História Duas Almas - Capítulo 90


Escrita por:

Postado
Categorias Maiara e Maraisa, Marília Mendonça
Personagens Marília Mendonça
Tags Ação, Choro, Dor, Drama, Família, Filhos, Lágrimas, Maraisa, Marília Mendonça
Visualizações 15
Palavras 1.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desejo uma maravilhosa leitura para todos os meus leitores.
#Abraços *-*

Capítulo 90 - A viagem


Fanfic / Fanfiction Duas Almas - Capítulo 90 - A viagem

 [ Marília & Maraísa ]

A viagem foi calma e silenciosa, Léo e Maraísa, dormiram a viagem toda. Eu apenas observava meus dores amores dormindo. No fundo não estou acreditando que vou passar uma semana todinha com minha família.  Ao lado de meu filho e da minha esposa, sim, Maraísa é a minha esposa moramos mais de seis  anos juntos e agora mais do que nunca temos o nosso elo que é nosso filho Léo, a nossa benção divina. Assim que desembarcamos em um pequeno aeroporto, seguimos caminho de carro até uma casa de praia afastada de tudo e de todos, uma pequena casa de praia no meio do nada escondida de todos, de tudo e principalmente do mundo. Olhei para Maraísa que olhava para a imensidão do mar com seus olhos brilhantes. Eu precisava afzer a pergunta que está em minha garganta, Eu preciso perguntar como Ela descobriu esse paraíso.

- Como descobriu aqui amor? – Prgunto mordendo meus lábios, onde observo Marapisa suspirar profundo.

- Você quer a verdade, Marília!

- Sim!

- Houve um tempo que Eu queria ser Eu mesma, e como não havia me assumido para ninguém e queria meu momento a sós com as pessoas, sempre vinha para cá.

Marília abre a boca e fecha.

- Eu gosto desse lugar, e sempre imaginei nós duas nessa casa, nesta praia. Sempre sonhei com Você aqui.

- Quando vinha para cá?

- Em minhas férias depois do show, ou quando ficava alguns dias de folga.

- Com quem vinha?

- Sozinha.

- A verdade Maraísa?

- Eu nunca trouxe mulher aqui, se é isso que está pensando. A única mulher que prometi e jurei trazer aqui é Você, Marília Dias Mendonça.

Maraísa olha para Marília sorrindo.

- Vamos entrar? Eu preciso me sentar.

- Maraísa?

- Eu estou bem. Apenas quero me sentar.

Rapidamente ambas entram na casa, onde Marília olha para tudo encantada. Tudo muito simples e aconchegante o contrario do que estão acostumada em Goiânia que é luxo e ostentação, ali se sente uma pessoa normal. Uma pessoa como todas as outras. Sem luxo e fama.

- Aqui é lindo, Maraísa! Um verdadeiro paraíso.

Marília olha para a morena e observa a carinha de dor da mais velha.

- Amor?

- Estou bem!

- E essa carinha de dor? Não minta para mim, Carla Maraísa. - Pergunta Marília passando a mão carinhosamente no rosto de Maraísa que fecha os olhos sentindo o toque de sua loira.

- Logo passa ... Aqui  não é lindo mesmo meu amor? Vamos aproveitar muito essa semana.

- Você acha que foi uma boa idéia vir para cá, Carla Maraísa? Você está de repouso, preciso de descanso. E se passar mal ou sentir dor?

 

- Calma e respira, Marília Mendonça. Eu estou bem, e nada vai acontecer qualquer coisa tomo um remédio para dor e espero fazer efeito.

- Você arruma um jeitinho para tudo?

-Sempre meu amor. Vamos colocar o Léo na cama?

- Vou dar um banho nele, aqui está calor.

Maraísa mostra o quarto para Marília, onde ambas dá um banho no pequeno e em seguida o amamenta com o leite materno e depois o coloca para dormir no berço.

- Ele é lindo, não é mesmo amor? – Pergunta Maraísa se aproximando onde abraça Marília que sente todo o seu corpo se arrepiar. – Eu quero Você Marília, quero sentir seu corpo, seus beijos  e seu gosto minha rainha.

- M-Maraísa? Geme a mais nova.

- Você não me quer? Você me deseja?

- É tudo o que mais quero minha vida.

- Então ...

Marília sorri onde se vira beijando os lábios de Carla Maraísa, a partir daquele momento ambas se entregaram ao desejo carnal, ao amor e ao sexo. Foram momentos únicos de prazer e amor, ambas aproveitaram a cama com um delicioso sessenta e nova, e algumas posições nova que Marília fez questão de ensinar para Maraísa, como a Tirando a temperatura, o saco de dormir, submissão impossível, só as cachorras. Depois de horas e horas de prazer e um banho delicioso, ambas deitaram na cama exaustas e feliz. Maraísa tem os olhos fechados onde Marília a olha preocupada.

- Você está bem?

- Estou ótima meu amor! Estou até me sentindo mais jovem.

- Gostou das novidades, Maraísa? – Pergunta Marília sorrindo.

- Amei! Obrigada, por me proporcionar sensações únicas.

- Qual gostou mais?

- Tirando a temperatura.

Marília sorri beijando os lábios de Maraísa.

- Vamos descansar?

Maraísa se aconchega, onde sente Marília lhe abraçar dormindo de conchinha juntinhas.

Ambas se entregaram ao sono e ao cansaço do corpo.

Os dias foram se passando, onde tudo o que existe é apenas Marília, Maraísa e Léo no pequeno paraíso.

Léo, colocou seus pezinhos na água do mar onde o momento foi fotografado por Marília que postou em suas redes sócias com a frase: “ Primeiro contato do meu Leãozinho com a água do mar”. Em menos de uma hora foram mais de quatro mil visualizações.

Maraísa e Marília, era apenas felicidade.

Ambas se amaram de diversas formas, e varias vezes ao dia.

Marília preparou um delicioso almoço para sua família, onde Maraísa elogiou a esposa.

Os dias foram se passando lentamente, onde ambas aproveitaram o máximo a semana juntinhas.

Como tudo o que é bom dura pouco, precisaram voltar para casa, para a realidade. Para a sociedade.

Maraísa tem algumas gravações que vai começar  afazer do programa sotocatop e Marília já está preparando sua volta aos palcos. Léo já está completando seus seis meses de vida.

Antes de voltarem para Goiânia, compraram presentes para todos, não pode faltar uma lembrancinha.

- Eu não quero voltar! – Fala Maraísa olhando pela última vez para o mar.

- Temos  que voltar meu amor. Nossa vida está longe desse paraíso Maraísa.

- Eu gosto tanto daqui. É tão calmo e sereno, Marília ... É um paraíso ... O nosso paraíso.

- Eu também gostei daqui ... aqui pode ser o nosso refugio da sociedade, Maraísa ... Como Você diz, “O nosso paraíso”.

- Verdade amor?

- Sim! Podemos vir sempre aqui. O me diz?

- Eu vou amar.

Maraísa abraça Marília sorrindo, onde beija a bochecha do filho.

As quatro e vinte e oito da tarde embarcaram no jatinho particular  de volta para Goiânia. De volta para a realidade, de volta para a vida na sociedade.

Assim que chegam em Goiânia são recebidas por um forte abraço de Dona Maria.  A Senhora é como uma mãe para Marília e Maraísa, e sem contar em seu amor de Vovó coruja pelo pequeno Léo.

Após estarem mais descansadas e de banho tomado, deitam na cama onde olham para Léo que dorme no meio das duas deitadinho na enorme cama de casal.

- Ele está cansado, Marília.

- E feliz, Maraísa.

- Eu amo Vocês dois, e juro que vou te amar por toda a minha vida, Marília Mendonça.

Os olhos de Marília se enche de lágrimas onde segura na mão de Maraísa sorrindo.

- Nós também te amamos, Carla Maraísa ... E Eu juro que vou te amar cada vez mais até meu ultimo sopro de vida.

Ambas se olham emocionadas.

- Você é o melhor de mim, Marília.

- E Você é a minha razão de viver, Maraísa.

Não precisam dizer mais nada para saber o quanto se amam.  O olhar entre ambas dizem mais que mil e uma palavra.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...