ele ter matado minha amada! Eu estava andando pelo castelo quando Ésla chegou correndo e me pediu um favor: “Morasta, você sempre foi fiel a mim, por isso tenho algo a te pedir. Entre em meu quarto agora.” Eu obedeci e entrei, logo em seguida ela fechou a porta e me contou o que acontecera. “Pegue minha espada e a coloque embaixo do pé de Cedro, garanta que Kimishita a encontre e fique com ela, agora...” ela pegou uma faca e sentou na cama, percebendo o que ela faria tentei impedi-la. “Por favor Morasta, cuide de Kimishita. Zacarias sabe o motivo de eu fazer isso, mas meu filho é novo e talvez fique com raiva de seu pai, talvez fique com raiva até de mim, mas ele tem todo o direito disso. Agora vá!” A última memória que tenho de Ésla é ela se cortando enquanto eu fiquei parado olhando! Duas pessoas importantes morreram para mim e eu só fiquei parado!!

A chuva cessou.                         

- Haha... haha... hahahaha... você só pode estar brincando não é?! Você está brincando, não é?!!! 

   - Escutei alguém batendo na porta e então pulei pela janela, mas antes fiz algo que me arrependo, antes de pular olhei para trás e Ésla estava morta com sangue por todo lado, e também deixei que Zacarias me visse. Fiz o último pedido de minha rainha garantindo que seu filho pegasse a espada. Na época eu iria conversar com você, mas logo em seguida você foi embora.

Morasta já molhava praticamente todo o chão que estava próximo a ele.

- Fique em pé. – ordenei.

Ele se levantou olhando com medo para mim.

Morasta era bem maior do que eu, mas mesmo assim peguei em seu colarinho.

-  Se queria me contar tudo isso, porque não me procurou durante todo esse tempo?!?!!

- Seu pai... ele disse que eu não deveria fazer isso, logo depois ele se trancou durante dias em seu quarto onde sua mãe morrerá.

- Porque não a parou?!

- Eu não podia!! Por favor me mate!!

Lágrimas começaram a brotar em meus olhos, e larguei Morasta no chão.

- Quem deveria tê-lo matado era meu pai.

- Eu implorei, mas ele não me ouviu!

- O que ele fez?

- Disse que eu não tinha culpa.

“Maldição!”

Abri a porta e fui em direção a floresta.

- Kimishita! É perigoso sair de noite nessa floresta!

Nem dei atenção para o que o velho disse.

“Que merda! Porque sempre fujo em horas como essa?”

Escorreguei e cai sobre o barro que ficara mole devido à chuva.

“Maldição, maldição, maldição!”

Me levantei e continuei a correr ignorando os gritos atrás de mim.

Eu sempre menti para mim mesmo.

Achei que eu havia crescido, que havia mudado alguma coisa conforme o tempo passara.

Escorreguei novamente, mas dessa vez cai de cara na lama.

“Talvez eu devesse ficar aqui. É, acho que aqui é um bom lugar para alguém como eu.”

Comecei a fechar meus olhos quando uma lembrança de minha mãe ainda viva apareceu em minha mente.

“Sabe porque os heróis são tão legais?”

“Porque? – falei em resposta à sua pergunta.”

“Porque eles sempre conseguem fazer as coisas independentes das dificuldades.”

Fechei meu punho.

“Eu não sou um herói, muito menos alguém digno de ser chamado de um, mas a partir de agora farei pelo menos algo mudar, mesmo sem ser um.”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...