História Dual personality l.s - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Visualizações 4
Palavras 1.657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Slash, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Qual é o seu problema?


Na manhã seguinte Harry tinha levantado primeiro que eu, o que fez, eu sentir falta de seu corpo grande emaranhado de baixo dos cobertores.

Me levantei, caminhei até a sala onde vi meu namorado esparramado no sofá somente de Boxer.. cheguei perto dele o suficiente para deitar ao seu lado.

- Amor vem pra cama.— Digo baixinho beijando seu maxilar.

Harry resmungou algo incompreensível e se virou de costas para mim me fazendo rir pela posição fetal que ele se encontrava agora.. tão lindo.

- Oky.— Vou para o quarto deixando Harry do jeitinho que ele estava.— vou tomar banho, Niall daqui a pouquinho vai me ligar pra vê se já estou arrumando.— É, eu estava falando sozinho, eu tenho essa mania de falar comigo mesmo, só que a maioria das vezes é sussurros ou resmungo. Eu já vi algumas vezes Harry fazendo a mesma coisa só que a diferença.. é que as vezes ele parece realmente está falando com outra pessoa.

Assim que acabei de tomar banho e fazer minha higiene peguei o roupão de Harry já que tinha esquecido de trazer o meu, vesti voltando para o quarto para me arrumar.

- Droga Harry, você me sustou.— Meu corpo todo estremeceu por não ter percebido a presença do maior com os braços cruzados no patente da porta.

- Eu te assusto pequeno Tomlinson?

- Claro que não amor.. só estava distraído.— Olhei sua face e reparei que coloração dos seus olhos de verde claro estão agora de um verde mais escuro tipo grama.

- Você vai sair?— Pergunta ele me analisando da cabeça aos pés.

- Tenho aula, lembra?— caminho até o guarda roupa e pego uma calça Skinner preta e uma regata também preta.

- Ele deixa você sair assim? É muito babaca mesmo.

- Ele quem?— O olhei novamente e Harry estava agora sentado na cama todo desleixado.— Se você tiver falando de Zayn é melhor parar, eu não quero falar dele.

-Zayn, eu curto o jeitão dele, o garoto tem seu estilo.— O maior se deita na cama cruzando dos braços debaixo da cabeça.

- Do que você está falando Harry? Você odeia o Zayn e agora está elogiando ele.— Bufo sem entender nada.— Às vezes acho que você faz isso pra me irritar.

- Porque não larga essa merda de calça e vem fazer um carinho no meu amigo aqui, meu pau quer atenção.— Harry aponta para o seu membro e percebo que o mesmo está duro pois o volume de sua boxer é bem visível.

- Desde quando Harry tem esse linguajar?

Ele se levanta e puxa minha cintura colando seu corpo másculo no meu me surpreendendo... sem eu menos esperar seus lábios já estavam nos meus mamilos brincando com os dentes em meus biquinhos.

- Harry eu preciso me arrumar, Niall já deve estar chegando.— Ele puxa meu cabelo desajeitado para trás deixando a pele sensível do meu pescoço completamente exposto.

Harry lambe até chegar em meu maxilar.

- É sério amor, Niall já....

- Cala a boca ou coloca seus lábios no meu pau.— Ele tampa minha boca com a mão e a outra aperta minhas nádegas com força fazendo seu membro duro pressionar minha barriga.

Harry me senta na cama tentando incessantemente colocar sua glande na minha boca.

- Para Harry...— O empurro fazendo o mesmo cabalear para trás.

Seu olhar de ódio me fuzila de certa maneira que faz meu pelos se arrepiarem, no momento que tento me levantar sou empurrado para a cama caído de costas no coxão macio.

- Às vezes acho que ele deveria te dizer que não sou do tipo de cara que não gosta de ser rejeitado, se eu quero enfiar meu pau em você eu vou enfiar.

Eu não sei o que está acontecendo, mas Harry está me assustando. Ele tenta me prender contra seu corpo e o empurro com toda minha força.

- Eu não sei o que está acontecendo com você, mas espero que mude esse seu comportamento.— me levanto, pego minhas roupas indo para o banheiro trancando a porta.

Merda... Começo a chorar baixinho.

O que está acontecendo com Harry, ele não é de agir assim.. ele é sempre doce um amor de pessoa e parece que seu comportamento mudou depois que vim morar com ele.

Será que Harry é bipolar? É a única explicação para o comportamento dele.

.

Depois de me arrumar resolvo sair do banho, olhei de um lado para o outro me verificando se Harry estava a minha espera.

Pego minha mochila e mando uma mensagem para o Niall dizendo que ele pode ir direto pois eu não queria que ele percebesse que eu andei chorando.

Assim que sai do quarto sinto um delicioso aroma de café, vou até a cozinha vendo o Harry lavando a louça.

- Já estou indo.— digo sem emoção na voz.

Harry se vira com um sorriso desajeitado mostrando uma de suas covinhas.

- Fiz panquecas do jeito que você gosta.— Ele vem até mim e me abraça.— Você demorou no banheiro amor.

Franzo a testa não entendendo porra nenhuma.

- Harry precisamos conversar.— Falo sério fazendo o mais velho me olhar estranho.

- Aconteceu alguma coisa?

- Quando eu chegar da faculdade a gente conversa.— Ajeito minha mochila nas costas olhando para o rosto do mesmo.

- Eu estarei na empresa quando você chegar.— Diz ele.— Eu fiz alguma coisa com você?

Sério que ele está me perguntando isso?

- Eu não estou gostando do jeito que você está me tratando... até tocou no nome do Zayn hoje sabendo que não gosto.. além de quase me fazer transar com você a força.— Digo tudo rápido.

- Desculpa amor, eu não me lembro.

Não se lembra, como assim?

- Tá Harry, quando você se lembrar você me pede desculpas... Estou quase achando que não foi uma boa ideia eu vir morar com você.

- Não fala isso Louis, eu vou tentar me controlar.— Ele diz tristonho e sinto sinceridade em seu tão de voz.

- Espero que sim.

- Vem tomar café. — Harry tenta pegar minha mão mas eu recuo de seu toque.

- vou tomar café na cantina perto da faculdade.— Digo beijando sua bochecha e saio logo a seguir.

[...]

- Não entendi por que você não deixou eu te buscar hoje.. estava fodendo com seu namorado gostoso é?!— Nialle rir e eu como sempre não estou com vontade de mostrar meus dentes.

- Desculpa Niall, mas estou morrendo de dor de cabeça.— Me sento no meu lugar na sala esperando o professor chegar.

- Você está estranho Tomlinson.— Por pois que eu tente esconder minhas emoções para Niall o mesmo me conhece melhor que ninguém.

- Não estou, é apenas cansaço.— Minto para o meu melhor amigo.

Mesmo eu dizendo que estava apenas cansado, Nialle, não acreditou muito nas minhas palavras me lançando um olhar interrogativo.

- Eu juro.— Ele assente e vira para frente me ignorando o restante da aula.

.

Assim que acabou a aula como sempre fui em disparada para a saída.. eu estava doido para chegar em casa e cair na cama, mas assim que chego no estacionamento vejo o carro de Harry e o mesmo com um sorriso enorme ao me ver.

- Olha que homão da porra.— Niall só falta lamber onde o cacheado pisa.

- Daqui a pouco vou ficar com ciúmes.— Digo rindo.—  Vai que um dia eu chego em casa e encontro vocês na cama com o meu homem.— Digo rindo e Niall me olha sério.. fico feliz por ele ter esquecido o ocorrido da sala.

- Cruzes.. eu acho Harry um pedaço de mal caminho, mas já tenho namorado.

- É eu sei, agora deixa eu ir.

Dou um beijo na testa do loiro e vou até Harry um pouco desajeitado, por mais que eu esteja feliz de vê-lo aqui  ainda estou magoado com que ele fez comigo esse dois dias consecutivos.

- O que você está fazendo aqui?— Pergunto.

- Ué!! Não posso buscar meu namorado lindo?!— O mesmo vem ao meu encontro tentando me abraça fazendo eu esquivar rapidamente.

Vi que Harry não ficou muito contente por eu desvencilhar de seus braços...mesmo assim não diz nada para o meu alívio.

- Claro que pode, mas você não me comunicou que viria.

- Sim eu sei.. só que vi seu carro na garagem quando fui para a empresa e quis lhe fazer um surpresa vindo até aqui.— Diz ele me olhando sério.— Não gostou?!Eu posso ir embora se quiser.

- Para Harry, não foi isso que eu quis dizer é você sabe.

Entro dentro do carro e Harry continuar lá fora me encarando sério.

.

Depois que chegamos em casa fui direto para o quarto trocar de roupa, eu estava quase congelando dentro do carro porque Harry não quis ligar a merda do aquecedor por sei lá porque... Também não fiquei implorando pra ele ligar.

- Você quer comer pizza ou prefere outra coisa?!— Pergunta o mais velho assim que entra no quarto se jogando na cama enquanto me visto.

- Tanto faz.— Dou de ombros e saio do quarto indo até a sala pegando o controle da tv.

Minutos depois sinto o lado do sofá afundar com o peso do cacheado.

- Louis?!— Ele me chama e finjo está prestando atenção na tv.— Amor olha para mim.

- Hum..

Me viro para ele encontrando seus olhos em mim.

- Sei que às vezes eu ajo como se não fosse eu mesmo, mas quero que saiba que eu te amo e que não faria nada de mal a você.. então pela milésima vez me desculpa se eu fiz alguma coisa que não lhe agradasse, só não me trate indiferente como se eu fosse uma ameaça.— Ele acaricia minha perna esquerda com delicadeza.— Eu não gosto dessa distância entre a gente.

Eu sei que Harry e sensível quando estamos brigados, mas ainda estou com raiva e magoado com a atitude do mais velho. Mesmo assim acho que devemos conversar e tentar resolver nossas diferenças o mais rápido possível.

- Não vou mentir que fiquei magoado com você, droga, você nunca me tratou assim.— Tento falar calmante.

- Eu sei.. me perdoa vou tentar não te magoar novamente.

- Eu sei disso.— Me ajeito no sofá e dou-lhe um selar demorando recebendo um carinho na nuca do homem que fez minha vida mudar de uma hora pra outra.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...