História Dual Blades - Capítulo 52


Escrita por:

Visualizações 1
Palavras 603
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 52 - Morasta


- Não deixem que eles passem pela defesa!!!! – gritava Asterok agitado.

- Morasta! Me passe esse arco!

Joguei o arco pedido por Chilbora. Ele pegou uma aljava de flechas e rapidamente vários soldados estavam no chão.

Me recordei de meia hora atrás.

- O reino está atacando? – disse Elkyn incrédula.

- Mas não disseram que eles estavam sem tropas e recursos?

- Conseguiram reforços! – exclamou Kimishita.

- Mas eu pensei que os reinos vizinhos não tinham aliança com Baviera.

- Com certeza o rei ofereceu algo que fez com que doassem suas tropas.

Logo na entrada da cidade um grupo de soldados apareceu. Lisbeth acertou um e Kimishita de cima do cavalo cortou mais dois, o resto correu.

- Vamos para o sul! Parece que a batalha lá é maior!

Todos viemos para cá onde estamos a meia hora.

Eu e Bertrold lutávamos costa a costa.

- Você luta bem. – disse a ele enquanto refletia uma espada.

Os soldados aliados estavam fazendo uma barreira com escudos e o inimigo estava nos forçando para trás.

Alguns soldados que conseguiam passar pelos escudos eram trucidados por mim, Bertrold e o velho.

- Agora!!!! – gritou Asterok.

Uma saraivada de flecha voou por nossas cabeças indo parar nos adversários.

- Porque estou aqui? Preciso encontrar Zacarias! – exclamava o velho que lutava com dois soldados como se estivesse brincando.

- Kimishita, disseram avistar o rei inimigo ao oeste! – falou Selka que chegou correndo.

- Muito bem. Velho, Bertrold e Selka, sigam para o oeste!

- Sim! – responderam os três.

“Seremos capazes de ganhar essa vez?”

- Morasta! – gritou Elkyn bloqueando uma espada que iria me acertar.

Dessa vez quem atirou as flechas foram os inimigos.

Uma passou rente ao meu ombro.

Yhita se movia devagar devido ao ferimento, mas mesmo assim os soldados não estavam sendo páreos para ela.

Ouvi um palavrão ao meu lado. Chilbora tinha sido acertado no ombro por uma flecha.

Nesse momento algo inesperado aconteceu. Arqueiros que usavam os mantos de nossos aliados sacaram facas e espadas e começaram a matar os outros arqueiros.

“Temos traidores entre nossas tropas?”

Tentei evitar que um soldado fosse morto, porém o estrago já estava feito.

Atrás de mim vários clamores puderam ser ouvidos e Elkyn falou:

- O rei chegou.

Me virei para trás e lá estava Zacarias.

- Sigam conforme o planejado!!! – gritou ele.

“Mas não disseram para Selka que viram o rei ao oeste?!”

Percebi o erro que Kimishita cometerá, mas não tive tempo para reagir pois o inimigo atravessou a barreira formada pelos escudos.

- Não desfaçam a formação!!!! – Asterok gritava a plenos pulmões.

Porém de nada serviu pois as tropas se desorganizaram e aos poucos soldados avançavam.

Consegui acertar um golpe em um, mas outros passaram por mim.

Ao longe vi que Zacarias sorriu e subiu em seu cavalo rumando para o norte.

“O que ele...”

Não consegui terminar minha pergunta pois ao me virar para os soldados que passaram por mim eles retornavam com Lisbeth em suas costas.

- Me soltem! – reclamava ela que batia com o arco no capacete do soldado sem efeito.

“O objetivo deles era Lisbeth?”

Comecei a correr atrás dos soldados. Um deles se virou e sem conseguir bloquear sua espada fez um corte em horizontal em minha testa.

- AARRGHH!!!!

Minha visão embaçou e eu cai de joelhos devido a dor excruciante.

“Merda! Nos esforçamos tanto para resgatá-la no casamento e agora Lisbeth está longe de nós novamente!”

Mesmo com a mão em meu corte e com olhos fechados fui capaz de ouvir as palavras de Zacarias.

- Digam a Kimishita que estarei o esperando em casa!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...