História Dual Blades - Capítulo 51


Escrita por:

Visualizações 2
Palavras 956
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 51 - Elkyn


- Eu não deveria ter falado! Não deveria!

Morasta estava alucinando devido as sessões de fatos que ocorreram.

- Você fez o certo. Se não falasse a culpa só iria te consumir.

Olhei para Yhita que estava afastada em um canto quieta pensando.

- O que aconteceu após Kimishita ter fugido? – perguntei.

- O rei se trancou em seu quarto e ficou lá por dias. Eu estava em uma missão a campo quando tudo isso aconteceu, se eu pelo menos estivesse lá... – Chilbora mordeu o lábio.

- Nada teria mudado – disse o velho seco – É como Morasta falou, a rainha ordenou, você tem que cumprir.

- Mas porque ela se matou? Só por causa da traição? – questionou Bertrold abrindo os braços.

- Eu não acredito que esse seja o motivo. – disse Morasta fazendo com que todos prestassem atenção nele – Zacarias tem defeitos como todo humano, mas uma coisa que tenho certeza é que ele jamais trairia Ésla, ele a amava mais que tudo.

- Então como explica ele com outra mulher?

- Teve algum motivo. Zacarias nunca faria isso sem alguma razão.

- Concordo com Morasta. Ninguém tinha dúvida que ambos se amavam, também acho que há algum motivo por trás disso.

- E a mulher, o que aconteceu com ela?

- Ninguém nunca soube. Após ela ter ido embora naquela noite em que Kimishita fugirá nunca mais a viram.

- Poderia ser alguém de outro reino. – sugeriu Bertrold.

- Não dos reinos vizinhos. Tenho uma boa memória, mas não me lembro de ter visto ela em outro lugar.

- Porque não perguntaram a Zacarias?

- Até perguntamos, mas ele nunca mais falou a respeito sobre isso, na verdade ele até criou uma regra que era proibido tocar nesse assunto.

- E durante esses nove anos que se passaram, novos membros e soldados entraram no reino e no conselho, por isso são poucos que estavam no dia em que a rainha morreu.

- Você foi mesmo um merda. – Yhita tinha a faca apontada para Morasta.

- Irmã! Não fale ass...

- Você ficou em uma situação em que as consequências são mais fortes, e sua escolha foi o caminho mais fácil, o que a maioria escolheria.

Ela se aproximou de Morasta e encostou a faca em seu peito pois não alcançava o rosto dele devido a sua falta de altura.

- Por isso você é um merda!

- Então o que devo fazer?! – gritava Morasta desesperado.

Ela deu um chute em seu saco e enquanto ele se contorcia ela gritou:

- Chorar e reclamar não é uma das coisas que deve fazer!

- O que você deve fazer é dizer que a partir de hoje vai ser sempre meu amigo e não esconder mais nada.

Uma voz que chegou por trás surpreendendo todo mundo direcionou essa palavras para Morasta.

Kimishita e Lisbeth estavam de volta.

Morasta pareceu feliz com a volta deles, porém abaixou a cabeça envergonhado.

A cobra então se aproximou dele e bateu em seu rosto com o rabo.

- Viu? Até a Adão tá dizendo que você não tem que fazer isso. Levante sua cabeça.

- Kimishita, se naquele dia eu tivesse parado sua mãe...

- Nós não teríamos nos conhecido.

Kimishita deu a mão para ajudar Morasta a se levantar.

- Se minha mãe estivesse viva eu ainda estaria no reino vivendo com meus pais e convivendo com você, Lisbeth e Chilbora, porém eu não teria vindo embora e conhecido o velho. Não teria tentado roubar para depois apanhar de Bertrold e virar seu amigo. Não teria conhecido Asterok que graças a ele deu auxílio para Elkyn e Yhita e fez com que nos conhecêssemos. Talvez se algo tivesse mudado aquele dia eu não estaria junto de vocês aqui hoje. Há males que vêm para o bem.

- Você me perdoaria?

- Não.

- !!!

- Pois você não precisa do meu perdão, só tenho que te agradecer.

Morasta pegou na mão de Kimishita e ficaram cara a cara.

- Você sempre obedeceu a minha mãe, isso é um fato honrável.

- Boa noite pra vocês, estou indo deitar. – disse o velho já entrando em casa.

- Ei! Vai deixar nos aqui fora? Está tudo molhado.

- Se quiserem podem entrar, mas terão que dormir no chão.

- Que velho chato.

- Entrem todos, o moleque vai dormir aí fora para aprender a ter respeito comigo.

Um grito foi ouvido ao longe.

- O que foi isso?

Os cavalos começaram a se agitar.

Aves que estavam nas árvores próximas voaram.

Começamos a pegar em nossas armas quando um cavalo sem cavaleiro pulou pelo morro e começou a empinar na clareira.

- Ei! Ei! Se acalme rapaz.

Chilbora conseguiu pegar em suas rédeas e parar o animal.

- Ele está com sangue nos lados, porém não é dele.

- Moleque, Bertrold, venham comigo.

O velho juntamente com os dois que tiveram os nomes chamados adentraram a floresta.

Alguns minutos se passaram quando voltaram carregando um corpo.

- Todos subam em seus cavalos e vão para a cidade! – gritou Kimishita.

- O que houve? – perguntei preocupada.

- Esse é um dos soldados de Asterok, foi morto pego por uma alcateia de lobos, conseguimos ainda resgatar seu corpo. – falou Bertrold.

- Esse soldado estava vindo para cá, então algo está acontecendo na cidade.

Chilbora e Morasta começaram a pegar os cavalos e entregar um para cada um.

Ajudei Yhita a subir devido sua ferida e logo em seguida todos corriam o mais rápido para a cidade.

- IIIIIIIAAAAAA!!! É hoje que eu ganho de Zacarias em uma batalha! – gritava o velho com a espada pra cima.

Não compartilhando da mesma emoção olhei preocupada para frente.

“Não tenho um bom pressentimento do que está por vir.”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...