1. Spirit Fanfics >
  2. Duals >
  3. Jennie Kim

História Duals - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - Jennie Kim


- Jen, você quer ir ao hospital? Quer algum remédio? - Rosé diz preocupada ao me ajudar a andar até o banco. Jisoo acertou a bola com tanta força, em minha barriga, que está tudo dolorido agora.

- Não, vai passar, é só por agora. - digo com dificuldade. Cada vez que respiro e minha barriga contrai, é uma dor diferente.

- Você pegou pesado ao provocá-la daquele jeito.

- Não venha me dar sermão, eu sou a pessoa que está sofrendo com dores aqui! - dou um rosnado para ela.

- Agora que seu pescoço voltou ao tom normal, Jen. - ela balança a cabeça, enquanto me observa - Você a machucou tanto que ela chegou a te enforcar, tem noção do quão sério isso é?

- As coisas não vão ficar assim, espere até que minha dor passe. Eu vou fazer ela se arrepender do que fez comigo. - bato a mão no banco e solto um gemido de dor ao sentir minha barriga doer novamente.

- Eu preciso tomar banho. Meus pais estão me esperando. - ela suspira e olha em volta - Acho que todos já foram embora, você pode ficar aqui até conseguir ir ao vestiário para tomar banho.

- Ok, tudo bem, obrigada, Rosie posie. - respiro fundo, devagar, e parece que está melhorando.

- Me ligue se piorar, ok? Eu volto no mesmo instante para te ajudar. - ela aperta meu joelho suavemente. Apenas aceno com a cabeça enquanto ela sai.

Me deito no banco, algum tempo depois, e ouço as portas grandes do ginásio se abrirem e fecharem rapidamente. Rosé deve ter terminado de se arrumar e foi embora.

Levanto minha blusa e deslizo os dedos suavemente em minha barriga, fazendo uma carranca de dor ao sentir o quão sensível está. A marca vermelha já está bastante clara. Será que as coisas estão realmente indo longe demais, assim como Rosé disse?

Eu não consigo controlar. Kim Jisoo me deixa tão irritada que eu sempre tenho que fazer algo sobre isso. Eu não posso deixar que ela faça isso e pense que pode se safar tão facilmente. Já não basta ter me empurrado na piscina e acabado com minha sessão de fotos.

Me levanto com cuidado e vou andando até o vestiário. Pelo silêncio, todos já foram embora. Eu não quero ir ainda, não há ninguém em casa esperando por mim. Kai está ocupado com algo, que eu não faço ideia do que é, e eu não tenho mais nada para fazer.

Empurro a porta e vou até meu armário, olho as fotos com as garotas e os garotos e dou um leve sorriso. Eu amo meus amigos, mas eu sinto um vazio. Falta algo. Me sinto como um quebra-cabeça com uma peça perdida e falta apenas ela para completar tudo.

Eu sou linda, rica, gostosa, inteligente, tenho um namorado bonito e popular. Qualquer pessoa sonha em estar no meu lugar, qualquer pessoa gostaria de ser eu, nem que fosse por um dia. Todos me amam e me admiram, então o que falta? Não é a atenção ou o amor dos meus pais, isso já me acostumei a não ter.

Tiro toda a minha roupa, aproveitando que finalmente estou sozinha, e jogo dentro da bolsa. Pego a toalha e jogo nos ombros. Paro em frente ao espelho e me observo. Eu sou mesmo gostosa, até suada e com uma marca idiota de bola de basquete na barriga.

Volto a andar em direção aos chuveiros e evito pensar na peça que falta do meu quebra-cabeça, onde vou encontrar e o que é que eu preciso. E aí, destino, que tal me ajudar a encontrar essa peça e tornar Jennie Ruby Jane Kim completa?

Tiro os chinelos devagar e entro no grande espaço compartilhado. Estranhamente, tudo está repleto de vapor, sendo que Rosé foi embora já tem algum tempo. Não é possível que alguma idiota deixou um dos chuveiros ligados, na temperatura mais quente, e agora esse vapor está por todo lado.

Meus pensamentos são lançados para o espaço quando esbarro em alguém, me fazendo desequilibrar e escorregar no piso molhado. Quem quer que seja tem uma pegada firme, porque sinto o braço da pessoa em minha cintura, me segurando, enquanto me encosta contra o azulejo molhado e gelado. Balanço a mão para espalhar o vapor entre mim e a pessoa que me salvou da queda certeira.

- Jennie? - a voz de Jisoo é baixa e rouca. Ela está tão surpresa quanto eu, ou talvez mais.

Eu não consigo dizer nada. Meus olhos estão presos aos dela e tudo em que consigo pensar é em como o corpo dela está quente. Nossos corpos estão literalmente grudados, enquanto o meu está sujo e molhado de suor, o dela está limpo e molhado de água.

A respiração dela está acelerada, assim como a minha e meu olhar cai em seus lábios em formato de coração. Minhas mãos estão apoiadas em seus ombros e eu aperto involuntariamente, a pressionando ainda mais contra mim.

Jisoo está com a boca entreaberta e quando nossos olhares se encontram novamente, sinto um arrepio por todo meu corpo. O olhar dela é tão intenso e escuro, quase como se ela estivesse sendo tomada por algo. Desejo. Passo a língua em meus lábios ao me dar conta disso.

Que merda é essa? Jennie Kim? Não estou me reconhecendo. Na verdade, eu não estou reconhecendo meu próprio corpo e esses gestos involuntários que ele está tendo. Minha respiração se acelera ainda mais quando me dou conta do quadro geral em que estamos.

- ME SOLTA! ME SOLTA! - começo a dar tapas nos ombros dela.

- Eu te salvei de escorregar e cair, é assim que você me agradece? - ela ri baixinho e morde a própria boca. Sinto minhas bochechas corarem.

- ME SOLTA, KIM JISOO!

- Baby, é você que está me puxando contra si. Você precisa se decidir, sua boca diz uma coisa e seu corpo diz outra, talvez eu devesse ocupar sua boca. - ela diz baixinho com a voz rouca e eu fecho os olhos. Meu coração está tão acelerado e eu cravo as unhas nos ombros dela.

- VOCÊ É UMA PERVERTIDA! - a empurro e ela começa a gargalhar, enquanto tira o braço da minha cintura e dá alguns passos para trás.

- Você está corando enquanto tem um gay panic. Não acredito que vivi para ver isso. - ela ri cada vez mais alto.

- EU ODEIO VOCÊ! - a puxo pela mão e a empurro para fora do banheiro, fechando a porta logo em seguida e trancando.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...